Scielo RSS <![CDATA[Psicologia, Saúde & Doenças]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1645-008620140003&lang=en vol. 15 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Artists’ creativity and motivation as predictors of their mental health</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en A literatura parece sugerir que os profissionais que trabalham no meio artístico apresentam uma maior criatividade, bem como uma elevada motivação no processo de produção artística, mas também que revelam uma maior vulnerabilidade em termos de saúde mental. O presente estudo tem como principal objetivo compreender se a criatividade e motivação de profissionais do mundo artístico pode ajudar a prever a sua saúde mental, sendo esta avaliada através de três indicadores de mal-estar: (a) stresse; (b) ansiedade; e (c) depressão. Foram utilizados instrumentos já existentes para avaliar a criatividade (EPC), a motivação intrínseca (IMQ) e o stresse, a ansiedade e a depressão (DASS-21). A amostra era constituída por 100 artistas profissionais. Foi possível verificar a existência de uma correlação significativa entre a criatividade e a motivação profissional. Verificou-se, ainda, que a relação entre os três indicadores de mal-estar e a criatividade, por um lado, e a motivação intrínseca, por outro, é sempre negativa, embora na análise dos efeitos conjuntos da criatividade, da motivação e das variáveis sociodemográficas, apenas a criatividade contribua de forma significativa para menores níveis de ansiedade. Com base nos resultados obtidos, a criatividade parece ter um efeito protetor em relação à saúde mental dos artistas.<hr/>Literature seems to suggest that professionals working in the arts field are more creative, and work motivated, but also reveal greater mental health vulnerability. Therefore, the main aim of this paper is to understand if creativity and motivation in the art world, can help predict artitsts’ mental health, in terms of stress, anxiety, and depression. Existing instruments were used to assess creativity (EPC), intrinsic motivation (IMQ), and the three indicators of malaise: (a) stress; (b) anxiety; and (c) depression (DASS-21). The sample comprised 100 professionals from the art world. There is a significant correlation between creativity and professional motivation. It was also found that the relationship between the three indicators of malaise and creativity or intrinsic motivation is always negative. Nevertheless, the analysis of the joint effects of creativity, motivation, and socio-demographic variables, showed that only creativity contributes significantly to lower levels of anxiety. Creativity seems to have a protective effect on artists’ mental health. <![CDATA[<b>Effects of self-monitoring on emotional indicators and adherence to diabetes treatment</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo comparou os efeitos de três procedimentos sobre indicadores emocionais (estresse, ansiedade e depressão), qualidade de vida e adesão ao tratamento em nove adultos com diabetes Tipo 2. Os participantes foram distribuídos em três condições: Automonitorização, Recordatório e Rotina. Todos foram avaliados ao início e ao final do estudoquanto aos indicadores emocionais, por meio do Inventário de Sintomas de Stress de Lipp (ISSL), Inventário de Depressão Beck (BDI) e Inventário de Ansiedade Beck (BAI); quanto à qualidade de vida, por meio do SF-36, e quanto à adesão ao tratamento, por meio da hemoglobina glicada e de autorrelatos. Na Condição Automonitorização houve diminuição nos valores de hemoglobina glicada em todos os participantes e melhora nos indicadores emocionais de dois participantes. Na Condição Recordatório houve diminuição nos valores de hemoglobina glicada em um participante e melhora na percepção da qualidade de vida em todos os participantes. Houve agravamento nos indicadores emocionais em todos os três participantes da Condição Rotina. Não ocorreram mudanças na adesão à dieta e à atividade física (com exceção do participante B2), independentemente da condição à qual o participante foi submetido. Esses dados sugerem que o procedimento de automonitorização favoreceu a mudança de indicadores emocionais, mas não produziu efeito sobre a adesão à dieta e à prática de atividade física regular.<hr/>The present study compared the effects of three procedures one motional indicators (stress, anxiety and depression), quality of life and adherence to treatment in nine adults with Type2 diabetes. The participants were distributed into three conditions: Self-monitoring, Recall and Routine. All participants were evaluated at the beginning and at the end of the study, regarding the emotional indicators, through the Lipp Stress Symptoms Inventory (LSSI), Beck Depression Inventory (BDI) and Beck Anxiety Inventory (BAI); participants’ quality of life was evaluated through the SF-36; and adherence to treatment was evaluated through glycated hemoglobin and self-reports. In the Self-monitoring Condition there was a decrease in the glycated hemoglobin levels of all participants and an improvement in the emotional indicators of two participants. In the Recall Condition there was a decrease in the glycated hemoglobin levels of one participant and an improvement on the quality of life perception in all participants. There was an aggravation in the emotional indicators of all three participants in the Routine Condition. There were no changes in adherence to diet and physical activity (except for participantB2), regardless of the condition to which the participant was submitted. These data suggest that the Self-monitoring procedure favored changes in emotional indicators, but had no effect on adherence to diet and regular physical activity. <![CDATA[<b>Psychometric properties of the social anxiety scale for adolescents among institutionalized youths</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo do presente estudo consistiu em analisar as propriedades psicométricas da Escala de Ansiedade Social para Adolescentes (SAS-A) numa amostra de jovens institucionalizados. Com base nesta amostra (N = 221), a versão portuguesa da SAS-A demonstrou boas propriedades psicométricas, nomeadamente em termos de estrutura fatorial, consistência interna, validade convergente e validade discriminante que, de uma forma geral, justificam a sua utilização. Foram encontradas correlações positivas com o constructo de empatia e correlações negativas com o diagnóstico de Perturbação do Comportamento, consumo de cannabis e violência física.<hr/>The main aim of the present study was to examine the psychometric properties of the Social Anxiety Scale for Adolescents (SAS-A) among a sample of institutionalized youths. Based on this sample (N = 221), the Portuguese version of the SAS-A demonstrated good psychometric properties, namely in terms of factor structure, internal consistency, convergent validity, and discriminant validity that generally justifies its use. Positive correlations were found with the empathy construct and negative correlations with Conduct Disorder diagnosis, cannabis use, and physical violence. <![CDATA[<b>Impact of reminiscence interventions in elders with dementia</b>: <b>a literature review</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Apesar de relevância da intervenção de reminiscência com pessoas idosas, o seu impacto em pessoas com demência encontra-se pouco estudado. Este estudo pretende efetuar uma revisão integrada de literatura sobre os principais efeitos da reminiscência em pessoas com demência. Foram encontrados 28 artigos nas bases de dados MEDLINE, PsycInfo, CINAHL, LILACS e Scielo, que obedeciam aos critérios de inclusão definidos, sendo a última pesquisa efetuada a 30 de Janeiro de 2013. Os resultados da revisão efetuada sugerem um impacto globalmente positivo da terapia de reminiscência nos participantes com demência e seus cuidadores, destacando-se o seu impacto ao nível da cognição, comportamento, humor, sintomatologia depressiva, bem-estar, qualidade de vida, comunicação, capacidade funcional e sobrecarga dos cuidadores. No entanto, salienta-se a falta de investigações metodologicamente consistentes, com amostras alargadas, critérios de inclusão definidos e desenhos longitudinais que permitam que sejam retiradas conclusões fundamentadas sobre os efeitos da reminiscência em pessoas com demência. Este tema carece, ainda, de avaliações robustas sobre a sua eficácia em dimensões como a identidade e o bem-estar e ainda de evidências sobre o seu impacto como terapia complementar ao tratamento farmacológico ou não farmacológico em casos de demência.<hr/>Despite the relevance of reminiscence intervention with older people, their impact on people with dementia lies understudied. This study aims to implement an integrated literature review on the main effects of reminiscence in people with dementia. Twenty eight articles met the inclusion criteria defined in the research databases MEDLINE, PsycInfo, CINAHL, LILACS and SciELO, being the last survey conducted on 30 January 2013.The results suggest an overall positive impact of reminiscence therapy in participants with dementia and their caregivers, particularly in dimensions: cognition, behavior, mood, depressive symptoms, well-being, quality of life, communication, functional ability and caregiver burden. However, highlight the lack of research methodologically consistent with extended samples, defined inclusion criteria and longitudinal designs that allow firm decisions about the effects of reminiscence in people with dementia that allows conclusions. This theme also lacks robust reviews of its effectiveness in dimensions as the identity and well-being and yet evidence of its impact as a complementary therapy to the pharmacological or non pharmacological treatment in cases of dementia. <![CDATA[<b>Effects of psychological intervention on social competence of obese adolescents</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Adolescentes obesos têm dificuldades no engajamento em atividades físicas, na conscientização acerca dos problemas e consequências da obesidade e apresentam problemas psicológicos que prejudicam a competência social. Esse artigo descreve os efeitos de intervenção psicológica, concomitante à orientação de pais, na competência social e na redução do IMC de adolescentes obesos que participaram de um programa de intervenção multidisciplinar (psicológica, nutricional e física) para controle e redução de peso. Participaram 39 adolescentes separados em três grupos de intervenção: grupo experimental completo (intervenção psicológica com adolescentes e pais) - G1, grupo experimental simples (intervenção psicológica com os pais) - G2 e grupo controle (sem intervenção psicológica) - G3. Os adolescentes dos três grupos praticavam atividade física e tiveram orientação nutricional. Foram realizadas avaliação antropométrica e avaliação de competência social. Nove meses após intervenção, adolescentes de todos os grupos tornaram-se mais socialmente competentes segundo os pais, mas os do G2 apresentaram uma percentagem maior de mudança (33%, n=5). A intervenção psicológica voltada ao desenvolvimento da competência social trouxe benefícios para os adolescentes que participaram do programa para prevenção e tratamento da obesidade, pois influencia positivamente na aprendizagem de habilidades importantes para o funcionamento social, para a adesão às atividades do programa e para a manutenção dos resultados após um ano de tratamento. Os pais devem ser incluídos nas ações do programa de tratamento.<hr/>Obese adolescents have difficulties engaging in physical activities, becoming aware of the problems and consequences concerning obesity, as well as present psychological issues that harm social competence. The purpose of this study was to examine the effects of a psychological intervention, concomitant to parents counseling, in social competence and in the reduction of BMI of adolescents who participated a program of multidisciplinary intervention (psychological, nutritional and physical) for weight loss. 39 adolescents separated in 3 intervention groups: Complete experimental group (psychological intervention with adolescents and parents) - G1, Simple experimental group (psychological intervention with the parents) - G2 and control group (not having psychological intervention) - G3. All adolescents from the three groups practiced physical activities and had nutritional orientation. Anthropometric and nutritional evaluations were performed. Nine months after the intervention, adolescents from all groups have become more socially competent according to the parents, however those from G2 presented a higher percentage of alteration (33%, n=5). The psychological intervention focused on the development of social competence benefited the adolescents who attended programs for prevention and treatment of obesity, thus it influences positively the learning of important skills toward the social functioning, the adhesion to the program activities and the maintenance of results after a year of treatment. Parent must be included in the actions of the treatment program. <![CDATA[<b>Quality of life and social support of users of home care</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en A perceção da qualidade de vida (QdV) e do suporte social (SS), e as relações com o nível de independência funcional nas atividades de vida diárias (AVD) e características sociodemográficas, foram avaliados em 60 utentes da RNCCI (domiciliários) no Algarve, através do Índice de Independência nas AVD, WHOQOL-Bref, Arizona Social Support Interview Schedule e questionário sociodemográfico. Mulheres muito idosas domiciliadas, parcialmente dependentes, percecionaram maior necessidade e satisfação no apoio emocional, com familiares, como fonte de apoio material. Observaram-se médias elevadas de perceção ambiental e baixas de QdV física. O WHOQOL-Bref apresentou boa fiabilidade. Correlacionaram-se positivamente, a satisfação no apoio emocional e QdV física e psicológica, e o total da rede no mesmo apoio e as relações sociais. Mulheres parcialmente dependentes percecionaram melhor QdV física. Ter cônjuge, correlacionou-se com melhor QdV ambiental, e maior necessidade de apoio material percebido. Correlacionaram-se positivamente níveis de independência com as dimensões do SS percebido com o ambiente, e negativamente com o físico e o psicológico da QdV. O envelhecimento e a dependência populacional são globais, nacionais e locais, daí a importância da divulgação deste estudo, como momento de reflexão, para uma perceção mais alargada e menos redutora do envelhecimento, dependência, qualidade e apoio social.<hr/>The perceived quality of life (QdV), social support (SS), and the relations with functional independence level on the daily activities (AVD) and on social-demographic features were evaluated in 60 users of the home-served RNCCI, in Algarve, through the Independence index of the AVD, WHOQOL-Bref, Arizona Social Support Interview Schedule and demographic questionnaire. Elder partially dependent domiciled women perceived greater need and satisfaction in emotional support, with family members, as a source of material support. High environmental perception low QdV averages were observed. WHOQOL-Bref presented good reliability. Emotional support and satisfaction, the physical and psychological QdV and the overall network were determined to be positively correlated, on the same support and social relationships. Partially dependent women perceived a better physical QdV. Have a spouse correlated better with the environmental QdV and with greater need of material support perceived. Independence levels correlated positively with the dimensions of the SS perceived with the environment, and negatively with the physical and the psychological of the QdV. Aging and population dependency are global, national and local, hence the importance of the dissemination of this study as a moment of ponderation towards a more holistic sense of such concepts associated to quality and social support. <![CDATA[<b>Psychological wellbeing</b>: <b>comparison between caregivers of older adults with and without dementia</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Exercer a tarefa de cuidar de um idoso dependente, principalmente com demência, pode levar à sobrecarga dos cuidadores. Habilidades sociais (HS) e de estratégias de enfrentamento de estresse (EEE) podem servir como fatores de proteção. O objetivo do presente estudo foi comparar dois grupos de cuidadores familiares: um de idosos com dependência física e outro de idosos com dependência física e cognitiva quanto a sua percepção de sobrecarga, qualidade da relação com o idoso, habilidades sociais e estratégias de enfrentamento de estresse, além de comparar às necessidades decorrentes da prestação de cuidados ao seu parente idoso. Participaram deste estudo 20 díades idoso-cuidador, todos do sexo feminino, divididos em dois grupos: cuidadores de idosos lúcidos (N = 10) e cuidadores de idosos com demência (N = 10). Os cuidadores responderam a instrumentos de habilidades sociais, estratégias de enfrentamento de estresse, sobrecarga, qualidade da relação e necessidades. Os cuidadores de idosos com demência relataram maior: sobrecarga, dificuldade para lidar com críticas justas, auto controle emocional e percepção de necessidades de apoio e serviços da comunidade. Seria importante realizar estudos que avaliassem intervenções para promover a aquisição ou aprimoramento de HS e de EEE.<hr/>Exercise the task of caring for a dependent elderly, especially with dementia can lead the caregiver burden. Social skills (HS) and coping strategies (EEE) may serve as protective factors. The aim of this study was to compare two groups of family caregivers: elderly with physical dependence and other with elderly with cognitive and physical dependence as its perception of burden, quality of relationship with the elderly, social skills and coping strategies and to compare the needs arising from the provision of care to their elderly relative. The study included 20 elderly - caregiverdyads, all female, divided into two groups: lucid elderly caregivers (N = 10) and caregivers of patients with dementia (N = 10). Caregivers responded to instruments of social skills, coping skills, stress, burden, quality of the relationshipand needs. Caregivers of elderly with dementia reported more: burden, difficulties of dealing with fair criticism, emotionalself-control and needs perception for support and community services. It would be important to conduct studies that evaluated interventions to promote the acquisition or improvement of HS and EEE. <![CDATA[<b>Psychosocial profile of patients with acute coronary syndrome</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo teve como objetivo investigar as características psicológicas e sociais de pacientes com síndrome coronariana aguda, por meio de uma pesquisa documental, de caráter exploratório e transversal, de natureza quantitativa. Foram examinados 93 protocolos de avaliação psicológica de pacientes pertencentes a um programa multiprofissional de um hospital da rede privada de Porto Alegre - RS, a partir dos quais se obteve dados clínicos (diagnóstico de angina ou infarto agudo do miocárdio não especificado), sociodemográficos (sexo, idade, estado civil, ocupação), psicológicos (exame do estado mental, mecanismos de defesa, estado psicológico geral) e de apoio social (suporte e estrutura familiar). Os resultados indicaram um número expressivo de pacientes idosos (64%), sendo a maioria deles do sexo masculino (58,1%) e casados (66,7%). A investigação do exame de estado mental não apontou alterações significativas, e quanto ao estado psicológico geral destacaram-se os estados tranquilo (52,7%) e ansioso (33,3%). A maioria dos pacientes também apresentou estado de humor modulado/ eutímico (54,3%) e utilizava a racionalização (31,6%) e a negação (29,9%) como mecanismos de defesa. Por fim, o suporte e a estrutura familiar mostraram-se eficientes. Quando analisadas as relações entre as variáveis, apenas encontrou-se correlação entre o estado civil e o tipo de diagnóstico, indicando que pacientes casados eram os que mais apresentavam o diagnóstico de síndrome coronariana aguda (p = 0,03). Em conjunto, os dados apontam que é importante atentar não apenas para sofrimento físico dos pacientes coronariopatas, mas também para as questões sociais e psicológicas, pois estas podem influenciar significativamente no desenvolvimento da doença e no seu tratamento.<hr/>This study aimed to investigate the psychological and social characteristics of patients with acute coronary syndrome. We conducted a desk study, exploratory and cross-sectional quantitative, with 93 protocols psychological evaluation in a multidisciplinary program of a private hospital of Porto Alegre - RS, from which we evaluated the clinical data (diagnosis of angina or acute myocardial infarction, unspecified), demographic (gender, age, marital status, occupation), psychological (mental state examination, defense mechanisms, general psychological state) and social support (family support and structure). The results indicated a significant number of elderly patients (64%), mostly male (58.1%) and married (66.7%). Regarding the general psychological state, stood quiet states (52.7%) and anxiety (33.3%). The majority of patients had mood modulated / euthymic (54.3%) and used the rationalization (31.6%) and denial (29.9%) as defense mechanisms. Since the investigation of the mental status exam showed no significant changes. Finally, the support and family structure were effective. When analyzed the relationships between variables, only found a relationship between marital status and type of diagnosis, indicating that married patients have a higher likelihood of acute coronary syndrome (p = 0.03). Together, the data indicate that it is important to pay attention not only to physical suffering of patients with coronary artery disease, but also for the social and psychological issues, as these can significantly influence the development of the disease and the treatment thereof. <![CDATA[<b>Research review and scientific evidence</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Atualmente a produção científica cresceu de modo muito significativo em todos os campos da ciência. A identificação de evidência científica, seja para a prática, seja para a investigação, depara-se com esta multiplicação de conhecimento que tem que ultrapassar. Um modo de enfrentar tal profusão de conhecimento é fazer revisões de investigação. O presente texto expõe e discute os principais métodos utilizados na revisão de investigação, discutindo as suas vantagens e desvantagens, principalmente para a área da psicologia. Revisão sistemática, meta análise, narrativa, integrativa, síntese, scoping, são alguns dos métodos utilizados para a revisão e exposição de evidência científica. Da revisão sistemática com ou sem meta análise, aos métodos de revisão mais qualitativos ou mais extensos, todos são úteis se responderem à questão de investigação que lhes deram origem. A escolha da língua de publicação e do tipo de literatura revisto é outro aspeto a considerar. Há hoje uma enorme produção de "literatura cinzenta" publicada por agências científicas, governamentais, ou outras publicações que apresentam informação e dados importantes para a investigação e a prática, e que não podem ser ignorados.<hr/>Currently the scientific production increased very significantly in all fields of science. The identification of scientific evidence, for practice, or for research, is faced with the proliferation of knowledge that must be overcome. One way to cope with such a profusion of knowledge is research review. This paper presents and discusses the main methods used in the review of research, discussing their advantages and disadvantages, especially in the area of ??psychology. Systematic review, meta-analysis, narrative, integrative, synthesis, scoping, are some of the methods used to review and display evidence based science. Systematic review with or without meta-analysis, methods of more qualitative or more extensive review, all are useful if they respond to the research question that initiate them. The choice of language of publication and the type of literature reviewed is another aspect to consider. Today there are a huge production of gray literature published by scientific organizations, government agencies, or others that present important data and information for research and practice, that can't be ignored. <![CDATA[<b>Children’s perception about parental educative and feeding practices</b>: <b>a cluster analysis</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esta pesquisa analisou a relação entre estilos parentais, práticas alimentares e o desenvolvimento nutricional dos filhos. A partir dos dados coletados por meio de 139 questionários respondidos por crianças entre 10 e 14 anos, matriculadas em escolas públicas de uma cidade do interior do Paraná (Brasil), foi realizada uma análise de cluster por segmentação da amostra. Esta análise agrupou mães e pais de acordo com a semelhança em suas práticas educativas alimentares percebidas pelos filhos participantes da pesquisa. Características socioeconômicas, práticas e estilos educativos globais e o IMC (índice de massa corporal) de pais e filhos foram relacionados aos perfis identificados. Foi verificada a relação entre estilos parentais, práticas alimentares maternas e paternas e o desenvolvimento nutricional dos filhos. Variáveis como situação conjugal, trabalho materno, gênero dos filhos, número de irmãos, IMC parental, desempenho acadêmico da criança, paterna e nível socioeconômico da família revelaram-se importantes na identificação dos perfis comportamentais de pais e mães. Por fim, verificou-se uma relação não linear entre o repertório educativo global de pais e mães e o repertório ligado à alimentação dos filhos. Isso pode constituir um indicativo da necessidade de divulgar e preparar pais e mães para a educação alimentar e deve ser levado em conta para traçar estratégias de prevenção e promoção do desenvolvimento e da saúde familiar.<hr/>This study analyzed the relationship between parenting styles, maternal feeding practices, and children’s nutritional development. A cluster analysis of data collected from 139 children between the ages of 10 and 14 was conducted by segmenting the sample in a cluster analysis. The students in the study attended public schools in a town in the state of Parana (Brazil). This analysis grouped mothers and fathers according to similarities in their feeding education practices, as perceived by their children, describing profiles of parental feeding education. Socioeconomic status, global educative practices, parental styles, and parents’ and children’s BMI (Body Mass Index) were related to the profiles identified. Variables such as marital status, maternal employment, gender of children, number of siblings, parental BMI, child's academic performance, parental education, and family income proved to be important in the identification of behavioral profiles of mothers and fathers. A nonlinear relationship was identified between the overall educational repertoire of parents and their repertoire on the feeding of children. This may indicate a need to publicize and prepare parents for feeding education, and to devise prevention and promotion of development and family health strategies. Although a comprehensive analysis of models and moderating functions has not been possible, important variables for feeding education and child development have been identified. <![CDATA[<b>Psychometric characteristics of self-esteem scale in mozambican women at sexual risk</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste estudo descrevemos os resultados da avaliação das características psicométricas do Self-Esteem Scale (SES) (Rosenberg, 1965) numa amostra de mulheres moçambicanas em risco sexual para o VIH/SIDA. Participaram nesta investigação 173 mulheres em risco sexual (M idade = 24,68; DP = 5,55), recrutadas no Serviço de Ginecologia do Hospital Central da Beira (Moçambique), pelos próprios ginecologistas, de acordo com critérios clínicos pré-definidos. A SES apresentou elevados níveis de consistência interna na amostra em estudo (Alfa de Cronbach de 0,87) e correlação significativa com a escala de auto-eficácia geral (r=0,19, p=0,01), o que lhe confere validade convergente. Assim, a SES demonstrou possuir boas características psicométricas nesta amostra moçambicana. No entanto, realça-se o facto destes resultados não serem conclusivos em termos de validação da escala em Moçambique, embora se revele um importante instrumento em termos de intervenção e investigação no âmbito da avaliação psicológica e da promoção da saúde feminina neste contexto.<hr/>This study describes the results of the evaluation of the psychometric characteristics of Self-Esteem Scale (SES) (Rosenberg, 1965) in a sample of Mozambican women in sexual risk for HIV/AIDS. In this research participated 173 women in sexual risk (M age 24.68; SD=5.55). They were recruited from Gynecology Service of Central Hospital of Beira (Mozambique), by gynecologists, according to clinical criteria. The SES has high levels of internal consistency in the sample under study (Cronbach Alpha: 0.87) and a significant correlation with the general self-efficacy scale (r=0.19, p=0.01), which gives convergent validity. Thus, the SES demonstrated good psychometric characteristics in this Mozambican sample. These results are not conclusive in terms of scale validation in Mozambique, although it is an important instrument in terms of research and intervention within the framework of psychological assessment and the promotion of women's health, in this context. <![CDATA[<b>Psychological status, eating behaviour, quality of life of portuguese obesity surgery candidates</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300012&lng=en&nrm=iso&tlng=en The present study aimed to describe psychological status, and eating behaviour characteristics, as well as quality of life of obesity surgery candidates in a public Portuguese hospital. A cohort of 198 obesity surgery candidates, with a body mass index ranging between 35.47 and 80.65 (M=48.76; SD=8.40) was studied. Patients answered to a semi-structured interview, to Hospital Anxiety and Depression Scale, Self-Concept Clinical Inventory, and to MOS SF-36. Results show that a high percentage of patients present yo-yo phenomenon and report important consequences in psychological, social, familial, work, spare time and motor domains. Binge eating disorder, sweet/fat compulsion, continuous nibbling, eating rapidly, eating without feeling hungry, eating until feeling indisposed, the perception of not having control over what is eaten and feeling upset after eating an excessive amount of food are relatively frequent behaviours. Patients commonly present anxiety disorders and major depression (including suicidal ideation and suicidal attempts), diminished self-concept and poor quality of life.The present study shows that obesity is significantly associated to impaired psychological functioning in obesity surgery candidates, suggesting that it is crucial to consider this association in pre surgical psychological assessment and intervention in order to contribute to more positive surgery outcomes.<hr/>O presente estudo teve como objetivos descrever o estado psicológico e as características do comportamento alimentar, bem como a qualidade de vida de candidates a cirurgia de obesidade num hospital público português. Foram estudados 198 candidatos a cirurgia de obesidade, com um índice de massa corporal compreendido entre 35,47 e 80,65 (M=48,76; DP=8,40). Os doentes responderam a uma entrevista semiestruturada, à Hospital Anxiety and Depression Scale, ao Inventário Clínico de Autoconceito, e ao MOS SF-36. Os resultados revelam existir uma elevada percentagem de doentes com fenómeno yo-yo e mostram que a obesidade tem consequências nos domínios psicológico, social, familiar, no emprego, tempos livres e a nível motor. A perturbação de ingestão compulsiva, compulsão por doces/gordura, petisco continuo, ingestão rápida, comer sem sentir fome, comer até se sentir indisposto, a perceção de não se ter controlo sobre o que se está a comer e o sentir-se perturbado por comer uma quantidade excessiva de comida são relativamente comuns. Os doentes frequentemente apresentam perturbações de ansiedade e depressão major (incluindo ideação suicida e tentativas de suicídio), baixo autoconceito e uma qualidade de vida pobre.O presente estudo revela que a obesidade está associada com problemas ao nível do funcionamento psicológico nos candidatos a cirurgia bariátrica, sugerindo que é importante considerar esta associação na avaliação e intervenção psicológica pré cirurgia de obesidade de forma a contribuir para resultados do tratamento cirúrgico mais positivos <![CDATA[<b>Coping of caregivers of children with cancer in chemoterapy process</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Esta pesquisa objectivou caracterizar o processo de enfrentamento da quimioterapia por cuidadores de crianças e, também, identificar sua principais estratégias de enfretamento. Participaram 11 cuidadoras de crianças em tratamento quimioterápico, atendidas em Casas de Apoio a crianças com câncer na cidade de Aracaju (Sergipe, Brasil). No método foi utilizado um roteiro aberto de entrevista, tendo por base o eixo temático: Enfrentamento (da cuidadora e da criança). As entrevistas foram transcritas na íntegra e seu conteúdo foi analisado por meio do programa IRAMUTEQ, através do qual se obtiveram classes de léxicos que, quando agrupados, revelaram as estratégias de enfrentamento mobilizadas pelas cuidadoras. Os resultados revelaram as seguintes estratégias: Esforço e Dedicação no Cuidado (54,6%), Religiosidade como Fonte de Conforto e Segurança para Lidar com a Enfermidade (31,8%) e o Impacto do Cuidado no Dia a Dia e a Medicalização do Sofrimento (13,6%). Percebeu-se, ainda, que o sofrimento resultante da sobrecarga do cuidado pode dificultar o enfrentamento, produzindo meios de ajustamento associados à abnegação e resignação, em que os cuidadores abrem mão de tudo para cuidar do filho doente. Entretanto, apesar do desgaste da situação, encontrou-se também atitudes positivas das cuidadoras frente ao manejo da quimioterapia, tais como ajustar-se à situação, tentar de manter a integridade familiar e apoiar-se na fé religiosa para lidar com as repercussões do tratamento. Considerando a família como fonte essencial de enfrentamento para a criança, em especial o principal cuidador, confirmou-se que esse também precisa ser acompanhado e assistido.<hr/>The study aimed to characterize the coping process of chemotherapy in children’s caregivers, and also, identify the main coping strategies. Participated 11 caregivers of children undergoing chemotherapy attended in support houses for children with cancer in the city of Aracaju (Sergipe, Brazil). At the method an open interview guide was used, based on the main theme: Coping (of the children and of the caregiver). The interviews were transcribed fully and was analyzed by the IRAMUTEQ program, through which obtained lexical classes that, when clustered, revealed the coping strategies deployed by the caregivers. The results revealed the following strategies: Effort and Dedication in care (54.6%), Religiosity as a Source of Comfort and Security to deal with Illness (31.8%) and the Impact on Day to Day Care and the Medicalization of Suffering (13.6%). It was noticed also that the suffering resultant from the overload of care can hamper coping, producing adjustment’s means associated to denial and resignation in which caregivers give up everything to take care of the sick child. However, despite the wear of the situation, also found positive attitudes of the caregivers front of the management of chemotherapy, such as adjusting to the situation, trying to preserve family integrity and rely on religious faith to cope with the effects of treatment. Considering the family as an essential source of coping for the child, especially the primary caregiver, it was confirmed that they also need to be accompanied and assisted. <![CDATA[<b>Individual and organizational predictors of burnout among federal public servants</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300014&lng=en&nrm=iso&tlng=en Investigou-se o poder preditivo de variáveis individuais (gênero, idade, escolaridade) e de variáveis organizacionais (sobrecarga de trabalho, conflito de papéis, pressão da responsabilidade, falta de autonomia, dificuldades interpessoais) sobre as três dimensões do burnout (exaustão emocional, despersonalização, realização profissional). A amostra foi composta por 250 servidores federais de nível técnico, de ambos os gêneros, que desempenhavam funções diretamente ligadas ao público. A coleta de dados efetivou-se por meio da Escala para Avaliação de Estressores Psicossociais no Contexto Laboral e do Inventário de Burnoutde Maslach. As análises de regressão múltipla evidenciaram que: as mulheres demonstraram maior realização profissional que os homens; a idade e a escolaridade atuaram como preditores negativos da exaustão emocional e da despersonalização, e como preditores positivos da realização profissional; a sobrecarga de trabalho predisse positivamente a exaustão emocional e a despersonalização, e negativamente, a realização profissional; a falta de autonomia predisse negativamente a exaustão emocional e a despersonalização, e positivamente, a realização profissional; as dificuldades interpessoais predisseram positivamente a exaustão emocional e a despersonalização. Com base nos resultados obtidos, algumas sugestões de estratégias de intervenção e de estudos futuros são apresentados.<hr/>The predictive power of individual (gender, age, schooling) and organizational (work overload, role conflict, pressure of responsibility, lack of autonomy, interpersonal difficulties) variables on the three burnout dimensions (emotional exhaustion, depersonalization, professional achievement) was investigated. The sample was composed by 250 technical-level public servants of both genders who performed duties directly related to public. Data were collected by the Scale for Evaluation of Psychosocial Stressors in Labor Context and by Maslach Burnout Inventory. Multiple regression analyses showed that women showed higher professional achievement than men; the age and the schooling were negative predictors of the emotional exhaustion and the depersonalization, while were positive predictors of the professional achievement; the work overload predicted positively the emotional exhaustion and the depersonalization, while predicted negatively the professional achievement; the lack of autonomy predicted negatively the emotional exhaustion and the depersonalization, while predicted positively the professional achievement; the interpersonal difficulties predicted positively the emotional exhaustion and the depersonalization. Based on the obtained results, some suggestions for intervention strategies and future studies are made. <![CDATA[<b>Children’s somatization inventory (isc-24)</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300015&lng=en&nrm=iso&tlng=en A somatização é “a tendência para experimentar e comunicar desconforto somático e sintomas que não podem ser explicados por causas patológicas e atribuídos a doenças físicas (Lipowski, 1988, p. 1359). A literatura tem vindo a referir uma associação entre queixas somáticas e o aumento dos níveis de stresse. Apesar de vários estudos e investigações terem sido feitos, desde cedo, sobre a somatização e os efeitos do stresse no aparecimento de doenças, estes incidem, essencialmente, na população adulta. A investigação nas crianças e nos adolescentes é ainda escassa, carecendo de instrumentos de avaliação adaptados para a população portuguesa. O Inventário de Somatização para Crianças (ISC-24) destina-se a avaliar a presença e o grau de intensidade de somatização, entre os 8 e os 18 anos de idade. O presente estudo pretende analisar as características psicométricas do Inventário de Somatização para Crianças (ISC-24), de modo a adaptar para a população portuguesa uma medida válida de somatização.<hr/>Somatization is “the tendency to try and communicate somatic discomfort and symptoms that can’t be explained by pathological causes and assigned to physical diseases” (Lipowski, 1988, p. 1359). The literature has noted an association between somatic complaints and the increase of the stress levels. Although several studies and investigations have been made, since early, about somatization and the stress effects at the arising of diseases, this has focused, essentially, in adult population. Indeed, research in children and adolescents is still scarce and there are a lacking evaluation tools a adapted to the Portuguese population. The Children’s Somatization Inventory (CSI-24), is intended to assess the presence and the degree of intensity of somatization, between 8 and 18 years old. The present study aims to analyze the psychometric characteristics of the Children’s Somatization Inventory (ISC-24), in order to adapt to the Portuguese population a valid measure of somatization. <![CDATA[<b>Health beliefs of parents of children with type 1 diabetes</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300016&lng=en&nrm=iso&tlng=en The objective of the study was to describe the health beliefs of parents of carrying children with Type 1 Diabetes and to understand behaviors and attitudes that may influence treatment. We interviewed 13 people, 11 month to 10 years old children’s parents with Type 1 Diabetes, using the “health beliefs” model. This model covers the: impact of the diagnosis, susceptibility, severity, benefits, barriers, self-efficacy and present expectations of the future. The parents experienced difficulties, fears and uncertainties in dealing with their children’s diagnosis. In all stages of the disease, from diagnosis to the present time of interview, the parents disclose intense suffering from the pervasive feeling of imminent loss. We recommend that the parents receive support from a team of health professionals who have specific knowledge and are armed with the purpose of informing the family about the disease. This support should be aimed at minimizing the fears and uncertainties that can hinder the family’s adhesion to the treatment. We expect that with this type of support, both the quality of life of the patients and their family will greatly improve.<hr/>O objetivo do estudo foi descrever as convicções de saúde dos pais de crianças com diabetes tipo 1 e compreender comportamentos e atitudes que podem influenciar o tratamento. Entrevistamos 13 pessoas, pais das crianças de 11 meses até 10 anos com diabetes tipo 1, utilizando o modelo de "convicções de saúde". Este modelo abrange: impacto do diagnóstico, suscetibilidade, severidade, benefícios, barreiras, auto-eficácia e expectativas de futuro. Os pais experimentaram dificuldades, medos e incertezas em lidar com o diagnóstico de seus filhos. Em todas as fases da doença, desde o diagnóstico até o presente momento da entrevista, os pais revelam intenso sofrimento do sentimento generalizado de perda iminente. Recomendamos que os pais recebam apoio de uma equipe multidisciplinar com conhecimento específico e com o objetivo de informar a família sobre a doença. Este apoio deverá ter como objetivo minimizar os medos e incertezas que podem dificultar a adesão da família ao tratamento. Esperamos que com este tipo de apoio, tanto a qualidade de vida dos pacientes quanto de sua família melhorem muito. <![CDATA[<b>Mental adjustment to breast cancer</b>: <b>the role of depression and social support</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300017&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objectivo deste estudo foi avaliar o ajustamento mental ao cancro da mama em mulheres portuguesas, tendo em consideração as suas características psicossociais. Foi conduzido um estudo com 150 mulheres diagnosticadas com cancro da mama, com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos. A recolha de dados foi efectuada com recurso a: (1) Questionário sócio-demográfico e clínico; (2) Escala Reduzida de Ajustamento ao Cancro; (3) Questionário Medical Outcomes Study Social Support Survey e (4) Inventário Depressivo de Beck. Os resultados mostram que a idade, escolaridade e estado civil, bem como o suporte social estão associados ao ajustamento mental ao diagnóstico. A sintomatologia depressiva foi o melhor preditor do ajustamento mental. Atender a aspectos psicossociais associados a pior ajustamento ao diagnóstico de cancro da mama permitirá adoptar intervenções diferenciadas de forma a contribuir para a melhoria da qualidade de vida das doentes com cancro da mama.<hr/>The aim of this study was to examine the mental adjustment to breast cancer considering their psychosocial characteristics. A cross-sectional study was conducted with 150 breast-cancer-diagnosed women aged between 20 and 79 years. Data was collected using: (1) a clinical and socio-demographic questionnaire; (2) the Mental Adjustment to Cancer Scale; (3) the Medical Outcomes Study Social Support Survey and (4) the Beck Depression Inventory. The results show that age, education level and marital status, as well as social support are associated to the mental adjustment to breast cancer. Depressive symptoms are the best predictors of mental adjustment to breast cancer.Taking in account the psychosocial aspects related to mental adjustment to breast cancer will allow the development of specific interventions, in order to enhance the quality of life of patients with breast cancer. <![CDATA[<b>Inclusion of patients of a mental health day hospital</b>: <b>a review</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300018&lng=en&nrm=iso&tlng=en Revisar os estudos sobre hospital-dia em saúde mental no Brasil para conhecer as estratégias terapêuticas de inclusão social de seus usuários, as medidas de apoio e o grau de satisfação da família com o serviço de saúde mental. Revisão realizada em bases de dados eletrônicas (Lilacs e SciELO), em artigos nacionais publicados entre janeiro de 2001 e dezembro de 2012. Foram selecionadas 21 publicações em que o assunto principal indicado em cada artigo foi: ajuste social, apoio social, centro de reabilitação, centros comunitários de saúde mental, desinstitucionalização, família, hospital-dia, inclusão social, pessoas mentalmente doentes, psiquiatria, reforma de serviços de saúde, saúde mental, serviços comunitários de saúde mental, serviços de saúde mental, transtorno mental. Os estudos brasileiros sobre o funcionamento dos hospitais-dia em saúde mental mostraram-se insuficientes levando-se em conta à importância da internação parcial em hospital-dia para o projeto de desospitalização em curso e o alcance do objetivo de reinserção social de seus usuários. As pesquisas correlacionando as abordagens terapêuticas para pacientes de hospital-dia e as estratégias de manejo com a família e/ou comunidade, ou as investigações que se ocuparam em estudar a inclusão social de usuários do hospital-dia - a partir da perspectiva da família e/ou do responsável -, apresentam-se ainda mais reduzidas no cenário científico nacional.<hr/>To review studies on day-hospital mental health in Brazil to meet therapeutic strategies for social inclusion of its members, support measures and the degree of family satisfaction with mental health service. A review carried out in electronic databases (Lilacs and SciELO) in national articles published between January 2001 and December 2012. Were selected 21 publications as the main subject was mentioned in each article: social adjustment, social support, rehabilitation center, community mental health centers, deinstitutionalization, family, day hospital, social inclusion, mentally ill people, psychiatry, reform health services, mental health, community mental health services, mental health services, mental disorder. The Brazilian studies on the functioning of day hospitals in mental health, based on articles published in this century, appear insufficient taking into account the importance of partial hospitalization in day hospitals for the design of deinstitutionalization in Course objective and scope of social reintegration of its members. The research correlating therapeutic approaches for patients and day hospital management strategies with family and / or community, or investigation that occupied in studying the social inclusion of users of day hospital - from the perspective of the family and / or guardian - are even lower in the national scientific scenario. <![CDATA[<b>The mastectomy and the incidence of post-traumatic stress disorder</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300019&lng=en&nrm=iso&tlng=en A incidência de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT) é um tema ainda pouco abordado pela literatura científica no Brasil, principalmente relacionado a doenças traumáticas como câncer de mama. Este estudo foi realizado com 20 mulheres mastectomizadas, e revelou a incidência de TEPT em 20% desta amostra, através da escala CAPS (Clinician Administered PTSD Scale), a IES ( Impact of Events Scale) e a SOS (Significant Other Scale), foi realizada também uma entrevista semi-estruturada para verificar o histórico da doença e seu impacto físico e social. A família foi relatada como principal rede de apoio social, seguido do parceiro, amigos, igreja e profissionais da saúde. A assistência psicológica se apresenta de forma majoritária no período pós-operatório. Observou-se então uma grande lacuna a ser trabalhada pelo profissional psicólogo de maneira preventiva com relação ao trauma gerado pelo câncer de mama que segundo o ministério da saúde é o tipo de câncer de maior incidência nas mulheres brasileiras.<hr/>The incidence of Post Traumatic Stress Disorder (PTSD) is a topic that is rarely addressed in the scientific literature in Brazil, mainly related to traumatic diseases like breast cancer. This study was conducted with 20 women who had mastectomies and revealed the incidence of PTSD in 20% of this sample, using a scale CAPS (Clinician Administered PTSD scale), the IES (impact of events scale) and SOS (Significant Other Scale) was also carried out a semi-structured interview to check the history of the disease and its impact on physical and social. The family was reported as the primary social support network, followed by the partner, friends, church and health professionals. Assistance psychology presents itself majority in the postoperative period. There was then a big gap to be worked by professional psychologist in a preventative manner with respect to the trauma generated by breast cancer according to the health ministry is the type of cancer incidence among brazilian women. <![CDATA[<b>Winnicott and the challenge in care of elderly patients with confusional state</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300020&lng=en&nrm=iso&tlng=en A experiência de internação hospitalar costuma ser um período difícil para o paciente, seus familiares e equipe, o que pode se agravar ainda mais quando há ocorrência de quadros confusionais. A alta incidência desses quadros, especialmente o delirium, em pacientes idosos internados, é um desafio a toda a equipe hospitalar multiprofissional. O cuidado com esses se torna desgastante devido às dificuldades com a prevenção, manejo e tratamento, além de tornar os custos da internação ainda maiores. O objetivo desta pesquisa é apresentar as dificuldades na abordagem a pacientes com quadros confusionais e discutir intervenções clínicas que se adéquam a essa realidade. A pesquisa foi realizada a partir de atendimentos psicológicos em enfermaria de um hospital ortopédico com pacientes idosos vítimas de fraturas ósseas que evoluíram, após a internação, para estado confusional. Os resultados sugerem que a abordagem do psicólogo deve ocorrer de forma específicaa fim de acolher, dar suporte e auxiliar, se possível, os pacientes a retomarem o contato com a realidade, tal como se observa na Psicanálise Winnicotiana, não podendo esta atuação se dar de maneira genérica.<hr/>The experience of hospitalization is often a difficult time for the patient, family and staff, which can worsen when there is occurrence of confusion states period. The high incidence of these paintings, especially delirium in hospitalized elderly patients is a challenge to the whole multidisciplinary hospital staff. The care of these becomes exhausting due to difficulties with the prevention, management and treatment, in addition to making even greater hospitalization costs. This research aims to show the difficulties in approaching patients with confusion states and discuss clinical interventions that fit this reality. The survey was conducted from psychological treatment in an orthopedic hospital ward with elderly patients suffering from bone fractures that developed after hospitalization to confusional state. The results suggest that the psychologist’s approach should be given specifically to welcome, support and assist, if possible, patients to resume contact with reality, as seen in Winnicott’s Psychoanalysis and this action cannot be given generically. <![CDATA[<b>Sun-protection amongst portuguese children and adolescents</b>: <b>a cross-sectional study</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000300021&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os problemas de saúde relacionados com a exposição solar têm vindo a aumentar nas últimas décadas. Por esta razão, a promoção de comportamentos de proteção solar tem-se tornado crucial, especialmente em crianças e jovens dado tratar-se de uma população de maior risco face a problemas de pele causados pelo sol. Este estudo analisou 810 jovens entre os 10 e os 16 anos e teve como objetivo descrever crenças e comportamentos acerca da proteção solar, assim como analisar diferenças entre sexos e diferentes faixas etárias. Os resultados demonstram que de uma forma geral os participantes apresentaram bons conhecimentos e têm comportamentos adequados. No entanto, os rapazes revelam menos conhecimentos e comportamentos protetores. Por sua vez, apesar das crianças mais novas terem menos conhecimentos, estas apresentam melhores comportamentos comparadas com as faixas etárias mais velhas. Assim, a fim de aumentar a eficácia das intervenções na proteção solar, este estudo demonstra que é importante que estas sejam adaptadas a estas diferenças entre rapazes e raparigas, bem como às diferentes faixas etárias.<hr/>The negative effects of sun exposure on health have increased in the past decades. For this reason, sun-protection promotion is becoming crucial, especially amongst children and adolescents since they have been described as at-risk populations. This study assessed 810 youth aged 10-16 years old and aimed to describe beliefs and behaviours related to sun-protection, as well as explore gender and age differences. Results showed that on the whole participants had good knowledge and sun protection practices. However, males presented less knowledge and sun-protection behaviours than females. Although younger participants showed less knowledge, they reported better sun-protection practices than older participants. This study highlights the importance of tackling these gender and age differences in future sun-protection promotion strategies in order to improve the efficacy and relevance of these interventions.