SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3Nação e integração nas escolas de fronteira: a mobilidade docente e a aprendizagem das línguas nacionais entre o Brasil e a ArgentinaAproximación etnográfica a las manifestaciones de agencia en personas nonagenarias y centenarias en Chile índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Etnográfica

versão impressa ISSN 0873-6561

Resumo

BARREIRA, Irlys Alencar F.  e  DIOGENES, Glória. Uma vida que não se conta: nos caminhos da singularidade. Etnográfica [online]. 2019, vol.23, n.3, pp.649-672. ISSN 0873-6561.  http://dx.doi.org/10.4000/etnografica.7340.

Baseado em modos de observação e construção peculiares da elaboração de narrativas em pesquisa, o artigo analisa as condições singulares de uma moradora de rua, brasileira, sem documentos, e com dificuldades de estabelecer vínculos pessoais ou institucionais. Observar e conversar, tendo como inspiração o uso da etnobiografia, guiaram a investigação, feita nos anos de 2015, 2016 e 2017. Seguir a rotina da ocupante de rua tornou-se uma das formas iniciais de verificar como, por meio de sobrevivência tão inóspita, em espaço urbano marcado pela desigualdade, era possível preservar uma regularidade de ações, inventando condições especiais para recriar a “casa” e o “trabalho”. A proposta metodológica do artigo, amparada no cruzamento de saberes (sociologia, antropologia e psicanálise), suscita questionamentos sobre como incorporar o tema da singularidade na pesquisa, esgarçando, no limite, as possibilidades da linguagem e da escuta da vida social em suas nuances mais inesperadas.

Palavras-chave : uso da rua; singularidade; etnobiografia; pesquisa; cruzamento de saberes.

        · resumo em Português | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons