Scielo RSS <![CDATA[Psicologia, Saúde & Doenças]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1645-008620090002&lang=en vol. 10 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Editorial</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en <![CDATA[<b>Metric properties of the portuguese version of the MOS Social Support Survey with a sample of aged people</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O suporte social consiste na variedade de recursos fornecidos a uma pessoa pelas outras pessoas. A Escala de Suporte Social do MOS, foi desenvolvida no âmbito de um amplo estudo com pessoas com doenças crónicas, o Medical Outcomes Study ou MOS. O objectivo do presente estudo é estudar a adaptação Portuguesa desta escala numa população idosa. Participaram 225 indivíduos de ambos os géneros, com idade superior a 65 anos, 65,8% mulheres. A escala inclui 19 itens distribuídos por 4 dimensões: Interacção social positiva, suporte social tangível, suporte social afectivo, e suporte social emocional e informacional, para além de um resultado global ou suporte social total. Os resultados do presente estudo mostram boas propriedades psicométricas e uma estrutura e propriedades idênticas às da versão original e às versões anteriores Portuguesas. As diferenças encontradas comparativamente com estudos anteriores sugerem sensibilidade a este grupo etário.<hr/>Social support refers to the variety of resources provided by other persons. The MOS social support survey was developed for patients in the Medical outcomes survey. The objective of the present study is to study the Portuguese adaptation of the MOS Social Support Survey with an aged population. Participants are 225 individuals, aged over 65 years, 65.8% females. The scale contains 19 items measuring four dimensions: emotional and informational support, tangible support, affectionate support, and positive interaction, more a total score. Results of the present study exhibit metric properties similar to the original version of the United States of America, and to the previous studies Portuguese European versions. Differences from previous studies suggest that the scale is sensitive to the aged group of the present study. <![CDATA[<b>Portuguese adaptation of the Questionnaire to assess adherence to antiretroviral treatment - HIV (CEAT-VIH).</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objectivo do estudo foi a tradução, adaptação transcultural e estudo psicométrico do “Cuestionario para la Evaluación de la Adhesión al Tratamiento Antirretroviral (CEAT-VIH)” para o contexto Português. O processo de adaptação transcultural do instrumento utilizou o método de tradução-retrotradução (espanhol português espanhol), seguido de uma avaliação verbal da compreensão dos itens com um grupo de pessoas (n = 10), concluindo com um posterior estudo piloto (n = 9). Posteriormente, realizou-se o estudo psicométrico (n = 125) num hospital (Porto, Portugal). O estudo psicométrico permitiu comprovar a fidelidade do questionário (α = 0,709) e a validade de critério externo (correlação com a carga vírica, r = -0,20; p < 0,001). Também se observou uma adequada sensibilidade (70,3%) e especificidade (56,8%) do questionário para a identificação de indivíduos com carga vírica detectável. A versão adaptada para Portugal revelou-se útil, fiável e válida para a avaliação do grau de adesão à terapêutica anti-retrovírica.<hr/>This study aimed the translation, cross-cultural adaptation and psychometric study of the questionnaire to assess adherence to antiretroviral treatment (CEAT-VIH in the original) for the Portuguese context. The cross-cultural adaptation process included the forward-backward translation method (Spanish Portuguese Spanish), followed by a verbal assessment of the items comprehension with a group (n = 10) and pilot test (n = 9). This step was followed by the psychometric study of the questionnaire (n = 125) at the hospital (, Portugal). The results of the psychometric study allowed us to confirm the reliability (α = 0,709) and validity related to an external criteria: viral load (r = -0,20; p < 0,001). Sensibility (70,3%) and specificity (56,8%) of the questionnaire for the detection of the subjects with a detectable viral load was good. The Portuguese version of the CEAT-VIH revealed to be useful, reliable and valid for the assessment of the degree of adherence to antiretroviral treatment. <![CDATA[<b>The values and beliefs about sexuality, maternity and abortion questionnaire</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objectivo de avaliar os valores e crenças face à sexualidade, maternidade e aborto nas mulheres, procedeu-se a uma revisão da literatura e a uma pesquisa bibliográfica sobre as escalas existentes abordando estas temáticas. Elaborámos um instrumento constituído por 38 itens que foi administrado a 312 mulheres, tendo também sido recolhidos dados de caracterização sócio-demográfica. O presente trabalho descreve a construção, procedimento de validação e estudo das propriedades psicométricas do “Questionário de Valores e Crenças sobre Sexualidade, Maternidade e Aborto”. Apresentam-se os resultados da análise factorial e os dados relativos à validade e consistência interna da escala.<hr/>With the intention of evaluating the values and beliefs about sexuality, maternity and abortion on women, a literature revision was done with bibliographic research on existing scales approaching these thematic. We elaborated a measuring instrument with 38 items, which was applied to 312 women, being also collected data about social-demographic characterization. The present study describes the construction, validation procedure and study of psychometric proprieties of the “Questionnaire of Values and Beliefs on Sexuality, Maternity and Abortion”. We present the results of factorial analysis and information regarding the validity and internal consistence of the scale. <![CDATA[<b>Self-regulation, resiliance and substance use in adolescence</b>: <b>adaption of the short self-regulation questionnaire</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en No presente trabalho apresentam-se os estudos de adaptação do Questionário Reduzido de Auto-regulação (Carey, Neal & Collins, 2004), um instrumento que permite a avaliação do Controlo de impulsos e Estabelecimento de objectivos. Na análise das propriedades psicométricas do questionário foi encontrada uma estrutura factorial consistente e valores de fidelidade elevados. É estudada a relação entre auto-regulação, resiliência, com o recurso à Escala de Resiliência (Wagnild & Young, 1993), e consumo de substâncias na adolescência. Os resultados sugerem uma relação entre a auto-regulação e o consumo de substâncias, além de uma correlação elevada entre o estabelecimento de objectivos e a resiliência, e uma correlação moderada entre o controlo de impulsos e a resiliência. As implicações do estudo são discutidas.<hr/>In the present study are presented the adaptation studies’ of the Short Self-regulation Questionnaire (Carey, Neal & Collins, 2004), a measure that allows the adaptation of Impulse control and Goal setting. In the analysis of the psychometric properties of the questionnaire was found a consistent factorial structure and high reliability values. It was also studied the relation between self-regulation, resilience, with the use of the Resilience scale (Wagnild & Young, 1993), and substance use in adolescence. The results suggest a relation between self-regulation and substance use, beyond a high correlation between goal setting and resilience and a moderate correlation between resilience and impulse control. The implications of the study are discussed. <![CDATA[<b>Adaptation and examination of the psychometric properties of the health value scale</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo pretende averiguar se pessoas com diferentes comportamentos de consumo de tabaco valorizam a sua saúde de forma discrepante; é igualmente objectivo desta investigação adaptar a Escala de Valor da Saúde (Lau, Hartman, & Ware, 1986) à população Portuguesa. Para tal aplicou-se o instrumento a uma amostra de 380 estudantes universitários (fumadores regulares, ocasionais e ex-fumadores). Os resultados demonstram que pessoas com diferentes padrões de consumo tabágico atribuem um valor elevado à sua saúde, não existindo diferenças significativas entre os três grupos (F=1,594; p=0,205). O estudo das características psicométricas do instrumento, já utilizado em estudos anteriores, salienta que, numa amostra de 380 alunos do ensino superior, esta escala não é adequada para medir a variável em questão.<hr/>The aim of the present study is to analyse if people with diverse smoking patterns value their health differently. It is also an objective of this research to adapt the Health Value Scale (Lau, Hartman, & Ware, 1986) to the Portuguese population. A sample of 380 college students (regular and occasional smokers, and ex-smokers) has filled this instrument. The results show that people with different smoking patterns attribute a high value to their health and that there are no significant differences between the three groups (F=1,594; p=0,205). The study of the psychometric characteristics of the scale, which has been used in previous studies, evidence that, in a sample of 380 college students, this instrument is not adequate to measure the variable health value. <![CDATA[<b>Maslach burnout inventory-student survey</b>: <b>portuguese version</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en O Maslach Burnout Inventory - Student Survey adaptado por Schaufeli, Martinez et al., 2002 a partir do Maslach Burnout Inventory - General Survey foi traduzido e adaptado para a língua portuguesa. A avaliação das qualidades psicométricas da Escala de Burnout para Estudantes foi feita numa amostra de 654 estudantes universitários. A Escala de Burnout para Estudantes revelou uma adequada validade factorial e fiabilidade na amostra sob estudo revelando-se um instrumento sensível, válido e fiável na avaliação da síndrome de Burnout em estudantes universitários.<hr/>The Maslach Burnout Inventory - Student Survey adpated by Schaufeli, Martinez et al., 2002 from the Maslach Burnout Inventory - General Survey was translated and adapted for Portuguese college students. The psychometric evaluation revealed that the adapted scale maintained its factorial validity and realibility. The Portuguese version of the Maslach Burnout Inventory was shown to be a reliable valid instrument for the evaluation of the Burnout syndrome in Portuguese college students. <![CDATA[<b>Stress assessment</b>: <b>a propos of the adaptation study of the perceived stress scale</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objectivo do presente estudo é discutir a avaliação do stresse. Utilizamos como pretexto o estudo de adaptação da Perceived Stress Scale e, na continuação da discussão iniciada há mais de 20 anos, contribuir para a discussão do conceito de stresse e do modo de o avaliar. A escala estudada, é uma das mais utilizadas quer em Portugal quer no mundo, mas, em Portugal são escassos os dados de validação. Na sua versão portuguesa, a escala perde um dos itens ficando com 13 dos 14 itens. As propriedades métricas apresentam características idênticas à original podendo considerar-se que avalia do mesmo modo o mesmo construto. No entanto o presente estudo tem um número de participantes reduzido, o que limita os resultados sobre as propriedades da versão em estudo. De qualquer modo os resultados são muito semelhantes aos de outras versões em Português e de outras versões publicadas noutros idiomas. Permanece a questão básica de avaliação deste construto que é: estamos a avaliar o stresse?<hr/>The aim of the present study is to discuss the assessment of stress. We use as a pretext the study of the adaptation of the Perceived Stress Scale. The study of the Portuguese version keeps 13 of the 14 original items. Results show that metric properties of the Portuguese version are similar to the original version. Then we can consider that the Portuguese version assesses the same construct as the original scale. However, it continues to be an important issue the way psychologists use to assess the stress, frequently ignoring the conceptual support of the stress measure used. <![CDATA[<b>Motivation Scale</b>: <b>adptation and validation of motivation scale by Rempel, Holmes & Zanna</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objectivo deste estudo é a adaptação e a validação para a população portuguesa da Motivation Scale, de Rempel, Holmes e Zanna (1985). Enquadra-se e define-se o conceito de motivação, considerando-se a motivação intrínseca, a motivação extrínseca e a motivação instrumental, que viso integrar a construção da escala, bem como o seu impacto nas relações conjugais. Os participantes foram 436 sujeitos, 218 casais, 152 casados, 66 em união de facto. Para a nossa amostra, a sensibilidade dos itens demonstrou ter características discriminativas. Quanto à validade, a análise factorial pelo método KMO foi de 0,95 para a sub escala de motivos pessoais e 0,95 para a escala de motivos do parceiro, permitindo o recurso a análises factoriais confirmatórias de componentes principais com rotação obliqua, que não confirmaram uma estrutura tripartida. No que respeita à fidelidade, recorreu-se ao Alpha de Cronbach que nos 2 factores e nos totais das escalas foram superiores aos encontrados pelos autores na sua estrutura tripartida. Obtivemos assim uma escala final constituída por duas sub escalas: sub-escala de motivação intrínseca e sub-escala de motivação extrínseca.<hr/>The aim of this study is to validate the Motivation Scale (Rempel, Holmes and Zanna; 1985) for the Portuguese population. A theoretical model of motivation and its dimensions, namely the intrinsic, extrinsic, and instrumental motivation, is presented, as well as its impact on the couple relationship. A sample of 436 participants, 218 couples (152 married, 66 living together) were included in the study. The results of the factor analysis by the KMO method, using oblimin rotation, produced a meaningful solution of two factors: (1) the intrinsic motivation subscale and (2) the extrinsic motivation subscale. This structure was different from the original version with three factors. The reliability of the factors was tested through the use of Cronbach Alpha which was 0.95 for the personal reasons subscale and 0.95 for the partner reasons subscale. The Cronbach alpha coefficient for the total scale was higher than the original scale in their tripartite factorial structure. <![CDATA[<b>Internal and external motivation scale to respond without prejudice</b>: <b>a cross-validation study for the portuguese population</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Neste artigo apresentarmos o estudo de validação cruzada da versão portuguesa das escalas de motivação interna e motivação externa para responder ser preconceito numa amostra de estudantes universitários. Os resultados da análise factorial confirmatória revelam uma validade factorial razoável na amostra de validação cruzada, e valores razoáveis de fiabilidade. A adaptação das Escalas de Motivação para responder sem preconceito de Plant & Devine (1998) para a população portuguesa universitária, revela propriedades psicométricas adequadas ao seu uso na avaliação das motivações para responder sem preconceito.<hr/>We report the cross-validation study of the Portuguese version for the internal and external motivation scales to respond without prejudice of Plant & Devine (1998). The results gathered in a convenience sample of college students revealed, after cross-validation, that the Portuguese version of the Internal and External motivation scales to respond without prejudice have appropriate factorial validity, reliability and sensibility. The adapted version is a psychometric dully validated scale to evaluate strategies to respond without prejudice in the Portuguese college student population. <![CDATA[<b>A study of depression, anxiety and stress scale - children (EADS-C)</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en A escala de ansiedade, depressão e stresse foi desenvolvida no contexto do modelo tripartido com vista a melhorar a discriminação entre depressão e ansiedade. Ela foi desenvolvida para indivíduos adultos, partindo de conceitos teóricos associados à composição de cada uma das dimensões. Numa tentativa de verificar o seu comportamento numa população adolescente, ela foi preenchida por 361 indivíduos pré-adolescentes e adolescentes, estudantes do Ensino Básico, com idades compreendidas entre os 8 e os 15 anos, dos quais 208 eram raparigas e 153 rapazes, que constituíram uma amostra de conveniência. Os resultados obtidos, se sugerem que pode ser interessante nesta população, carecem entretanto de mais estudos da sensibilidade da escala.<hr/>The anxiety, stress and depression scale was developed in a context of a tripartite model and its objective was to improve the differentiation between depression and anxiety. It was developed for adults and based on theoretical concepts associated with each of the three dimension's characteristics. In an attempt to verify its performance involving an adolescent population, it was applied to 361 pre-adolescents and adolescents who were elementary and high school students an were aged between 8 and 15 years old. This was a convenience sample, with 208 girls and 153 boys. The results obtained suggest that although this scale might be of importance to this population, further studies are needed to evaluate the scale's sensitivit <![CDATA[<b>Portuguese version of the spiritual well-being questionnaire (SWBQ)</b>: <b>confirmatory factor analysis</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862009000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en A espiritualidade tem sido recentemente associada à saúde através do conceito de Bem estar espiritual (BEE). Este define-se como um estado dinâmico que se reflecte na qualidade das relações que o indivíduo estabelece consigo próprio, com os outros, com o ambiente e com algo que transcende o domínio humano. Apresentam-se os resultados psicométricos da adaptação portuguesa do Spiritual Well-being Questionnaire -SWBQp (SWBQ; Gomez & Fisher, 2003, 2005a,b). O SWBQp foi aplicado a uma amostra de 439 sujeitos adultos, com idade M=36.47, DP=10.77 (16-71 anos) e de ambos os sexos (F=61.6%; M=38.4%). O questionário inclui 20 itens que avaliam o grau em que o respondente sente estar a desenvolver cada um dos quatro domínios de BEE - pessoal, comunitário, ambiental e transcendental. O SWBQp apresenta globalmente uma estrutura factorial aceitável, congruente com a original e bons níveis de consistência interna. Os resultados são promissores e permitem prosseguir com a utilização deste instrumento para investigação, podendo, no entanto, ser melhorada.<hr/>The assumption that spirituality is linked to health led to the development of the spiritual well-being (SWB) concept. SWB can be defined as a dynamic state of being reflecting positive feelings, behaviours, and cognitions of relationships with oneself, others, the transcendent and nature. The psychometric properties of a Portuguese version of the Spiritual Well-being Questionnaire -SWBQp (SWBQ; Gomez & Fisher, 2003, 2005a,b) are presented. The SWBQp was administered to 439 adults, between 1671 years old (M=36.47, SD=10.77), 61.6 % were female and 38.4% were male. The SWBQp is a 20 item self-report instrument in which participants are asked to rate in what extent they are developing each one of the items that compose the four SWB domains (personal, communal, environmental and transcendental). The structural model of the measure is satisfactory and similar to the original version. It presents good internal consistency scores. These results suggest that the SWBQp is a valid and reliable measure to use in research studies. Nevertheless, it can be further improved.