SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número1O doseamento do ácido D(+)-málico em vinhos com baixos teores, empregando o método enzimático índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ciência e Técnica Vitivinícola

versão impressa ISSN 0254-0223

Resumo

CALDEIRA, Ilda et al. Formação de uma Câmara de Prova Organoléptica de Aguardentes Velhas e Selecção de Descritores Sensoriaisa,b . Ciência Téc. Vitiv. [online]. 1999, vol.14, n.1, pp.21-30. ISSN 0254-0223.

No âmbito de um projecto de investigação sobre o envelhecimento de aguardentes da Lourinhã (PAMAF 2052) e em colaboração com a Comissão Vitivinícola Regional de Lourinhã procedeu-se à selecção e treino de um grupo de prova de aguardentes velhas tendo em vista a consitutição da sua câmara de prova. Este grupo procedeu à análise sensorial descritiva de diversas soluções odorantes e de várias aguardentes velhas. Neste trabalho apresentam-se os resultados do curso e a técnica utilizada na formação da câmara, bem como os descritores mais frequentes para o aroma e o sabor de substâncias conhecidas e, os descritores sensoriais mais utilizados nas aguardentes. A análise dos mesmos conduziu à elaboração de uma ficha de prova descritiva, que é a actualmente utilizada.

Palavras-chave : prova organoléptica; aguardentes velhas; formação; descritores; provadores.

        · resumo em Francês | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )