SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número182O princípio de autoridade e os motins antifiscais de 1862Remessas do ouro brasileiro: organização mercantil e problemas de agência em meados do século xviii índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Social

versão impressa ISSN 0003-2573

Resumo

GONZALO, Ignacio Chato. Portugal e Espanha em 1856: a díspar evolução política do liberalismo peninsular. Anál. Social [online]. 2007, n.182, pp.55-75. ISSN 0003-2573.

1856 supõe um importante ponto de inflexão no desenvolvimento do liberalismo peninsular. Enquanto em Portugal se assiste, nesta conjuntura, à primeira alternância ministerial com a formação do primeiro governo do duque de Loulé - o que implicará a consolidação da Regeneração -, em Espanha é o ano do abandono do biénio progresista, uma tentativa mal sucedida de promoção do parlamentarismo e do constitucionalismo, e de retirar dinâmica política às tentativas revolucionárias e levantamentos militares.

Palavras-chave : duque de Loulé 1856; liberalismo; Regeneração.

        · resumo em Francês | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons