Scielo RSS <![CDATA[Psicologia, Saúde & Doenças]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1645-008620170001&lang=pt vol. 18 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Auto-conceito espontâneo numa perda de peso bem-sucedida</b>: <b>Estudo qualitativo pluralista</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Obesity implies risks for physical and psychological health, impacting negatively on self-esteem. As an improvement strategy, weight loss often has an impact not only on body image but also on others domains of self-concept. Despite the extensive research on physical self-concept, the exploration of others self-concept's domains concerning a weight loss is scarce. This study aims to explore the spontaneous self-concept of a successful weight loss. Thirty men and women who achieved a successful weight loss (loss at least 7% of the initial weight and made a minimum maintenance of 12 months) were interviewed. The in-depth audio-recorded interviews were transcribed and analysed through content and thematic analysis (pluralistic analysis with inductive and deductive approaches), by a jury of psychologists. A quantitative exploration of the association between the emergent categories was made through a multiple correspondence analysis. An inter-rater agreement (Cohen's k) was substantial (.734). Self-concept established a three-factor model: 1) Effective investment/Balanced self-esteem, 2) Ambivalent, and 3) Positive acceptance/Focused, entailed domains such as self-esteem, physical, social, and explicit personality self-concept. The qualitative exploration of self-concept on a weight loss context contributes to engrossing the current literature. Emphasising that not only physical but also psychological aspects may be impacted in a successful weight loss process, this study highlights that negative self-representations must be attended in a clinical interventions' context.<hr/>A obesidade implica riscos para a saúde, afectando negativamente a auto-estima. Como estratégia de melhoria, a perda de peso impacta não só a imagem corporal como também outros domínios do auto-conceito. Apesar da extensa investigação sobre o auto-conceito físico, a exploração de outros domínios do auto-conceito relativamente a uma perda de peso é escassa. Este estudo tem como objectivo explorar o auto-conceito espontâneo de uma perda de peso bem-sucedido. Trinta homens e mulheres que fizeram uma perda de peso bem-sucedida (perda mínima de 7% do peso inicial e uma manutenção mínima de 12 meses) foram entrevistados. As entrevistas foram gravadas em audio, transcritas e analisadas através da análise de conteúdo e análise temática (análise pluralista com abordagens indutiva e dedutiva) por um júri de psicólogos. A exploração quantitativa da associação entre as categorias emergentes foi feita através de análise de correspondência múltipla. Um acordo entre avaliadores (K de Cohen) foi substancial (.734). O auto-conceito estabeleceu um modelo tri-factorial: 1) Investimento eficaz/Auto-estima equilibrada, 2) Ambivalência, e 3) Aceitação positiva/Foco, que incorporaram domínios como a auto-estima, auto-conceito físico, social, e de personalidade explícita. A exploração qualitativa do auto-conceito num contexto de perda de peso contribui para o aprofundamento da literatura. Realçando que aspectos físicos e psicológicos podem ser afectados numa perda de peso com sucesso, este estudo destaca que as auto-representações negativas devem ser consideradas em contextos de intervenção clínica. <![CDATA[<b>Modelando a sintomatologia psicótica</b>: <b>a arte como recurso terapêutico em saúde mental</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo geral do presente estudo foi verificar a relação entre uma Oficina de Cerâmica Artística (OCA) e a qualidade de vida (QdV), o coping proativo e a autoestima de pessoas com diagnóstico de esquizofrenia de ambos os géneros (masculino e feminino) e se os resultados obtidos eram estáveis no tempo. Para tal, foi constituída uma amostra de conveniência (n = 9) no Forúm Sócio-Ocupacional de Faro da ASMAL, sendo que, os participantes, encontravam-se medicados e em fase estabilizada da doença. A OCA foi implementada ao longo de cinco meses, com frequência semanal de duas sessões de 90 minutos cada e o protocolo de avaliação administrado em três momentos de observação (antes, depois da intervenção e 27 dias após a mesma) foi composto pelo WHOQOL-Bref, Escala de Coping Proativo e Escala de Autoestima de Rosenberg. Considerando os resultados obtidos, a OCA produziu melhorias ao nível da QdV e do coping proativo dos participantes, embora, o mesmo, não tenha ocorrido ao nível da autoestima, verificando-se ainda que, estes, não se revelaram estáveis no tempo, e, no género feminino, a intervenção foi mais eficaz relativamente à perceção geral da QdV e à perceção geral da saúde.<hr/>The general aim of this study was to check the relationship between an Artistic Ceramics Workshop and quality of life, proactive coping and self-esteem of people with schizophrenia diagnosis of both genders (male and female) and check if the obtained results were stable in time. Therefore was constituted a convenience sample (n = 9) in Forum Socio-Occupational Faro's ASMAL, and that, the participants were medicated and phase stable disease. The Artistic Ceramics Workshop was implemented for the period of five months with frequency of two sessions weekly of each 90 minutes and the evaluation protocol was made in three different observation moments (before, after the intervention and 27 days after the intervention) was composed by WHOQOL-Bref, a Proactive Coping Scale and Rosenberg Self-esteem Scale. Considering the obtained results, the Artistic Ceramics Workshop produced significant improvement considering the quality of life and the proactive coping of participants. The same didn't happened when concerning to self-esteem. It was also verified that the obtained results were not stable in time, and with the female gender the intervention was more effective in terms of the general perception of quality of life and general perception of health. <![CDATA[<b>Propriedades psicométricas da escala de auto-eficácia geral em idosos brasileiros</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho analisa as propriedades psicométricas da Escala de Auto-Eficácia Geral (GSES), de Schwarzer e Jerusalem (2000), numa amostra gerontológica brasileira. Participaram nesta pesquisa 144 idosos (M idade=69,34; DP=6,61), usuários/utentes da Unidade Básica de Saúde da Granja do Torto (Brasília). A GSES apresentou elevados níveis de consistência interna nesta amostra (alfa de Cronbach de 0,91). A análise fatorial dos componentes principais resultou num único fator, explicando 54,5% da variância. Em termos de validade convergente, a GSES apresentou correlações significativas com instrumentos que avaliam variáveis psicossociais associadas como a percepção de suporte social, a auto-estima, a depressão e a violência conjugal. Assim, a GSES apresenta-se como um importante instrumento no âmbito da avaliação psicológica e da promoção da saúde em idosos brasileiros.