Scielo RSS <![CDATA[Motricidade]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1646-107X20150004&lang=pt vol. 11 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Os desafios e as ameaças na investigação em desporto de rendimento</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Compromisso desportivo em atletas de futebol adolescentes</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of this study was to contribute to the postulates of the self-determination theory, the hierarchical model of intrinsic and extrinsic motivation by Vallerand, and social goals. A structural regression model was estimated to analyze the relations between social goals (responsibility and relationships), praise for autonomous behavior, satisfaction of the basic psychological needs and intrinsic motivation in commitment to sport. A sample of 264 young Spanish soccer players aged between 14 and 16 (M =14.74, SD =.77) participated in the study. Structural Equation Modeling results showed that the social responsibility goal, the social relationship goal and praise for autonomous behavior predicted perceived competence. Furthermore, the relationship goal also predicted the need for relatedness. Satisfaction of the basic psychological needs for competence and relatedness predicted intrinsic motivation. Intrinsic motivation positively predicted future commitment to sport. These results highlighted the importance of social goals, praise for autonomous behavior and psychological mediators in encouraging greater commitment in young soccer players. Future research should focus on the coach’s role in generating greater commitment to sport through the development of intervention methodologies based on social goals.<hr/>O objetivo foi testar a capacidade preditiva das metas sociais (responsabilidade e socialização), a importância do comportamento autônomo, a satisfação das necessidades psicológicas básicas e motivação intrínseca no compromisso com o esporte. Contribuindo assim, com os fundamentos da teoria da autodeterminação, o modelo hierárquico da motivação intrínseca e extrínseca de Vallerand e as metas sociais. Participaram do estudo, 264 jovens futebolistas espanhóis de 14 a 16 anos (M = 14.74, SD = .77). Os resultados do modelo de equações estruturais mostrou que as metas de responsabilidade e socialização, e a importância do comportamento autônomo preveem a competência percebida. Além disso, a meta de socialização também previu a necessidade de vínculo social. Também, a satisfação das necessidades psicológicas básicas de competência percebida e vínculo social previram a motivação intrínseca. A motivação intrínseca predigo positivamente o compromisso esportivo. Estes resultados reafirmam a importância das metas sociais, a importância do comportamento autônomo e os mediadores psicológicos no sentido de incentivar maior compromisso esportivo em jovens jogadores de futebol. Futuras pesquisas que pretendem um maior compromisso esportivo, deveriam dar especial atenção na análise de como os técnicos realizam suas metodologias de intervenção, e como aplicam as estratégias motivacionais e as metas sociais. <![CDATA[<b>Representações, estímulos e constrangimentos do árbitro de futebol de 11</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo do estudo foi conhecer as representações, estímulos e constrangimentos de árbitros portugueses de futebol de 11. Através da realização de entrevistas semiestruturadas foram inquiridos 19 árbitros. Os dados foram analisados através da técnica de análise de conteúdo com o software Nvivo 10. A análise dos resultados permitiu concluir que a representação do que é ser árbitro se consubstancia, sobretudo, pelo paixão e prazer pela atividade, sendo também atribuída significativa importância aos valores como a idoneidade, a isenção, responsabilidade, respeito e dignidade. Referiram que um bom árbitro apresenta não só uma boa condição física, mas também uma estrutura psicológica e um “saber estar” que potenciam o seu desempenho. A generalidade dos entrevistados sentia-se estimulada para o exercício desta atividade, referindo o prazer e a possibilidade de progressão na carreira como os principais estímulos. Aqueles que não se sentiam estimulados consideraram que eram mal remunerados e pouco acompanhados e acarinhados pelos responsáveis da arbitragem. Os principais constrangimentos apontados foram os comportamentos agressivos de adeptos, dirigentes e público, as dificuldades de conciliação com a vida familiar e profissional, as dificuldades de progressão na carreira e a injustiça na avaliação do desempenho.<hr/>In the course of the study, the intention was to know the representations, stimulus and constraints of football referees. Nineteen referees were inquired using semi-structured interviews. Data was analyzed by content analysis method, using Nvivo 10 software. Result analysis allowed concluding that referees believe what represents themselves, mostly, is passion for football and enjoying their job. Values such as trustworthy, fairness, responsibility, respect and dignity are highly appreciated among them. It was referred that a good referee must be well prepared physically, but psychologically as well to enhance their performance. The majority of the interviewed feels encouraged to perform their referee activities, quoting career progression and appreciation for the job as main incentives. Those not encouraged, mentioned low salaries and not being respected or supported by other colleagues. These constraints have led the interviewers to consider quitting at some point. <![CDATA[<b>Estudo de associação entre polimorfismos no gene <i>FTO</i> e composição corporal em idosas brasileiras</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Estudos de associação genética (GWAS) sugerem uma importante contribuição do gene candidato FTO na composição corporal em diferentes populações e variada faixa etária. Este estudo teve como objetivo examinar a associação entre os polimorfismos no gene FTO (rs9939609 e rs1861868) e fenótipos de adiposidade em uma amostra de idosas brasileiras não caucasianas. A amostra foi composta por 241 mulheres (66.65± 5.5 anos). Os dados referentes à composição corporal foram mensurados através da absorciometria por raios-x de dupla energia (DXA) e a genotipagem dos SNPs foi realizada utilizando o sistema SnaPShot Multiplex System (Applied Biosystems). Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para as variáveis de composição corporal entre os polimorfismos estudados, mesmo após o ajuste para ancestralidade Africana. Especificamente, índice de massa corporal (p= 0.94 e p= 0.66), percentual de gordura (p= 0.42 e p= 0.93) e massa livre de gordura total (p= 0.75 e p= 0.30), sendo os valores de p referentes aos rs9939609 e rs1861868, respectivamente. Nesta amostra de idosas brasileiras os polimorfismos do gene FTO (rs9939609 e rs1861868) não apresentaram associação com fenótipos de obesidade.<hr/>GenomeWide Association Studies (GWAS) suggest an important contribution of gene FTO in body composition and muscle strength in different populations and wide age. This study intended to examine the association of polymorphisms in the FTO gene (rs9939609 and rs1861868) with obesity phenotypes in a sample of Brazilian elderly women not Caucasian. The sample included 241 older women. Data concerning body composition were measured by dual energy X-ray absorptiometry (DXA) and genotyping of SNPs was carried out using the system snapshot Multiplex System (Applied Biosystems). There was no statistically significant difference for body composition variables, even after adjustment for African ancestry. Specifically, body mass index (p= 0.94 and p= 0.66), fat percentage (p= 0.42 and p= 0.93) and total fat free mass (p= 0.75 and p= 0.30) did not present significant differences between genotypes (p values related to rs9939609 and rs1861868, respectively). In this sample of Brazilian elderly, the studied FTO gene polymorphisms (rs9939609 and rs1861868) are not associated with obesity-related phenotypes. <![CDATA[<b>Instruções de foco de atenção para a automatização da ação na aprendizagem de uma habilidade manipulativa</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo deste estudo foi testar a hipótese da ação restrita sobre o efeito do foco de atenção na automatização da ação. Participaram 30 sujeitos, formando os grupos de foco de atenção interno (FI, n=10), foco de atenção externo (FE, n=10) e grupo controle (GC, n=10). A tarefa primária consistiu em lançar um disco de plástico de maneira que ele deslizasse sobre a mesa com a meta de encostar ou ficar o mais próximo possível do alvo, realizada concomitante à tarefa probatória de tempo de reação. Conduziu-se um pré-teste, uma fase de aquisição (9 blocos de 10 tentativas) com descanso de 2 minutos entre os blocos e, em seguida, um pós-teste. Após 48 horas, aplicou-se um teste de retenção e de transferência. A Anova (3 grupos x 4 momentos) com medidas repetidas no último fator não indicou diferença significativa entre os grupos com FI e FE em relação ao desempenho na tarefa, mas somente entre os momentos de avaliação (p<.05). Nesse estudo, a hipótese da ação restrita não foi confirmada. Na prática, o uso de instruções para o direcionamento do foco de atenção deve ser atentamente utilizado de acordo com o estágio de aprendizagem do sujeito e o objetivo a ser atingido.<hr/>The purpose was to test the constrained-action hypothesis on the effect of the focus of attention in the automation of the action. Thirty subjects participated (± 24.9 years old), divided into three groups: internal focus of attention (FI, n = 10), external focus of attention (FE, n = 10) and a control group (GC, n = 10). The task was to launch a plastic disc making it slide on the table in order to touch the target or to be as close as possible to it, and parallel to this the participants performed a reaction time task. The participants performed a pretest, followed by an acquisition phase (9 blocks of 10 trials), with a two minutes rest between blocks, a post-test, and after 48 hours, a retention and transfer test. The repeated measures ANOVA (3x4) indicated significant difference only between moments (p <.05). It can be concluded that these data do not support the beneficial effect of the external focus of attention for action automation. In practice, the use of instructions to direct the focus of attention should be carefully used according to the learning stage of the subject and the objective to be attained. <![CDATA[<b>Comunicação Cinésica e Proxémica de Instrutores de Localizada Experientes e Estagiários</b>: <b>Deteção de <i>T-patterns</i></b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo centra-se na análise da comunicação não-verbal dos instrutores de fitness com recurso à metodologia observacional e objetiva a análise das configurações e padrões temporais (T-patterns) de comportamento cinésico e proxémico de instrutores com diferentes níveis de experiência profissional. Participaram neste estudo 12 instrutores de fitness divididos em dois grupos em função da sua experiência profissional: grupo de instrutores experientes (n = 6); grupo de instrutores estagiários (n = 6). As sessões de exercício foram filmadas e os comportamentos cinésicos e proxémicos dos instrutores codificados com recurso ao Sistema de Observação da Comunicação Cinésica - Fitness (SOCIN-Fitness) e ao Sistema de Observação da Comunicação Proxémica - Fitness (SOPROX-Fitness). Os resultados obtidos revelaram a existência de padrões temporais de comportamento cinésico e proxémico, próprios de cada grupo de instrutores. Foi possível verificar que os instrutores experientes apresentam um comportamento cinésico e proxémico mais consistente e complexo do que os estagiários, caraterizado pela regulação do comportamento dos praticantes, através do acompanhamento na realização dos exercícios a partir da posição correspondente, e da intercalação de comportamentos de informação e de feedback, com recurso à utilização de uma morfologia de gestos mais diversificadas.<hr/>The present study focuses on the analyses of the fitness instructors’ non-verbal communication using the observational methodology and it aims the analysis of the configuration and temporal pattern (T-patterns) of kinesics and proxemics behaviour, considering different levels of professional experience. 12 fitness instructors participate in this study, divided in two groups accordingly with their professional experience: expert group (n = 6); novice group (n = 6). The exercise classes were videotaped and fitness instructors’ behaviours coded using the Observational System for the Kinesics Communication of the Fitness Instructor (SOCIN-Fitness) and the Observational System for the Proxemics Communication of the Fitness Instructor (SOPROX-Fitness). The results revealed the existence of kinesics and proxemics temporal patterns of communication distinct for each group of instructors. It was possible to verify that expert instructors have a more consistence and complex kinesics and proxemics behaviour than the novices, which was characterized by the regulation of exerciser´s behaviour, throughout their participation in exercise from a correspondent position, and the intercalation of behaviours to inform and give feedback, using more diverse morphologies of gestures. <![CDATA[<b>Assimetrias Postural e de Distribuição de Carga em Pré-escolares</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of the study was to investigate the postural and load distribution symmetries in preschool children. The sample consisted of 67 preschool children with a median age of 54.00 ± 5.06 months. Postural parameters such as the horizontal alignment of the head, the acromion and Antero Superior Iliac Spines (ASIS), the angles between the acromial and ASIS, frontal, Q, knee and ankle and horizontal asymmetry of the scapula in relation to T3 were evaluated by photogrammetry. The baropodometry was used to identify the distribution of plantar pressure, while the medial arch of the foot was analyzed by photographic image. The median, standard deviation and the symmetry ratio were calculated for each parameter considered symmetry values greater than 90%. The Pearson’s or Spearman’s correlation were used between the parameters analyzed. There was asymmetric for postural and load distribution parameters for both genders and a null correlation between the symmetry of the surface and foot morphology and negative weak correlation significant between of the load foot and the front angle of the lower limb symmetries. The presence of asymmetries, postural and/or of load distribution, observed in early childhood suggest the importance of monitoring the postural and foot load parameters in the long term, preventing future postural and biomechanical alterations.<hr/>O objetivo do estudo foi investigar a simetria postural e de distribuição de carga em crianças pré-escolares. A amostra foi composta de 67 crianças pré-escolares. Parâmetros posturais como: os alinhamentos horizontais da cabeça, do acrômio e das Espinhas Ilíacas Antero Superiores (EIAS), os ângulos entre os acrômios e as EIAS, frontal, Q, do joelho e do tornozelo e a assimetria horizontal da escápula em relação à T3 foram avaliados por fotogrametria. Baropodometria foi utilizada para identificar a distribuição da pressão plantar, enquanto o arco medial do pé foi analisado por fotografia. A mediana, o desvio padrão e a razão de simetria foram calculadas para cada parâmetro, sendo considerado simetria valores superiores a 90%. Correlação foi realizada entre os parâmetros analisados. Houve distribuição assimétrica para os parâmetros posturais e de distribuição de carga e uma correlação fraca e significativa entre a simetria da superfície e morfologia podal e entre a simetria da carga podal e do ângulo frontal do membro inferior. A presença de assimetrias, postural e de distribuição de carga observadas na primeira infância sugerem a importância de se monitorar os parâmetros posturais e de carga podal a longo prazo, a fim de prevenir alterações posturais e biomecânicas futuras <![CDATA[<b>A condição de altitude simulada piora o estado de humor e aumenta a pressão arterial sistólica de jovens saudáveis</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A literatura aponta que o estresse do ambiente aliado ao estresse do exercício físico produz alterações psicológicas e fisiológicas. Portanto, o objetivo do presente estudo foi investigar a associação entre o efeito agudo do exercício físico moderado realizado em condição de atitude simulada sobre o estado de humor, saturação da oxihemoglobina e pressão arterial de jovens saudáveis. Dez voluntários realizaram 45 min. de exercício físico e passaram por duas condições: Condição Normóxia (CN) e Condição Hipóxia (CH). Em ambas as condições eles responderam a dois instrumentos que avaliam as respostas de humor, a Escala de Humor de Brunel (BRUMS) e a Escala Subjetiva de Experiência em Exercício (SEES), bem como a avaliação da saturação de oxihemoglobina e da pressão arterial. Esses procedimentos foram realizados antes, imediatamente após, 30 min. e 60 min. após o término do protocolo. Após a prática do exercício físico na Condição Hipóxia, os voluntários apresentaram maiores escores de Fadiga, Confusão Mental, DTH, Raiva, Distresse Psicológico e menores valores de Vigor e Bem-Estar Positivo acompanhados de uma diminuição da saturação da oxihemoglobina. O exercício físico moderado realizado em altitude simulada de 4500m promove mudanças no estado de humor e aumento da pressão arterial sistólica de jovens saudáveis.<hr/>The literature suggests that stress the environment coupled with the stress of exercise produces psychological and physiological changes. Therefore, the aim of this study was to investigate the association between the acute effect of moderate physical exercise performed in conditions of simulated attitude about the mood, oxyhemoglobin saturation and blood pressure in healthy young adults. Ten volunteers performed 45 min exercise and have gone through two conditions: Condition normoxic (CN) and Condition hypoxia (CH). In both conditions they responded to two instruments that assess the responses of humor, the Brunel Mood Scale (BRUMS) and the Scale of Subjective Experience in Exercise (SEES), as well as evaluating the oxyhemoglobin saturation and blood pressure. These procedures were performed before, immediately after, 30 min and 60 min after the protocol. After physical exercise in hypoxia condition, the volunteers had higher scores Fatigue, Mental Confusion, DTH, Anger, Psychological distress and lower levels of force and Wellness Positive accompanied by a decrease in oxyhemoglobin saturation. Moderate physical exercise performed at a simulated altitude of 4500m promotes changes in mood and increased systolic blood pressure in healthy young adults. <![CDATA[<b>Autenticidade científica de um teste de agilidade para o voleibol sentado</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo investigou a confiabilidade teste e reteste, confiabilidade interavaliador e validade de conteúdo de um Teste de Agilidade para o Voleibol Sentado (TAVS). Oito atletas com deficiência motora (44 ± 12 anos) foram avaliados por 4 examinadores em 2 diferentes ocasiões, percorrendo um trajeto de 6 metros em forma de “T”, na posição sentada e em máxima velocidade. A confiabilidade foi analisada por meio do coeficiente de correlação intraclasse (CCI), do método de Bland-Altman e por testes de comparação não-paramétricos, com 95% de confiança. Para a validação de conteúdo, cinco especialistas analisaram a clareza da descrição e aplicabilidade do teste para a modalidade. Os tempos do teste foram similares entre as duas ocasiões (p= 0.19). A confiabilidade do TAVS foi muito boa, com CCI > 0.90 e baixo erro. O TAVS apresentou alta confiabilidade e a análise da clareza da descrição e aplicabilidade do teste pelos especialistas demonstrou validade de conteúdo, indicando que a proposta é capaz de mensurar a agilidade mediante um protocolo de campo, de baixo custo e de fácil aplicação nos contextos indoor para o voleibol sentado.<hr/>This study investigated the test-retest reliability, inter-rater reliability and content validity of an Agility Test for the Sitting Volleyball (ATSV). Eight athletes with physical disabilities (44 ± 12 years) were evaluate by 4 examiners from 2 separate trials, covering a 6-meter T-shaped course in the sitting position and at maximal speed. Reliability was analyzed using the intraclass correlation coefficient (ICC), Bland-Altman method and nonparametric tests for comparisons, with 95% confidence. For content validity, five specialists analyzed description clarity and test applicability. The test times were similar in both occasions (p= 0.19). Reliability of ATSV was very good, with ICC> 0.90 and low bias. The ATSV showed high reliability and expert analysis of description clarity and test applicability demonstrated content validity, suggesting that the proposal is capable of measuring the agility through a low-cost and easy-to-apply field protocol in indoors contexts of sitting volleyball. <![CDATA[<b>Análise comparativa da utilização do espaço de jogo em Futebol-7 e  Futebol-8</b>: <b>aplicação da Metodologia Observacional para a determinação do tamanho mínimo da amostra</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt In 2011-2012, the Spanish Soccer Federation changed the format of junior championship matches played between regional-level teams in Spain from a 7-a-side to an 8-a-side format. Soon afterwards, the regional federations followed in their footsteps by adapting their competition formats accordingly. Taking the use of space as a functional indicator of the quality of play in U-10 soccer, the present study examines the relative suitability of the 7-a-side and 8-a-side formats for developing the skills of young players. Of 9 hypothesis contrasts relating to the zone in which a move initiated in the attacking team’s goal area ended, only one was significant (p < .05) in the standard analysis, even though the contingency tables suggested there were genuine differences between the two formats studied. Consequently, the statistical software program GPower was used to determine the minimum sample size necessary to detect significant differences for four levels of statistical power: 95%, 90%, 85%, and 80%. Given the difficulty of organizing a new round of data collection, we simulated an increase in sample size while maintaining the characteristics of the original data (frequencies, variability, and distribution). The results obtained through the original sampling were then compared with those from the simulation.<hr/>No decorrer da época desportiva 2011-2012, a Federação Espanhola de Futebol alterou o formato das competições de jovens nos jogos realizados entre as equipas representativas das diferentes regiões autónomas de Espanha. No sentido de respeitar as normas instituídas, as federações regionais adaptaram as respetivas competições. Considerando-se a utilização do espaço como um indicador funcional da qualidade de jogo neste nível, o presente estudo examina a adequação dos dois formatos: Futebol-7 e Futebol-8. De entre as nove hipóteses encontradas acerca da relação entre a zona em que a situação de jogo se iniciava e que, posteriormente, terminava, apenas uma hipótese se mostrou significativa (p < .05). Não obstante, as tabelas de contingência evidenciaram diferenças significativas entre a situação de jogo reduzido de 7x7 e 8x8. Utilizou-se o software estatístico G-Power para determinar o tamanho mínimo da amostra que, provavelmente, permitiria encontrar diferenças significativas nos diferentes níveis de potência do teste: 95%, 90%, 85%, e 80%. Dadas as dificuldades em organizar uma nova recolha de dados, simulou-se o aumento do tamanho da amostra respeitando-se as características dos dados originais, nomeadamente os valores encontrados, a variabilidade e a distribuição. Os resultados obtidos através da amostra original foram, posteriormente, comparados com os resultados da simulação. <![CDATA[<b>Ansiedade, Avaliação Cognitiva e Esgotamento na Formação Desportiva</b>: <b>Estudo com Jovens Atletas</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo analisa a importância dos processos de avaliação cognitiva na experiência de ansiedade e de burnout bem como a importância da avaliação cognitiva e da ansiedade na predição do burnout. Participaram nesta investigação 711 atletas (89 do sexo feminino e 622 do sexo masculino), com idades compreendidas entre os 12 e os 19 anos (M = 14.77; DP = 1.86). Os participantes responderam a um protocolo de avaliação composto por três instrumentos, além de um questionário demográfico: Escala de Ansiedade no Desporto-2; Escala de Avaliação Cognitiva e Questionário de Burnout para Atletas. Os resultados demonstraram que a avaliação cognitiva primária desempenha um papel fundamental na experiência de ansiedade e de burnout, dado que a perceção de ameaça correspondeu a maiores níveis de ansiedade e burnout e a perceção de desafio correspondeu a menores níveis nestas variáveis. Além disso, verificou-se que as dimensões da avaliação cognitiva primária, em conjunto com as dimensões da ansiedade, foram variáveis preditoras do burnout. Em suma, os resultados evidenciaram a importância da avaliação cognitiva no estudo dos estados emocionais dos atletas, sugerindo a continuação de investigações futuras neste domínio.