Scielo RSS <![CDATA[Revista Portuguesa de Saúde Pública]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-902520160002&lang=pt vol. 34 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>No centenário do nascimento de um pioneiro e de um líder, a quem a nossa saúde pública muito deve</b>: <b>Coriolano Ferreira (1916</b><b>‐1996)</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>Clima de segurança no bloco operatório</b>: <b>tradução, validação e aplicação do Questionário de Atitudes de Segurança</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Background Safety climate assessment is increasingly recognized as an important factor in healthcare quality improvement, especially in operating rooms (OR). One of the most commonly used and rigorously validated tools to measure safety culture is the Safety Attitudes Questionnaire (SAQ). This study presents the validation of the Operating Room Version of the SAQ (SAQ-OR) for use in Portuguese Hospitals. The psychometric properties of the translated questionnaire are also presented. Methods The original English version of the SAQ-OR was translated and adapted to the Portuguese setting by forward-backward translation method and applied in a central public hospital. Scale psychometrics were analyzed using Cronbach's alpha and inter-correlations among the scales. Results The internal consistency test yielded values around 0.9 for all 73 items. The CFA and its goodness-of-fit indices (SRMR 0.05, RMSEA 0.002, CFI 0.90) showed an acceptable model fit. Inter-correlations between the factors safety climate, teamwork climate, job satisfaction, perceptions of management, and working conditions showed moderate correlation with each other. 82 valid questionnaires were analyzed revealing significant differences in communication ratings between different jobs, mainly between surgeons (4.2) and between nurses and surgeons (2.9). Working conditions and job satisfaction have the highest score with 3.8 and 3.5, respectively, and perceptions of management have the lowest score (2.8). Conclusion The Portuguese translation of the SAQ-OR reveals good psychometric properties for studying the organizational safety climate, however larger and further studies are required to compensate the lack of subjects in some items. Like other studies, this scale seems to be an acceptable to adequate tool to evaluate the safety climate. Results allowed to conclude that working conditions and job satisfaction are satisfactory. However, there is latitude for improvement, especially in the involvement of the management bodies as this factor has the lowest score for the majority of healthcare professionals.<hr/>Introdução A avaliação do clima de segurança é cada vez mais reconhecida como um fator na melhoria da prestação de cuidados de saúde, especialmente no bloco operatório (BO). Um dos instrumentos mais comumente validados e utilizados para medir a Cultura de Segurança é o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) ou Questionário de Atitude de Segurança (QAS). Este estudo apresenta a validação da versão para Bloco Operatório (QAS-BO), para aplicação nas instituições de saúde portuguesas. As características psicométricas do questionário traduzido são também apresentadas. Metodologia A versão original em inglês do QAS-BO, foi traduzida e adaptada para o contexto português, através do processo de tradução-retradução e aplicado num hospital público central. A análise psicométrica foi feita através do alfa de Cronbach e das correlações entre escalas. Resultados Os testes de consistência interna obtiveram valores médios de 0.9 para os 73 itens. A análise fatorial e o grau de ajuste (SRMR 0.05, RMSEA 0.002, CFI 0.90) obtiveram valores satisfatórios. As relações entre o clima de segurança, trabalho em equipa, satisfação profissional, perceção sobre os órgãos de gestão e condições de trabalho são moderadas. Um total de 82 questionários foram analisados e revelaram diferenças significativas na comunicação entre diferentes classes profissionais, nomeadamente entre cirurgiões (4.2) e entre cirurgiões e enfermeiros (2.9). As condições de trabalho e a satisfação profissional obtiveram os valores mais elevados, com 3.8 e 3.5 respetivamente, e a perceção sobre os órgãos de gestão o valor mais baixo (2.8). Conclusão A versão portuguesa do QAS-BO, apresenta boas características psicométricas para estudar o clima de segurança das instituições de saúde, não obstante, são necessários estudos mais abrangentes de forma a colmatar o reduzido número de elementos em alguns itens. Tal como outros estudos revelaram, este instrumento é aceitável para analisar o clima de segurança. Os resultados permitem concluir que as condições de trabalho e a satisfação profissional são satisfatórias. No entanto, existe oportunidade de intervenção e melhoria, principalmente no envolvimento dos órgãos de gestão. <![CDATA[Prevalência e controle da hipertensão arterial em idosos: um estudo populacional]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivo Estimar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS) e fatores associados em idosos de Campina Grande/Paraíba. Métodos Estudo transversal, de base populacional. Foram verificadas prevalências de HAS diagnosticada, referida, controlada e associações com variáveis sociodemográficas. Resultados Foram avaliados 806 idosos. A HAS diagnosticada associou‐se ao sexo feminino, grupo etário 70‐79 anos e menos de 8 anos de estudo. A HAS referida associou‐se ao sexo feminino e à etnia não branca. A HAS controlada associou‐se à etnia branca e a 8 anos ou mais de estudo. Conclusão Idosos apresentaram elevadas prevalências de HAS e baixo controle da doença.<hr/>Objective To estimate the prevalence of high blood pressure (HBP) and associated factors in older subjects of Campina Grande/Paraíba. Methods This is a cross‐sectional population‐based study. Prevalence of diagnosed, self‐reported and controlled HBP and associations with sociodemographic variables were observe. Results This study included 806 older subjects. Diagnosed HBP was associated with female gender, age group 70‐79 years and schooling less than 8 years of study. Self‐reported HBP was associated with female gender and nonwhite ethnicity. Controlled hypertension was associated with white ethnicity and schooling of eight years or more. Conclusion Elderly subjects in this study showed high prevalence of hypertension and poor control of the disease. <![CDATA[<b>Instrumentos genéricos de funcionalidade e atividade física</b>: <b>como identificar a incapacidade associada à dor</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Aims To determine whether generic measures of disability, depression and physical activity are able to differentiate participants with and without pain. Materials and methods 504 adults aged ≥60 years old recruited at 18 primary care centers were assessed for: pain (NRS), disability (WHODAS), performance (SPPB), depressive symptoms (GDS) and physical activity (RAPA). Results 376 (74.6%) participants reported pain; pain sites most commonly reported were: low back (54.6%), knee (50.8%), shoulder (29.5%), hip (27.9%) and neck (24.7%). Pain was associated with increased disability, depression and decreased physical activity. Conclusions Generic instruments were able to capture pain associated changes.<hr/>Objetivos Explorar se instrumentos genéricos de funcionalidade, depressão e atividade física são capazes de diferenciar utentes com e sem dor. Materiais e métodos 504 pessoas com 60 ou mais anos dos cuidados de saúde primários foram avaliadas quanto a: dor (NRS), funcionalidade percebida (WHODAS), performance (SPPB), depressão (GDS) e atividade física (RAPA). Resultados 376 (74,6%) participantes referiram dor; os 5 segmentos corporais mais afetados foram: a lombar (54,6%), os joelhos (50,8%), os ombros (29,5%), a anca (27,9%) e a cervical (24,7%). A presença de dor estava associada a menor funcionalidade, depressão e menor atividade física. Conclusões Instrumentos genéricos são capazes de distinguir alterações associadas à dor. <![CDATA[Implementação em Portugal de um estudo de prevalência da demência e da depressão geriátrica: a metodologia do 10/66 <em><b>Dementia Research Group</b></em>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Introdução A demência e a depressão têm um impacto social muito significativo. Em Portugal, escasseiam dados epidemiológicos em pessoas idosas na comunidade. Em países em desenvolvimento, o 10/66 Dementia Research Group (DRG) conduziu múltiplos estudos sobre a prevalência e a incidência destes quadros. Os protocolos de avaliação 10/66‐DRG foram validados extensivamente nesses países, havendo vantagens potenciais na aplicação em regiões europeias com populações idosas de baixa escolaridade. Neste estudo, fundamentamos e descrevemos a implementação em Portugal da metodologia 10/66‐DRG para estudo da prevalência da demência e da depressão geriátrica. Materiais e métodos O trabalho de campo desenrola‐se numa fase única, em áreas geográficas definidas, sendo avaliados detalhadamente e de forma sistemática todos os residentes de 65 anos ou mais. A informação é recolhida dos participantes e de informadores próximos (www.alz.co.uk/1066/). Resultados Selecionámos e mapeámos uma área urbana (em Fernão Ferro) e outra rural (em Mora), definindo amostras finais de 702 e 779 pessoas, respetivamente. Os instrumentos de avaliação foram cuidadosamente traduzidos e adaptados ao contexto português. Teve lugar um treino rigoroso dos entrevistadores, assegurando a fiabilidade de cotação interobservadores. Discussão e conclusão A aplicação dos protocolos 10/66‐DRG permitirá obter dados robustos de prevalência de demência e de depressão, com amostras comunitárias de pessoas idosas em Portugal. Dada a validade internacional da metodologia utilizada, estes resultados serão comparáveis com os de outros centros 10/66, à escala mundial.<hr/>Introduction Dementia and depression have a huge social impact. In Portugal, epidemiological data is scarce regarding community dwelling elderly people with these conditions. In developing countries, the 10/66 Dementia Research Group‐DRG has conducted multiple studies on the corresponding prevalence and incidence. The 10/66‐DRG protocols for population‐based studies were extensively validated in those countries, and there is a rationale to apply them in low literacy elderly populations in Europe. We describe the implementation of the protocols related to the prevalence study (on dementia and geriatric depression) in Portuguese settings. Materials and methods This is a one‐phase survey, in which all people 65+ years living in defined catchment areas are comprehensively evaluated. Information is collected directly from participants and from a related informant (www.alz.co.uk/1066/). Results We selected and mapped an urban area (in Fernão Ferro) and a rural one (in Mora). The final samples were n = 702 and n = 779 respectively. Questionnaires were carefully translated and culturally adapted. Rigorous training procedures took place to ensure inter‐rater reliability. Discussion and conclusions The implementation of the 10/66‐DRG protocols will lead to robust data on the prevalence of dementia and depression in community samples of elderly people in Portugal. Given the international validity of our methodology, these results will be comparable with those from other 10/66 centres around the world. <![CDATA[A depressão nos doentes hemodialisados: o papel da satisfação corporal e da sexualidade]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O principal objetivo da presente investigação é a compreensão da prevalência da depressão nos doentes hemodialisados, e qual a sua relação com a imagem corporal e a sexualidade. A amostra é constituída por 67 doentes hemodialisados (39 homens e 28 mulheres), com uma média de idades de 67,2 anos (DP = 13,43). Para a recolha de dados foi utilizado um questionário sociodemográfico, a versão portuguesa do Inventário da Depressão de Beck II, a versão portuguesa da Escala da Imagem Corporal e a Subescala de Satisfação com a Sexualidade. Verificou‐se que as habilitações literárias e a insatisfação corporal parecem ter um papel importante para o desenvolvimento da depressão, com os participantes com menos habilitações e mais insatisfeitos com o seu corpo a apresentarem níveis mais elevados de depressão. Foi encontrada uma associação negativa entre a idade e a insatisfação corporal. Não se verificaram efeitos do sexo em nenhuma das variáveis estudadas. Encontrou‐se um impacto negativo da hemodiálise na depressão, insatisfação corporal e na satisfação com a sexualidade. Estes resultados alertam para a importância da intervenção psicológica na população de insuficientes renais crónicos submetidos à hemodiálise, sobretudo na insatisfação corporal e depressão. Relativamente à sexualidade, apesar de no nosso estudo não terem sido encontradas associações com outras variáveis, parece ser uma dimensão a merecer atenção numa amostra mais extensa, para melhor se compreender o seu impacto e relação com outras dimensões psicológicas.<hr/>The main objective of this research is to understand the prevalence of depression in hemodialysis patients and what is its relationship with body image and sexuality. The sample consisted of 67 hemodialysis patients (39 men and 28 women) with a mean age of 67.2 years (SD = 13.43). For data collection a sociodemographic questionnaire, the Portuguese version of the Beck Depression Inventory II, the Portuguese version of the Body Image Scale and the subscale of Satisfaction with Sexuality were used. It was found that the educational level and body dissatisfaction seem to have an important role in the development of depression, with participants with lower educational levels and more dissatisfied with their body to report higher levels of depression. A negative association between age and body dissatisfaction was found. There were no sex effects in any of the variables studied. A negative impact of hemodialysis in depression, body dissatisfaction and satisfaction with sexuality was also found. These results emphasize the importance of intervention in the chronic renal failure population of undergoing hemodialysis, especially in body dissatisfaction and depression. With regard to sexuality, although in our study associations with other variables were not found, it seems to be a dimension deserving attention in a more extensive sample in order to better understand their impact and relationship with other psychological dimensions. <![CDATA[Impacto das taxas moderadoras sobre a utilização de cuidados de saúde pediátricos: estudo aplicado a crianças em idade escolar na cidade de Coimbra]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo pretende avaliar o impacto das taxas moderadoras na utilização de cuidados pediátricos e a perspetiva dos pais sobre fatores condicionadores da procura. Foi construído um questionário; preenchido por pais de crianças entre 6‐18 anos. Usámos o modelo binomial negativo para avaliar os efeitos sobre utilização de cuidados. A amostra inclui 203 crianças (109 isentas). Ser isento tem efeito positivo (negativo) na utilização por motivo doença (prevenção); rendimento e escolaridade dos pais têm efeitos mistos; tal como isento*rendimento - efeitos não significativos. Pelos resultados obtidos, as taxas moderadoras não afetam a utilização de cuidados, questionando‐se a justificação para a sua existência.<hr/>This study aims to assess the impact of moderating fees on utilisation of paediatric health care and the perspectives of parents regarding factors that influence demand. A questionnaire was developed; data was self‐reported by parents of children aged 6‐18. To assess the effects on utilisation we used the negative binomial model. The sample includes 203 children (109 exempt). Being exempt has a positive (negative) impact on utilisation due to illness (prevention); income and parents' education have mixed effects; the same happens to exempt*income-effects not significant. Based on the results obtained, moderating fees do not affect utilisation, raising the question on their justification. <![CDATA[Os muito idosos do concelho de Coimbra: avaliação da funcionalidade na área de saúde física]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Contexto Concomitante com o processo de envelhecimento existe um declínio da saúde física dos indivíduos, por interação de inúmeros fatores, interferindo com as suas atividades de vida diária e qualidade de vida. Desta forma, é essencial promover uma avaliação multidimensional que permita identificar esses fatores e intervir precocemente. Objetivo Avaliar a capacidade funcional na área de saúde física da população com idade ≥ 75 anos do concelho de Coimbra. Método Estudo quantitativo, descritivo e correlacional, com amostra probabilística (estratificada por sexo, idade e área de residência), constituída por 1.153 indivíduos. Foi utilizado o Questionário de Avaliação Funcional Multidimensional para Idosos. A avaliação da área de saúde física comporta o número de consultas médicas, a prescrição de medicamentos, as patologias referidas e sua interferência nas atividades, a autoperceção da visão e audição, o consumo de álcool, a prática de atividade física e a autoavaliação da saúde física. Resultados Relativamente às consultas médicas, 89,5% dos participantes (90,0% dos homens e 89,2% das mulheres) referiram ter tido pelo menos uma consulta, num período de 6 meses. A hipertensão arterial foi a patologia mais referida (51,6%), seguida da artrite ou reumatismo (49,5%). Quanto à visão e audição, 24,8 e 26,8%, respetivamente, responderam que estava mal. As mulheres e os participantes ≥ 85 anos são os que avaliam a sua saúde física mais negativamente. Conclusão O conhecimento da capacidade funcional produzido nesta área de estudo, conjugado com a rede de cuidados de saúde primários, pode ser útil no rastreio, no encaminhamento e na resolução de situações de incapacidade.<hr/>Context Concurrent with the aging process there is a decline of the individuals' physical health, by the interaction of numerous factors, which interferes with their activities of daily living and quality of life. Thus, it is essential to promote a multidimensional assessment to identify those factors and intervene early. Objective To assess the functional status in physical health area of individuals aged 75 years old or more from Coimbra. Method Quantitative, descriptive and correlational study with a random sample (stratified by gender, age and area of residence), composed by 1153 individuals. The questionnaire used was the Questionário de Avaliação Funcional Multidimensional para Idosos. The evaluation of physical health area involves number of physician visits, prescribed drugs, pathologies mentioned and their interference with activities, self‐evaluation vision and hearing, consumption of alcohol, and self‐rated physical health. Results In a period of six months, 89.5% of participants (90.0% men and 89.2% women) reported having had at least one physician visit. Hypertension was the most referred pathology (51.6%), followed by arthritis or rheumatism (49.5%). As for vision and hearing, 24.8% and 26.8%, respectively, answered that was poor. The women and individuals ≥85 years evaluated more negatively their physical health. Conclusion The knowledge of the functional capacity produced in this study area, conjugated with primary health care network, may be useful for screening, routing and addressing situations of disability. <![CDATA[<b>Representações do suicídio na imprensa generalista portuguesa</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que ocorram cerca de um milhão de suicídios anualmente. A cobertura do suicídio em si mesma não promove comportamentos suicidas, mas sim o modo como é conduzida pelos media. Estes podem constituir-se como agentes ativos na prevenção do suicídio, pelo que importa conhecer a abordagem utilizada. As autoras irão proceder a uma análise das representações que os media fazem do suicídio, a partir dos textos publicados em 2013 em 6 jornais nacionais. Tendo como referência teórica o framing das notícias, recorremos às técnicas da análise crítica do discurso para olhar mais pormenorizadamente para estas notícias.<hr/>According to the World Health Organization (WHO) there are one million suicides every year worldwide. Although suicide media coverage does not promote suicidal behaviors, the way the phenomenon is portrayed by the media may have that impact. Media could have an active role in suicide prevention, and so it is important to understand their approach to this issue. We will analyze media's representations of suicide, through the news published in six Portuguese newspapers in 2013. Our theoretical framework is within the news framing, and we will apply critical discourse analysis tools in order to analyze suicide texts thoroughly. <![CDATA[<b>O risco e os consumos de <i>performance</i> na população jovem</b>: <b>entre as conceções e as práticas</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-90252016000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Objetivos O foco deste artigo centra‐se na realidade emergente do consumo de medicamentos e/ou produtos terapêuticos naturais para finalidades de gestão do desempenho pessoal (aqui designados consumos de performance), e tem como objetivo analisar a relação entre as práticas de consumo e as perceções do risco e da eficácia atribuídas aos produtos farmacológicos e naturais para finalidades de melhoria e bem‐estar, por parte da população jovem portuguesa (18‐29 anos). Metodologia A análise dos resultados empíricos de carácter extensivo resulta da aplicação de um inquérito por questionário a uma amostra de âmbito nacional (n = 1.483). Do vasto conjunto de indicadores do questionário aplicado, aqueles que são aqui especificamente mobilizados são os que dizem respeito às perceções de risco associadas a estes consumos; aos escalonamentos de risco atribuídos aos diferentes recursos terapêuticos para finalidades de performance; bem como às experiências (e formas de gestão) do risco e da eficácia resultantes das práticas efetivas de consumo. Resultados Constata‐se que, apesar de os posicionamentos relativamente ao risco dos consumos de performance fazerem salientar uma visão de valorização da segurança, há variações e diferenciações concretas que são indiciadoras não só de permeabilidades e predisposições ao consumo, mas também de conceções que se redefinem no quadro das experiências de uso, das circunstâncias do consumo e das finalidades da utilização dos diferentes produtos terapêuticos. Conclusões As conceções sobre o risco associado a estes consumos traduzem uma certa plasticidade social, no sentido em que a ancoragem na experiência e a familiaridade com o próprio consumo constituem‐se como aspetos decisivos para a perceção de um maior controlo na gestão do risco. Torna‐se, por isso, importante aprofundar o conhecimento sobre as especificidades contextuais dos segmentos juvenis onde se constroem as modalidades de gestão prática do risco e da eficácia associadas a estes consumos.<hr/>Objectives This article discusses the emerging reality of the new therapeutic investments through medications and/or natural products for purposes of mental/cognitive and/or physical/body performance management (designated herein as performance consumptions) among the Portuguese youth (aged 18‐29). Methodology The sociological analysis of the empirical data results from the application of a questionnaire to a national survey (n = 1483). From the set of questionnaire indicators applied, those that are specifically mobilized consist of the perceptions of risk associated with these consumptions; the grading of risk given to different therapeutic resources for performance purposes; and the experience (and management) of risk and efficacy of actual consumption practices. Results Although the positions regarding the risk of performance consumptions do point out the appreciation of safety, there are specific variations and differentiations that not only indicate permeabilities and predispositions towards consumption, but also conceptions that are redefined due to the actual practices, circumstances and purposes of the consumptions, as well as to the contexts in which those consumptions occur. Conclusion Conceptions of the risk associated with these intakes translate a certain social plasticity in the sense that anchoring experience and familiarity with own consumption constitute aspects as decisive for the perception of a greater control on risk management. It is therefore important to further knowledge about the contextual specificities of juvenile segments which are built forms of practical risk management and efficacy associated with these consumptions.