Scielo RSS <![CDATA[Psicologia, Saúde & Doenças]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1645-008620140002&lang=en vol. 15 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Transcultural adaptation Brazil-Portugal of the brief cope scale for college students</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objetivo do estudo foi adaptar o Inventário BriefCOPE para a população de estudantes de ensino superior de língua portuguesa, avaliar suas propriedades métricas e estimar sua invariância fatorial no Brasil e em Portugal. Os dados recolhidos numa amostra de 1573 estudantes de ambas as nacionalidades permitiram confirmar a estrutura fatorial de 14 factores do coping. O inventário apresentou validade fatorial, convergente e discriminante. Contudo, o modelo fatorial não apresentou invariância entre os países indicando que a utilização da versão em português do BriefCOPE não pode ser caucionada para comparações de pontuações de coping interpaíses.<hr/>The aim of this study was to adapt the BriefCOPE Inventory for Portuguese-speaking university students. We evaluate the Portuguese BriefCOPE psychometrics qualities and estimated the BriefCOPE factorial invariance in Brazil and Portugal. The data collected from a sample of 1573 students of both nationalities did confirm the 14-factor structure of the BriefCOPE and showed both factorial, convergent and discriminant related validities. However, the factor model did not show invariance across countries indicating that the use of the Portuguese version of the BriefCOPE cannot be bailed for comparisons of scores of inter-countries' student coping. <![CDATA[<b>Individual and family adaptation in pediatric epilepsy</b>: <b>an empirical and conceptual review</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en A epilepsia constitui a condição neurológica mais comum em idade pediátrica, tendo impacto não só na vida da criança, mas de toda a família. Nas últimas décadas tem-se verificado um interesse crescente pelos resultados e processos explicativos da adaptação individual e familiar na epilepsia pediátrica. A investigação neste campo é muito diversa, e na sua maioria, pautada pela ausência de referenciais teóricos que guiem a integração dos dados num corpo de conhecimentos mais vasto. O presente artigo visa organizar os principais resultados de investigação na área, através do referencial socioecológico aplicado ao contexto da psicologia pediátrica (Kazak, 1989; Kazak, Rourke, & Navsaria, 2009). Deste modo, começam por ser destacados modelos conceptuais em torno das relações doença-família, sendo depois focados os principais níveis sistémicos onde a investigação na adaptação familiar no contexto da epilepsia pode ser situada: dos microssistemas familiares e da doença, aos mesossistemas (relações com os sistemas escolar e de saúde), exossistema (redes de apoio social comunitário) e macrossistema (crenças culturais e estigma social). No final são tecidas considerações críticas em torno de aspetos metodológicos, bem como discutidas oportunidades de investigação futuras.<hr/>Epilepsy is the most common neurological condition in pediatric age, impacting not only the child’s life, but the whole family. In recent decades, there has been an increasing interest in the explanatory processes of individual and family adaptation in pediatric epilepsy. Research in this area is very diverse, and mostly marked by the absence of theoretical frameworks guiding the integration of the data into a larger body of knowledge. This article aims to organize the main findings in this area by applying the socioecological framework to the context of pediatric epilepsy (Kazak, 1989; Kazak et al., 2009). First, examples of conceptual models of family-disease relationships are presented, followed by the main systemic levels from family and disease microsystems, to mesossystems (links with educational and health systems), exosystem (community social support networks) and macrosystem (cultural beliefs and social stigma). At the end, critical considerations around key methodological issues, as well as opportunities for future research are discussed. <![CDATA[<b>Sexual education in Portugal</b>: <b>Review of legislation and implementation in schools</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A educação sexual é crucial para reduzir os comportamentos sexuais de risco (ou pelo menos não permitir o seu aumento). O objetivo deste estudo foi avaliar a implementação da educação sexual em meio escolar. Para o estudo quantitativo, foram convidadas a participar todas as Unidades orgânicas (UO) de Portugal Continental. Participaram no estudo quantitativo um total de 428 diretores, 424 professores coordenadores de educação para a saúde, pertencentes a 428 UO (que incluem 384 agrupamentos e 44 escolas secundárias não agrupadas), que correspondem a 53% das UO portuguesas públicas, e integram 617 701 alunos e 60 595 professores. Para o estudo qualitativo realizaram-se entrevistas. Da análise dos resultados ressalta que a Lei n.º 60/2009 (de 6 de agosto) está a ser implementada, no que diz respeito à apresentação dos conteúdos de educação sexual previstos na Lei e a carga horária preconizada. As UO organizaram um Gabinete de Informação e Apoio ao Aluno e gerem o respetivo funcionamento. A implementação da Lei é em geral classificada como Boa/Muito Boa. No entanto, dirigentes e professores sublinham que as UO estão a fazer um enorme esforço para cumprir a Lei, alguns questionando a continuidade do processo nas atuais condições. Direções e professores referiram a necessidade de “revitalizar” este tema, sublinham a necessidade de manutenção da Lei, do edital anual a partir do qual o Ministério da Educação e Ciência recebe propostas de solicitação de financiamento por parte das UO, para projetos na área da promoção da saúde, e a importância da formação de docentes.<hr/>Sex education is crucial for reducing sexual risk behaviors (or at least not to enable to their increase). The goal of this study was to evaluate the implementation of sex education in schools. For the quantitative study, all school Organic Units (OU) in mainland Portugal. In the quantitative study a total of 428 school principals, 424 coordinating teachers of health education, belonging to 428 OU (including 384 school groupings and 44 non grouping secondary schools), which correspond to 53% of the Portuguese public OU, corresponding to 617 701 students and 60 595 teachers. For the qualitative study interviews were conducted. Analysis of the results emphasizes that Law no. º 60/2009 (6th august) is being implemented with regard to addressing the contents of sex education provided for in the Law as well as the number of hours established. The OU organized an office that provides information and support for students and manage its functioning. The implementation of the Law is, overall, ranked as Good/Very Good. However, principals and teachers emphasize that OU are making a huge effort to implement the Law, some of them questioning their ability to continue this process due to the current conditions. Principals and teachers reported the need to "revitalize" this theme, underlining the need to maintain the Law and the annual Notice from which the Ministry of Education and Science receives proposals for funding request, by the OU, for projects in the area of health promotion, and the importance of teacher training. <![CDATA[<b>Health and quality of life in the transition to higher education</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en A saúde e a qualidade de vida (QdV) são fatores cruciais no desenvolvimento económico, social e pessoal. Os comportamentos e as atitudes de saúde (CAS) que integram o estilo de vida da pessoa constituem um conjunto de variáveis que influenciam aqueles conceitos. As transições normativas do ciclo de vida que comportam mudanças ecológicas estruturais significativas, de que é exemplo a transição para o ensino superior, constituem factor de risco na adopção e manutenção de estilos de vida saudáveis. O presente estudo, realizado junto de uma amostra de 546 alunos do primeiro ano da Universidade de Coimbra, teve como objetivo avaliar o estilo de vida, o estado de saúde (física e psicológica) e a QdV dos primeiranistas, bem como as relações entre estas variáveis e a influência de alguns CAS no estado de saúde e na QdV dos estudantes. Ainda que a prevalência dos CAS tenha sofrido alterações com a transição, a maioria dos estudantes manteve um estilo de vida saudável, excepto ao nível do consumo de álcool e da prática de uma actividade física/desportiva. Estilos de vida mais saudáveis associaram-se a resultados mais elevados nos indicadores do estado de saúde e da QdV. Os resultados encontrados foram consistentes com a literatura e forneceram informações importantes para orientar a planificação de um projecto de intervenção promotor de saúde e de sucesso académico neste contexto específico.<hr/>Health and quality of life (QoL) are crucial factors in economic, social and personal development. Health behaviours and attitudes that integrate personal lifestyle are variables that influence those concepts. Lifetime normative transitions, which include significant ecological structural changes, as the transition to higher education, constitute a risk factor in the adoption and maintenance of healthy lifestyles. A sample of first-year students of the University of Coimbra (N = 564), was collected in order to study “students in transition” lifestyle, health condition and QoL, as well as the relation between these variables and the influence of some health behaviours/attitudes on health state and QoL. Although the prevalence of health behaviours/attitudes have changed with transition, most of the students have maintained a healthy lifestyle, except for alcohol consumption and physical/sports activity. Healthy lifestyles were associated with high scores in health condition and QoL. The results were consistent with the literature and provided important information for planning a health and academic success promotion intervention project in this specific context. <![CDATA[<b>Adjustment to spinal cord injury</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O aparecimento de lesões vertebro-medulares gera alterações não só físicas, mas também psicológicas, podendo afetar a qualidade de vida. Este estudo visa explorar a presença de algumas variáveis psicológicas, nomeadamente a felicidade, sentido de vida, suporte social e depressão, bem como a sua influência na qualidade de vida dos participantes e a sua distribuição consoante os dados sociodemográficos e clínicos. A amostra foi recolhida num hospital do grande Porto e contempla 33 participantes diagnosticados com Lesão Vertebro-Medular. Foram administrados a Escala sobre a Felicidade, a subescala do Sentido de Vida da Escala de Auto-actualização, a Escala de Avaliação do Suporte Social, a Escala de Ansiedade e Depressão Hospitalar, como medida de qualidade de vida o Questionário de Saúde Reduzido SF-36 (componentes físico e mental) e um questionário sociodemográfico e clínico. As análises demonstram valores satisfatórios nas variáveis estudadas, comparativamente a outras amostras clínicas e saudáveis. Observaram-se correlações moderadas positivas da felicidade e suporte social com a qualidade de vida e negativa entre a depressão e a qualidade de vida. O sentido de vida, apesar de não se correlacionar diretamente com a qualidade de vida, correlaciona-se positiva e moderadamente com o suporte social, fortemente com a felicidade e negativa e fortemente com a depressão. De acordo com os modelos preditores realizados para o componente físico e mental da qualidade de vida, verificou-se que a felicidade e o suporte social são as variáveis que melhor predizem o componente físico e mental da qualidade de vida.<hr/>Patients with spinal cord injuries face not only physical but also psychological changes that can have an impact on quality of life. This study aims to analyze some psychological variables such as happiness, meaning of life, social support and depression as well as to explore their impact on quality of life of patients following spinal cord injury and their distribution according to sociodemographic and clinical data. The study sample was collected in an hospital in the Porto region and it is comprised by 33 patients diagnosed with a spinal cord injury. The evaluation instruments that were used were the Happiness Scale, the Meaning of Life subscale of the Self-Actualization Scale, The Social Support Evaluation Scale, The Hospital Anxiety and Depression Scale, the Short Health Questionnaire SF36 (physical and mental components) and a sociodemographic and clinical questionnaire. The analysis revealed satisfactory results in the variables evaluated when compared to other clinical samples. Also, moderate positive correlations were found between happiness and social support with quality of life and moderate negative correlations were found between depression and quality of life. Despite no direct correlation was observed between meaning of life and quality of life, there was a moderate positive correlation with social support, strong positive correlation with happiness and strong negative correlation with depression. According to the predictive models applied for the factors of the quality of life scale, the stronger predictors of the physical and mental components of quality of life are, respectively, happiness and social support. <![CDATA[<b>Therapeutic factors in a support group for women with breast cancer</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo teve como objetivo verificar e descrever a ocorrência de fatores terapêuticos em um grupo de apoio voltado a mulheres acometidas por câncer de mama. No total, 109 pacientes e 30 acompanhantes frequentaram os encontros do grupo em questão considerados nesta oportunidade. O corpus foi constituído pela transcrição das gravações em áudio de 12 encontros do grupo, conforme definido segundo o critério de saturação. A análise do corpus envolveu o emprego de uma estratégia trifásica e foi desenvolvida independentemente pelos pesquisadores a partir do recurso a um sistema classificatório de fatores terapêuticos. Notou-se um marcante predomínio do aconselhamento e da instilação da esperança, os quais, somados, totalizaram 80% das ocorrências de fatores terapêuticos. Além disso, em todos os encontros foram verificados fatores terapêuticos, o que pode ser entendido com um indicador da resolutividade do grupo. Contudo, pesquisas com enfoque comparativo são necessárias para que se possa esclarecer se o enquadre adotado no desenvolvimento do grupo em questão é o mais indicado para mulheres acometidas por câncer de mama.<hr/>The aim in this study was to verify and describe the occurrence of therapeutic factors in a support group for women with breast cancer. In total, 109 patients and 30 companions attended the group meetings considered on this occasion. The corpus comprised the audio recordings of 12 group meetings, defined according to the saturation criterion. The analysis of the corpus involved the use of a three-phase strategy and was independently developed by the researchers, based on a classification system of therapeutic factors. The clear predominance of counseling and the instillation of hope was observed, which together totaled 80% of the occurrences of therapeutic factors. In addition, therapeutic factors were verified during all meetings, which can be considered an indicator of the group’s problem-solving ability. Nevertheless, comparative studies are needed to clarify whether the framework used in the group under analysis is the most indicated for women with breast cancer. <![CDATA[<b>Validation of the questionnaire of planned behavior on diabetes</b>: <b>physical activity</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo tem como objetivo validar o “Questionário do Comportamento Planeado na Diabetes - Atividade Física”, em pacientes Portugueses com diabetes tipo 2 (DM2). Este questionário avalia variáveis relacionadas com a atividade física baseadas na Teoria do Comportamento Planeado: intenções, atitudes, normas subjetivas, controlo comportamental percebido, planeamento da ação e planeamento do coping. Os instrumentos usados foram: Escala Revista de Autocuidados com a Diabetes (Versão de Investigação de Pereira, Costa, & Castro, 2008) e Escala de Confiança no Médico (Versão Portuguesa de Pereira, Pedras, & Machado, 2013). No estudo participaram 120 pessoas com diagnóstico de diabetes (39,2% mulheres e 60,8% homens) diagnosticados com DM2, cuja média de idades foi 59,7 anos. A análise fatorial exploratória encontrou uma estrutura com cinco fatores que explicam 76,15% da variância. Os alphas de Cronbach obtidos foram satisfatórios. O instrumento apresenta validades de construto e discriminante adequadas.<hr/>The aim of this study was to validate the “Questionnaire of Planned Behavior on Diabetes - Physical Activity”, in a sample of type 2 diabetes patients. This questionnaire assesses variables of physical activity based on Planned Behavior Theory: intentions, attitudes, subjective norms, perceived behavioral control, action planning and coping planning. The instruments administered were: Revised Summary of Diabetes Self-care Activities (Investigation version of Pereira, Costa, & Castro, 2008) and Trust in Physician Scale (Portuguese version of Pereira, Pedras, & Machado, 2013). In this study participated 120 patients (39,2% women and 60,8% men) diagnosed with T2DM, whose average age was 59,7. Factor analysis found five factors, that explained 76,15% of the variance. Cronbach alphas were satisfactory and the instrument showed appropriate construct and discriminant validity. <![CDATA[<b>Vascular cognitve impairment</b>: <b>Controversies and challenges</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en A doença cerebrovascular é a segunda causa de deterioração cognitiva na idade avançada. Apesar da designação demência vascular (DV) ser amplamente usada, esta encerra alguns problemas relacionados com a heterogeneidade de etiologias, diversidade de manifestações clínicas, inconformidade dos critérios clínicos diagnósticos, circularidade e existência de demência mista. O termo défice cognitivo vascular (DCV) tem sido proposto para compreender um amplo espectro de perturbações cognitivas, que partilham uma presumível causa vascular, com vários graus de severidade. O DCV é um quadro frequente e está associado com pior cognição, institucionalização e morte. Ao apelar para a detecção precoce da demência, a qual se acredita poder ter manifestações prodrómicas, é introduzida uma oportunidade para intervenções clínicas tais como o controlo dos factores de risco vascular. Adicionalmente a forma subcortical tem sido indicada como uma solução para identificar grupos de pacientes mais homogéneos e com um desfecho mais previsível. Além destes aspectos, neste artigo, são ainda discutidas as relações entre DV e DCV, bem como algumas direcções para o futuro.<hr/>Cerebrovascular disease is the second most common cause of cognitive impairment in the elderly. Although the vascular dementia (VD) designation is widely used, there are a number of limitations related to cerebrovascular disease heterogeneity, several clinical presentations, diagnostic criteria unconformity, circularity and mixed dementia existence. The term vascular cognitive impairment (VCI) has been proposed to comprise a broad spectrum of cognitive disorders sharing a suspected vascular cause, with several degrees of severity. VCI is a frequent clinical picture and is associated with worse cognition, institutionalization and death. Emphasizing the early detection of dementia, which is believed may have prodromal symptoms, it is given an opportunity to clinic interventions such as the control of vascular risk factors. Additionally subcortical form has been indicated as a solution to identify more homogenous groups of patients with a more predicable outcome. Beside these aspects, in this paper, we discuss relationships between VD and VCI, as well as some future directions. <![CDATA[<b>Pattern of consumption and expectations in relation to smoking among college students</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Fatores como baixa escolaridade e baixa renda são tradicionalmente associados ao tabagismo. Entretanto, estudantes universitários fumam mais do que a população geral. Este estudo teve como objetivo conhecer o padrão de uso de cigarro entre universitários fumantes e quais aspectos psicológicos e comportamentais estão associados a este consumo. Dados sobre o comportamento de fumar de 95 universitários fumantes de Porto Alegre mostraram que 83% dos participantes apresentaram índice sugestivo de abuso e 15% de dependência no ASSIST. No FTND, 81% mostraram nível de dependência leve, 4% moderado e 14% elevado. Expectativas de alívio da tensão (87%), de aumento da sociabilidade (63%) e do estado de alerta (41%) foram identificadas como crenças positivas relacionadas ao cigarro, apesar de preocupados com os riscos de doenças tabaco-relacionadas. Tais expectativas demonstram uma lacuna com relação a informações relevantes na adoção de comportamentos saudáveis em longo prazo, assim como de estratégias específicas nos programas de cessação do tabagismo para essa população.<hr/>Factors such as low education level and low income are traditionally associated with smoking. However, college students smoke more than general population. This study aimed to understand the pattern of cigarette smoking among college students, as well as psychological and behavioral aspects related to consumption. Data from 95 college smokers from Porto Alegre showed that 83% of participants showed a tendency to abuse level and 15% a tendency to dependence level in ASSIST questionnaire. In FTND, 81% showed mild, 4% moderate and 14% high level of nicotine dependence. Expectations as stress relief (87%), sociability increase (63%) and alertness (41%) were identified as positive beliefs related to smoking, although they were concerned about tobacco-related diseases risks. Such expectations show a gap related to an important information about healthy behaviors in long term, as well as specific strategies in smoking cessation programs for college students. <![CDATA[<b>Bonding and prematurity</b>: <b>exploratory study on early paternal involvement in hospitalization contexts</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en The father’s role in the modern family has been less studied and is poorly defined in the literature. Through an interview and qualitative analysis, we intend to explore paternal involvement in the context of hospitalization due to premature childbirth. This is exploratory and transversal study. We used semi-structured interviews to evaluate the emotional involvement of five parents with their children. Content analysis was used to analyse the interviews. The results revealed there are favourable conditions to make paternal involvement possible and beneficial for both father and child. The involvement appeared to be multidimensional and was subsequently classified as positive in this research. These fathers considered that early involvement/bonding with the premature baby was crucial for the future of their relationship. The condition of hospitalization for preterm birth seems to be a situation that, although hard and anxiogenic, also offers possibilities for contact and father involvement with the new-born.<hr/>O papel do pai na família moderna tem sido pouco estudado e mal é definido na literatura. Através de uma entrevista e análise qualitativa, explora-se o envolvimento paterno no contexto de hospitalização devido ao parto prematuro. Este é um estudo exploratório e transversal em que se usou entrevistas semi-estruturadas para avaliar o envolvimento emocional de cinco pais com seus filhos. A análise de conteúdo foi usada para analisar as entrevistas. Os resultados revelaram que existem condições favoráveis para tornar o envolvimento paterno possível e benéfico para ambos, pai e filho. O envolvimento paterno surge aqui como multidimensional. Os pais consideram esse envolvimento precoce/ligação com o bebé prematuro como crucial para o futuro da relação deles. A condição de hospitalização por parto prematuro parece ser uma situação que, embora difícil e anxiogénica, oferece possibilidades para o contacto e o envolvimento paterno com o bebé recém-nascido. <![CDATA[<b>Healthy lifestyles in old age</b>: <b>effects of psycho educational intervention with older men</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo teve por objetivo investigar os efeitos de uma intervenção psicoeducativa em grupo que foi planejada para fortalecer o autocuidado em idosos do sexo masculino. Participaram treze homens recrutados em um Centro de Convivência para Idosos em funcionamento em uma universidade privada localizada em Brasília, Brasil, com idades entre 62 e 78 anos (M= 69,5), todos eles casados, alfabetizados, aposentados e com doenças crónicas. Dados referentes aos hábitos de vida dos idosos foram obtidos mediante entrevistas individuais conduzidas antes e após o engajamento destes em nove encontros temáticos em grupo embasados no modelo cognitivo-comportamental. Os resultados evidenciaram o fortalecimento, no repertório comportamental dos participantes, da prática de exercícios físicos, de um padrão de alimentação saudável e de comportamentos assertivos, além da maior ênfase em crenças quanto aos benefícios de condutas promotoras de saúde. A intervenção mostrou-se vantajosa para maximizar hábitos de vida saudáveis, embora tenha evidenciado efeitos maiores para sensibilização e manutenção do que para modificação de comportamentos.<hr/>The present study aimed to investigate the effects of a psycho educational intervention designed to strengthen self-care in older men. Participated thirteen men of an social center for elderly in operation at a private university located in Brasilia, Brazil, ages 62 to 78 years (M = 69.5). All of them were married, literate, retired and with chronic diseases. Data relating to the habits of life of the elderly were obtained through individual interviews conducted before and after the engagement of these in nine thematic group meetings grounded in cognitive-behavioral model. The results showed the strengthening of physical exercise, healthy eating and assertive behaviors by participants, as well as greater emphasis on beliefs about the benefits of health-promoting behaviors. The intervention was useful to maximize healthy habits, although it has larger effects to sensitize and maintain than to change behaviors. <![CDATA[<b>Take care of oneself and other</b>: <b>study of elderly caregivers</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo apresenta uma pesquisa qualitativa que objetivou identificar as principais queixas implicadas no cuidado com o idoso e como estas podem estar interferindo na rotina diária dos cuidadores. A coleta dos dados se deu através de uma entrevista com doze cuidadores de idosos assistidos por uma Estratégia de Saúde da Família (ESF), de um município do interior do Rio Grande do Sul, realizada por meio de visitas domiciliares. Verificou-se que a maioria dos cuidadores é do sexo feminino, são cuidadoras informais, de meia-idade ou idosas. A partir dos resultados foi possível identificar que a rotina estabelecida pelo cuidado do idoso dependente é constituída por situações de conflito, tensões, desgastes físicos e emocionais, alterações de planos de vida, isolamento social e por sobrecarga de trabalho.<hr/>The article presents a qualitative research aimed to identify the main complains involved in caring for the elderly an how these may be interfering with the daily routine of caregivers. The data was collected through an interview with twelve caregivers of elderly people assisted by Family Health Strategy(FHS), a municipality within the Rio Grande do Sul, conducted through home visits. It was found that most Most caregivers are female, informal caregivers, middle-aged or elderly. From the results it was possible to identify the routine established for the care of dependent elderly people is made up of conflict, stress, physical and emotional exhaustion, changes in life plans, social isolation and overwork. <![CDATA[<b>Adolescents’ behavioural profiles and their associations with physical activity</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200013&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os objetivos deste estudo foram analisar alguns padrões de comportamentos de saúde e de risco dos adolescentes e ver a sua relação com a prática de atividade física (AF). O trabalho foi baseado na quarta série do inquérito Health Behaviour in School-aged Children, que incluiu 5050 adolescentes (2409 rapazes) (Midade=14,0±1,7) que frequentavam o 6º, 8º e o 10º ano de escolaridade. Os adolescentes responderam a um questionário sobre os estilos de vida, contendo questões sobre comportamentos de saúde, autoperceções e comportamentos de risco. Da análise de perfis (clusters) identificaram-se quatro perfis distintos, um correspondendo a adolescentes com valores negativos para os comportamentos de saúde e de risco (“sem saúde mas sem risco”), um segundo apresentava os adolescentes com valores positivos para os comportamentos de saúde e negativos para os comportamentos de risco (“com saúde e sem risco”); dos restantes dois, o perfil 3 e o perfil 4 descreveram os adolescentes com valores positivos para os comportamentos de risco, e valores negativos para os comportamentos de saúde, divergindo apenas no facto de os adolescentes do perfil 3 reportarem uma perceção positiva de saúde, enquanto os adolescentes do perfil 4 reportaram baixa perceção de saúde. A prática de AF foi diferente entre os vários perfis, sendo significativamente superior nos dois perfis caraterizados por terem valores mais elevados nos comportamentos de risco. Estes resultados apontam para a prevenção dos comportamentos de risco associados à AF (abuso de álcool, lesões e comportamentos de violência/lutas) como forma de otimizar os seus reconhecidos benefícios.<hr/>The purpose of this study was to identify behavioural patterns in adolescents and analyse their associations with physical activity (PA). This study is based on the fourth Health Behaviour in School-aged Children, which included 5050 Portuguese adolescents (2409 boys; Mage=14,0±1,7 years) studied on the 6th-, 8th-, and 10th grades. Students answered a survey about lifestyles, which included questions about health and risk behaviours as well as self-perceptions. Cluster analyses revealed four distinct profiles: the first one was composed by adolescents who reported low frequency of both health and risk behaviours (“low health and low risk”); the second cluster integrated adolescents who reported high frequency of health behaviours and low frequency of risky behaviours (“high health and low risk”); the remaining two clusters, profiles 3 and 4, were composed by those who reported low frequency of health behaviours and high frequency of risky behaviours (“high health and high risk”). However, these diverge in the fact that adolescents in cluster 3 reported a positive perception of health while those in cluster 4 reported low perception of health. Frequency of PA was significantly different between all clusters, with clusters 3 and 4 reporting more PA than clusters 1 and 4. These results call out for the need to identify and prevent behaviours that can be associated to PA but may be harmful to adolescents’ health as a way to optimise the well-established health benefits of PA. <![CDATA[<b>Empathy development during childhood</b>: <b>the influence of parental styles</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200014&lng=en&nrm=iso&tlng=en A empatia é um elemento fundamental para o desenvolvimento de habilidades interpessoais e melhora na qualidade das relações, mostrando-se como um fator de proteção para problemas emocionais e comportamentais na infância. O presente artigo trata-se de uma revisão crítica da literatura, no qual são explorados os fatores internos e externos que influenciam o desenvolvimento da empatia em crianças, enfocando principalmente os estilos parentais e o relacionamento entre pais e filho. Foram investigadas também na literatura quais as principais tarefas e procedimentos para a avaliação dos componentes deste construto. O comportamento dos pais, suas expressões emocionais e atitudes direcionadas ao filho, são importantes variáveis que influenciam este processo. A literatura revisada aponta as práticas parentais de incentivo à expressão emocional e à tomada de perspectiva do outro como práticas importantes para o benefício no desenvolvimento da empatia do filho e o estilo de pais com autoridade como referência parental. Propõem-se ainda, a partir desta revisão, o desenvolvimento de práticas que favoreçam o desenvolvimento saudável da Empatia.<hr/>Empathy is an important element for interpersonal development and for increase in relationship quality, showing itself as a protection factor to emotional and behavior problems. The present article is a literature critical review where it is explored inside and outside factors that affect on empathy development during childhood, focusing at parental styles and parent-child relationship. It was explored the main tasks and procedures used to measure the components of this construct. Parental behavior, emotional expression and attitudes directed to child are important variables that affect this process. Literature reviewed points that the parenting practices that most influence empathy development are the ones which promote emotional expression and perspective taking; and points to authoritative parental style as a reference for parenting. From this review, it is proposed the development of interventions that increase a healthy empathy development. <![CDATA[<b>Superstitious behaviors and behavior practices inappropriate in hypertension treatment</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200015&lng=en&nrm=iso&tlng=en A adoção de práticas comportamentais contrárias às recomendações médicas dificulta que indivíduos hipertensos mantenham a pressão arterial (PA) controlada. Com objetivo de identificar comportamentos supersticiosos e práticas comportamentais que interferem no controle da PA, realizou-se estudo qualitativo. Para coleta dos dados foram entrevistados 15 idosos hipertensos, residentes na zona rural do município de Governador Valadares. Na apuração dos dados, utilizou-se a Análise de Conteúdo de Bardin.Os comportamentos supersticiosos e práticas comportamentais inadequadas praticadas para reduzir a PA foram assim agrupados: Adoção de Terapias Alternativas (uso de chás caseiros); Autocontrole (fuga ou esquiva de situações estressoras); Adoção de dietas inconsistentes (não comer certos alimentos); Restrição de Atividades (evitar atividades físicas). Muitos comportamentos supersticiosos desses idosos chegam erroneamente a ser considerados adequados por profissionais de saúde, reforçando sua emissão. Conclui-se que a utilização de tratamentos contraindicados é amplamente disseminada entre os entrevistados, devendo-se priorizar estratégias que motivem hipertensos a adotarem comportamentos adequados.<hr/>The adoption of behavior practices contrary to the medical recommendations collaborates to hypertensive patients do not maintain the arterial pressure controlled. To identify superstitious behaviors and behavior practices that interfere in the arterial pressure control, a qualitative study took place when 15 hypertensive elderly patients were interviewed; all of them are residents in a district of Governador Valadares. For treatment of the data, Bardin’s Content Analysis was used. The superstitious behaviors and inadequate behavior practices carried out to reduce the arterial pressure were grouped as: Adoption of Alternative Therapies (home-made teas use); Self-control (they escape or avoid stress situations); Adoption of inconsistent diets (they do not eat certain foods); Restriction on Activities (they avoid physical activities). Many superstitious behaviors of those elderly patients are erroneously considered appropriate for health professionals, reinforcing their emission. At the end it is conclude that the use of non-indicated treatments is disseminated thoroughly among the interviewees, strategies should be prioritized to motivate hypertensive patients to adopt appropriate behaviors. <![CDATA[<b>Sex work harm reduction in Portugal</b>: <b>the representations of health professionals</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862014000200016&lng=en&nrm=iso&tlng=en A redução de riscos associada ao trabalho sexual é hoje a política de intervenção de muitos projetos implementados em diversas partes do mundo com as pessoas que prestam serviços sexuais. Nesta investigação tivemos como objetivo conhecer a intervenção na área de redução de riscos associada ao trabalho sexual em Portugal, através do discurso dos técnicos de saúde dos projetos de redução de riscos, analisando os significados que estes constroem e veiculam. Nomeadamente, almejámos compreender as características que atribuem aos/às trabalhadores/as do sexo, a forma como qualificam as práticas de intervenção e a análise que fazem do seu trabalho e das implicações deste na sua saúde. Para tal, depois de efetuado um mapeamento dos projetos existentes, construímos um questionário que foi distribuído pela totalidade dos técnicos envolvidos. A devolução foi de cerca de 72% dos questionários (n = 60) cujas respostas analisámos. Os resultados da investigação apontam, entre outras, para uma visão compreensiva do trabalho sexual e dos seus atores e para uma especificidade da intervenção, que se centra na pessoa que faz trabalho sexual e que tem objetivos de empoderamento, apesar dos projetos ainda se centrarem maioritariamente na prevenção de doenças. Quanto à perceção sobre o impacto na sua saúde, metade dos técnicos considera que os aspetos positivos e negativos do trabalho não afetam subjetivamente a sua saúde, enquanto que a outra metade aponta implicações maioritariamente negativas, tais como o desgaste e o risco de contração de doenças ou infeções.<hr/>Sex work harm reduction is the intervention strategy of many projects implemented around the world towards people involved in sex industry. This study aimed to know sex work harm reduction in Portugal by knowing and understanding the discourse of health professionals who intervene with sex workers in harm reduction projects. In particular, we aimed to understand the characteristics professionals ascribe to sex workers, how they qualify the intervention practices, and the analysis they make of their work and its implications on their health. For this purpose, after mapping the existing projects, we constructed a questionnaire distributed to all the health professionals involved. At the end, we obtained 60 questionnaires, about 72% of the total of the professionals involved, and we analyzed the answers. The research results indicate, among others, a comprehensive view of sex work and sex workers. Also, despite the projects still focus mainly on the prevention of diseases, there is a need for intervention aiming the empowerment. Regarding the perception of the impact on their health, half of the professionals considers that the positive and negative aspects of the work does not affect their health subjectively, while the other half point mostly negative implications, such as wearing out and the risk of contracting diseases or infections.