Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120110001&lang=pt vol. 29 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Nota de Abertura</b>: <b>Investigação em intervenção precoce</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<b>A intervenção centrada na família e na comunidade</b>: <b>O hiato entre as evidências e as práticas</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O hiato entre a investigação e a prática, que se traduz numa deficiente utilização de práticas baseadas em evidências, é uma questão que preocupa muitos investigadores no campo da Intervenção Precoce. Neste trabalho procurámos perceber, através dum estudo de caso, se, entre nós, à adesão às práticas centradas na família, correspondiam de facto conteúdos e/ou práticas idênticas às que hoje se defendem com base em evidências. O nosso objectivo não era a generalização dos resultados, mas a compreensão da implementação destas práticas de uma forma mais descritiva e processual, identificando eventuais áreas a aperfeiçoar. Os resultados apontam para a existência de lacunas a nível das práticas dos profissionais que nos deixam pistas de reflexão que podem ser úteis, quer para a melhoria da qualidade das práticas, quer para futuras investigações que visem aprofundar algumas das questões levantadas, tais como: a necessidade de diversificar as respostas em função das problemáticas, bem como a necessidade de uma maior eficácia a nível da utilização do PIAF, da mobilização das redes de apoio social da família, da coordenação recursos e serviços, da formação e supervisão dos profissionais e da investigação.<hr/>The gap between research and practice, translated in fewer practices using evidence-based knowledge, is a problem that concerns the early intervention researchers in Portugal. Trough this work we try to understand, based on a case study, if, in this context (Portuguese) the family centered practices adopted, are corresponded or similar to those assumed currently as evidence-based. Our goal was not to generalize the results, but get a deeper comprehension on the implementation of those practices, in a descriptive and process based format, allowing the identification of possible areas of improvement. The results show existing gaps at the professional practices level, giving us clues for reflection which can be useful to promote the practices quality and to future research aiming to study some of the questions raised in this study such as: the need to enhance the range of responses as a function of the problems faced; a higher efficacy on: the ISFP use, the social support networks mobilization for the families, the resources and services coordination, the training and supervision of professionals. <![CDATA[<b>Redes de apoio social em famílias multiculturais, acompanhadas no âmbito da intervenção precoce</b>: <b>Um estudo exploratório</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A investigação em IP tem mostrado que a rede social é fundamental no apoio às famílias de crianças em idades baixas com problemas de desenvolvimento, tendo efeitos positivos no funcionamento pessoal, familiar, bem como no comportamento e desenvolvimento da criança. As famílias incluídas em minorias étnicas, nomeadamente imigrantes podem experimentar condições particularmente adversas, devido ao afastamento dos elementos da sua rede informal e dificuldades de ordem socio cultural. Em Portugal, temos assistido a uma grande entrada de imigrantes o que torna a nossa realidade multicultural e faz com que muitas das crianças e famílias acompanhadas em programas de IP tenham origens culturais e étnicas diversas, tema muito pouco estudado. Realizamos um estudo exploratório com 42 mães (28 portuguesas e 14 dos PALOP) residentes no Concelho de Loures e apoiadas em Programas de Intervenção Precoce locais, tendo verificado que globalmente estas mães percepcionam as redes de apoio formal como mais disponíveis e úteis. As redes de apoio informal são significativa mente menos úteis para as mães dos PALOP do que para as mães portuguesas. A intervenção precoce poderá pois desempenhar um papel crucial no apoio a este tipo de famílias colaborando na reestruturação e desenvolvimento da sua rede de apoio social no novo contexto sociocultural.<hr/>Research in early intervention has shown that social support network is crucial in supporting families of young children at risk or with disabilities, having positive effects on the functioning of individuals, families and in child behavior and development. Families of ethnic minorities, including immigrants may experience adverse conditions due to moving away from their informal network socio-cultural difficulties resulting from the immigration process. In Portugal, we have witnessed a large influx of immigrants which makes our reality a multicultural one and explains why many of the children and families followed in IP programs have different cultural and ethnic backgrounds. Considering the lack of research about this subject we conducted an exploratory research study with 42 mothers (28 Portuguese and 14 PALOP - African countries with Portuguese language) living in Loures and enrolled in Early Intervention Programs. Results show that these mothers generally perceive the formal networks of support as more available and useful. In addiction the informal support networks are significantly less useful for PALOPs mother’s in comparison to Portuguese mothers. Early intervention may therefore play a crucial role in supporting this type of families by helping them restructuring and developing their social support network in the new socio-cultural context. <![CDATA[<b>A avaliação das práticas como contributo para a promoção da qualidade dos programas de intervenção precoce</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As práticas actuais em Intervenção Precoce na Infância (IPI) recomendam uma intervenção centrada na família e nos contextos naturais de aprendizagem e rotinas de vida. Neste artigo apresentamos dois estudos de caso cujos programas foram avaliados por observação, entrevistas e análise documental. No primeiro caso, com apoio domiciliário, a educadora especializada actuou de acordo com as práticas recomendadas, enfatizando a resposta às necessidades expressas pela mãe e capacitando-a para a promoção do desenvolvimento do bebé. No final do programa, a mãe mostrava-se mais confiante e autónoma na procura de respostas para a sua família. No segundo caso, com apoio no jardim-de-infância, avaliado em dois anos lectivos, nenhuma das educadoras implementou uma intervenção centrada na família. No primeiro ano a intervenção implementada foi dirigida à criança fora do seu contexto natural de aprendizagem. No segundo ano o apoio foi parcialmente prestado em contexto da sala de JI, podendo ter contribuído para uma maior participação da criança em situações de interacção com a educadora e os seus pares. Embora as percepções dos profissionais sobre as práticas implementadas refiram a partilha destes princípios, estes dois casos de observação de práticas mostram que os profissionais têm, ainda, dificuldades em implementar uma intervenção centrada na família e nos contextos naturais de aprendizagem.<hr/>Recommended practices in Early Intervention are family-centered and based on the learning opportunities that occur within natural settings and family routines. In this paper we present two case-studies with data collected from observation, interviews and documental analysis. In the first, home-based, the early intervention professional implemented family-centered and routine-based practices. As a result, mother considered that she could have a better interaction with her child and that family life was improved. In the second, centered-based, services were child-focused and the family was not involved. During the first year all services were provided outside the natural learning environment. During the second year, the integrated support may have contributed to a greater involvement of the child in interactive situations both with peers and classroom teacher. Data on professionals’ perceptions show that they agree with family-centered early intervention philosophy but these case-studies, with data from observation, show that family centered and routine based practices are still an issue in early intervention. <![CDATA[<b>Interacções sociais e comunicativas entre uma criança com perturbação do espectro do autismo e os seus pares sem necessidades educativas especiais</b>: <b>Estudo de caso</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste estudo observámos as interacções sociais e comunicativas, numa sala de jardim-de-infância, entre uma criança com PEA e os seus pares sem NEE, em dois momentos (actividade lúdica entre a criança com PEA e dois pares sem NEE, na presença de um adulto e depois sem a presença do adulto). O estudo tem como objectivos: analisar o papel do adulto e a forma como decorrem as interacções e identificar comportamentos sociais e comunicativos presentes. No final do estudo verificámos que a criança com PEA tomou um papel passivo e, os seus pares, raramente deram seguimento aos comentários que fez durante as interacções. As interacções foram básicas e pouco recíprocas. Na presença do adulto, a criança com PEA utilizou uma maior variedade de comportamentos sociais e comunicativos. Estes aspectos alertam para a necessidade e importância de treino específico dos pares sem NEE das crianças com PEA, de forma a maximizar as oportunidades sociais e comunicativas na sala de jardim-de-infância.<hr/>With this study we observed the social and communicative interactions between a child with ASD and their peers without special needs, on two occasions. During play among children with ASD and two peers without special needs, in the presence of an adult. And then, the same activity without the adult. The objectives were: analise the adult role and the way the interactions occurs and identify social and communicative behaviors. At the end of the study we found that the child with ASD has a passive role, and their peers rarely have responded to her comments. Thus, interactions proved to be basic and not reciprocal, in the sense that, each moment, there was only one turn-taking. When the adult was present, the child with ASD demonstrated more social and communicative behaviors. These issues highlight the need and importance of specific training of peers without special needs, to interact with children with ASD, in order to maximize the opportunities during social and communicative interactions, in kindergardens. <![CDATA[<b>Práticas de intervenção precoce baseadas nas rotinas</b>: <b>Um projecto de formação e investigação</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta o trabalho desenvolvido pelo Grupo Técnico de Investigação (GTI), que resultou de uma parceria da Associação Nacional de Intervenção Precoce (ANIP) com diferentes instituições do ensino superior nacionais e que contou com a orientação científica do Professor Robin McWilliam. Esta parceria teve como objectivo organizar e implementar uma formação para profissionais de Intervenção Precoce (IP) designada a promover práticas centradas na família e baseadas nas rotinas. O enqua dramento conceptual subjacente a este modelo de formação baseia-se em teorias desenvolvimentais-contextualistas que fundamentam práticas de IP inseridas em oportunidades de aprendizagem em contextos naturais. De acordo com esta perspectiva McWilliam (2005) refere os conceitos de envolvimento, independência e relações sociais, bem como quatro dimensões do processo de ensinoaprendizagem em contextos de educação, nomeadamente ambiente, actividades, abordagem inicial e interacções, e especifica como estes podem ser utilizados para planificar intervenções promotoras da qualidade das interacções da criança. São descritas as componentes do modelo de formação, bem como linhas de investigação decorrentes deste projecto.<hr/>This article describes the work developed by the Grupo Técnico de Investigação (GTI), which resulted from a partnership between the Associação Nacional de Intervenção Precoce (ANIP) and different national universities with the scientific orientation of Professor Robin McWilliam. The aim of such partnership was to organize and implement a training course for Early Childhood Intervention (ECI) professionals designed to promote family centred routines based interventions. The conceptual framework underlying this training model is based on developmental-contextual theories, which sustain ECI practices embedded in everyday learning opportunities in natural environments. According to this perspective, McWilliam (2005) refers the concepts of engagement, independence and social relations, as well as four dimensions of the learning process in educational contexts, namely environment, activities, approach and interactions, and specifies how they can be used to plan intervention strategies that promote the quality of child interactions. The components of the training model are described, as well as subsequent research lines. <![CDATA[<b>O envolvimento de crianças com necessidades educativas especiais em contexto de creche e de jardim-de-infância</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo pretende analisar o envolvimento observado em 50 crianças com incapacidades integradas em contexto de creche/jardim-de-infância da Área Metropolitana do Porto, comparando os níveis e tipos de envolvimento observado em dois contextos de actividade: na presença da educadora da educação especial e na sua ausência. O perfil de incapacidade das crianças foi obtido com base no Índex de Capacidades (Simeonsson & Bailey, 1991) e os dados de envolvimento observado foram obtidos através da aplicação do Engagement Quality Observation System III (McWilliam & de Kruif, 1998). Centrando-se nas competências interactivas da criança em situações de jogo ou em actividades de rotina, o envolvimento tem sido estudado como um factor de aprendizagem e desenvolvimento que ilustra as experiências diárias da criança, bem como a qualidade das oportunidades que lhe são proporcionadas nos seus contextos educativos. Os resultados indicam que a sofisticação, bem como o foco de envolvimento da criança são influenciados por características da criança (idade e grau de incapacidade), bem como por factores do meio educativo em que ela interage (presença da educadora de educação especial), sublinhado a relevância desta linha de investigação e fornecendo evidência empírica acerca do construto de envolvimento enquanto indicador de processos interactivos com valor desenvolvimental.<hr/>The purpose of this study is to analyse observed engagement in children with disabilities included in child care/preschool settings in the Metropolitan Area of Porto, comparing levels and types of engagement in two different settings: in the presence of a special education teacher; in the absence of this professional. The ABILITIES Index (Simeonsson & Bailey, 1991) was used to obtain children’s disability profiles and the Engagement Quality Observation System III (McWilliam & de Kruif, 1998) was used to measure children’s observed engagement behaviour. Based on children’s interactive competencies during play situations or daily routines, engagement has been studied as a variable with learning and developmental value illustrating children’s daily experiences as well as the quality of the opportunities provided in their educational contexts. Results indicate that the sophistication and the focus of children’s engagement are influenced by children’s characteristics (age and disability level), as well as by factors of their educational environment (presence/absence of special education teacher), underlining the relevance of this line of research, and providing empirical evidence on the engagement construct as an indicator of interactive processes with developmental value. <![CDATA[<b>Diferenças desenvolvimentais e de envolvimento em dois grupos de crianças surdas em função do número de anos de apoio</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Dada a importância atribuída aos efeitos da idade de início de apoio no desenvolvimento de crianças surdas, o presente trabalho pretende contribuir para o conhecimento de diferenças desenvolvimentais e do envolvimento de crianças com surdez severa e profunda em função do número de anos de apoio. Foram comparados os resultados da avaliação do desenvolvimento e da observação do envolvimento de dois grupos de crianças organizados em função do número de anos de apoio. Os resultados identificaram áreas de maior fragilidade relacionadas com o desenvolvimento da linguagem e outras presumivelmente dependentes de interacções sociais. As diferenças dos resultados dos dois grupos indicam que o início mais tardio de apoio tem efeitos mais negativos nessas mesmas áreas de fragilidade. As diferenças nos resultados do envolvimento indicam maior frequência de envolvimento em níveis mais sofisticados das crianças com mais anos de apoio. São reportadas associações positivas fortes entre melhores resultados da avaliação do desenvolvimento e os níveis mais sofisticados de envolvimento.<hr/>Given the effects of early intervention on the development of deaf children, our research aims to contribute to the understanding of developmental and engagement differences in deaf children as a function of the number of years of enrolment in support programs. The results of developmental assessment and observed engagement of two groups of deaf and hard-of-hearing children were compared. Our results showed negative effects of latter intervention on language development, as well as other areas that rely on social interaction. Observed engagement also showed differences between the two groups, early intervention children were found to be engaged more frequently in the more sophisticated levels of engagement, compared to the children of the later intervention group. Strong positive associations between developmental scores and sophisticated engagement are reported. <![CDATA[<b>Um sistema de acompanhamento das crianças (SAC) em jardim-de-infância</b>: <b>Uma via para a diferenciação peda gógica e inclusão</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O projecto de investigação-acção Avaliação em Educação Pré-Escolar - Sistema de Acompanhamento das Crianças1 focalizou-se no desenvolvimento de um instrumento para apoio à Prática Pedagógica em contextos de Educação de Infância, facilitando a relação entre as práticas de observação, avaliação e edificação curricular, protagonizadas pelos educadores, como via para a diferenciação pedagógica e inclusão. No enquadramento das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (OCEPE) (ME, 1997) e inspirado no Process-Oriented Child Monitoring System (Laevers, Vandenbusschh, Kog, & Depondt, 1997), o Sistema de Acompanhamento das Crianças (SAC) assenta numa atitude do adulto/educador caracterizada por atenção, respeito e confiança nas competências da criança e propõe um ciclo contínuo de observação - avaliação/reflexão - intervenção, em que as variáveis processuais Implicação e Bem-Estar Emocional são os parâmetros que permitem ao educador continuamente aferir as características contextuais/oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento que oferece às crianças - individualizando e optimizando a intervenção. Neste artigo, partilharemos alguns aspectos ilustrativos de virtualidades do SAC na intervenção junto de crianças a experienciar dificuldades emocionais e/ou de desenvolvimento, em contexto de jardim-de-infância.<hr/>The action-research project Evaluation in Early Childhood Education - Children Follow-up Instrument has been focused on developing an instrument to support Pedagogical Practice in Early Childhood settings, in order to facilitate the relationship between observation, assessment and curriculum development, as a route to pedagogical differentiation, based on the experiential attitude of the early childhood teacher (ECT). In the framework of the Curricular Orientations for Pre-School Education (ME, 1997) and inspired in the Process-Oriented Child Monitoring System (Laevers, Vandenbuss chh, Kog, & Depondt, 1997), the children follow-up instrument is founded on an attitude characterized by respect, attention and trust on the competencies of the child, and it proposes a continuo us cycle of observation - assessment/reflection - intervention, where the process variables Involvem ent and Emotional Well-Being are the parameters that aloud the ECT to continuousl y assert the context characteristics/learning and development opportunities he/she offers the childre n - individualiz ing and optimizing the intervention. In this article, we’ll share some aspects highlighting the value of the instrument, when the aim is to intervene with pre-school children who are experiencing emotion al and/or developmental difficulties. <![CDATA[<b>Estudo exploratório do instrumento Ages & Stages Questionnaires</b>: <b>2ª edição</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O Ages and Stages Questionnaires 2ª edição (ASQ-2) é um instrumento de rastreio que foi construído para detectar alterações do desenvolvimento, identificando a necessidade de avaliações mais específicas. O estudo do ASQ-2 na amostra (n=339) da população portuguesa foi realizado no sentido de observar as suas qualidades psicométricas, dando assim, início à tradução e adaptação cultural para a população portuguesa. O estudo das qualidades psicométricas do ASQ-2 na versão portuguesa revelou que: na sensibilidade, os valores de curtose e assimetria dos itens, na sua maioria, encontram-se próximos de uma distribuição normal; na fidelidade os valores de Alpha de Cronbach para os totais variam entre 0,70 e 0,75 revelando razoável consistência interna melhorando significativamente quando observados através do coeficiente de bipartição variando entre 0,83 e 0,88 neste caso indicadores de boa consistência interna; na validade os valores de r de Pearson para totais indicam correlações significativas na maior parte das áreas nos diferentes questionários. Concluímos que os resultados obtidos são atraentes para que se realize uma validação do ASQ-2 para a população portuguesa, contribuindo assim para o preenchimento de uma lacuna existente no momento da avaliação em IP.<hr/>The Ages and Stages Questionnaire 2nd edition (ASQ-2) was designed to screen developmental delays, identifying the need for more specific assessments. The ASQ-2 study with a sample of Portuguese population (n=339) was conducted with the aim of observing its psychometric qualities and with this intent it was translated and culturally adaptate for the Portuguese population. The study of the psychometric qualities of the ASQ-2 in its Portuguese version revealed that for sensitivity the values of kurtosis and skewness, by and large, are close to a normal distribution; for reliability, the Cronbach’s coefficient alpha values for the totals vary between 0,70 and 0,75, showing reasonable internal consistency, significantly improving when observed with split-half varying between 0,83 and 0,88, showing good internal consistency; for validity the r de Pearson values for totals indicate significant correlations in most of the areas in the different questionnaires. We conclude that the results obtained are an incentive to proceed with the validation of the ASQ-2 for the Portuguese population, thereby, contributing to fill the gap that exist presently, considering validated developmental assessment instruments for Early Intervention. <![CDATA[<b>Desenhos de investigação de sujeito único em educação especial</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312011000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt De carácter quantitativo e experimental, os desenhos de investigação de sujeito único constituem um conjunto de métodos científicos rigorosos, reconhecidos internacionalmente como fonte de evidências empíricas que permitem estabelecer a eficácia de práticas em educação especial. Este trabalho tem como objectivos descrever as principais características e critérios de qualidade deste tipo de desenhos de investigação, discutir a sua utilidade em educação especial e em intervenção precoce na infância e determinar a sua incidência no contexto da investigação nacional nestes domínios. Com base numa pesquisa bibliográfica sistemática nas publicações nacionais nos domínios da educação especial, educação e psicologia e em motores de busca online de carácter científico e generalista, foram identificadas apenas cinco teses de mestrado que recorreram a este tipo de métodos, sugerindo que, apesar do seu potencial, os desenhos de investigação de sujeito único não têm ainda expressão na investigação realizada em Portugal nos domínios da educação especial e da intervenção precoce na infância.<hr/>With a quantitative and experimental nature, single-subject research designs are a group of rigorous scientific methods, internationally recognized as sources of data that can be used to establish evidence-based practices in special education. This study aimed to describe the main characteristics of and quality criteria for this type of research designs, to discuss their usefulness in special education and early childhood intervention, and to investigate their incidence in the research conducted in Portugal in these fields. Based on a systematic search in national publications in the fields of special education, education, and psychology, and in scientific and general online search engines, only five master thesis that used single-subject designs were identified, suggesting that, despite their potential, these research designs are still virtually inexistent in the research conducted, in Portugal, in the fields of special education and early childhood intervention.