Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120090004&lang=pt vol. 27 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Se sinto como familiar sinto como positivo! Interferência da familiaridade no processo avaliativo</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo abordamos a ideia de que o processamento fluente da informação associado a uma experiência subjectiva de familiaridade, sendo sentido positivamente, interfere com um processo avaliativo simultâneo. A estreita associação entre familiaridade e afecto positivo é aqui estudada num paradigma experimental de primação afectiva. Os participantes do estudo apresentado avaliaram um conjunto de alvos, previamente testados para a sua valência, com instruções de rapidez de resposta. Estes alvos eram imediatamente precedidos por um estímulo familiar ou não familiar. Em consonância com a hipótese de que o sentimento de familiaridade tem valência positiva, os estímulos familiares facilitaram (tornaram mais rápidas) as respostas a estímulos com congruência afectiva (os estímulos positivos).<hr/>In this paper we approach the idea that, the ease or fluency of information processing being subjectively experienced as feeling of familiarity with a positive affective tone, interfere with evaluative processing. The close association of familiarity and positive affect is here addressed within a affective priming paradigm. Participants were asked to evaluate a set of target stimuli previously tested for their valence. These targets were immediately preceded either by a familiar or a unfamiliar stimuli. Congruently with the familiarity-positive affect association, familiar stimuli facilitated evaluations (generate faster responses) of affective consistent targets (positive targets). <![CDATA[<b>As potencialidades da Teoria de Resposta ao Item na validade dos testes</b>: <b>Aplicação a uma prova de dependência-independência de campo</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No presente estudo realizou-se uma análise aos itens da prova “Padrões” - teste de escolha múltipla informatizado que avalia a dependência-independência do campo - à luz dos modelos de um, dois e três parâmetros da Teoria de Resposta ao Item (TRI). Utilizou-se uma amostra de 1.918 candidatos ao Curso de Pilotagem Aeronáutica da Academia da Força Aérea Portuguesa. Analisou-se o ajustamento aos modelos logísticos de um (ML1), dois (ML2) e três parâmetros (ML3), concluindo-se que o primeiro modelo se ajustou a todos os itens que compõem a prova, o segundo apenas a sensivelmente metade dos itens, e o terceiro não chegou a cumprir as pré-condições. A análise dos resultados sugere que a principal razão do desajuste dos ML2 e ML3 se tenha ficado a dever à não unidimensionalidade do teste, ilustrando deste modo as exigências fundamentais da aplicação da TRI na construção e validação de provas psicológicas.<hr/>In this paper analyses the items of “Padrões” test - a multiple-choice computerized test of field dependence-independence - considering the one, two or three parameters logistic models of Item Response Theory (TRI). A sample of 1918 candidates to an aeronautic course on Portuguese Air Force was considered. We analyzed the adjustment level for one parameter (1PL), two parameters (2PL) and three (3PL) parameters logistic models. Results show that 1PL adjusted to all items, 2PL adjusted to half, and 3PL didn’t allow the assurance of the previous conditions. Data analysis suggest that the first reason for 2PL and 3PL models maladjustment is the lack of unidimensionality, which can be considered as an illustration of the basic exigencies for IRT implementation on psychological test construction and validation. <![CDATA[<b>Sindicato Nacional dos Psicólogos</b>: <b>Um caso de mudança</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo procura analisar de que forma foi o Sindicato Nacional dos Psicólogos influenciado, a nível organizacional, pelos factores que potenciaram os principais momentos de mudança ocorridos ao longo da sua história. O objectivo central do trabalho é descrever um traçado histórico da instituição, centrado nos seus principais momentos de mudança. Ao nível bibliográfico, o estudo apresenta o seu contributo no seu contexto específico, ou seja, descrevendo a história da instituição, sob o ponto de vista de um fenómeno organizacional - a mudança. Inerente ao objectivo, surgiu a necessidade de identificar a fase do ciclo de vida organizacional em que se encontra o SNP, de acordo com o modelo de Hisrich e Peters (2002). Este é um estudo de caso de carácter essencialmente descritivo. Com base em dados recolhidos a partir de entrevistas, documentos de arquivo e outra documentação, concluiu-se que a história do SNP se centra em sete momentos essenciais, encontrando-se a instituição, no presente, numa fase de renascimento, ou mesmo numa nova fase de crescimento, de acordo com o referido modelo.<hr/>This study aims to analyze how the Portuguese National Union of Psychologists (Sindicato Nacional dos Psicólogos) has been influenced in organizational terms by the factors that have brought about the principal changes in its history. The central aim of the study is to provide a historical outline of the institution’s history, focused on its principal moments of change. By doing so, the study accomplishes it’s theoretical contribute by analyzing the history of the institution from an organizational phenomenon’s point of view - change. Inherent to completing this central aim was the need to identify which organizational life-cycle phase the SNP is currently in, as per the Hisrich and Peters model (2002). This case study is, primarily, descriptive in nature. Based on data collected from oral interviews, archives and other documentation, the study concludes that the history of the SNP has been influenced by seven key moments, and that in terms of the above-mentioned model, the institution is currently in a rebirth phase, or possibly even in a new growth phase. <![CDATA[<b>Resolution of ruptures in therapeuticalliance</b>: <b>Its role on change processes according to a relational approach</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo apresenta as premissas básicas de uma abordagem relacional em psicoterapia, nomeadamente no que diz respeito às origens de natureza interpessoal da psicopatologia e consequentemente ao modo como a experiencia relacional que a psicoterapia oferece, pode servir para alterar os esquemas interpessoais disfuncionais do paciente subjacentes aos sintomas. Na 2ª parte do artigo, apresentamos as implicações clínicas do conceito do conceito de Rupturas na Aliança Terapêutica, entendidas como um comprometimento ou quebra na relação colaborativa entre terapeuta e paciente. Seguindo a conceptualização de Aliança de Bordin, as rupturas podem consistir num desacordo ao nível das tarefas ou objectivos do processo ou numa tensão no vínculo. São revistos os resultados mais relevantes que têm sido encontrados sobre o modo como estes ciclos interpessoais entre terapeuta e paciente podem conduzir à mudança quando eficazmente geridos, ou a resultados pobres ou finalizações unilaterais quando não resolvidos. Tendo já acumulado evidência para a importância da aliança terapêutica, uma segunda geração de investigadores na aliança, tem procurado compreender o modo como a aliança é, em si mesma, um mecanismo de mudança. Os resultados que aqui são revistos sugerem que o processo de reparação de alianças enfraquecidas pode oferecer uma resposta a esta questão.<hr/>This article presents the basic theoretical assumptions of a Relational Approach to Psycho-therapy, particularly in what concerns the interpersonal roots of psychopathology and consequently the way the relational experience therapy provides, may serve to change the client’s dysfunctional interpersonal schema subjacent to symptoms. In the second part of the article we present the clinical implications of the concept of Ruptures in Therapeutic Alliance, seen as a tension or breakdown in the collaborative relationship between therapist and patient. Following Bordin’s conceptualization of the alliance, ruptures may consist of a disagreement about the tasks or the goals of treatment or a strain in the bond. The most important findings that have been collected about the way these interpersonal cycles between therapist and patient can lead to change when efficiently addressed, or to poor outcome or unilateral termination when unresolved, are reviewed. Having already accumulated enough evidence about the importance of the therapeutic alliance, a second generation of alliance researchers is now trying to understand the way the alliance is a mechanism of change. The findings we review suggest that the process of repairing weakened alliances may offer an answer to that question. <![CDATA[<b>“PApi - Pais por Inteiro” Programa de intervenção em grupo para o ajustamento pessoal e a promoção da coparentalidade positiva em pais divorciados</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente artigo apresenta o programa de intervenção em grupo para pais divorciados, Pais por Inteiro (PApi). Fundamentados na revisão da literatura com a qual o artigo se inicia, os objectivos gerais do programa - promover a coparentalidade positiva, a construção de um projecto de binuclearidade familiar e a reflexão e aprofundamento das trajectórias individuais de cada pai - são descritos, assim como as três macrocomponentes psicoterapêuticas ao longo das quais estes objectivos se desenvolvem - exposição dos processos de divórcio, partilha experiencial e treino de competências e mudança desenvolvimental. O artigo oferece ainda, no final, uma mais detalhada clarificação dos objectivos, materiais e actividades planeadas para cada das dez sessões que compõem o PApi.<hr/>This article presents the intervention program for divorced parents, Pais por Inteiro (PApi). The main goals of this intervention program, which are supported by the revisited literature in which the article begins, are to promote a positive coparenting style, to help creating a binuclear family project and to help reflect about the interpersonal pathways of each divorced parent. These objectives are described as the three major psycho-therapeutic phases, from which these objectives evolve - exposure of the divorce processes, experience sharing and skills training and developmental change. In the end, the present article also offers a detailed clarification of the objectives, materials and activities which were planned for each one of the ten sessions that PApi involves. <![CDATA[<b>Crianças institucionalizadas e crianças em meio familiar de vida</b>: <b>Representações de vinculação e problemas de comportamento associado</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Esta investigação comparativa incide sobre a representação de vinculação e problemas de comportamento em crianças institucionalizadas. Foram avaliadas 35 crianças portuguesas em idade pré-escolar e escolar, em dois grupos: 19 crianças institucionalizadas e 16 crianças vivendo com as suas famílias de origem. Recorreu-se ao Attachment Story Completion Task (ASCT), avaliando-se, pela construção das narrativas, os valores de Segurança e Coerência das representações de vinculação. Para a avaliação dos problemas de comportamento recorreu-se ao instrumento I.C.C.P (Fonseca et al., 1994), que corresponde à versão portuguesa do “Child Behavior Checklist”, CBCL, de Achenbach (1991). Os resultados indicam que existem correlações negativas entre a qualidade das representações da vinculação e problemas de comportamento agressivo e de isolamento. Conclui-se que o meio de vida da criança foi determinante no tipo de vinculação demonstrada e indirectamente no comportamento de agressividade e isolamento manifestado.<hr/>In this study an attempt was made to analyse the attachment and the behaviour of institutionalized children and familiar environment. Construction of narratives, values of security and coherence were studied using the Attachment Story Completion Task (ASCT) (Bretherton, Ridgeway, & Cassidy, 1990) and behaviour was analyzed using Child Behaviour Checklist (CBCL) (Achenbach, 1991) on a sample of 35 pre-scholar and early school age children. The results show the existence of negative and significant correlations between the ASCT and the CBCL for the Scales of Aggressive Behaviour and Isolation and also a negative but non significant correlation for the Hyperactivity Scale. <![CDATA[<b>Qualidade da experiência subjectivano quotidiano escolar de adolescentes</b>: <b>Implicações desenvolvimentais e educacionais</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Nos últimos anos tem existido um crescente interesse por parte da comunidade científica pelo estudo da qualidade da experiência subjectiva do adolescente nos seus contextos de vida diários. De entre estes, destaca-se o contexto escolar, pela relevância que assume na construção da trajectória de vida do adolescente. O presente artigo tem como objectivo fazer uma revisão da investigação que tem sido desenvolvida no âmbito do estudo da qualidade da experiência subjectiva no contexto escolar, tendo como referencial teórico o Experience Fluctuation Model. Centrando-se, em particular, no conceito de experiência óptima, é discutido o seu impacto na qualidade da experiência escolar assim como na criação de oportunidades de aprendizagem óptima e no desenvolvimento de trajectórias educacionais positivas e gratificantes. Por fim, salientam-se os contributos desta perspectiva para a investigação e intervenção no contexto educativo.<hr/>In the last years a growing interest about the study of the quality of subjective experience in adolescents’ daily contexts has emerged in research community. Special attention has been devoted to the school context, attending its relevance in the construction of adolescent’s life trajectory. The main aim of this article is to present a revision of empirical research conducted in the field of the subjective quality of experience in the school context, considering the theoretical and empirical model - The Experience Fluctuation Model. Focusing, specifically, in the concept of optimal experience, its impact in fostering the quality of school experience and in providing opportunities for optimal learning as well as for the development of positive life trajectories are discussed. Finally, the contributions of this perspective for research and intervention in educational contexts are highlighted. <![CDATA[<b>(in)Consistências no processo ensino-aprendizagem relação entre a concepção e a prática (resultados comparativos numa amostra de professores de Português, Matemática e Inglês)</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Pretende divulgar-se parte dos resultados obtidos numa investigação realizada com professores de três disciplinas de leccionação (Português, Matemática e Língua estrangeira, o Inglês), de dois ciclos de ensino (3º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário), em diferentes fases de carreira, da Região Centro, cujo objectivo principal era a análise das suas epistemologias em torno de toda a actividade docente: das concepções à percepção dos resultados da sua acção. Iremos, neste contexto, dar conta, apenas, dos dados reveladores das (in)consistências das suas orientações metodológicas interdimensões, do processo ensino-aprendizagem, isto é, das relações entre a orientação das concepções e a orientação das preparações, interacções, avaliações e remediações das aprendizagens dos alunos e auto-reflexão dos docentes. A partir de análise de conteúdo e correspondência múltipla (HOMALS) de entrevistas semiestruturadas, a 89 docentes, constatámos que, genericamente e globalmente, os professores são muito pouco coerentes, existindo pouca articulação, em termos ideológicos, entre a Concepção do processo ensino-aprendizagem e a orientação da Prática educativa, nas diferentes disciplinas e ciclos de leccionação, reflectida, igualmente, ao longo da carreira.<hr/>This article presents the (in)consistencies in teaching-learning process, or the relation between the methodological orientation of conception and the methodological orientation of educative practice, from Portuguese teachers of mathematics, language and english, i.e., comparative data. <![CDATA[<b>Aprender ortografia</b>: <b>O caso das regras contextuais</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo procura avaliar o efeito de diversos programas de intervenção que incidiram sobre a apreensão de várias regras ortográficas contextuais. No Estudo 1 participaram 50 crianças com dificuldades de aprendizagem do 2º ano de escolaridade que foram divididas em 5 grupos. Para avaliar-se a evolução pré e pós-teste efectuou-se um ditado nos dois momentos avaliativos que incluía 20 palavras cuja grafia integrava a regra contextual que foi objecto de intervenção. A intervenção no Grupo Experimental 1 incluía uma sequência completa de tarefas de aprendizagem, nomeadamente Descobrir a Regra (DR); Completar Lacunas em palavras (CL); Produção Textual (PT) com revisão de palavras alvo relacionadas com a regra contextual que foi objecto de intervenção. Os restantes grupos experimentais efectuaram apenas sequências parciais, nomeadamente: Grupo Experimental 2 - DR+CL; Grupo Experimental 3 - DR+PT; Grupo Experimental 4 - CL+PT. O quinto grupo era o Grupo de Controlo. Os resultados indicaram que os Grupos Experimentais 1 e 2 evoluíram significativamente mais do que o Grupo Experimental 4 e o Grupo de Controlo. Não se registaram diferenças significativas entre os Grupos Experimentais 3 e 4 e o Grupo de Controlo. No Estudo 2 foi utilizado o mesmo paradigma de intervenção com duas regras contextuais diferentes das do anterior estudo. O procedimento implementado com os Grupos Experimentais 1, 2 e 3 foi análogo ao dos correspondentes grupos do estudo anterior, mas o Grupo Experimental 4 apenas efectuou a descoberta da regra. Todos os grupos experimentais registaram uma evolução significativa entre o pré o pós-teste, não se verificando diferenças entre os grupos.<hr/>This article addresses the issue of evaluating the effects of several intervention programs for teaching orthographic contextual rules. On study 1 the participants were 50 poor spellers of 2nd grade that were divided on 5 groups. It was dictated a list of 20 words with a contextual rule at pre-test and post-test. Exp. Group 1 performed a complete sequence of tasks (DR - discovering the contextual rule through the analyse of a set of words and writing it down + CW - completing words from a text that include the rule and revising them consulting the rule + WT - writing down a text based on a set images where must be used words related to the rule). Other experimental groups performed partial sequences: Exp. Group 2 - DR+CW; Exp. Group3 - DR+WT; Exp. Group 4 - CW+WT. Fifth group was a control group. Our results show that experimental group 1, 2 evolved significantly more than experimental group 4 and control group on orthographic performance at post-test. There were no differences between experimental group 3, 4 and control group. On study 2 we reply this study with other 2 contextual rules, repeating the procedure with first 3 experimental groups and add another experimental group that only discover the rule. All groups evolve significantly and there were no differences between the groups. <![CDATA[<b>Motivação para a leitura ao longo da escolaridade</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312009000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho teve como principal objectivo a caracterização da motivação para a leitura em alunos dos diferentes ciclos da escolaridade obrigatória. Participaram no estudo 1405 alunos do 3º ao 9º ano de escolaridade, que responderam a uma escala de motivação para a leitura, na qual eram contemplados cinco domínios motivacionais distintos: Prazer, Importância e Curiosidade, Razões Sociais, Reconhecimento Social e Autopercepção de Competência. Os resultados evidenciaram um efeito significativo do ano de escolaridade que se traduziu em níveis motivacionais mais elevados, por parte dos alunos mais novos, em todos os domínios, com excepção da Autopercepção de Competência a qual sofre um acréscimo entre o 1º e o 2º Ciclo. Constatou-se, igualmente, a existência de um efeito devido ao género, traduzindo-se na existência de valores motivacionais mais elevados por parte das raparigas.<hr/>This main goal of this research is to characterize reading motivation in students of the three compulsory basic cycles of education in Portugal. Participants were 1405 Portuguese students of the 3rd grade to the 9th grade. They completed a reading motivation measuring scale. This instrument considers five reading motivational domains: Enjoyment, Importance/Curiosity, Social Reasons, Social Recognition and Self-perception of Competence. Results show an inverse effect of grade level in reading motivation, with students of ealier grades being more motivated than students of later grades in almost all of the dimensions of the reading motivation scale, except for the Self-perception of Competence, where scores increased from the 1st to the 2nd cycle. Significant differences were also found between boys and girls in reading motivation, with girls expressing more positive motivational characteristics than boys.