SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número179«Apolíneos e dionisíacos»: o papel do futebol no pensamento de Gilberto Freyre a respeito do «povo brasileiro»«Entrar no jogo»: pela Rússia, pelo dinheiro e pelo poder índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Social

versão impressa ISSN 0003-2573

Anál. Social  n.179 Lisboa  2006

 

«A parte que te cabe neste latifúndio»: o futebol brasileiro e a globalização

Marcos Alvito*

 

O processo de globalização tem tido um impacto alarmante sobre o futebol brasileiro. A constituição de um mercado mundial de compra e venda de jogadores transformou o Brasil num celeiro de craques para exportação. Há o enfraquecimento do campeonato nacional e os clubes mais tradicionais entram em crise, gerando protestos e frustração entre os torcedores. O valor da mercadoria futebol para a indústria de artigos esportivos e para a televisão faz com que haja uma pressão (em nome da segurança) para a «domesticação» dos torcedores, agora encarados como consumidores. O aparelho policial é convocado para auxiliar nesta tarefa e assiste-se à montagem de uma estrutura de vigilância e de controlo.

Palavras-chave: Futebol, Brasil, futebolistas

 

«La partie qui lui revient dans le latifundium»: le football brésilien et la mondialisation

Le processus de la mondialisation possède un impact alarmant sur le football brésilien. La constitution d’un marché mondial d’acquisition et vente de joueurs a transformé le Brésil en un grenier de cracks voués à l’exportation. D’où l’affaiblissement du championnat national et la crise des clubs les plus traditionnels, donnant lieu à des protestations et à la frustration des supporters. La valeur de la marchandise football pour l’industrie des articles sportifs et pour la télévision fait en sorte qu’il y ait une pression (au nom de la sécurité) dans le sens de «l’apprivoisement» des supporters, présentement envisagés comme des consommateurs. L’appareil policier est convoqué pour aider à la tâche, et l’on assiste au montage d’une structure de surveillance et contrôle.

 

«Your share in this estate»: Brazilian football and globalization

Globalization has had an alarming impact on Brazilian football. The establishment of a world market for the purchase and sale of players has transformed Brazil into a store of star footballers for export. The national championship has been weakened, and the more traditional clubs are facing a crisis, generating protest and frustration amongst supporters. The high value of football merchandise for the sporting goods industry and for TV creates strong pressure (in the name of security) for the «domestication» of supporters, who are now viewed as consumers. Police forces are called in to help with this task, and a structure of surveillance and control is being put in place.

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text only available in PDF format.

 

BIBLIOGRAFIA

Bourdieu, Pierre (1983), «Como é possível ser esportivo», in Questões de sociologia, Rio de Janeiro, Editora Marco Zero, pp. 136-151.         [ Links ]

Bourdieu, Pierre (1990a), «Programa para uma sociologia do esporte», in Coisas ditas, São Paulo, Brasiliense, pp. 207-220.

Bourdieu, Pierre (1990b), «A dissolução do religioso», in Coisas ditas, São Paulo, Brasiliense, pp. 119-125.

Caldas, Waldenir (1990), O pontapé inicial. Memória do futebol brasileiro (1894-1933), São Paulo, IBRASA.

Cruz, Antônio Holzmeister Oswaldo (2005), A nova economia do futebol: uma análise do processo de modernização de alguns estádios brasileiros, UFRJ/MN, dissertação de mestrado em Antropologia Social.

Damo, Arlei Sander (2005a), Do Dom à Profissão. Uma etnografia do futebol espetáculo a partir da formação de jogadores no Brasil e na França, UFRGS, tese de doutorado em Antropologia Social.

Damo, Arlei Sander (2005b), «Senso de jogo», in Esporte e Sociedade, Rio de Janeiro, ano 1, n.º 1, nov. 2005/fev. 2006, disponível em http://www.lazer.eefd.ufrj.br/espsoc/, acesso em 28 de novembro de 2005. ISSN 1809-1296

Elias, Norbert, e Dunning, Eric (1992), Deporte y ocio en el proceso de la civilizacion, México, Fondo de Cultura Económica.

Giddens, Anthony (1991), As consequências da modernidade, São Paulo, Editora da UNESP, 2.ª ed.

Giullianotti, Richard, e Williams, John (orgs.) (1994), Game without frontiers: football, identity and modernity, Aldershot, Arena.

Helal, Ronaldo (1997), Passes e impasses: futebol e cultura de massa no Brasil, Petrópolis, Vozes.

Jameson, Fredric (1991), Postmodernism, Or the Cultural Logic of Late Capitalism, Durham, NC, Duke University Press.

Lafranchi, Pierre, e Taylor, Matthew (2001), Moving with the ball: the migration of professional footballers, Oxford, Berg.

Murad, Mauricio (1996a), Dos pés à cabeça: elementos básicos de sociologia do futebol, Rio de Janeiro, Irradiação Cultural (1996b) «Futebol e violência no Brasil», Pesquisa de Campo, n.os 3-4, 1996, pp. 89-103.

Proni, Marcelo Weishaupt (2000), A metamorfose do futebol, Campinas, UNICAMP.

Teixeira, Rosana da Câmara (2003), Os perigos da paixão: visitando jovens torcidas cariocas, São Paulo, Annablume.

Toledo, Luiz Henrique de (1996), Torcidas organizadas de futebol, Campinas, São Paulo, Editora Autores Associados, ANPOCS.

Zirin, David (2005), What is my name, Fool?: Sports and Resistance in the United States, Chicago, Haymarket Books.

Zubieta, Carlos Goñi (2002), Futbolsofía. Filosofar a través del fútbol, Madrid, Ediciones del Laberinto.

Periódicos

Folha de São Paulo (diário, edição impressa e online).

Jornal dos Sports (diário esportivo).

Lance! (diário esportivo, edição impressa e online).

O Globo (diário, edição impressa e online).

Placar (revista mensal).

The Guardian (diário, edição online).

 

* Universidade Federal Fluminense.

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons