SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número2Avaliação da dinâmica de leveduras presentes na fermentação de mostos por perfis de SSCPEfeito da rega na depleção da água no solo, crescimento vegetativo, rendimento e composição da uva da casta Touriga Nacional índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ciência e Técnica Vitivinícola

versão impressa ISSN 0254-0223

Resumo

BOTELHO, Manuel; CRUZ, Amândio  e  CASTRO, Rogério de. Densidade do coberto vegetal na casta ‘Alfrocheiro’ (Vitis vinifera L.) I. Efeitos na estrutura e microclima do coberto vegetal, vigor e expressão vegetativa. Ciência Téc. Vitiv. [online]. 2012, vol.27, n.2, pp.103-114. ISSN 0254-0223.

A avaliação dos efeitos da densidade de sarmentos e da desfolha sobre o microclima, estrutura do coberto vegetal, vigor e expressão vegetativa foi avaliada durante 3 anos (2004 a 2006), na casta Alfrocheiro, na região demarcada do Dão, Centro-Norte de Portugal. Ao estado fenológico G de Baggiolini (cachos separados) foram introduzidas três densidades de sarmentos: testemunha (D1), 18 sarmentos/m sebe (D2) e 12 sarmentos/m sebe (D3). Ao pintor foi introduzido o factor desfolha na zona dos cachos: F1 - com desfolha; F0 - sem desfolha. A nível fisiológico, em nenhum dos anos se encontraram diferenças significativas entre as diversas modalidades, no entanto, entre os três anos encontram-se diferenças apreciáveis na evolução sazonal do potencial hídrico foliar de base, maioritariamente explicadas pelas condições meteorológicas ocorridas, nomeadamente pela quantidade e distribuição da precipitação ao longo da estação de crescimento vegetativo. A resposta vegetativa das plantas foi amplamente marcada pelo ano, em especial pelo regime pluviométrico. Os crescimentos secundários (netas) em 2005, resultado do forte stress hídrico observado, foram reduzidos e como consequência a área foliar total das plantas foi inferior ao verificado em 2004 e 2006. Em qualquer dos anos, as diferenças encontradas na área foliar por cepa foram devidas ao números de sarmentos e não à área foliar por sarmento. O peso médio do sarmento aumentou proporcionalmente à redução do seu número, sem que tenha havido diferenças significativas no peso de lenha de poda por videira. A correção do número de sarmentos teve como consequência a redução da densidade do coberto vegetal na zona dos cachos, traduzida pelo menor número de camadas de folhas e pelo aumento da radiação intercetada. Efeito similar mas mais acentuado foi obtido pela desfolha. A nível vegetativo, embora pequenas variações tenham sido observadas entre as diversas densidades de sarmentos, em nenhuma delas se encontraram condições de ensombramento que tenham conduzido a situações de senescência foliar por falta de insolação.

Palavras-chave : densidade de sarmentos; desfolha; área foliar; estrutura do coberto; microclima; vigor.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )