Scielo RSS <![CDATA[Motricidade]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1646-107X20160001&lang=pt vol. 12 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>The changes in the research landscape and the revamp of the Journal Motricidade</b>: <b>The challenges and threats researching sports performance</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Associação entre comportamentos de risco para a saúde e fatores sociodemográficos em universitários de educação física</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi analisar a associação entre comportamentos de risco para a saúde e fatores sociodemográficos de estudantes universitários de Educação Física. A amostra foi constituída por 403 estudantes do curso de Educação Física de uma universidade do norte-central do Paraná, Brasil. Como instrumentos foram utilizados um inquérito para caracterização sociodemográfica dos participantes e o National College Health Risk Behavior Survey (NCHRBS). Para análise de dados utilizou-se Qui-Quadrado 2x2 e Odds Ratio, adotando como critério de significância estatística p<0.05. Os resultados demonstraram que os principais comportamentos de risco para a saúde relacionaram-se com a insatisfação com peso corporal, segurança e violência, alimentação inadequada, consumo de álcool e comportamento sexual de risco, com prevalência superior a 80%. Os fatores relacionados a risco foram ser do gênero masculino, estudar no período noturno, ter baixa renda e ser solteiro, enquanto os fatores protetores foram estar nos primeiros anos do curso, ter religião e ter pais com boa escolaridade. Ser atleta na infância e adolescência atuou como fator de risco e de proteção para alguns comportamentos. Concluiu-se que ser do gênero masculino, solteiro, dos últimos anos do curso, do período noturno, sem religião, com menor renda econômica e pais com baixa escolaridade são fatores relacionados com a maioria dos comportamentos de risco para saúde.<hr/>The aim of this study was to analyze the association between risk behaviors for health and sociodemographic factors of physical education college students. The sample was 403 students of Physical Education at an university in north-central, Parana, Brazil. An inquiry for socio-demographic characterization of the participants and the National College Health Risk Behavior Survey (NCHRBS) was used as instruments. The data was analyzed using Chi-square 2x2 test and risk was evaluated using Odds Ratio using p<0.05 as statistical significance criteria. The results did show that the main risk behaviors for health were related to the dissatisfaction with weight, safety and violence, inadequate nutrition, alcohol consumption and sexual risk behavior, with prevalence exceeding 80%. The risk factors were related to being male, to study in the evening, have lower economic income and being single, whilst protective factors were to be in the start of graduate course, have a religion, and parents with higher scholar levels. Being an athlete in childhood and adolescence has served as a risk factor for some behaviors and protective for others. It was concluded that factors related to health risk behaviors are: being male, single, to be at the end of graduate course, to study in the evening, have no religion, lower economic income, and parents with lower education. <![CDATA[<b>Níveis Bioquímicos após suplementação em Policias Militares durante treinamento físico</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo analisou o efeito da suplementação com creatina ou glutamina sobre variáveis bioquímicas em policiais de militares. Neste propósito, desenvolveu-se um estudo experimental, duplo cego, com amostra de 32 homens distribuídos aleatoriamente, em três grupos: suplementados em creatina (n=10), glutamina (n=10) e grupo placebo (n=12) e avaliados em três momentos distintos, num intervalo de três meses (T1, T2 e T3) durante o período do treinamento físico militar, com frequência de cinco sessões de 90 minutos, por semana. Por meio da análise sanguínea mensuraram-se: os níveis de creatinina, triglicerídeos, colesterol total, HDL, VLDL, LDL. Deste modo, foi observado que a suplementação não foi a principal responsável pelas modificações observadas nas medidas ao longo do estudo, já que apenas o efeito do tempo foi significativo em três medidas: CREA (p= 0.001, ηp²= 0.50), HDL (p= 0.001, ηp²= 0.30), LDL (p= 0.009, ηp²= 0.20). Ou seja, a suplementação com creatina ou glutamina em policiais militares submetidos ao treinamento físico militar não causou efeito sobre as medidas bioquímicas.<hr/>The objective of this study was to analyze the effect of the supplementation of creatine and glutamine on biochemical variables in military police officers. Therefore, an experimental double blind study was developed, with final sample composed by 32 men distributed randomly, in three groups: supplemented in creatine (n=10), glutamine (n=10) and placebo group (n=12) and evaluated in three distinct moments, in an interval of three months (T1, T2 and T3). The physical training had weekly frequency of 05 sessions x 90 min of training. Through analysis of the blood is measured: the levels of creatinine, triglycerides, total cholesterol, HDL, VLDL, LDL. Thus, it was observed that supplementation was not primarily responsible for the changes observed in measures throughout the study, since only the time had a significant effect and in only three variables: CREA (p= 0.001, ηp2= 0.50), HDL (p= 0.001, ηp2= 0.30), LDL (p= 0.009, ηp2= 0.20). That is, supplementation with creatine or glutamine in the military police subjected to military physical training do not caused effect on biochemical measures. <![CDATA[<b>Representação dos alunos e professora acerca do valor educativo do Modelo de Educação Desportiva numa unidade didática de Atletismo</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo teve como propósito examinar as perceções de uma professora de Educação Física e dos seus alunos em relação ao valor educativo do Modelo de Educação Desportiva, no desenvolvimento da competência motora, da literacia desportiva e do entusiasmo. O estudo foi aplicado numa unidade de Atletismo tendo participado uma professora com 19 anos de experiência em ensino e uma turma com 19 alunos do 6.º ano de escolaridade. No final da unidade foram realizadas entrevistas semiestruturadas a todos os participantes. O clima envolvente das tarefas de aprendizagem e o contexto de ensino autêntico e significativo foram percebidas como determinantes no desenvolvimento dos alunos enquanto desportistas competentes, literatos e entusiastas. A competência adquirida foi percebida como resultado do tempo mais longo concedido à unidade em relação às unidades mais tradicionais, bem como da autonomia crescente dos alunos na realização das tarefas, fruto do equilíbrio gerado entre inclusão e competição, o qual também promoveu a literacia desportiva. O entusiasmo resultou da interdependência das dinâmicas de trabalho cooperativo, da festividade fomentada pelo modelo e do clima motivacional gerado, com impacto substantivo no compromisso dos alunos para com a prática. Finalmente, a implementação do Modelo de Educação Desportiva ofereceu à docente um espaço de reflexão e desenvolvimento profissional.<hr/>This study examined the perceptions of a physical education teacher and her students about the educational value of Sport Educational Model regarding the development of competence, literacy and enthusiasm. The study was applied through an athletics unit in 6th grade class and taught by a teacher with 19-years of experience. The participants’ perceptions were captured through semi-structured interviews, which were administered at the end of the unit. All interviews were transcribed verbatim. Data analysis comprised the logical-semantic interpretation of the most prominent ideas. The inductive and the constant comparison methods were used to categorize the data. The task-involving climate and the authentic and meaningful learning context emerging were critical in the development of competent, literate and enthusiastic sportspersons. Competence was perceived as the result of a longer duration unit regarding traditional units and the sense growing of autonomy, promoted by the balance between competition and inclusion, which also promoted literacy. The enthusiasm was fostered by the interrelationship between the dynamics in cooperative work and the motivational climate generated having significant impact on students’ engagement in practice. The implementation of the Sport Education model opened a window for reflection and professional development to the teacher. <![CDATA[<b>Variabilidade da frequência cardíaca e eletromiografia de superfície em ciclistas treinados em diferentes cadências</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The heart rate variability (HRV) and surface electromyography (sEMG) are important tools in the evaluation of cardiac autonomic system and neuromuscular parameters, respectively. The aim of the study was to evaluate the behavior of HRV and sEMG of the vastus lateralis in two exercise protocols on a cycle ergometer at 60 and 80 rpm. Eight healthy men cyclists who have trained for at least two years were evaluated. Reduction was observed followed by stabilization of RMSSD and SDNN indices of HRV (p<0.05) along with increases in the amplitude of the sEMG signal (p<0.05) in both protocols. Significant correlations were observed between the responses of HRV and sEMG in the cadence of 60 rpm (RMSSD and sEMG: r = -0.42, p=0.03; SDNN and sEMG: r = -0.45, p=0.01) and 80 rpm (RMSSD and sEMG: r = -0.47, p=0.02; SDNN and sEMG: r = -0.49, p=0.01), yet no difference was observed for these variables between the two protocols. We concluded that the parasympathetic cardiac responses and sEMG are independent of cadences applied at the same power output.<hr/>A variabilidade da frequência cardíaca (VFC) e a eletromiografia de superfície (EMGs) são ferramentas importantes na avaliação do sistema autonômico cardíaco e dos parâmetros neuromusculares respetivamente. O objetivo do estudo foi avaliar o comportamento da VFC e da EMGs do músculo vasto lateral em dois protocolos de exercício no ciclo ergómetro em 60 e 80 rpm. Oito homens ciclistas treinados há pelo menos 2 anos foram avaliados. Foi verificada redução dos índices RMSSD e SDNN da VFC seguida por estabilização (p<0.05) e aumento da amplitude do sinal da EMGs (p<0.05) em ambos os protocolos. Correlações significativas foram observadas entre as respostas da VFC e da EMGs na cadência de 60 rpm (RMSSD e EMGs: r = -0.42, p =0.03; SDNN e EMGs: r = -0.45, p =0.01) e 80 rpm (RMSSD e EMGs: r = -0.47, p=0.02; SDNN e EMGs: r = -0.49, p=0.01), e não houve diferença destas variáveis entre os dois protocolos. Concluímos que as respostas parassimpática cardíaca e da EMGs são independentes das cadências aplicadas na mesma intensidade do esforço. <![CDATA[<b>Imagem corporal em mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo do presente estudo foi comparar a imagem corporal de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas praticantes e não praticantes de hidroginástica. A amostra foi constituída por 300 mulheres brasileiras com idades compreendidas entre 20 e 83 anos (48.96 ± 15.41), divididas em quatro grupos: Grupo 1 = 75 mulheres adultas não praticantes com idades entre 20 e 49 anos; Grupo 2 = 75 mulheres de meia-idade e idosas não praticantes com idades entre 50 e 82 anos; Grupo 3 = 75 mulheres de meia-idade e idosas praticantes com idade entre 50 e 83 anos e Grupo 4 = 75 mulheres adultas praticantes com idade entre 20 e 49 anos. O instrumento utilizado para determinar à imagem corporal actual e desejada foi a Escala de Desenhos de Silhuetas descrita por Stunkard. Os resultados demonstram que não houve diferenças significativas com a insatisfação da imagem corporal entre os grupos de mulheres adultas vs. meia-idade e idosas vs. praticantes vs. não praticantes (p&gt;0.05). Entretanto, houve diferenças significativas entre a insatisfação com a imagem corporal actual vs. ideal para todos os grupos do estudo (p<0.05). Conclui-se que a idade e a prática da hidroginástica não são factores determinantes na percepção que as mulheres têm da imagem corporal.<hr/>The aim of this study was to compare the body image of adult vs. middle-aged and elderly women practitioners and non-practitioners of hydro gymnastics. The sample consisted of 300 Brazilian women aged between 20 and 83 years (48.96 ± 15.41), divided into four groups: Group 1 = 75 adult women not practitioners aged between 20 and 49 years; Group 2 = 75 middle-aged and elderly women not practitioners aged 50 to 82 years; Group 3 = 75 middle-aged and elderly women practitioners aged between 50 and 83 years and Group 4 = 75 practitioners adult women aged between 20 and 49 years. The instrument used to determine the current and desired body image was the Scale Drawings of silhouettes described by Stunkard. The results showed no significant differences with body image dissatisfaction among groups of adults vs. middle-aged and elderly vs. practitioners vs. non-practicing (p&gt; 0.05). However, there were significant differences between the dissatisfaction with the actual body image vs. ideal for all study groups (p< 0.05). We conclude that the age and the practice of hydro gymnastics are not determining factors in the perception that women have body image. <![CDATA[<b>Efeito do exercício resistido realizado em diferentes intensidades sobre a hemodinâmica de homens normotensos</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of this study was to investigate the acute effect of resistance exercise performed at different intensities on the hemodynamics of normotensive men. The study included 10 normotensive and recreationally-trained men (25.40 ± 6.90 years) performed the following three experimental protocols in a randomized order: a) 60% of 8RM; b) 80% of 8RM; c) 100% of 8RM. All protocols performed six exercises (Leg Press, Vertical Bench Press, Leg Flexion, Close-Grip Seated Row, Leg Extension and Shoulder Press) with three sets of eight repetitions for each exercise. Systolic blood pressure (SBP), diastolic blood pressure (DBP), heart rate (HR) and double product (DP) were measured at rest, at the end of exercise and during the 60-minute post-exercise. The findings showed that there was a significant reduction in the faster SBP with a longer duration (p< 0.0001) for the 100% of 8RM intensity, but without significant decreases in DBP for all intensities (p&gt; 0.05). There were significantly higher elevations in HR and DP for 100% of 8RM at all times (p<0.0001). We conclude that high intensities (100% of 8RM) promote post-exercise hypotension with faster responses and greater duration and increase HR and DP in normotensive men.<hr/>O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito agudo do exercício de força realizado em diferentes intensidades sobre a hemodinâmica de homens normotensos. Participaram do estudo 10 homens aparentemente saudáveis (25.40 ± 6.90) divididos aleatoriamente em três protocolos experimentais: a) 60% de 8RM; b) 80% de 8RM; c) 100% de 8RM. Todos os protocolos realizaram seis exercícios (leg press 45°, supino vertical, flexão de joelhos, remada sentada fechada, extensão de joelhos e desenvolvimento na máquina), com três series de oito repetições para cada exercício. A pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD), freqüência cardíaca (FC) e o duplo produto (DP) foram mensurados em repouso, no final dos exercícios e durante os 60 minutos pós-exercício. Os resultados mostram que houve redução significativa na PAS mais rápida com maior duração (p< 0.05) para intensidade 100% de 8RM, porém sem reduções significativas na PAD para todas as intensidades (p&gt; 0.05). Houve maiores elevações significativas na FC e no DP para 100% de 8RM em todos os momentos (p&gt; 0.05). Conclui-se que altas intensidades (100% de 8RM) promovem hipotensão pós-exercício com respostas mais rápidas e de maior duração e eleva a FC e o DP de homens normotensos. <![CDATA[<b>Estudo da validade de construto das <i>Revised Conflict Tactics Scales </i>- Versão Irmãos</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A violência entre irmãos é um fenómeno que genericamente continua a ser subestimado, e Portugal não constitui exceção. Mas o seu estudo é fundamental para uma melhor compreensão do fenómeno da violência, nomeadamente em contexto familiar. A presente investigação pretendeu analisar, numa amostra de estudantes universitários portugueses, a validade de construto das CTS2-SP (versão irmãos). Trata-se de um instrumento de autorrelato que permite avaliar as táticas de conflito usadas em contexto fraterno. Os resultados confirmam o modelo multidimensional constituído pelos cinco fatores propostos pelos autores deste instrumento, bem como a sua adequabilidade para avaliar a violência fraterna.<hr/>Sibling violence it still an underestimated phenomenon, and Portugal is no exception in this perspective. However its study is fundamental for a better understanding of the phenomenon of violence, especially in the family context. This study intended to analyze, a sample of Portuguese university students the internal structure of the CTS2-SP (sibling version), which is a self-report measure for assessing the use of conflict tactics in a fraternal context. The results confirmed the multi-dimensional model comprising five factors proposed by the authors, as well as their adequacy to assess the fraternal violence. <![CDATA[<b>Efeito das variáveis biológicas, socioculturais e motoras na prestação do lançamento em crianças pré-pubertárias</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi analisar o efeito de fatores de ordem biológica, sociocultural e motora na prestação da habilidade motora fundamental lançamento, em crianças de 10 e 11 anos de idade. Tratou-se de um estudo transversal envolvendo 96 crianças, 49 rapazes e 47 raparigas (idade decimal, 10.94 ± 0.52). Foi avaliado o produto (distância) e processo (padrão motor) do lançamento. A comparação entre grupos no que respeita à distância do lançamento foi realizada com o t-teste enquanto no que se refere ao padrão de lançamento envolveu os testes de U Mann-Whitney e Kruskal-Wallis Recorreu-se à correlação de Pearson para analisar as associações entre as variáveis experimentais. A análise do efeito dos fatores na prestação da habilidade de lançamento envolveu o Modelo Geral Linear. As crianças situadas no estádio maduro de todos os componentes do lançamento tiveram o melhor desempenho (p<0.001). Verificou-se um efeito de elevada dimensão do número de assoalhadas da habitação (h p² = 0.995; p= 0.043), tempo despendido com jogos eletrónicos ao sábado (h p² = 0.995; p= 0.044), estatura (h p² = 0.995; p= 0.045) e sexo do companheiro de brincadeira (h p² = 0.996; p= 0.040) na prestação do lançamento. Conclui-se que em idades pré-pubertárias, para além das variáveis de natureza biológica, as variáveis socioculturais parecem desempenhar um papel fundamental na prestação da habilidade manipulativa lançamento.<hr/>The aim of this study was to analyse the effect of the biological, sociocultural and motor variables in the performance of the fundamental motor skill throwing in children aged between 10-11 years old. This was a cross sectional study involving 96 children, 49 boys and 47 girls (10.94 ± 0.52 years). It was evaluated the product (distance) and process (motor pattern) of throwing. To analyse the differences between groups in the throwing distance an analysis of variance (ANOVA) and a t-test were used. To analyse the differences between groups in terms of the distance of throw we used t-test while U de Mann-Whitney and Kruskal-Wallis tests were used to depict differences in the patterns of throw. The Pearson correlation was used to analyse the associations between experimental variables. The evaluation of the effects of the factors on the performance of throw was performed using the General Linear Model. The children situated at the mature stage of all the throwing components had the best performance (p< 0.001). There was a high-sized effect of the number of rooms of the house (h p²= 0.995; p= 0.043), time spent playing electronic games on Saturday (h p²= 0.995; p= 0.044), height (h p²= 0.995; p= 0.045), and sex of the friend whom the child plays with (h p²= 0.996; p= 0.040) on the throwing performance. We can conclude that beside a biological influence, the performance of the manipulative skill throwing in pre-pubertal ages appears to be relevantly influenced by socio-cultural variables. <![CDATA[<b>Exercício físico e qualidade de vida em idodos</b>: <b>diferentes contextos sociocomportamentais</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi descrever a perceção da qualidade de vida em indivíduos acima dos 70 anos, tendo em conta a participação em programas de exercício físico em contexto comunitário e idosos institucionalizados. Para o efeito foi realizado um estudo transversal onde foram avaliados 250 idosos (74.8% do sexo feminino) segundo 4 contextos distintos. Grupo 1 (n=148) corresponde aos idosos comunitários a praticar exercício (frequência: 2 sessões/semana; duração: 45 minutos); No grupo 2 (n=41), incluem-se os idosos que pertencem à comunidade e não fazem exercício; No grupo 3 (centro de dia; n=37) e grupo 4 (institucionalizados; n= 24), correspondem aos idosos institucionalizados que não praticam exercício. Para avaliar a perceção da qualidade de vida utilizou-se o questionário SF36. Utilizou-se a regressão linear múltipla para estimar a tendência dos scores por grupo de avaliação. Nos domínios da Função Física, Saúde Mental e Vitalidade, após ajuste para a idade, observou-se uma tendência significativa (p para a tendência <0.05) por contexto sócio comportamental, com os valores medianos de qualidade de vida a pertencerem aos idosos envolvidos em programas de exercício. Programas de intervenção com base na prática de exercício físico, mesmo com pouca frequência e duração, relacionaram-se com melhor qualidade de vida em idosos comunitários.<hr/>This study aimed to describe the quality of life of individuals over 70 years, taking into account the participation level in exercise programs, in both community and institutionalized context. Therefore a cross-sectional study was done, with a total of 250 subjects (74.8% female), evaluated according 4 different contexts. Group 1 (n=148) include community older subjects involved in an exercise program (frequency: 2 sessions/week; time: 45 minutes); Group 2 (n=41) contain elderly who belong to the community but not involved in regular physical activity; Group 3 (day care center, n=37) and group 4 (institution, n=24), aggregate elderly people who attend or are in care centers and did not exercise. To evaluate the perceived quality of life, SF36 questionnaire was performed. Multiple linear regression was done to estimate the trends of the scores according to groups of evaluation. After adjustment for age, significant trends (p for trend <0.05) were observed for physical function, mental health and vitality, with the best median results of quality of life belonging to the elderly enrolled in exercise program. Intervention programs based on physical exercise, even with short frequency and duration, are related with better quality of life among community elderly. <![CDATA[<b>Férias do treino?</b>: <b>Cuidado, 2 semanas de interrupção provocam alterações fisiológicas e psicobiológicas!</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Para investigar o impacto de duas semanas de destreino na capacidade aeróbia e nas respostas psicobiológicas de corredores, 16 voluntários adultos foram recrutados. Após uma avaliação clínica, os voluntários foram submetidos a uma avaliação da composição corporal, coleta de sangue, teste ergoespirométrico máximo inicial e posteriormente outro em carga constante na intensidade do limiar ventilatório 1 (LV-1), e responderam questionários que avaliaram a ansiedade, perfil de humor e dependência de exercício. Uma semana após o término dessas avaliações, os voluntários foram submetidos a um período de destreino sustentado por duas semanas, e ao término, foram avaliados utilizando o mesmo procedimento inicial. Os resultados revelaram que o destreino causou diminuição no consumo de oxigênio e na ventilação em 9.1 e 8.6% respectivamente, além disso, o destreino aumentou os sintomas negativos de humor como ansiedade, tensão, depressão e diminuiu o vigor. Após a realização do exercício, houve alívio dos sintomas negativos de humor e aumento do vigor. Conclui-se que a interrupção do treino por um período curto de duas semanas provoca diminuição na capacidade aeróbia e alterações psicobiológicas.<hr/>To investigate the impact of two weeks of detraining in aerobic capacity and the psychobiological responses of runners, 16 adult volunteers were recruited. After clinical assessment, the volunteers were submitted to body composition evaluate, blood collection, maximum cardiopulmonary exercise test and constant load test in ventilatory threshold intensity 1 (VT-1), and answered psychobiological questionnaires to evaluate anxiety, mood profile and exercise dependence. A week after these tests, the volunteers were submitted to a detraining period sustained by two weeks. At the end of this period, the volunteers answers the psychobiological battery again and the cardiopulmonary exercise test on VT-I intensity was repeated. Psychobiological tests were applied again after the completion of the exercise. The results revealed that the detraining period caused a decrease in oxygen consumption and ventilation at 9.1 and 8.6%, respectively, furthermore, the detraining increased negative mood symptoms as anxiety, stress, depression, anger-hostility and decreased vigor. After the exercise, a relief of negative mood symptoms and increased of vigor was observed. We conclude that the interruption of training for a short period of two weeks causes a decrease in aerobic capacity and promote psychobiological alterations. <![CDATA[<b>A influência do carboidrato na ativação cerebral durante exercício físico</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O uso de carboidrato (CHO) como suplemento nutricional está relacionado com melhor rendimento esportivo. Alguns estudos observaram relação entre consumo e ativação cerebral que influenciam o rendimento. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a influência do consumo de CHO na ativação de determinadas áreas cerebrais durante exercício físico, realizado juntamente à aquisição de ressonância magnética funcional (RMf). Dez homens ciclistas (32,1 ± 4,1 anos, peso 76,8 ± 14,6 kg) realizaram um protocolo de exercício de pedalada, com alta intensidade (Escala de Borg), em cicloergômetro acoplado à ressonância magnética (RM) e, ingeriram 50g de CHO ou de placebo no intervalo de duas séries de exercício. A ingestão de CHO apresentou influência nas áreas cerebrais durante o exercício, ativando áreas relacionadas à tomada de decisões (insula) e motivação (sistema límbico) e desativando principalmente áreas motoras (lobo frontal) e de introspecção (precuneos). Com o consumo de placebo, também houve ativação de áreas importantes relacionadas à motivação do individuo (cíngulo posterior). Além disso, as áreas relacionadas com a iniciação e manutenção de movimento, localizadas no lobo frontal e cerebelo, apresentaram-se ativas. Com o CHO, áreas importantes para a manutenção do exercício foram ativadas (BOLD positivo), mostrando que a suplementação pode ter influência na ativação cerebral durante o exercício de forma que melhore o rendimento esportivo.<hr/>The use of carbohydrate (CH) as a nutritional supplement is related to better sports performance. Some studies have noted a relationship between consumption and brain activation influencing the performance. The objective of this study was to evaluate the influence of CH consumption in the activation of certain brain areas during exercise, performed simultaneously the acquisition of functional magnetic resonance imaging (fMRI). Ten men cyclists (32.1 ± 4.1 years, weight 76.8 ± 14.6 kg) performed a pedaling exercise protocol, with high intensity (Borg Scale), on a cycleergometer coupled to magnetic resonance (MR) and ingested 50g CH or placebo in the range of two sets of exercise. The CH ingestion showed influence on brain areas during exercise, activating areas related to decision-making (insula) and motivation (limbic system) and mainly disabling motor areas (frontal lobe) and introspection (precuneus). With the use of placebo, there was also activation of important areas in the motivation of the individual (posterior cingulate). In addition, areas associated with the initiation and maintenance of movement, located on the front lobe and cerebellum, was active. With the use of CH, areas important for maintenance of the exercise have been activated showing that supplementation can influence the brain activation during exercise to improve the sport performance. <![CDATA[<b>Pilates versus exercício resistido nos níveis séricos da PCR-as, na circunferência abdominal e IMC em idosos</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Recent studies have shown that the elderly exhibit a subclinical state of inflammation associated with increased adipose tissue and several comorbidities. To compare the effects of mat Pilates based exercises and resistance exercise on the serum levels of reactive C protein of high sensitivity (hs-CRP), in the abdominal circumference (AC) and the body mass index (BMI) in the elderly. It is a randomised clinical trial with a sample of 78 elderly individuals (median age 69 years). The active independent variable investigated was nature of treatment intervention (Pilates mat based exercises vs resistance exercise), and the dependent variables were hs-CRP level, AC and BMI. The statistical analysis used Wilcoxon signed rank and Mann-Whitney tests. The correlation between the continuous variables was assessed using Spearman’s coefficient of correlation. The data were analysed using SPSS software version 17.0, and probability values lower than 5% (p< 0.05) were considered statistically significant. Mat Pilates based exercises exhibited reductions in serum hs-CPR level (Wilcoxon signed rank test; z = -2.466, p = 0.01), BMI (Wilcoxon signed rank test; z = -3.295, p = 0.001) and AC (Wilcoxon signed rank test; z = -3.398, p = 0.01). Mat Pilates based exercises promoted a significant reduction of the serum hs-CRP levels and anthropometric measurements in elderly individuals.<hr/>Pesquisas recentes demonstram que os idosos apresentam um estado subclínico de inflamação, associado ao aumento de tecido adiposo e a várias comorbidades. Comparamos os efeitos de exercícios baseados Pilates mat e exercício resistido sobre os níveis séricos de proteína C reativa de alta sensibilidade (PCR-hs), na circunferência abdominal (CA) e no índice de massa corporal (IMC) em idosos. Trata-se de um ensaio clínico randomizado, com amostra de 78 idosos (idade mediana de 69 anos). As variáveis independentes ativas estudadas foram o Pilates mat e exercício resistido; as variáveis dependentes foram a PCR-hs, CA e IMC. A análise estatística utilizada foi baseada em testes não paramétricos de Wilcoxon signed rank and Mann-Whitney. A correlação entre as variáveis contínuas foi avaliada por meio do coeficiente de correlação de Spearman, os dados foram analisados pelo programa SPSS, versão 17.0; a probabilidade do valor inferior a 5% foi considerada estatisticamente significante. Exercícios baseados em Pilates mat exibiram reduções nos níveis séricos de PCR-hs (Wilcoxon signed rank; z = -2.466, p = 0.01), IMC (Wilcoxon signed rank; z = -3.295, p = 0.001) e AC (Wilcoxon signed rank;. z = -3.398, p = 0.01). Exercícios baseados em Pilates mat promoveram uma redução significativa dos níveis séricos de PCR-hs e medidas antropométricas em idosos. <![CDATA[<b>Aprendizagem de uma tarefa de controlo postural em indivíduos pós-Acidente Vascular Cerebral</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of this study was to compare the learning process of a postural control task between post-stroke patients and healthy subjects. The sample was composed of 20 post-stroke individuals (Experimental Group) and 20 aged matched healthy individuals (Control Group). Participants practiced a postural control task in a virtual environment with increasing of complexity. The study design involved four phases: pre-test (five trials), acquisition phase (four blocks of thirty minutes), post-test (five trials), and retention test (five trials after a week without practice). The statistical analysis was run by a 2 x 3 ANOVA (groups x learning tests). Results: There was no difference in motor learning between Experimental Group and Control Group (F= 41.22; p=0.88). In addition, it was founded that the Control Group could learn the task in a higher-level complexity than Experimental Group (F = 4.77; p = 0.01), and both groups increased the error during the trials of practice (F = 0.53; p = 0.00) because of task complexity. Conclusion: Therefore has been found that post-stroke individuals have the ability to learn a postural control task similar to healthy subjects, and the task complexity seems to be a key-factor in order to differentiate stroke from healthy subject's motor learning process.<hr/>O objetivo deste estudo foi comparar o processo de aprendizagem de uma tarefa de controle postural entre indivíduos pós-Acidente Vascular Cerebral (AVC) e indivíduos saudáveis. Participaram do estudo 20 indivíduos pós- AVC (Grupo Experimental) e 20 indivíduos saudáveis pareados por idade (Grupo Controle). Os participantes praticaram uma tarefa de controle postural em ambiente virtual com incremento de complexidade. O delineamento foi constituído de quatro fases: pré-teste (cinco tentativas), fase de aquisição (quatro blocos de trinta minutos), pós-teste (cinco tentativas) e teste de retenção (cinco tentativas após uma semana sem prática). Para a análise estatística foi realizada uma ANOVA 2 x 3 (grupos x testes de aprendizagem). Resultados: Não houve diferença na aprendizagem motora entre os grupos (F= 41.22; p=0.88), o Grupo Controle conseguiu desempenhar a tarefa em níveis mais altos de complexidade que o Grupo Experimental (F = 4.77; p = 0.01), e ambos os grupos incrementaram o número de erros ao longo dos blocos de prática (F = 0.53; p = 0.00) por causa do aumento de complexidade. Conclusão: Pode-se verificar que indivíduos pós-AVC possuem a mesma capacidade de aprender uma tarefa de controle postural que indivíduos saudáveis, e que a complexidade aparenta ser um aspecto crucial para diferenciar o processo de aprendizagem motora destas diferentes populações. <![CDATA[<b>Tradução e Validação do <i>Movement Imagery Questionnaire</i> - 3 (MIQ - 3) com Atletas Portugueses</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Imagery é um processo cognitivo que pode desempenhar um papel importante no planeamento e execução de movimentos ou ações. Vários instrumentos têm sido desenvolvidos com o intuito de avaliar a habilidade de Imagery no desporto. No entanto, nenhum se focou na modalidade cinestésica, visual interna e visual externa. O objetivo deste estudo foi traduzir e validar preliminarmente para a população desportiva portuguesa o Movement Imagery Questionnaire-3, determinando as suas qualidades psicométricas iniciais através de uma análise fatorial exploratória do modelo que a suporta. A amostra foi constituída por 176 sujeitos (N = 176) (sexo masculino N = 134; sexo feminino N = 42) com uma média de idades de 20.08 anos (SD = 5.94), composta por atletas de futebol (N = 113), basquetebol (N = 43) e ténis (N = 20). Numa primeira fase verificou-se que os procedimentos de tradução e adaptação originaram uma versão Portuguesa do MIQ - 3 semelhante à versão original. Numa segunda fase verificamos que as qualidades psicométricas comprovam a adequação da adaptação efetuada, demonstrando que a sua estrutura fatorial é igual à versão original (12 itens agrupados em 3 fatores, com 4 itens cada fator), apresentando índices bastante aceitáveis de validade e fiabilidade (alfa de Cronbach: 0.88 para MIQ - 3, 0.79 para as três modalidades), concluindo que este questionário poderá ser utilizado para avaliar a capacidade de Imagery em atletas Portugueses.<hr/>Imagery is a cognitive process that can play an important role in planning and execution of movements or actions. Several instruments have been developed in order to evaluate the ability of Imagery in sport. However, none focused on the kinesthetic, visual internal and visual external modalities. The objective of this study was to translate and validate preliminary for the Portuguese sports population the Movement Imagery Questionnaire-3, determining its initial psychometric qualities through an exploratory factor analysis model that supports it. The sample comprised 176 subjects (N = 176) (N = 134 male, female N = 42) with a mean age of 20.8 years (SD = 5.94), consisting of soccer (N = 113), basketball (N = 43) and tennis (N = 20) players. Initially it was found that the procedures of translation and adaptation originated a Portuguese version MIQ - 3 similar to the original version. Secondly we found that the psychometric qualities prove their suitability of adaptation performed, demonstrating that its factor structure is the same as the original version (12 items grouped into 3 factors, with 4 items each factor), with quite acceptable levels of validity and reliability (Cronbach's alpha: 0.88 to MIQ - 3, 0.79 for the three modalities), concluding that this questionnaire can be used to assess Imagery capacity in Portuguese athletes. <![CDATA[<b>Transição dos Atletas na Carreira Desportiva</b>: <b>Da Teoria à Avaliação</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2016000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho analisa a transição dos atletas no desporto, propondo um modelo compreensivo da transição desportiva e um instrumento de avaliação para analisar as transições desportivas dos atletas ao longo da carreira desportiva. Assim, do ponto de vista conceptual descreve-se o Modelo Interativo de Adaptação Humana à Transição Desportiva, que entende este fenómeno como um processo constituído pelos seguintes fatores: (a) circunstâncias da transição desportiva, (b) processos de avaliação cognitiva, (c) respostas ocorridas durante a situação de transição, e (d) resultado final da situação de transição. De seguida, é proposto um guião de entrevista para avaliar a transição desportiva, avaliando seis dimensões: (a) situação de transição, (b) recursos externos disponíveis, (c) mudanças enfrentadas, (d) processos de avaliação cognitiva, (e) respostas psicológicas, fisiológicas e comportamentais, e (f) resultado final da adaptação desportiva. A conjugação de modelos teóricos e instrumentos de avaliação acerca da transição desportiva podem ajudar a compreender este fenómeno.<hr/>This work analyzes the transition of athletes in sports, proposing a comprehensive model about career transition and an instrument to evaluate the transitions of athletes throughout their careers. First, it is described the Interactive Model of Human Adaptation to Career Transition, proposing that transition is a process constituted by the following factors: (a) circumstances of the career transition, (b) cognitive appraisal, (c) responses occurred during the career transition, and (d) final result of the career transition. Second, it is proposed an interview guide that evaluates six dimensions: (a) circumstances of the career transition, (b) available external resources, (c) demands faced during the career transition, (d) processes of cognitive appraisal, (e) psychological, physiological and behavioral responses, and (f) final result of career transition. The combination of theoretical models and evaluation instruments about the career transition may help to understand this phenomenon.