<hr/>This paper analyzes the psychometric properties of the General Self-Efficacy Scale (GSES), by Schwarzer e Jerusalem (2000), in a Brazilian gerontological sample. Participated in this study 144 elderly (M age=69.34; SD=6.61), patients of Basic Health Unit of Granja do Torto (Brasília). The GSES scores presented high internal consistency in this sample (Cronbach Alpha = 0.91). The exploratory principal components factor analysis yielded one factor, explaining 54.5% of the variance. In terms of convergent validity, GSES presented significant correlations with other instruments that evaluate associated psychosocial variables, such as social support, self-esteem, depression and violence partners. So, the GSES is an important instrument in terms of research and intervention within the framework of psychological assessment and the health promotion of Brazilian elderly. <![CDATA[<b>Mulheres com lúpus eritematoso sistêmico, sintomas depressivos e apoio social</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença autoimune crônica, rara, multissistêmica. Pesquisas apontam que o LES pode acarretar danos importantes no âmbito psicológico. Elas também sugerem que o apoio social desempenha um papel importante no desenvolvimento de estratégias de enfrentamento, na gestão do LES e na depressão. Assim, este estudo tem como objetivo geral verificar a associação entre sintomas depressivos e apoio social percebido em pacientes com LES. Utilizou-se um questionário sociodemográfico, o Inventário de Depressão de Beck e a Escala de Apoio Social Percebido. Participaram 79 mulheres, com média de idade de 35,7 anos. Destas, 55,7% eram casadas. Apenas 7,59% haviam terminado o ensino superior 40,51% ainda não finalizaram o ensino médio. 89,87% tinha renda abaixo de três salários mínimos e 89,87% praticavam alguma religião. 53,17% apresentaram níveis de sintomas depressivos de leve a grave. Quando se verificou a percepção de apoio social, os resultados mostraram níveis altos pelas participantes do estudo. Encontrou-se também moderada correlação entre sintomas depressivos e apoio social (r=-0,45, p>0,001) de modo que quanto maior a frequência de apoio menor os escores de depressão. Esses achados são relevantes porque sintomas depressivos nos pacientes com LES têm um caráter multicausal e multifatorial e podem permanecer despercebidos, pois muitos deles se confundem com as manifestações da doença. Eles também corroboram com outros estudos, os quais não apenas confirmam o papel preditivo do apoio social nos aspectos físicos, mas também psicológicos.<hr/>Systemic Lupus Erythematosus (SLE) is a chronic, rare, multisystem autoimmune disease. Researches indicates that SLE can cause significant damage to the psychological realm (Carr et al., 2011; Kulczycka et al., 2009). They also suggest that social support plays an important role in the development of coping strategies, in SLE management and depression. This study has as main objective verify the association between depressive symptoms and perceived social support in patients with SLE. We used a sociodemographic questionnaire, the Beck Depression Scale, and the Perceived Social Support Scale. Participants 79 women with SLE, with an average age of 35.7 years. 55,7% of the participants were married. Only 7,59% had completed higher education and 40,51% have not finished high school. 89,87% had an income below three minimum salaries and 89,87% practiced a religion. 53,17% had depressive symptoms levels from mild to severe. When we examined the perception of social support, the results showed high levels among participants. Using the Spearman correlation test we found a moderate correlation between depressive symptoms and social support (r=-0,45, p<0,001). It means that the higher the frequency of support, the lower the score of depression. These findings are relevant because depressive symptoms in patients with SLE have a multicausal and multifactorial character and may remain unnoticed, since many of them are confused with the manifestations of the disease. They also corroborate other studies, which not only confirm the predictive role of social support in the physical wellbeing, but also in the psychological. <![CDATA[<b>Estratégias de gestão construtiva de conflitos</b>: <b>uma perspetiva dos profissionais de saúde</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Saúde é uma área em que, devido às dinâmicas que se desenvolvem, se torna suscetível ao surgimento de conflitos entre os diversos atores intervenientes. Deste modo, o objetivo geral do presente artigo prende-se com o estudo dos conflitos que surgem em meio hospitalar, bem como das estratégias de resolução de conflitos utilizadas pelos profissionais de saúde para a gestão dos mesmos e a aplicação da Mediação de conflitos na área da saúde. Tendo como base um estudo qualitativo, recorreu-se à técnica da entrevista semi-estruturada para a recolha dos dados. No que concerne aos participantes no estudo, estes foram 6 profissionais de saúde pertencentes a diferentes serviços e especialidades do Hospital-Escola Universidade Fernando Pessoa. Os resultados obtidos demonstram que os conflitos com que os profissionais de saúde lidam surgem em diversos níveis, nomeadamente entre profissionais de saúde, profissionais de saúde e pacientes e os profissionais de saúde e colaboradores externos. Outra conclusão foi a de que, apesar das estratégias adoptadas pelos profissionais de saúde terem por base o diálogo e a comunicação, estas centram-se apenas na resolução do conflito, ao invés de produzirem uma efetiva mudança de comportamentos e atitudes, que inviabilizem o surgimento de futuros conflitos. Ao nível da Mediação, os resultados revelam que esta pode constituir uma mais-valia para a área da saúde, permitindo alcançar uma gestão construtiva dos conflitos eficaz.<hr/>Health is an area in which, due to the dynamics that develops, becomes susceptible to the emergence of conflicts between the various actors involved. Therefore, the overall objective of this research is the study of the conflicts that arise in a hospital environment, conflict resolution strategies used by health professionals for the management of mediation of conflicts in the area of health. Based on a qualitative study, the technique was used the semi-structured interview for the collection of data. With regard to the participants in the study, these are 6 health care professionals from the Hospital-School University Fernando Pessoa. The results obtained pointed out that conflicts with that health professionals tend to deal with arise at various levels, including among healthcare professionals, among healthcare professionals and patients, and among health professionals and external collaborators. The results reveal that despite the strategies adopted by health professionals were based on dialogue and communication, this only focus is resolving the conflict instead of producing an effective change of behaviors and attitudes that prevent the emergence of future conflicts. At the level of mediation, the results reveal that translates into an asset for the area of health, in order to achieve an effective management of conflicts. <![CDATA[<b>Diagnóstico de pesquisas internacionais em psicodinâmica do trabalho no Brasil</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo foram investigadas as pesquisas internacionais, em idiomas inglês e francês, disponíveis no Portal Brasileiro de Periódicos CAPES/MEC que utilizaram a abordagem psicodinâmica do trabalho de Dejours. Para o mapeamento das produções, foi realizada uma bibliometria, que é uma técnica bastante utilizada para se determinar características de uma determinada área de estudo. Os resultados mostraram que o número de artigos no período da pesquisa, 2000 a 2014, é bem reduzido; 50 artigos no total. O período de concentração dos estudos foi de 2006 a 2014, com 80% do total produzido. Em relação aos periódicos, foi possível notar que a maioria só teve um artigo publicado, e que a revista Sociologia du Travail foi a que mais publicou, 7 artigos no total. A análise da qualidade dos trabalhos permitiu verificar que a produção internacional em PDT não está classificada em periódicos com boa pontuação acadêmica, visto que 78% dos artigos foram publicados em periódicos que não é pontuado pelo Qualis. Internacionalmente, predominam-se artigos com apenas um autor. Os autores são em sua maior parte do sexo feminino, sendo os mais prolíferos Marie Alderson, Christophe Dejours e Pascale Molinier. Identificaram-se apenas duas redes mais representativas de cooperação cientifica e várias pequenas redes com dois ou três integrantes apenas.<hr/>In this paper the international research were investigated, in English and French languages, available in CAPES/MEC Periodicals Portal who used the Dejours's psychodynamic of work approach work. A bibliometric study was performed to mapp the production, this is a technique widely used for determining characteristics of a specific study area. The findings showed that the number of articles during the study period, 2000a 2014, is greatly reduced; 50 papers in total. The period of concentration of the studies was 2006 to 2014, with 80% of total production. Regarding the journals, it was noticeable that most had only one published article, and that Sociologia du Travail journal was the most published, seven articles in total. Analysis of the quality of the articles has shown that the international production PDT is not classified in journals with good academic scores, whereas 78% of articles were published in journals that are not ranking by the Qualis. Internationally, it predominate articles with only one author. The authors are mostly female, the most prolific are Marie Alderson, Christophe Dejours and Pascale Molinier. Identified only two most representative scientific cooperation networks and a varied number of small networks with two or three members only. <![CDATA[<b>Relação entre percepção de justiça e bem-estar no trabalho em profissionais Brasileiros</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Bem-estar no trabalho tem sido apontado como um indicador de saúde ocupacional. A promoção deste indicador pode está associada ao quanto os indivíduos consideram que seu empregador toma decisões a eles relacionadas com base em procedimentos justos. O presente estudo teve como objetivo investigar a relação entre bem-estar no trabalho (BET) e percepção de justiça de procedimentos (PJP). Participaram da pesquisa um grupo de 105 trabalhadores brasileiros com idade média de 32,03 (DP=8,80) anos, sendo a maioria (65,7%) do sexo feminino, distribuídos equitativamente entre solteiros e casados. Os participantes responderam a duas medidas válidas e precisas que aferiram BET e PJP, cujos dados foram analisados por meio do SPSS. A Análise de correlação (r de Pearson) mostrou índices positivos e significativos entre as dimensões de BET e PJP. A ANOVA revelou que os homens apresentam níveis mais elevados de bem-estar no trabalho. Tais resultados apontam que o nível de bem-estar no trabalho aumenta proporcionalmente a percepção de justiça de procedimento, assim como foi evidenciado que os homens demonstraram manter vínculos mais fortes do que as mulheres com o trabalho e a organização. Diante dos resultados apresentados, seria possível reconhecer que os procedimentos de tomada de decisão adotados pelas instituições suscitam estados saudáveis dentre seus colaboradores como o de bem-estar.<hr/>Well -being at work has been described as an indicator of occupational health. The promotion of this indicator is linked to can, as individuals perceive that their employer takes decisions related to them based on fair procedures. The present study aimed to investigate the relationship between well -being at work (BET) and perceived fairness of procedures (PJP). The participants were a group of 105 Brazilian workers with an average age of 32.03 (SD = 8.80) years, with the majority (65.7 %) females, distributed equally between single and married. Participants answered two accurate and valid measures that assessed BET and PJP, whose data were analyzed using SPSS. A correlation analysis (Pearson's r) indices showed positive and significant between the dimensions of BET and PJP. The ANOVA revealed that men have higher levels of well -being at work. These results indicate that the level of well -being at work increases proportionally to the perceived fairness of the procedure, as was evidenced that men are able to maintain stronger ties than women with work and organization. Given the results presented, it would be possible to recognize that the decision -making procedures adopted by the company raise healthy states among its employees as welfare. <![CDATA[<b>Qualidade de vida e suporte social em doentes com esquizofrenia</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Esquizofrenia é considerada pela OMS como uma das dez doenças mais incapacitantes. Sendo uma perturbação complexa e de caráter crónico, gera prejuízos significativos na vida dos pacientes, prejudicando a sua qualidade de vida. O suporte social é um fator de redução do impacto de perturbações mentais, como a esquizofrenia. Tendo por base uma metanálise crítica reflexiva, com o objetivo compreender a relação entre os fatores que atuam numa melhor qualidade de vida e suporte social nos indivíduos com esta patologia, recorreu-se às bases de dados PubMed e Scopus, atendendo a critérios de inclusão e exclusão. Os resultados indicaram 10 artigos que investigaram as variáveis qualidade de vida e/ou suporte social em pacientes com esquizofrenia. Além disso, foram identificados o suporte social e o funcionamento social como preditores de uma melhor qualidade de vida. Contudo, foram reduzidos os estudos que relacionassem diretamente estas duas variáveis estudadas, assim como fatores que melhorassem a qualidade de vida e/ou suporte social. São sugeridas implicações para a promoção da qualidade de vida e suporte social destes doentes bem como a necessidade de mais investigação na área.