Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120110002&lang=pt vol. 29 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Vinculação à mãe e ligação aos pares na adolescência</b>: <b>O papel mediador da auto-estima</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt De acordo com a teoria da vinculação, a qualidade da relação com as figuras parentais desempenha um papel fundamental na forma como os jovens se percebem a si e aos outros, contribuindo a qualidade destes laços para o desenvolvimento da auto-estima e dos laços que se constroem posteriormente com os pares. O objectivo deste estudo é observar a contribuição da qualidade da vinculação à mãe na predição da ligação aos pares, tendo em conta a hipótese do papel mediador da auto-estima, numa amostra de 742 adolescentes de ambos os géneros, entre os 13 e os 23 anos (M=17,09; DP=1,84), provenientes de famílias intactas e famílias com pais divorciados. O estudo recorreu ao Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe (Matos & Costa, 2004), ao Inventory of Parental and Peer Attachment (Armsden & Greenberg, 1987), e ainda à Rosenberg’s Self-Esteem Scale (Rosenberg, 1965). Todos os questionários apresentam valores adequados, quer de consistência interna, quer de ajustamento às análises factoriais confirmatórias de 1ª ordem. Os resultados, obtidos através da metodologia das equações estruturais, são indiciadores da qualidade da vinculação à mãe enquanto preditora, directa e indirecta, da qualidade da ligação aos pares. No modelo testado, a auto-estima é predita positivamente pela qualidade do laço emocional e negativamente pela inibição da exploração e individualidade e ansiedade de separação na vinculação à mãe. Os resultados são ainda concordantes com o papel mediador da auto-estima na associação entre qualidade da vinculação à mãe e ligação aos pares.<hr/>According to attachment theory, the quality of relationships with parental figures play a key role in the way young people perceive themselves and others, contributing also to self-esteem development of to the relational ties built with peers. The main purpose of this study is to evaluate the contribution of the quality of attachment to mother in the prediction of the construction of peers bonds, taking into account the hypothesis of the mediating role of self-esteem, in a sample of 742 adolescents from both sexes, between 13 and 23 years (M=17.09, SD=1.84), from intact and divorced families. The study used the Attachment Questionnaire to the Father and Mother (Matos & Costa, 2004), the Inventory of Parental and Peer Attachment (Armsden & Greenberg, 1987) and also the Rosenberg’s Self-Esteem Scale (Rosenberg, 1965). All questionnaires presented appropriate psychometric qualities, with good internal consistency and adequate fit indexes (1st order confirmatory factor analysis). Results were obtained through structural equations methodology, and are indicative of quality of attachment to the mother as direct and indirect predictor of the quality of peers’ relationships. In the model tested, self-esteem is positively predicted by the mother’s quality of emotional bond, and negatively by inhibition of exploration and individuality and separation anxiety. The results are also consistent with the mediating role of self-esteem on the association between quality of attachment to mother and attachment to peers. <![CDATA[<b>A contratransferência na clínica psicanalítica contemporânea</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Atualmente, a contratransferência tem adquirido relevância no contexto terapêutico, passando a ser vista como instrumento de trabalho do psicoterapeuta. O objetivo deste trabalho foi compreender como a contratransferência vem sendo utilizada por psicoterapeutas psicanalíticos, a fim de aprofundar o conhecimento sobre como ela se manifesta na prática clínica. Foram entrevistados três psicoterapeutas, escolhidos pelo critério de conveniência. Os relatos foram dispostos em quatro categorias definidas a priori a partir da revisão bibliográfica e dos objetivos traçados para a pesquisa. Os resultados revelaram que a contratransferência foi considerada como uma ferramenta que auxilia na compreensão do paciente e daquilo que se passa na sessão. É utilizada como recurso terapêutico, mas seu uso suscita cuidados. Um dos entrevistados não revela sua contratransferência, enquanto os outros dois revelam em algumas situações. Raiva, irritação e impotência foram consideradas como sentimentos contratransferenciais de difícil manejo, assim como aqueles causados por pacientes com transtornos de caráter, perversão sexual e dependência química. Concluiu-se que os psicoterapeutas que participaram do estudo levam em consideração os sentimentos e significados inconscientes do que ocorre entre a dupla terapeuta-paciente, considerando que a pessoa real do psicoterapeuta também atravessa todo o processo analítico.<hr/>Currently, the counter-transference has gained relevance in the therapeutic context, to be seen as a working instrument of the psychotherapist. The objective was to understand how the countertransference has been used by psychoanalytic psychotherapists in order to deepen the knowledge on how occurs in clinical practice. We interviewed three psychotherapists, chosen by the criterion of convenience. The reports were arranged in four categories defined a priori from the literature review and goals for research. The results showed that the counter-transference was regarded as a tool that helps in understanding the patient and what happens in the session. It is used as a therapeutic resource, but its use raises care. One of the interviewees did not reveal his counter-transference, while the other two reveal in some situations. Anger, irritation and impotence were considered difficult feelings of counter-transference, as well as those caused by patients with disorders of character, sexual perversion and addiction. It was concluded that psychotherapists who participated in the study take into account the feelings and the unconscious meanings of what occurs between therapist-patient, whereas the real person of the psychotherapist also through the entire analytical process. <![CDATA[<b>Que integração em psicoterapia</b>: <b>Um estudo descritivo das práticas de psicoterapeutas Portugueses</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A integração em psicoterapia tem sido crescente e estudada em termos da sua prevalência em Portugal. Contudo, pouco se sabe acerca do tipo e forma de integração realizada pelos psicoterapeutas portugueses. O presente estudo procurou explorar e descrever a forma como os psicoterapeutas integram intervenções de diversos modelos psicoterapêuticos. O seu objectivo geral foi investigar se a integração era feita de forma sistemática, responsiva às características dos pacientes, e baseada na evidência empírica. Participaram no estudo 65 psicoterapeutas (78% do sexo feminino, idade média de 32 anos), com experiência clínica variada (0.5-20 anos) e distintas orientações teóricas. Os participantes responderam a um questionário, desenvolvido a partir do Modelo de Selecção Sistemática, utilizando uma metodologia quantitativa e qualitativa. Os resultados demonstraram que as formas de integração dos psicoterapeutas portugueses são muito diversas, variando entre a utilização sistemática de princípios empíricos e o desenvolvimento de modelos únicos. Emergiram dois grupos de psicoterapeutas principais no que diz respeito à orientação teórica: (1) os que se identificam como dinâmicos e psicanalíticos, que relatam identificar-se pouco com outros modelos teóricos (e vice-versa) e (2) os que se identificam como cognitivos, comportamentais, humanistas e sistémicos, que reportam identificar-se mais com modelos dentro deste grupo. Os psicoterapeutas que se identificaram mais com as orientações teóricas humanista e integrativa tenderam a referir ser mais responsivos a características do paciente na escolha de intervenções. São discutidas implicações para a prática e a formação de psicoterapeutas em Portugal.<hr/>Integration in psychotherapy has grown in Portugal and its prevalence among psychotherapists has been studied. However, little is known with regards to the types and ways this integration is taking place. The present study sought to explore and describe the way psychotherapists integrate interventions from different theoretical models. Its main goal was to investigate if integration was performed in a systematic way, responsive to the patient’s characteristics, and based on empirical evidence. Sixty five psycho therapists participated in the study (78% female, mean age of 32 years old), with a range of clinical experience (0.5-20 years) and different theoretical orientations. Participants responded to a questionnaire, developed based on the Systematic Treatment Selection model, using both a quantitative and a qualitative approach. Results showed that the way Portuguese psychotherapists integrate interventions is very diverse, varying from the systematic use of empirically based principles to the development of unique models. Two main clusters of psychotherapists emerged with respect to theoretical orientation: (1) psychoanalytic and psychodynamic therapists, who less often identify with other models (and vice-versa) and (2) cognitive, behavioral, humanistic and systemic therapists, who identified often among these models. Psycho therapists who identified more with the theoretical models of humanistic and integrative approaches reported to be more responsive to patient characteristics when choosing intervention types. Implications for practice and training of psychotherapists in Portugal are discussed. <![CDATA[<b>Explorando a psicogénese da demência na sua relação com a esquizofrenia</b>: <b>Proposta psicodinâmica dum <i>continuum </i>estrutural</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A possível existência de um continuum entre uma estrutura psíquica de personalidade específica e os diagnósticos de esquizofrenia e demência é o objecto de exploração desta investigação. A amostra do estudo é constituída por 58 participantes do sexo feminino, tendo 30 participantes o diagnóstico de esquizofrenia (M=68.83 anos, DP=8.13) e 28 participantes o diagnóstico de demência (M=83.36 anos, DP=7.51). Os instrumentos de avaliação psicológica utilizados são a prova projectiva TAT (Murray, 1973; Shentoub, 1999), o Manual for the Measurement of Symbiosis in Human Relationship (Summers, 1978) e escalas do Ego Function Assessment (Bellak, 1989). A angústia de fragmentação e a relação de objecto fusional apresentam-se relacionadas com a esquizofrenia e, por seu turno, a angústia de abandono e a relação de objecto anaclítica com a demência. Diferentes estruturas de personalidade parecem estar relacionadas com os diferentes diagnósticos, sendo que a estrutura psicótica surge associada à esquizofrenia e a estrutura borderline à demência. Discutem-se aspectos suscitados pelo estudo e propõem-se sugestões para futuras investigações.<hr/>The aim of this research is to explore the possible association and continuum between a specific psychic structure of personality and the diagnoses of schizophrenia and dementia. The sample consisted of 58 female participants, 30 participants diagnosed with schizophrenia (M=68.83 years of age, SD=8.13) and 28 participants diagnosed with dementia (M=83.36 years of age, SD=7.51). The projective test TAT (Murray, 1973; Shentoub, 1999), the Manual for the Measurement of Symbiosis in Human Relationship (Summers, 1978) and the scales of the Ego Function Assessment (Bellak, 1989) were used for the psychological assessment. The fragmentation anguish and the fusional object relation were associated with schizophrenia and the abandonic anguish and the anaclitic object relation were associated with dementia. It was assumed that specific psychic structures of personality were associated with the different diagnoses, the psychotic structure connected with schizophrenia and the borderline structure with dementia. The discussion points out significant issues of this study. Some suggestions for further research are proposed. <![CDATA[<b>Fatores de risco e mecanismos de proteção nas narrativas das famílias em situação de violência conjugal</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Tomando como referência a noção de resiliência familiar como um processo interativo e dinâmico, este artigo está voltado para a identificação dos processos de resiliência em famílias com história de violência conjugal. Para tanto, utilizando-se da técnica da narrativa, através do estudo de dois casos de famílias foram identificadas tanto as crenças familiares, os padrões organizacionais e as formas de comunicação em relação aos eventos violentos, como os mecanismos de proteção e as situações de risco nas famílias nos diferentes contextos. Os fatores de proteção não se apresentaram da mesma forma para todas as famílias. Embora se mostrassem semelhantes tinham um sentido diferente, pois cada família manteve suas próprias características de identidade diante da violência respondendo a sua maneira e de acordo com seus valores e crenças. Conclui-se que a presença dos mecanismos de proteção foi fundamental para a construção dos processos de resiliência para as famílias da pesquisa.<hr/>Taking as a reference the notion of resilience in families as an interactive and dynamic process this article on identifying the resilience processes of families with a history of marital violence. In order to accomplish that goal, narrative technique was used and forms of communication related to violent events were identified, such as protective mechanisms and risk situations of the families in different contexts. Protective factors were not the same for both families. Although similar, they had different meanings, since each family kept its own identity characteristics when faced with violence, each responding in their own manner and according to their values and beliefs. If was possible to conclude that the presence of protective mechanisms was fundamental for the building of resilience processes in the participating families. <![CDATA[<b>Metodologias de avaliação do desenvolvimento da cognição social da infância até à idade pré-escolar</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nas últimas décadas, a Psicologia do Desenvolvimento tem vindo a delinear o percurso do desenvolvimento sócio-cognitivo na procura de respostas a uma questão essencial - Como evoluem as capacidades de mentalização das crianças? O interesse em conhecer as fases que marcam o desenvolvimento da cognição social, desde as idades mais precoces até à consolidação da compreensão das causas psicológicas dos comportamentos, é legitimado pela importância vital com que estas fases se revestem ao nível da compreensão e comportamento sociais. Neste sentido, os objectivos do presente trabalho são: (a) descrever os três marcos sócio-cognitivos comummente descritos na literatura desde a infância até à idade pré-escolar; (b) apresentar exemplos de metodologias que permitam a sua avaliação (c) analisar as principais vantagens e desvantagens de cada uma das metodologias de forma a auxiliar a selecção por parte dos investigadores.<hr/>Over the last few decades, research on social cognition has thrived to a great extent and much of its focus has been devoted to how children come to understand the human mind. The importance of addressing the unique developmental changes that occur in the early years of life is related to the vast impact of social cognition on everyday social understanding and action. In this sense, the goals of this work are: (a) to provide a brief theoretical overview of three classical social-cognitive milestones from infancy to the preschool years; (b) to provide examples of assessment methodologies for these developmental milestones; and (c) to compare and contrast each methodology so as to assist researchers in their selection.. <![CDATA[<b>O lugar dos brinquedos</b>: <b>Semelhanças e singularidades das escolhas de crianças brasileiras e portuguesas</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo teve como objetivo identificar os tipos de brinquedos mais usados pelas crianças e verificar as diferenças existentes quanto ao género e à idade de crianças brasileiras e portuguesas. Participaram da pesquisa 259 crianças no Brasil e 172 crianças em Portugal. Todas as crianças frequentavam os quatro primeiros anos do ensino básico e tinham entre 6 e 12 anos de idade. Os dados foram recolhidos por meio de uma escala de brinquedos elaborada especificamente para este estudo. Através da análise dos dados constatou-se que, quanto à caracterização dos brinquedos, muitas semelhanças entre as duas amostras foram encontradas. Os meninos de ambas as amostras apresentaram maior utilização de brinquedos que exigem actividades físicas intensas. As crianças mais jovens da amostra brasileira utilizaram com maior frequência brinquedos que promovem e estimulam o desenvolvimento motor e social. Na amostra portuguesa não foram encontradas diferenças significativas na utilização dos brinquedos entre os diferentes níveis escolares das crianças.<hr/>This study aims to identify the kinds of toys more used by children and to verify differences about gender and age of Brazilian and Portuguese children. The participants in the research included 259 Brazilian children and 172 Portuguese children. All of these children attended the first four years of elementary school and they are between 6 and 10 years old. Data were collected by a scale of toys designed specifically for this study. By analyzing the data some similarities could be found between these two samples about the characterization of toys. Boys of both samples demonstrated a predilection for the use of toys that require a more intense physical activity. The youngest children of the Brazilian sample showed to be more predisposed to use toys that promote and stimulate the motor and social development. In the Portuguese sample, in turn, significant differences in the use of toys among children from different school levels were not found. <![CDATA[<b>“Os Inempregáveis”</b>: <b>Estudos de caso sobre os impactos psicossociais do não-emprego em licenciados portugueses</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Mundialmente, as relações laborais transformam-se e emerge uma nova categoria de trabalhadores licenciados: Os “inempregáveis” ou sem-emprego. Estes reúnem experiência profissional, mas nunca tiveram uma relação jurídica de emprego (contrato de trabalho sem termo). Enquanto os estudos sobre desemprego são abundantes, estudos sobre o “inemprego” são escassos. Pretendemos neste estudo explorar os impactos psicossociais do não-emprego involuntário em licenciados portugueses e as estratégias de coping utilizadas para lidar com esses impactos. Optou-se pelo método de estudo de caso múltiplo e pela entrevista para traçar a história de vida de seis licenciados “inempregáveis”, involuntariamente em situação precária ou sem-actividade laboral. Recorreu-se ao NVivo para análise dos dados. Os resultados evidenciam mais impactos (negativos e positivos) nas situações laborais precárias do que na não-actividade laboral e, mais impactos positivos do que a literatura indiciava. A “focalização activa” é a estratégia de coping mais utilizada pelos sujeitos. Finalizamos propondo pistas para futuras investigações e de combate ao não-emprego.<hr/>World-wide, labour relations change and a new category of higher educated workers emerges: The nonemployable, that although congregate years of professional experience, never had employment in the sense of a juridical relationship (employment contract without term). While studies about nonemployment are scarce, abond studies on job-loss. Thus, in this study we intend: To explore the psychosocial impacts of involuntary nonemployment in Portuguese higher educated workers the coping strategies used to deal with those impacts. We selected the multiple case study and the interview to trace the life history. The six cases are nonemployable, involuntarily in a precarious work situation or without work activity. We use the software Nvivo to analyse data. The results show more impacts (negative and positive) in the condition of precarious work than in nonwork activity and we found more positive impacts than those indicate by the literature. The “active focalization” is the most used coping strategy. We finalize proposing clues for future investigation and initiatives to stop nonemployment. <![CDATA[<b>Para uma revisão da abordagem multidimensional das impressões de personalidade</b>: <b>O culto, o irresponsável, o compreensivo e o arrogante</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A estrutura bidimensional das teorias implícitas de personalidade (Rosenberg, Nelson, & Vivekananthan, 1968) é revisitada em dois estudos. O primeiro estudo procurou obter as duas dimensões originais (social e intelectual), replicando o trabalho de Rosenberg e colaboradores. Para o efeito, traços de personalidade utilizados no estudo original foram traduzidos para português. No segundo estudo utilizaram-se traços espontaneamente gerados por uma amostra de participantes portugueses. Assim, o primeiro estudo avalia o impacto de 40 anos de mudanças culturais nas dimensões identificadas originalmente e o segundo procura ampliar a validade da proposta teórica original. A análise de dados recorrendo ao Escalonamento Multidimensional e à Análise de Clusters confirma a actualidade e importância da teoria implícita bidimensional embora sugerindo algumas mudanças no conteúdo das dimensões avaliativas.<hr/>The two-dimensional structure of the implicit theories of personality (Rosenberg, Nelson, & Vivekananthan, 1968) is revisited in two studies. The first study sought to obtain the two original dimensions (social and intellectual), replicating the work of Rosenberg and colleagues. For this purpose, personality traits used in the original study were translated into Portuguese. In the second study we used traces generated spontaneously by a sample of Portuguese participants. Thus, the first study assesses the impact of 40 years of cultural changes in the dimensions originally identified and the second seeks to expand the validity of the original theoretical proposal. Data analysis using the multidimensional scaling and cluster analysis confirms the timeliness and importance of two-dimensional implicit theory while suggesting some changes in the content of evaluative dimensions. <![CDATA[<b>Burnout, satisfação com a vida, depressão e carga horária em professores</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Foi objectivo da presente investigação estudar a relação entre o burnout, a satisfação com a vida, a depressão e a carga horária em docentes de vários níveis de ensino, numa amostra de 308 professores, 123 do sexo masculino e 185 do sexo feminino, com uma média de idades de 41,63 anos (DP=10,12). Foram utilizados: Inventário de Burnout de Maslach (Maslach, Jackson, & Leiter, 1996), Satisfaction with Life Scale (Diener, 1984) e Beck Depression Inventory (Beck, Steer, & Garbin, 1988). Os resultados obtidos mostraram que os docentes com maior carga horária apresentaram mais sintomas de depressão, mas não revelaram relação com o burnout nem com a satisfação com a vida. As mulheres apresentaram valores superiores de burnout, ao nível da despersonalização e de exaustão emocional relativamente aos homens.<hr/>The purpose of the present investigation was to study the relationship between burnout, satisfaction with life, depression and the workload in teachers of several teaching levels, in a sample of 308 teachers, 123 of the male gender and 185 of the female gender, with an age average of 41,63 years old (SD=10,12). The following measures were used: Maslach Burnout Inventory (Maslach, Jackson, & Leiter, 1996), Satisfaction with Life Scale (Diener, 1984) and Beck Depression Inventory (Beck, Steer & Garbin, 1988). The results showed that teachers with a larger workload presented more symptoms of depression, but the data didn’t show a relationship with burnout or satisfaction with life. Women showed higher levels of burnout, in terms of depersonalization and emotional exhaustion in comparison to men. <![CDATA[<b>Funções da controladoria</b>: <b>Um estudo nas 100 maiores empresas do Estado de Santa Catarina</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000200011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A definição das funções é um dos pontos fundamentais em qualquer estudo de controladoria. Entretanto, há dificuldades neste aspecto em decorrência de conceitos e concepções insatisfatórias, confusas e por vezes contraditórias na literatura. Diante disso, este trabalho tem como objetivo identificar as funções da controladoria nas 100 maiores empresas do Estado de Santa Catarina. O delineamento metodológico adotado para desenvolver a pesquisa foi o descritivo, de caráter quali e quantitativo, conduzido através do instrumento de levantamento (survey) e amostragem por acessibilidade. Os resultados mostram que a função contabilidade é exercida em 75% e o sistema de informações contábeis em 63%, enquanto a função de planejamento é exercida em 65% das empresas pesquisadas. Isto mostra que funções consideradas tradicionais como a contabilidade estão fortemente presentes e vem dividindo espaço com novas funções como o planejamento.<hr/>The definition of functions is one of the most fundamental issues in any study concerning controllership. However readers have faced difficulties in this aspect because of unsatisfactory conceits and conceptions, sometimes confused and many times contradictory, found in specialized literature. Thus the present work, aims at identifying of functions of controllership in the 100 firms bigs in Santa Catarina. It is a descriptive kind of work conducted through survey. The results show that the most quoted functions are planning, with 64% and information system, with 63%, in a clear indication that the controller has a proactive character in organizations, instead of only an informative one.