Scielo RSS <![CDATA[Psicologia, Saúde & Doenças]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=1645-008620060002&lang=en vol. 7 num. 2 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Substance use in adolescence</b>: <b>a model</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200001&lng=en&nrm=iso&tlng=en A adolescência é geralmente considerada como um período de saúde, dada a menor vulnerabilidade dos jovens à doença. No entanto, a adolescência é também um período crítico na cronologia da saúde. Muitas das escolhas com impacto na saúde, e que perduram por longo tempo, são feitas neste período de vida. Dentro destas escolhas encontra-se, por exemplo, o consumo de substâncias que está frequentemente associado a vários sintomas de mal-estar, quer no presente, quer no futuro. Com o objectivo de conhecer os factores aliados ao consumo de substâncias desenvolveu-se um modelo explicativo deste tipo de comportamento. Os dados utilizados na análise deste modelo fazem parte do estudo da Organização Mundial de Saúde, integrado na Rede Europeia "Health Behaviours in School-aged Children (HBSC/OMS)", realizado em Portugal Continental pela equipa do Projecto Aventura Social da Faculdade de Motricidade Humana (n=12881). Os resultados mostraram que o consumo de substâncias é determinado por vários factores, sendo que os factores de ordem social parecem ser mediados por factores de ordem pessoal.<hr/>Adolescence is generally considered as a period of health, given the lesser vulnerability of young people to illness. However, adolescence is also a critical period in health chronology. Many of the choices with impact in health that last for long time are made in this period of life. Between these choices are the risk behaviours, as it is, for example, the case of the substance use, which is associated to some symptoms of maladjustment. In order to analyse the factors involved in the use of tobacco, alcohol and illicit dugs between adolescents, we develop an explanatory model. The data used in the model analysis are part of a cross-national research study conducted in collaboration with the WHO Regional Office for Europe, the Health Behaviours in School-aged Children, by the "Social Adventure" team from the Faculty of Human Kinetics (n=12881). The results showed that risk behaviors are determined by several factors, and the social factors seem to be mediated by personal factors. <![CDATA[<B>Cortisol as a variable in health psychology </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O artigo faz uma pequena revisão sobre a investigação passada e recente no campo do Stress. É dada particular atenção às alterações fisiológicas decorrentes das situações de stress e distress, principalmente em cuidadores informais de pacientes com doença crónica. São referidos métodos de avaliação das hormonas de stress, bem como dos seus benefícios, limitações e implicações na saúde física e mental. Por fim, são feitas considerações acerca da importância do cortisol como método válido de estudo em Psicologia da Saúde.<hr/>The article revises past and recent research in Stress. Special relevance is given to the physiological changes that occur due to stress and distress situations, mainly in informal caregivers of chronically ill patients. Some methods of assessment of stress hormones are reviewed, along with their benefits, limitations and implications to physical and mental health. Finally, the importance of the use of cortisol as a valid method of study in Health Psychology is emphasized. <![CDATA[<B>Psychosocial impact and quality of life of age-related macular degeneration </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200003&lng=en&nrm=iso&tlng=en A degenerescência macular relacionada com a idade é uma patologia que provoca diminuição da acuidade visual e possível perda irreversível da visão, constituindo a principal causa de cegueira nos países ocidentais. Trata-se de uma doença crónica com tendência aumentar e que tem um significativo impacto na vida do doente e da sua família, bem como um impacto colossal em termos económicos para os sistemas de saúde, o que tem contribuído para o interesse crescente pelo desenvolvimento de estudos no domínio das reacções psicológicas ao diagnóstico e gestão da doença, e da qualidade de vida destes doentes. No presente trabalho apresenta-se uma revisão da literatura relativa aos principais aspectos psicossociais, implicações na qualidade de vida, independência e reabilitação destes doentes.<hr/>Age-related macular degeneration is a major public health problem, which has significant deleterious consequences, given that it causes decreased visual acuity and loss of central vision. This disease is becoming increasingly common among people over 50 years old. Age-related macular degeneration has serious economic consequences, but it is also associated with a significant psychosocial impact and with an important decrement in quality of life of the patient and his/her family. In the present paper we intend to proceed to a literature review related to psychosocial variables implied in diagnostic and treatment of age-related macular degeneration, patients’ quality of life, independence and rehabilitation. <![CDATA[<B>Study on suicide ideation among adolescents from 13-19 years old </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Verificar a presença de ideação suicida em adolescentes da população geral foi o objetivo deste estudo. Para tanto, realizou-se a pesquisa com 730 adolescentes com idades entre 13 e 19 anos, das cidades de Porto Alegre/RS e Erechim/RS, Brasil. Os adolescentes eram do sexo feminino (57,3%) e masculino (42,7%) e estudavam em escolas públicas e particulares das cidades estudadas. Os instrumentos utilizados foram: uma ficha de dados sóciodemográficos, a Escala de Ideação Suicida de Beck (BSI) e o Inventário de Depressão de Beck (BDI). A coleta dos dados foi realizada nas escolas estudadas. Dos 730 adolescentes pesquisados, 253 (34,7%) apresentaram ideação suicida, ou seja, um pouco mais de um terço da amostra. Destes, 176 (69,6%) eram do sexo feminino. O estudo também constatou que existe uma associação significativa (p<0,001) entre depressão e a presença de ideação suicida. Das variáveis estudadas, a depressão e o sexo feminino foram as mais associadas à presença de ideação suicida.<hr/>Assessing suicide ideation among adolescents in general population was the goal of this study. The research included 730 youngsters between 13 and 19 years old, from Porto Alegre and Erechim towns, Rio Grande do Sul state, Brazil. Individuals were female (57.3%) and male (42.7%) youngsters attending public and private schools within the studied towns. Instruments used included a sociodemographic data sheet, Beck’s Scale of Suicide Ideation (BSI) and Beck’s Depression Inventory (BDI). Data were surveyed in the studied schools. Out of the 730 adolescents surveyed, 253 (34.7%) have shown suicide ideation, i.e., more than one third of the sample, 176 (69.6%) being female. The research has also found a significant association (p<0,001) between depression and suicide ideation. Among the studied variables, depression and female gender were those more associated to suicide ideation. <![CDATA[<B>The role of the proxys on cancer patients quality of life evaluation a literature review </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200005&lng=en&nrm=iso&tlng=en Um dos maiores objectivos das intervenções com os doentes oncológicos é proporcionar-lhes a melhor Qualidade de Vida (QdV) possível. No entanto, é frequente a dificuldade em determinar a Qualidade de Vida Relacionada com a Saúde (QdVRS) para alguns doentes com cancro, devido a problemas psicológicos, cognitivos e físicos que limitam a sua capacidade em completar questionários. Desta forma, o cuidador surge como um meio natural de medir indirectamente a QdVRS do doente, muito importante para as decisões clínicas. O objectivo deste artigo é proporcionar uma revisão da literatura acerca da viabilidade em usar a informação prestada pelos cuidadores informais acerca da QdV do doente oncológico, contemplando resultados de estudos anteriormente publicados. Espera-se que este artigo possa contribuir e promover, em Portugal uma melhor compreensão e investigação acerca deste tema.<hr/>One of the main goals of the interventions with cancer patients is proportionate the best Quality of Life (QoL) to the patient. However, it is often difficult to determine the health related quality of life (HRQoL) of same cancer patients because psychological, cognitive and physical problems limit their ability to complete questionnaires. A proxy, such as family member, may be able to give accurate information about patients HRQoL, information with a great importance for medical decisions. The aim of this article is to proportionate a literature review on the viability in use the proxy derived information on patient QoL, using the results of previous studies. It is hoped that this article may contribute and promote, in Portugal a better understanding and investigation about this issue. <![CDATA[<B>Locus de controlo na saúde</B>: <B>conceito e validação duma escala em adolescentes com diabetes tipo 1</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo descreve a adaptação para uma amostra portuguesa da Escala de Locus de Controlo da Saúde (Parcel & Meyer, 1978). Esta escala tem como objectivo medir especificamente as crenças das crianças e adolescentes relativas à saúde/doença. A escala composta por 20 itens foi submetida a uma análise das suas propriedades psicométricas seguindo uma metodologia semelhante aos autores originais para efeitos de comparação. A amostra no nosso estudo é composta por 175 adolescentes do Serviço de Endocrinologia do Hospital S. João, no Porto. A versão portuguesa aponta para uma composição com 14 itens organizados em duas componentes e 3 sub escalas. A primeira componente na dimensão externalidade do Locus de Controlo agrupa itens referentes à escala "Outros Significativos" (pais, professores) e à escala "Outros Poderosos", esta englobando itens referentes explicitamente ao médico e enfermeiro como determinantes no controlo da saúde. A segunda dimensão refere-se ao Locus de Controlo Interno pelo que foi mantido o mesmo nome dos autores originais. A fidelidade da versão portuguesa apresenta um alfa global de .64. Torna-se importante testar esta escala noutras amostras bem como em patologias diferentes.<hr/>Health locus of control scale: construct and validation with an adolescent population with type 1 diabetes<hr/>This study describes the adaptation of the Locus of Control Scale (Parcel & Meyer, 1978) in a Portuguese sample. This scale measures health beliefs related to health and disease in children and adolescents. The scale composed of 20 items was subjected to an analysis of its psychometric properties following a similar methodology to the original authors for the purpose of comparison. The sample in our study is composed by 175 adolescents from the Endocrinology Service in S. John’s Hospital in Porto. The Portuguese version shows a composition of 14 itens organized in two dimensions and three subscales. The first component in the external dimension of locus of control includes the items that refer to "Significant Others" (parents and teachers) and the scale "Powerful Others", including items that refer clearly to physicians and nurses as determinants in health control. The second dimension refers to internal locus of control and for that reason we maintained the same name as its original authors. Scale fidelity shows an alpha of .64. It is important to test this scale in other samples with different pathologies. <![CDATA[<B>Psychosocial repercussion, social support and spiritual well-being in women with breast cancer </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200007&lng=en&nrm=iso&tlng=en A pesquisa teve como objetivos verificar as repercussões psicossociais do diagnóstico e do tratamento médico em mulheres com câncer de mama bem como identificar o Apoio Social e o Bem-Estar Espiritual percebido por elas. Método: estudo transversal, com amostra de 75 mulheres em acompanhamento médico. Os instrumentos da pesquisa foram: entrevista estruturada com dados sociodemográficos e clínicos, Questionário Norbeck de Apoio Social (NSSQ) e Escala de Bem-estar Espiritual (BEE). Para análise dos dados, utilizou-se o nível de significância de 5% (p= 0.05). Os resultados indicaram a presença de dificuldades psicossociais nas fases do diagnóstico e do tratamento. O Apoio Social foi percebido como proveniente principalmente de parentes próximos e o Bem-Estar Espiritual mostrou-se um recurso de ajuda importante, sendo o aspecto religioso o mais acentuado. Conclui-se que o serviço de saúde precisa atuar de forma mais continente em sua função de apoio, respeitando e entendendo a integralidade da mulher com câncer de mama, em seu aspecto biopsicossocioespiritual.<hr/>This research has the goal of verifying the psychosocial repercussions of the diagnosis and medical treatment in women with breast cancer, as well as identifying the Social Support and Spiritual Well-Being perceived by them. Method: a cross study, with sample of 75 women in medical accompaniment. The research instruments were: structuralized interview with social-demographic and clinical data, Norbeck Social Support Questionnaire (NSSQ) and Scale of Spiritual Well-Being (SWB). For data analysis it was used p≤ 0.05. The results had indicated the presence of psychosocial difficulties in diagnosis and treatment stages. The Social Support was perceived as proceeding mainly from close relatives and the Spiritual Well-Being revealed itself as an important aid resource, being the religious aspect the most important one. In conclusion the health service has to be more effective in support actions, respecting and understanding the woman with breast cancer on the whole, in its biopsychosociospiritual aspect. <![CDATA[<B>Self-care in HIV-positive women </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200008&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo se propõe a analisar o autocuidado, como tema revelador do processo da construção da subjetividade em seis mulheres portadoras de HIV, com idade entre 20 e 50 anos, com baixa renda, e inseridas num programa de apoio numa ONG. Trata-se de um estudo qualitativo, em que a entrevista de grupo focal foi utilizada e o resultado foi a construção de quatro zonas de sentido que facilitaram a compreensão da dificuldade dessas mulheres face ao autocuidado, a saber: Autocuidado e inclusão social; Matar e morrer; Informação só não basta e Culpa e responsabilidade. Este estudo aponta para a necessidade de se compreender melhor os projetos de vida constitutivos e constituidores da identidade feminina na atualidade, principalmente no que tange às mulheres de baixa renda, para se reconhecer e intervir na reedição dos discursos de exclusão.<hr/>The present article aims at studying self-care as a theme that reveals the process of subjectivity construction in six HIV-positive women, between 20 and 50 years of age, with low income, who take part in an NGO support program. It is a qualitative study, in which the focal group interview was used. Four meaning categories were construed and enabled the understanding of the difficulties of those women regarding self-care. Such categories were: Self-care and social inclusion; Kill and die; Information by itself is not enough, and Guilt and responsibility. The study points to the need to better understand the life projects which both constitute and are constituted by the female identity in the present time, especially regarding low-income women, in order to identify and intervene with the repetition of exclusion discourses. <![CDATA[<B>Fetal-Alcoholic Syndrome</B>: <B>the psychologist s perspective</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Os autores fazem, a propósito de um caso clínico, uma revisão sobre o Síndrome Fetal-Alcoólico (SFA), abordando não somente os achados clínicos que contribuem para o seu diagnóstico, mas também as características cognitivas e comportamentais e sua evolução sob os aspectos académicos, sociais e familiares. Com a descrição posterior do caso clínico de uma adolescente portadora desta patologia, pretendem ilustrar o que vem descrito na literatura e demonstrar também as dificuldades com que se deparam os profissionais ligados à área da saúde no diagnóstico e na implementação das orientações terapêuticas necessárias, as quais são frequentemente complexas, multidisciplinares e contínuas, visto esta doença apresentar um carácter crónico.<hr/>In reference to a clinical case, the authors make a review on the Fetal-Alcoholic Syndrome (FAS), approaching not only the clinical findings that contribute for the diagnosis, but also the behaviour and cognitive characteristics and its evolution under the academic, social and familiar aspects. With posterior description of the clinical case of an adolescent with FAS, they intend to illustrate what comes described in literature and also demonstrate the difficulties that come across the health professionals in the diagnosis and implementation of the necessary therapeutical orientations, which are frequently complex, multidiscipline and continuous, as this syndrome presents a chronicle character. <![CDATA[<B>Construction and validation of the scale of social representation of alcohol and drugs consume in adolescents </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=en Com o objectivo de avaliar as representações sociais face ao consumo de álcool e drogas em adolescentes escolarizados, procedeu-se a uma revisão de literatura e a uma pesquisa bibliográfica sobre as escalas existentes abordando esta área temática nesta população específica. Elaborámos um instrumento constituído por 103 itens que foi administrado a 376 adolescentes, tendo também sido recolhidos dados relativos à idade, sexo, ano de escolaridade, níveis de consumo de álcool e drogas e idade da 1ª experiência de consumo de substâncias. O presente trabalho descreve a construção, procedimento de validação e estudo das propriedades psicométricas da "Escala de Representações sociais do Consumo de Álcool e Drogas em Adolescentes". Apresentam-se os resultados da análise factorial e os dados relativos à validade e consistência interna da escala. Por fim, discute-se a pertinência do estudo e a utilidade e campo de aplicação do instrumento na área do consumo de substâncias no grupo adolescente.<hr/>With the intention of evaluating the social representation of alcohol and drugs consume in adolescents in school: a literature revision and a bibliographic research on existing scales approaching the subject on this specific population. We elaborated a measuring instrument with 103 items, which was applied to 376 adolescents, being also collect data about age, gender, school year, level’s of alcohol and drugs consume and first experience of substances consume. This present study describes the construction, validation and study of psychometric proprieties of the "Scale of Social Representation of Alcohol and Drugs Consume". The results of factorial analysis and the information regarding the validity and internal consistence to the scale are presented. At last, it is discussed the pertinence of the study and the utility and application area of the instrument on the subject of substance consume on the adolescents group. <![CDATA[<B>Sexual behaviour, knowledge and attitudes about HIV/AIDS in migrant adolescents</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200011&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente trabalho visa compreender e caracterizar os factores ligados aos risco e factores ligados à protecção e aos cenários que envolvem o adolescente no âmbito dos comportamentos sexuais, conhecimentos e atitudes face ao VIH/sida nos adolescentes migrantes, através da perspectiva dos jovens, pais e dos técnicos de intervenção. Foi utilizada uma metodologia mista, utilizando métodos quantitativos e qualitativos. Numa primeira abordagem quantitativa foi utilizado uma adaptação do questionário do estudo nacional HBSC (Currie et al., 2000; Matos et al., 2003), aplicado a uma amostra de 1037 adolescentes, com média de idade de 15.5 anos, residentes em zona carenciadas e com elevado número de população migrante oriunda dos PALOP. Posteriormente foi utilizada uma abordagem qualitativa, (grupos focais ou grupos de discussão centrados no tema), comportamentos sexuais e conhecimentos e atitudes face ao VIH/sida nos adolescentes migrantes, relacionando-o com os "cenários" do adolescente e com outros comportamentos associados, e também na intervenção comunitária que é realizada neste âmbito. Através do discurso de jovens africanos, dos pais e dos técnicos de intervenção que trabalham com eles, pretendeu-se clarificar a questão dos comportamentos sexuais de risco e de conhecimentos e atitudes face ao VIH/Sida nos adolescentes migrantes que vivem em Portugal. Foi efectuada uma análise de conteúdo, e para cada categoria e cada sub-categoria foram apresentados exemplos ilustrativos do discurso dos participantes. A presente investigação fornece informação relevante, no âmbito da intervenção, visando abranger a cultura, os factores socioeconómicos, as competências sociais e pessoais, a ocupação de tempos livres, o empowerment dos adolescentes e da comunidade envolvida, o trabalho em parceria e as boas práticas.<hr/>The present study pretend to characterized and highlight the risk factors and protective factors on sexual behaviour, knowledge and attitudes about HIV in migrant adolescents. A mixed methodology including quantitative and qualitative methods was used. In quantitative study, was used data from a specific study included in the Portuguese study HBSC-Health Behaviour in School-Aged Children, a World Health Organization collaborative study (Currie et al., 2000; Matos et al., 2003). The survey carried out in 2004, used the research protocol of the cross-national survey based on a self completed questionnaire. A global sample of 1037 adolescents (M=15.5 years old) participated in the survey. The method that was chosen for the qualitative research was the focus group, the aim is to get closer to the migrant adolescents, professionals that work with them, and parents, their opinions, attitudes, discourse and understanding regarding sexual behaviour, knowledge and attitudes about HIV, the influence from personal and social characteristics on that behavior and identify which are their risk factors and protective factors. The qualitative analyses supported the assumption that the existence of a migrant status and social economic status is associated with adolescent sexual behaviour, knowledge and attitudes about HIV, positive health and with adolescent relations with personal and social characteristics (family, peers, school and community support) mediates the association between a migrant status and positive health. Implications of the results and directions for further research and community interventions are discussed. <![CDATA[<B>Parental practices, school and teenagers behaviour </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862006000200012&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo, tem como objectivos descrever os comportamentos dos adolescentes, a relação entre a escola e a família bem como estudar as Práticas Parentais Educativas no concelho do Montijo. A amostra é constituída por 271 jovens e seus encarregados de educação. Os jovens têm idades compreendidas entre os 12 e 17 anos de idade, 37,3% rapazes e 62,7% raparigas. Foram aplicados questionários aos jovens, pais e professores. Verificou-se que as raparigas referem mais frequentemente experiência de consumos e maior supervisão e apoio parental. Relativamente às diferenças entre as idades, verificou-se, no presente estudo, que os mais novos consomem mais cerveja enquanto os mais velhos consomem bebidas destiladas. Os mais velhos referem mais frequentemente que as regras impostas pelos pais são negociadas, ou que não são explícitas.<hr/>The aim of this study is to describe the teenagers behaviour, the relationship between school and Family as well the parental practices in Montijo. The study was done with 271 youthful and their parents. The teenager’s age is between 12 and 17 years old distributed by 37.3% of boys and 62.7% of girls. The questionnaires have been applied to the teenagers, parents and teachers. Girls acknowledge more frequently that they have already experienced tobacco and alcohol and that parental supervision and support is stronger. Younger individuals drink more beer while older drink more spirits. Within the older group rules are more usually negotiated, or not explicit.