<hr/>Schizophrenia is considered by WHO as one of the ten most disabling diseases. Being a complex and chronic disorder, it generates a significant damage on patients' lives, impairing their quality of life. Social support is a factor that reduces the impact of mental disorders such as schizophrenia. Based on a reflective critical meta-analysis, in order to further understanding the factors that act in a better quality of life and social support for patients with this disease, we used the PubMed and Scopus databases, considering the inclusion and exclusion criteria. The results indicated 10 articles that have investigated the variables quality of life and / or social support in patients with schizophrenia. Moreover, we also identified, social support and social functioning as predictors of a better quality of life. However, few studies analyzed directly the relationship between these two variables, as well as factors that improve the quality of life and / or social support. Implications for the promotion of quality of life and social support of these patients are suggested, as well as the need for more research in the area. <![CDATA[<b>Significações atribuídas aos anabolizantes</b>: <b>um embate entre o desejo e o risco</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Esta pesquisa analisou estrutura e conteúdo das significações atribuídas aos anabolizantes segundo praticantes de musculação, além de identificar os principais conceitos acerca dos anabolizantes e comparar, a depender do uso ou não uso dos anabolizantes, a composição léxica e significação desses conceitos. Participaram 584 homens em 15 academias de uma capital brasileira. Utilizou-se um roteiro de entrevista semiaberto abordando o conceito de anabolizantes, tempo de prática de musculação e uso, atual ou passado, de anabolizantes. As respostas foram analisadas com o software IRAMUTEQ, por meio das técnicas de Classificação Hierárquica Descendente e Análise Fatorial. Os resultados indicaram três principais classes de conceitos de anabolizantes. Verificou-se um discurso mais valorativo e reducionista (classes 2 e 3), especialmente entre os que não utilizam essas substâncias; e a menção aos rápidos efeitos anabólicos (classe 1) no discurso dos que utilizam ou já utilizaram anabolizantes. Ao final, discute-se que essas significações levam à discussão sobre o uso indevido dessas substâncias, mostrando-se mais relevante quando consideradas as pressões socioculturais que incentivam o belo e discriminam àqueles que fogem ao padrão de beleza.<hr/>This paper analyzes the structure and content of the meanings attributed to anabolic steroids androgenic (EAA) according to bodybuilding practitioners, in addition to identifying the main concepts about anabolic and compare, depending on the use or non-use of anabolic steroids, the lexical composition and meaning of these concepts. Participated 584 men in 15 gym academies of a Brazilian capital. We used a semi-open interview, addressing the EAA concept, body building practice time and use, actual or past, of EAA. The responses were analyzed with IRAMUTEQ software, trought Descending Hierarchical Classification and Factor Analysis. The results indicated three major classes of EAA concepts. It was verified a more evaluative and reductionist discourse (classes 2 and 3), especially among those who do not use such substances; and the mention of quick anabolic effects (class 1) in the discourse of those who use or have used EAA. At the end, it discusses about the EAA improper use, being more relevant when considering the pressures sociocultural that encourages the beautiful and discriminates those who flee to the beauty standard. <![CDATA[<b>Refugiados e saúde mental</b>: <b>acolher, compreender e tratar</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O número de refugiados no mundo não tem parado de aumentar nos últimos anos. Os refugiados diferem dos outros migrantes por terem sido forçados a deixar os seus países e a eles estarem impedidos de regressar, gozando por essa razão de um estatuto garantido pelo Direito Internacional. A estes juntam-se ainda pessoas que enfrentam riscos similares mas para as quais ainda não foi apurado o seu estatuto. São populações que apresentam uma maior prevalência de problemas de Saúde Mental e que devem ter um tratamento especial. Fez-se uma pesquisa na literatura biomédica, das revisões sistemáticas publicada nos últimos dez anos, sobre Saúde Mental em Refugiados concluindo-se que estes apresentam particularidades especiais que devem ser tidas em conta pelos profissionais e serviços de saúde em termos de prevenção primária, secundária e terciária. Discutem-se questões como a barreira da língua, as diferenças culturais e o papel dos tradutores e mediadores culturais, a organização dos serviços, a intervenção em grupos especialmente vulneráveis como são as crianças, as mulheres, as grávidas e os idosos e abordam-se os problemas mais prevalentes resultantes da exposição ao trauma que assumem nos refugiados particularidades muito específicas.<hr/>The number of refugees in the world has not stopped increasing in recent years. The refugees differ from other migrants because they were forced to leave their countries and they are prevented from returning, benefiting therefore, from a status guaranteed by international law. To these must be added people who face similar risks but whose status has not be yet been determined. These are populations with a higher prevalence of mental health problems and should have a special treatment. Research in biomedical literature available, systematic reviews published in the last ten years on refugee's mental health led to conclude that these have special characteristics that must be taken into account by professionals and health services in terms of primary, secondary and tertiary prevention. Issues addressed include language barriers, cultural differences and the role of translators and cultural mediators, the organization of the services, the intervention in particularly vulnerable groups such as children, women especially pregnant women and the elderly. Discussed are also the most prevalent problems resulting from exposure to trauma that assume very specific characteristics among the refugees. <![CDATA[<b>Revisão sobre a doença de alzheimer</b>: <b>diagnóstico, evolução e cuidados</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objetivo da pesquisa foi realizar um levantamento lexical de temas publicados em artigos científicos entre os anos de 2009 a 2014 , sobre a Doença de Alzheimer. Realizou-se revisão de artigos científicos na base de dados SciELO/Brasil publicados entre janeiro de 2009 a junho de 2014, utilizando o termo Doença de Alzheimer. A recuperação bibliográfica resultou em 173 artigos, dos quais 98 atenderam aos critérios de inclusão, com um número elevado de artigos publicados nas áreas médicas e ciências da saúde. O material foi submetido à análise do software IRAMUTEQ. Os resultados apontaram que os temas mais abordados foram: diagnóstico, evolução da doença e cuidados. Considerou-se que mesmo com a variedade de estudos em diferentes áreas do conhecimento sobre a Doença de Alzheimer, existe a necessidade de estudos interdisciplinares que considerem a importância da prevenção, avaliação e intervenção, contribuindo para a compreensão da natureza específica dessa patologia. Sugere-se pesquisas que estejam conectadas a área de humanas como: a sociologia, a filosofia, as ciências sociais, a história e a educação.<hr/>He objective of the research was to carry out a lexical survey of themes published in scientific articles between the years of 2009 and 2014 on Alzheimer's disease. Was held review of scientific articles in the database SciELO / Brazil from January 2009 to June 2014, using the term Alzheimer's disease. The bibliographic recovery resulted in 173 articles, of which 98 met the inclusion criteria, with a large number of articles published in medical and health sciences areas. The material was submitted to the IRAMUTEQ software. The results showed that the most discussed topics were: diagnosis, disease progression and care. Even be considered by the variety of studies in different fields of knowledge about Alzheimer's disease, there is a need for interdisciplinary studies considering the importance of prevention, assessment and intervention, contributing to the understanding of the specific nature of this pathology. It is suggested research that are connected to the humanities such as sociology, philosophy, social sciences, history and education. <![CDATA[<b>Estimulação, disciplina, vinculação e apresentação</b>: <b>as crenças das mães de grandes prematuros</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os pais valorizam e estimulam os filhos de acordo com o que estabelecem como relevante para o seu comportamento e desenvolvimento, sendo as práticas parentais de cuidados e educação determinadas pela sua cultura, crenças e valores. Perante o nascimento de uma criança prematura, os pais têm que lidar com a vulnerabilidade da criança internada na Neonatologia, um ambiente porventura facilitador da aquisição de crenças e cognições pouco adequadas. Os objetivos foram: avaliar as crenças parentais em crianças em idade pré-escolar com antecedentes de prematuridade (idade gestacional inferior a 32 semanas), identificar as práticas mais valorizadas pelas mães e relacionar as características sociodemográficas, a valorização das práticas, o grau de prematuridade e a duração do internamento com as crenças parentais. Os participantes foram as mães de crianças com antecedentes de prematuridade, com idade gestacional inferior a 32 semanas, observadas na consulta de Neurodesenvolvimento de um hospital terciário. Foram aplicados questionários sobre dados sociodemográficos e o Questionário de Crenças e Práticas Maternas sobre Cuidados com as Crianças. As mães atribuíram mais importância à dimensão “Estimulação”, sendo a “Disciplina” considerada a dimensão menos importante. A “Vinculação” e a “Disciplina” associam-se negativamente com a idade cronológica. Conclui-se que que as vivências marcantes dos pais dos grandes prematuros nos primeiros tempos de vida destes acarretam preocupações quanto ao seu posterior desenvolvimento psicomotor que os levam a dar prioridade a comportamentos de estimulação e a descurar as questões sociais e a disciplina.<hr/>Parents appreciate and encourage their children according to when they believe that is relevant to their development, and parenting practices are determined by their culture, beliefs and values. Facing the birth of a premature child, parents have to deal with the child's vulnerability when admitted to the Neonatal Intensive Care Unit, eventually an environment that facilitates the acquisition of wrong beliefs and concepts. Goals were: to evaluate parental beliefs of preschool age children, with a history of prematurity (gestational age of less than 32 weeks), identify the most valued practices / beliefs and relate them to social and demographic characteristics, degree of prematurity and length of stay in the hospital. The sample consisted of the mothers of children with a history of prematurity (gestational age less than 32 weeks) observed in the Neurodevelopmental consultation of a tertiary hospital. Questionnaires were applied to assess demographic data along with the “Questionnaire of beliefs about maternal practices”. Mothers have given more importance to the dimension "Stimulation", and "Discipline" was considered the least important dimension. "Bonding" and "discipline" were negatively associated with age. The results suggest that the remarkable experiences of parents of very premature infants in their early life lead to concerns about their further neurodevelopment, which leads them to prioritize stimulating behaviors, and neglecting social issues, presentation and discipline. <![CDATA[<b>Hipóteses do hemisfério direito e da valência no processamento de faces emocionais</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo objetivou fornecer uma revisão da literatura acerca das duas hipóteses apresentando as contradições na compreensão do processamento de expressões e emoções faciais. Realizou-se uma busca nos indexadores SCIENCE DIRECT, PubMed, MEDLINE e SCIELO com os seguintes descritores e os seus correspondentes em inglês: “Percepção de expressões faciais”, “Percepção de emoções”, “Assimetria cerebral”, “Hipótese do hemisfério direito” e “Hipótese da valência”.Foram encontrados 13 artigos entre os anos de 1977 a 2010. Todos os artigos trataram de estudos empíricos com o método quantitativo então foram incluídos na presente revisão.A maioria dos estudos confirmou a hipótese do hemisfério direito na percepção de faces emocionais. Seis confirmaram esta hipótese e dois corroboraram a hipótese da valência. A hipótese da valência foi parcialmente sustentada em um estudo ocorrendo uma relação entre emoções negativas e o hemisfério direito, mas o mesmo não ocorreu entre o hemisfério esquerdo e as emoções positivas. A quantidade de estudos que não encontrou diferença significativa entre os dois hemisférios cerebrais e a percepção de emoções faciais foi maior do que as pesquisas que corroboraram totalmente a hipótese da valência. A partir dos resultados de um estudo, levantou-se a possibilidade das duas hipóteses ocorrerem simultaneamente de forma que uma complete a outra, mas ainda existe a necessidade da realização de mais estudos principalmente com métodos padronizados.<hr/>This study aimed to provide a review of literature about the two hypotheses presenting contradictions in understanding of the processing of expressions and facial emotions. A search was conducted in the indexes SCIENCE DIRECT, PubMed, MEDLINE and SCIELO with the following descriptors in Portuguese and their corresponding in English: “Perception of facial expressions”, “Perception of emotions”, “Cerebral asymmetry”, “Right-hemisphere hypothesis” and “Valence of the hypothesis”.13 articles were found between the years 1977 to 2010. All articles dealt of the empirical studies with quantitative method so were included in this review.Most studies confirmed the right-hemisphere hypothesis in the perception of emotional faces. Six confirmed this hypothesis and two corroborate the valence hypothesis. The valence hypothesis was partially sustained in one study occurring a relationship between negative emotions and the right-hemisphere, but this didn't occur between the left-hemisphere and the positive emotions. The number of studies that found no significant difference between the two cerebral hemispheres and the perception of facial emotions was higher than the research that fully corroborate the valence hypothesis. From the results of one study raised the possibility of the two hypotheses occur simultaneously so that a complete other but there is still a need for further research especially with standardized methods. <![CDATA[<b>Programa de cirurgia bariátrica e reganho de peso</b>: <b>case study of a bariatric surgery program</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100014&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nos últimos anos, tem-se observado um aumento no número de cirurgias bariátricas realizadas no Brasil. No entanto, verifica-se, na clínica da obesidade, a ocorrência de reganho de peso no período pós-cirúrgico. Com objetivo de analisar a ocorrência do reganho de peso em um hospital público do Nordeste, foi realizado o estudo de caso de um Programa de Cirurgia Bariátrica, com base no registro de prontuários dos pacientes operados em 10 anos de funcionamento do Serviço. Durante o período de três meses de coleta de dados foi possível ter acesso a 276 prontuários, dos quais foram obtidas as seguintes informações dos pacientes operados no Programa: idade, sexo, procedência, tempo de cirurgia, comparecimento às consultas e reganho de peso. Esses dados evidenciaram que houve um maior número de mulheres operadas; a idade dos pacientes operados variou entre 18 e 60 anos, havendo uma concentração maior de operados na faixa etária compreendida entre 28 e 37 anos. A análise dos prontuários demonstrou a ocorrência de reganho de peso no Programa estudado e, as queixas relacionadas a esse aumento de peso no pós-operatório.<hr/>In recent years it was noted an increase in the number of bariatric surgeries held in Brazil. However, it´s observed, in the obesity clinic, the occurrence of weight regain in the post-surgical period. Aiming to analyse the ocurrence of weight regain in a public hospital in the Northeast, it was held a case study of a Bariatric Surgery Program, on the basis of medical records of patients operated in 10 years of operation of the service. During the period of three months of data collection it was possible to get 276 medical records, of which were obtained the following information about the patients operated in the Program: age, gender, origin, surgery time, the attending to medical consultations and the weight regain. These data collection revealed that has been a greater number of women operated; the age of the patients operated has ranged between 18 and 60 years old, with an increased concentration of operated patients in the 28-37 age group. <![CDATA[<b>A visita domiciliar no contexto da saúde</b>: <b>uma revisão de literatura</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100015&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A visita domiciliar vem sendo utilizada por diferentes profissionais da área da saúde. O objetivo deste estudo é realizar uma revisão de literatura acerca desta prática. Além disso, buscaremos analisar de forma aprofundada os artigos em que o psicólogo utiliza a visita domiciliar como uma estratégia de trabalho. Método: Revisão de literatura realizada nas bases de dados Scielo, Bireme e PsycINFO, no período de janeiro a abril de 2014. Os critérios de inclusão foram artigos na íntegra, publicados em português, inglês ou espanhol nos últimos 10 anos. Resultados: Foram encontrados 1.015 artigos contendo a palavra visita domiciliar no título, resumo ou palavras-chave, mas apenas 489 (48,2%) seguiam os critérios de inclusão iniciais. A visita domiciliar aparece nos artigos sendo utilizada como estratégia de cuidado pelas equipes da atenção primária, como intervenção dirigida a portadores de doenças crônicas e também está associada à coleta de dados para pesquisas. Apenas 8 artigos descreviam a utilização da visita domiciliar por psicólogos e, nestes, a visita domiciliar era utilizada ou como espaço de psicoeducação, como forma de atenção a pacientes e familiares com sofrimento psíquico grave ou como parte de pesquisas-ação. Conclusões: Existe uma escassez de bibliografias sobre a utilização da visita domiciliar como técnica de intervenção, tanto para os profissionais em geral, quanto para psicólogos. Assim, é importante que esta estratégia de cuidado possa ser pensada a partir uma perspectiva crítica e ética.<hr/>Home visit has been used by several health professionals. The aim of this paper is to perform a literature review on the use of home visits as a work tool. We will also try to deeply analyze the papers in which psychologists use home visit as a work strategy. Method: A literature review performed on the Scielo, Bireme, and PsycINFO databases, from January to April/2014. The inclusion criteria were full papers, published in Portuguese, English, and Spanish, in the last 10 years. Results: A total of 1, 015 papers with the term “home visit” either in the title, abstract, or keywords was found, but only 489 (48.2%) followed the initial inclusion criteria. From the papers analyzed, home visits were used as a tool of care by the primary care staff, as an intervention directed to patients with chronic conditions, and as an instrument to collect data for researches. Only 8 papers described the use of home visits by psychologists. Conclusion: There is a shortage of papers on home visit as an intervention technique, for both professionals in general and psychologists. Therefore, it is important that this care strategy be thought from a critical and ethical perspective. <![CDATA[<b>Qualidade de vida em homens submetidos à prostatectomia</b>: <b>revisão integrativa</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100016&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo consiste em uma revisão integrativa da literatura com o objetivo de sumarizar as pesquisas produzidas sobre Qualidade de Vida (QV) em homens submetidos à prostatectomia em publicações nacionais e internacionais publicadas de janeiro de 2009 a fevereiro de 2014, nas bases de dados PubMed, SciELO, LILACS e CINAHL. Foram identificados 40 artigos que atendiam aos critérios de inclusão. A análise dos trabalhos permitiu identificar foco principal no caráter físico e sintomatológico em detrimento aos aspectos psicológicos referidos após a cirurgia. Observou-se lacunas no conhecimento produzido, com escassos estudos brasileiros, predomínio de estudos com baixo nível de evidência e reduzido número de estudos com delineamento experimental, raros estudos com enfoque nos aspectos emocionais e ausência de definição do construto utilizado e de dados psicométricos dos instrumentos e escalas utilizadas. Entretanto, foi possível elaborar uma síntese do conhecimento científico acerca da QV em homens prostatectomizados na perspectiva da literatura internacional e nacional, incluindo diversos aspectos que permeiam esta investigação.<hr/>This study consists of an integrative review of the literature with the aim of summarizing the researches produced on Quality of Life (QoL) in men submitted to prostatectomy in published national and international publications from January 2009 to February 2014 in the PubMed, SciELO, LILACS and CINAHL. We identified 40 articles, which met the pre-established criteria. The analysis of the work allowed to identify main focus on the physical and symptomatological character in detriment to the psychological aspects referenced after the surgery. We observed gaps in the knowledge produced, such as, few Brazilian studies, studies of experimental designs or that demonstrate a greater level of evidence, lack studies with a focus on emotional aspects, absence of the definition of the construct used, lack of psychometric data of the instruments and Scales used and the prevalence of low evidence studies. However, it was possible to elaborate a summary of the scientific knowledge about QoL in prostatectomized men from the perspective of international and national literature, including several aspects that permeate this research. <![CDATA[<b>Adesão ao tratamento do lúpus</b>: <b>efeitos de três condições de intervenção</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100017&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune e multissistêmica. Ocorre predominantemente no gênero feminino. O tratamento é diversificado e contém regras complexas, dificultando a adesão. Esta pesquisa estudou os efeitos de três condições de intervenção sobre comportamentos de adesão ao tratamento em mulheres com LES. Trata-se de um estudo longitudinal com coleta de dados em intervalos de 30, 60, 90 e 120 dias. Participaram quinze pacientes com diagnóstico de LES, em seguimento no ambulatório de um hospital da rede pública de saúde. Utilizou-se: formulário de observação da consulta médica; protocolo de análise de prontuário; roteiros de entrevistas; checklist sobre adesão ao tratamento; formulários de registro de automonitorização; escala analógica visual de dor; Inventário Beck para depressão (BDI); questionário de avaliação de qualidade de vida SF-36 e o índice de atividade da doença (SLEDAI). As participantes foram distribuídas sequencialmente em três condições de intervenção: Condição A (n=5), rotina e entrevista; Condição B (n=5), rotina e entrevista com uso de checklist; Condição C (n=5), rotina, entrevista com uso de checklist e registros de automonitorização. Fez-se análise quanti-qualitativa, comparando-se os dados nos diferentes momentos do estudo. Como resultado observou-se que, independentemente da condição à qual a participante foi exposta, houve melhora na adesão relatada, bem como no estado clínico e na qualidade de vida das participantes ao final do estudo; entretanto, as participantes da Condição C mantiveram os comportamentos de adesão instalados mesmo após a retirada do procedimento de intervenção, sugerindo melhor índice de adesão ao tratamento (média de 95,71).<hr/>Systemic lupus erythematosus (SLE) is an autoimmune and multisystem disease. It occurs predominantly in women. The treatment is diverse and contains complex rules, which difficult to adhesion. This research studied the effects of three intervention conditions on behaviors adherence to treatment in women with SLE. This is a longitudinal study with data collection at 30, 60, 90 and 120 days. Participant are fifteen patients with SLE, followed at an outpatient clinic of a public hospital. We used: observation form of medical consultation; chart analysis protocol; interview scripts; checklist on adherence to treatment; self-monitoring registration forms; visual analogue pain scale; Beck depression inventory (BDI); Quality of life Assessment Questionnaire SF-36 and Disease Activity Index (SLEDAI). Participants were distributed sequentially in three intervention conditions: Condition A (n = 5), routine and interview; Condition B (n = 5), and routine interview with use of checklist; Condition C (n = 5), routine interview with use of self-monitoring checklist and records. There was quantitative and qualitative analysis, comparing the data in different times of the study. As a result, it was found that, regardless of the condition to which the participant was exposed, there was improvement in reported adherence, the clinical status and quality of life of the participants at the end of the study; however, participants of Condition C kept the adherence behaviors installed even after the withdrawal of the intervention procedure, suggesting better compliance rate to treatment (average of 95.71). <![CDATA[<b>Representações sociais da reforma psiquiátrica e doença mental em universitários brasileiros</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100018&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivou-se identificar as representações sociais de estudantes brasileiros dos cursos de Enfermagem, Medicina e Psicologia acerca da Reforma Psiquiátrica e da doença mental. Trata-se de um estudo misto, qualitativo e quantitativo, de cunho descritivo e exploratório, ancorado no aporte teórico-metodológico da Teoria das Representações Sociais. A amostra de participantes fora constituida de forma não probabilística, por 150 universitários, sendo 50 alunos de cada curso. Utilizou-se para coleta de dados um questionário sociodemográfico e a Técnica de Asociação Livre de Palavras (TALP). O material coletado a partir do questionário foi analisado com base na estatística descritiva e os dados apreendidos pela TALP, por meio da análise fatorial de correspondência utilizando-se o programa Tri-Deux-Mots. Investigar como os estudantes de Enfermagem, Medicina e Psicologia constroem suas representações sociais acerca da louco/doente mental e reforma psiquiátrica, possibilitou acessar uma rede complexa de significações atribuídas ao movimento político e libertário da Reforma Psiquiátrica e da doença mental na atualidade. Podendo-se afirmar que, neste estudo, os estudantes representam a loucura e doença mental de forma polimórfica, em que de um lado os alunos de psicologia ancoram-se ao modelo psicossocial de cuidado enquanto os de enfermagem e medicina ao modelo asilar.<hr/>It's aimed to identify the Social Representations of Nursing, Medicine and Psychology Brazilian students on the Psychiatric Reform and mental illness. This is a qualitative/quantitative study of descriptive and exploratory nature, anchored in the theoretical and methodological support of the Theory of Social Representations. The sample was composed of conventional and non-probabilistic by 150 students, with 50 students from each course. It was used for data collection a sociodemographic questionnaire and the Free Word Association Technique (FWAT). The material collected from the questionnaire was analyzed using descriptive statistics and data seized by FWAT, through the factorial analysis of correspondence using the Tri-Deux-Mots program. Investigating how students of Nursing, Medicine and Psychology build their Social Representations about the mental illness and Psychiatric Reform allows to access a complex network of meanings attributed to political and libertarian movement of the Psychiatric Reform and mental illness today. It can be said that, in this study, students represent the madness and mental illness in a polymorphic form, in which one side the psychology students are anchored to the psychosocial model of care, as nursing and medicine to the asylum model. <![CDATA[<b>Diferenças do autocuidado entre pacientes com <i>diabetes</i> <i>mellitus</i> tipo 1 e 2</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100019&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A diabetes mellitus é considerada uma síndrome metabólica que vem ganhando grande importância nos dias atuais. Considera-se que no Brasil haja aproximadamente cinco milhões de pessoas diabéticas e que pelo menos metade delas não possui conhecimento do diagnóstico da doença. Os profissionais da área da saúde vêm se preocupando cada vez mais em relação ao autocuidado de seus pacientes, já que muitas vezes não é incorporado à vida diária e, em consequencia disto, podem adquirir grandes complicações crônicas, já que as doenças crônicas demandam um estável cuidado e ajustamento por parte do paciente. Este autocuidado pode estar relacionado às ações que as pessoas seguem em benefício da sua própria saúde. Este estudo qualitativo teve como objetivo verificar a diferença do autocuidado em pacientes com diabetes tipo 1 e tipo 2. Foram entrevistados quatro sujeitos diagnosticados com a doença, com a idade variando de 21 a 57 anos. A análise do tema possibilitou verificar aspectos como diagnóstico, alimentação, exercício físico, pé diabético, cotidiano, autocuidado, aplicação medicamentosa, exames periódicos e o custo de tratar a doença. O resultado aponta que há diferenças no autocuidado em pacientes tipo 1 e tipo 2 sendo que o cuidado com os pés apareceu mais no tipo 1.<hr/>It is considered that in Brazil there are approximately five million people with diabetes and at least half of them do not have knowledge of the diagnosis. The health care professionals have been concerned increasingly on self-care of their patients, since it is often not incorporated into the daily life and, in consequence of this, can acquire large chronic complications, as chronic diseases a stable and require careful adjustment by the patient. This self-care may be related to the actions that people follow for the benefit of their own health. This qualitative study therefore aimed to determine the difference self-care in patients with type 1 diabetes and type 2 were interviewed four subjects diagnosed with the disease, with age ranging from 21 to 57 years. The subject of analysis enabled us to verify aspects such as diagnosis, nutrition, exercise, diabetic foot, everyday, self-care, drug application, periodic checks and the cost of treating the disease. The result indicates that there are differences in self-care in patients with type 1 and type 2 impact in some areas. The result indicates that there are differences in self-care in patients with type 1 and type 2 being the foot care appeared more in type 1 . <![CDATA[<b>Gestação de substituição</b>: <b>aspetos psicológicos-uma revisão da literatura</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A infertilidade é definida como uma condição médica com repercussões no bem-estar físico, psicológico e social. Avanços na medicina da reprodução têm possibilitado a muitos casais a concretização da parentalidade. Diversos tratamentos médicos e o recurso a gâmetas de dador ou embriões doados, constituem desenvolvimentos para a resolução de casos de infertilidade. Ainda assim, os casais que apresentam ausência de útero, malformações ou doença uterina veem-se impossibilitados de experienciar uma gravidez. A gestação de substituição poderia dar resposta à condição de infertilidade. Contudo, esta é uma prática que gera controvérsia, não sendo permitida em muitos países. O objetivo desta revisão é providenciar um corpo de conhecimento organizado em função dos resultados de estudos que procuraram explorar aspectos psicológicos relacionados com a gestação de substituição. Em concreto, foram analisados estudos que abordaram a adaptação marital, a revelação da forma de concepção, o bem-estar físico e psicológico do casal e da criança, o contacto com a gestante de substituição, e a adaptação à parentalidade. Foram examinados 10 estudos longitudinais, com os principais resultados: a gestação de substituição é considerada “uma experiência positiva”, os casais beneficiários aparentam ter um bom funcionamento conjugal, a revelação da forma de conceção tende a ser iniciada precocemente, o contacto com a gestante de substituição é mantido, os casais apresentam menor stresse e maior bem-estar físico e psicológico ao longo da gestação, e a adaptação à parentalidade até aos três anos apresenta um valor superior às demais formas de conceção.<hr/>Infertility is defined as a clinical condition with repercussions on the physical, psychological and social wellbeing. Progresses in reproductive medicine have been enabling infertile couples to achieve parenthood. In this context, medical treatments and the use of donor gametes or donated embryos are important developments for the resolution of many infertility cases. Nevertheless, for several reasons and due to the reasonably low success rate of such treatments, there are couples who face greater difficulties. Among these are those which in the absence of a uterus, uterine malformations or disease find themselves unable to experience a pregnancy. In these circumstances surrogacy is the only chance to solve their infertility. However, this practice generates controversy, objections, and questions and is prohibited in most European countries. The objective of this review is to provide a body of knowledge based on results from studies that sought out to explore psychological aspects of surrogacy. Studies were analysed considering surrogacy as a solution for infertility, marital adjustment, disclosure to the child, physical and psychological well-being of the beneficiary couple and child, contact with the surrogate, and adjustment to parenting. Ten longitudinal studies were examined, with the following main results: surrogacy is considered a "positive experience", all beneficiaries couples show a good marital relationship, disclosure intends to occur at an early age, contact with the surrogate is held, beneficiaries couples show less stress and greater physical and psychological well-being during pregnancy, and adjustment to parenthood is higher until the child is 3 years old. <![CDATA[<b>Itinerários terapêuticos de usuários de drogas na região sul do Brasil</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000100021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O uso de substâncias psicoativas é um importante problema de Saúde Pública que desafia os profissionais de saúde a repensarem as práticas voltadas a essepúblico. Visando contribuir para essa questão, esta pesquisa mapeou os itinerários terapêuticos de usuários de substâncias psicoativas por meio de uma investigação qualitativa que descreveu e analisou os caminhos percorridos em busca de atenção a esse problema em municípios pequenos do Estado do Rio Grande do Sul/Brasil. Os sujeitos foram recrutados em um CAPS e submetidos a entrevistas semi-estruturadas, analisadas pelo método de Análise de Conteúdo. Os resultados do estudo mapearam a rede de atenção da região e suas dificuldades no tocante ao inadequado acolhimentodos usuários e a importância de um vinculo positivo com as equipes e o papel dos grupos de auto-ajuda. A partir das percepções dos entrevistados, pontos positivos e negativos referentes aos seus itinerários foram apontados, bem como sua relação com as substâncias utilizadas e a necessidade de fatores externos agirem como motivadores da busca por tratamento.<hr/>The use of psychoactive substances is an important Public health problem that challenges health professionals to rethink the practices oriented to this audience. Aiming to contribute to this issue, this study mapped the therapeutic itineraries of users of psychoactive substances through a qualitative research that describes and analyzes the paths taken in search of attention to this problem in small counties of the State of Rio Grande do Sul/Brazil. The subjects were recruited in a CAPS and subjected to semi-structured interviews, analyzed by the method of Content Analysis. The study results mapped the care network in the region and its difficulties regarding the unsuitable reception of users and the importance of a positive bond with the teams and the role of self-help groups. From the perceptions of interviewees, positives and negatives issues regarding their itineraries were appointed, as well as their relation to the substances used and the need to act as external factors motivating the search for treatment.