<hr/>This study analyzed the importance of cognitive appraisal in the experience of anxiety and burnout as well as the importance of cognitive appraisal and anxiety in the prediction of burnout. The study included 711 athletes (89 females and 622 males), with ages between 12 and 19 years old (M = 14.77; DP = 1.86). The participants answered an assessment protocol that included the Sport Anxiety Scale-2; the Cognitive Appraisal Scale and the Athlete Burnout Questionnaire, besides a demographic questionnaire. The results showed that primary cognitive appraisal influence the experience of anxiety and burnout, because athletes with higher levels of threat perception assumed more anxiety and burnout, and athletes with higher levels of challenge perception assumed lower levels of anxiety and burnout. The results also showed that the dimensions of primary cognitive appraisal and anxiety predicted the experience of athletes’ burnout. In sum, this study highlights the importance of cognitive appraisal in the study of athletes’ emotional states, suggesting the continuation of future research on this topic. <![CDATA[<b>Influência da Camada de Gordura Subcutânea na Temperatura da Pele</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The aim of this study was to determine the correlation between the subcutaneous fat layer and the temperature variation (core - skin) in two body regions, measured by infrared sensors. This study involved 43 volunteers selected among undergraduate students in physical education. The thermal images and skinfold thickness were acquired from subscapular region (SB) for male and triceps region (TR) for female volunteers, of right side. In this study, subscapular skinfold thickness was inversely correlated with skin temperature (r = -0.638, p = 0.004) and directly correlated with ΔT [core - skin] (r = 0.653, p = 0.003). However, the results for the triceps region showed no significant correlation between triceps skinfold thickness and skin temperature or ΔT [core - skin]. When the sample was separated into two groups by skinfold thickness, with cut off at 12mm, average comparison tests for ΔT [core - skin] shows statistically significant difference between groups for the subscapular site (Student t test for independent sample, p value = 0.023), but not for the triceps site (Wilcoxon Signed Ranks and the Mann-Whitney tests, p value = 0.268). In short, the findings suggest that subcutaneous fat layer correlates negatively with skin temperature in subscapular region.<hr/>O objetivo deste estudo foi determinar a correlação entre a camada de gordura subcutânea e a variação de temperatura (core - pele) em duas regiões do corpo, medida por sensores infravermelhos. Este estudo envolveu 43 voluntários, selecionados entre os estudantes de graduação em educação física. As imagens térmicas e dobras cutâneas foram adquiridas da região subescapular (SB) para o sexo masculino e da região tricipital (TR) para as voluntárias do sexo feminino, ambas do lado direito do corpo. Neste estudo, a espessura da prega cutânea subescapular, correlacionou-se inversamente com a temperatura da pele (r = -0,638, p = 0,004) e positivamente com a variação de temperatura [central - pele] (r = 0,653, p = 0,003). No entanto, os resultados para a região tricipital não mostrou correlação significativa com a temperatura da pele ou com a variação de temperatura [central - pele]. Quando a amostra foi separada em dois grupos, pela espessura da prega cutânea, com ponto de corte em 12mm, teste de médias de comparação para a variação de temperatura [central - pele] mostrou diferença estatisticamente significativa entre os grupos para a região subescapular (teste t de Student para amostra independente, valor de p = 0,023 ), mas não para a região tricipital (Wilcoxon Signed Ranks e os testes de Mann-Whitney, p = 0,268). Em suma, os resultados sugerem que a camada subcutânea de gordura está negativamente correlacionada com a temperatura da pele na região subescapular. <![CDATA[<b>Lesões mais frequentes em praticantes Portugueses de Kitesurf</b>: <b><i>Um Estudo Piloto</i></b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Aquatic sports keep rising in popularity. Kitesurfing is a high-risk sport that combines aspects of several water sports. Kitesurfing is a relatively new water sport, and the understanding of the injuries due to its practice has not yet been largely investigated. The purpose of this study is to investigate the most common types and causes of injuries among Portuguese kitesurfers. The data was collected using a retrospective 12 months web-based questionnaire. A total of 87 kitesurfers, mostly from the North, showed that 75.9% have a kitesurfing initiation course and 56.3% use protective equipment. A total of 60.9% has been injured in the 12 month’s period, being the knee and the lumbar spine the most common body injury. A reasonable number of injuries occurred while performing a landing or a maneuver, being 53.9% of the injuries reported as a new injury. This 12 month’s retrospective study supports earlier studies and provides basis knowledge about the incidence of Portuguese kitesurfers injuries. The data support the benefits of physical fitness (p< 0.05) in injuries prevention.<hr/>A popularidade dos desportos aquáticos tem vindo a aumentar. O kitesurf é um atividade desportiva que combina vários desportos aquáticos, podendo ser considerada uma atividade de alto risco. Os perigos inerentes a estes desportos têm sido amplamente estudados. No entanto, o kitesurf apresenta-se como um desporto relativamente recente e em evolução, onde o entendimento sobre as principais lesões resultantes da sua prática ainda não estão amplamente investigadas. Deste modo, o objetivo deste estudo é identificar as lesões mais frequentes nos kitesurfers Portugueses, bem como as partes do corpo mais afetadas e os elementos causadores dessas lesões. Os dados foram recolhidos segundo um questionário retrospetivo a 12 meses, com base na Internet. A amostra é composta por 87 kitesurfers, residentes maioritariamente no Norte de Portugal. A sua maioria (75,9%) têm curso de iniciação ao kitesurf e utilizam algum tipo de equipamento de proteção (56,3%). Destes 60.9% reportaram a ocorrência de uma lesão ao longo dos últimos 12 meses, onde o joelho e a zona lombar foram os locais mais afetadas. A generalidade das lesões reportadas (53.9%) são novas lesões, que ocorreram maioritariamente em sequência de uma manobra ou após um salto. Os dados recolhidos reforçam outros estudos já realizados, proporcionando dados mais concretos sobre os kitesurfers Portugueses. Por outro lado sustentam ainda os benefícios da condição física dos praticantes (p< 0.05) na prevenção de lesões. <![CDATA[<b>Epidemiologia de lesões musculoesqueléticas em praticantes amadores de futebol</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo teve por objetivo analisar a epidemiologia de lesões musculoesqueléticas (LME) no futebol, relacionando-as com frequência de prática e nível de atividade física. A casuística integrou 126 participantes homens, praticantes regulares de futebol amador em diferentes centros poliesportivos de Campo Grande/MS. Os participantes foram distribuídos em quatro grupos, de acordo com a frequência semanal de prática de futebol: G1, um dia, G2, dois dias, G3, três dias, e G4, quatro ou mais dias de atividade, com duração de 10 a 60 minutos. Para a tomada de informações sobre o nível de atividade física e LME, foram utilizados, respectivamente, o questionário internacional de atividade física (IPAQ) e um inquérito de morbidade referida. Não se constatou uma associação entre prática de futebol e nível de atividade física; o G4 mostrou maiores valores de gasto metabólico. Foram registrados 96 LME, envolvendo 87 participantes (69%), totalizando 1,52 LME/ praticante. Constatou-se um predomínio de lesões musculares (36%) e articulares (34%) em membros inferiores. O trauma constituiu o principal mecanismo de lesão (28%), destacando-se como a maior causa no G3. Foi possível constatar que a frequência de prática de futebol não se associa diretamente com a ocorrência de LME entre jogadores amadores de futebol.<hr/>The present study analyzed the athletic injuries prevalence among soccer practitioners according with the practice frequency and physical activity level. Studied sample included 126 regular and amateur soccer players in different sport centers from Campo Grande, MS, Brazil. The volunteers were distributed in four groups, according with week frequency of soccer practice: G1, one day; G2, two days; G3, three days; G4, four or more days of soccer practice for 10 until 60 minutes per day. Physical activity level was investigated with the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) while athletic injuries were studied with Health Survey. Soccer practice was not associated with physical activity level; G4 showed higher values of metabolic spending. 96 athletic injuries were verified in 87 soccer players (69%), with occurrence of 1.52 injury/ practitioner. Muscle (36%) and articular (34%) damages were the more prevalent injury types; contact constituted the major etiologic mechanism to injury installation. As conclusion, the weekly practice magnitude had not associated with sports injuries occurrence in amateur soccer players. <![CDATA[<b>Eficácia do Side-out no Voleibol sénior masculino em função do jogador interveniente</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Análise do jogo assume particular importância no processo de preparação das equipas de Voleibol. Neste sentido, pretende-se identificar as ações de jogo na resposta ao serviço no Voleibol (denominado por side-out ou KI: receção, distribuição e ataque). A amostra foi composta por 743 ações de receção, pertencentes a 5 jogos da final do Play-off do Campeonato Nacional sénior masculino 2012-2013. Foram analisados a eficácia da receção, o jogador interveniente na receção, o tipo de serviço e zona de receção. Nos procedimentos estatísticos recorreu-se à estatística descritiva e análise de regressão logística multinominal. Os resultados mostram que o jogador que fez mais receções foi o jogador de zona 4. As receções que ocorreram na zona central distante são aqueles que fornecem mais qualidade na organização ofensiva. Já em relação ao tipo de serviço: suspensão flutuante é o que permite uma maior percentagem de receções com melhor qualidade nas opções de ataque. No processo de formação da equipa, para aumentar a eficácia das ações de jogo em side-out, deve ser considerada uma coordenação eficaz da 1ª linha de receção através do jogador prioritário estabelecendo rotinas de regularidade, na dupla função que tem durante o jogo, ou seja receber e atacar.<hr/>Match Analysis is a particular importance in the process team’s preparation, to the extent to increase the chances of coach’s success to enhance their knowledge on skills teams’ performance. The aim of the present study is identify the game skills, answer service or side-out (KI). The sample was composed of 743 actions of reception, belonging to 5 games of Play-off of the National Championship 2012-2013. We analyzed the reception, the intervenient player at the reception, the service type, the reception area. The statistical procedures used were the descriptive statistics and the multinomial logistic regression. The results show that the player who has done more receptions is the z4 (priority reception player). The receptions that occur in the central zone distant are those which provide more situations with all the attack options and the floating jump service is allowing a higher percentage of receptions with all the attack tactical options. In this sense in the training process team, and to increase the effectiveness of reception procedures in side-out (KI), must be considered to be effective coordination of the line of team’s receptions and priority reception player establish regularity routines of double function what they practice, reception and attack. <![CDATA[<b>Respostas hormonais da testosterona e do cortisol em contexto competitivo</b>: <b>uma revisão sistemática</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nesta revisão foram analisados os estudos que apresentam resultados da resposta das hormonas consideradas de stresse, o cortisol e a testosterona, claramente associadas a um comportamento psicobiológico relacionado com a competição desportiva. Após uma pesquisa efetuada nas bases de dados ScienceDirect e Medline/Pubmed, foram selecionados sobre esta temática os estudos mais recentes realizados (>2002). A maioria dos estudos recorre a amostras reduzidas e maioritariamente sobre o sexo masculino. O efeito antecipatório à competição, caracterizado por um aumento da ansiedade, geralmente determina um aumento da concentração de ambas as hormonas, em especial um aumento da concentração de cortisol. Estas alterações na resposta hormonal surgem igualmente associadas ao resultado da competição, com concentrações de testosterona mais elevada nos vitoriosos do que nos perdedores, juntamente com estados psicológicos positivos associados à vitória e negativos associados à derrota. O sexo e o nível desportivo do atleta são igualmente considerados fatores diferenciadores do comportamento hormonal em contexto competitivo. Estudos futuros deverão esclarecer os efeitos a longo prazo nessa resposta hormonal em atletas de elite, considerando o treino intenso prévio e a participação regular em competições de elevado nível. Fica também por aprofundar o efeito que determinada resposta hormonal terá no desempenho desportivo sobretudo quando considerada ao longo de um determinado evento competitivo ou torneio.<hr/>In this review we analyzed the results of studies that have considered the response of stress hormones, cortisol and testosterone, clearly associated with a psycho-biological behavior related to sports competition. After a search in databases ScienceDirect and Medline/PubMed, only post-2002 studies were selected. In general, study samples are usually small and composed of mostly males. The anticipatory effect of competition is characterized by an increase in anxiety witch generally causes an increase in the concentration of cortisol. Such hormonal response also appears linked to the outcome of the competition, with testosterone being higher in winners than in losers, along with positive psychological states associated with victory and negative psychological states associated with defeat. Gender and experience of the athlete are considered differentiating factors of hormonal behavior in competitive situations that generate stress. Is unclear the long term effects of intensive training and high level competition on the hormonal levels in elite athletes. Furthermore, it remains to be elucidated what effect certain hormonal response will have on sports performance especially when considered over the course of one important tournament. http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-107X2015000400017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt