SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Uso da fertirrigação na cultura da uva na região do sub-médio Vale do São Francisco no Nordeste do BrasilUma abordagem sensorial e química ao aroma de aguardentes vínicas envelhecidas da Lourinhã índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ciência e Técnica Vitivinícola

versão impressa ISSN 0254-0223

Resumo

INES, António; TENREIRO, Tania; TENREIRO, Rogério  e  MENDES-FAIA, Arlete. Revisão: as bactérias do ácido láctico do vinho- Parte I . Ciência Téc. Vitiv. [online]. 2008, vol.23, n.2, pp.81-96. ISSN 0254-0223.

A fermentação maloláctica (FML), prática corrente em vinificação, é um processo de desacidificação biológica, realizado por bactérias do ácido láctico (BAL). A complexidade e diversidade da actividade metabólica das BAL sugerem que a FML pode afectar positiva ou negativamente a qualidade do produto final. Nesta revisão apresenta-se uma caracterização geral das BAL em termos de taxonomia, metabolismo, habitats e aplicações industriais e o estado-da-arte sobre as BAL do vinho e do seu papel no processo de vinificação. Os efeitos benéficos (hidrólise dos glucosídeos pela acção de β-glucosidases) e nocivos (degradação da arginina e formação de carbamato de etilo; formação de aminas biogénicas, nomeadamente histamina, tiramina e putrescina) das BAL do vinho, bem como a temática das culturas ‘starter’, são igualmente explorados para ilustrar o interesse enológico deste grupo particular de microrganismos.

Palavras-chave : bactérias do ácido láctico; fermentação maloláctica; â-glucosidases; aminas biogénicas; vinho.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )