Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120070004&lang=pt vol. 25 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Psicoterapia na idade adulta avançada </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Actualmente, a população geriátrica representa um sector importante de utentes que procuram os serviços de saúde. Para além das queixas orgânicas, os factores psicossociais inerentes ao envelhecimento constituem, muitas vezes, temas que estruturam muitos pedidos de ajuda. Os psicólogos que exercem nos contextos de saúde recebem, cada vez mais, solicitações de adultos seniores que se confrontam com sérias dificuldades adaptativas nesta etapa do ciclo vital. Desta forma, realizamos uma revisão da literatura dos principais modelos de intervenção psicoterapêutica para clientes na idade adulta avançada.<hr/>The geriatric population represents an important group of patients that seek the health services. Besides the organic complaints, the inherent psychosocial factors of aging are also constituted as theme that structures many requests of help. The psychologists that work in the contexts of health receive, more and more, requests of senior adults that are confronted with serious difficulties in this stage of the vital cycle. This way, we accomplished a revision of the literature of the main models of psychotherapy intervention for customers in the old adult age. <![CDATA[<b>Prevalência das doenças do comportamento alimentar </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os principais objectivos deste estudo são: a) avaliar a prevalência das doenças do comportamento alimentar numa população não clínica de estudantes; b) identificar a população em risco para as doenças do comportamento alimentar. Metodologia: Para a concretização dos objectivos realizámos um estudo não experimental, transversal, correlacional de tipo quantitativo. O estudo realizado incidiu sobre 1388 estudantes do ensino secundário e superior da zona centro de Portugal. Todos os estudantes preencheram um questionário anónimo composto por dados sociodemográficos, história recente do peso, critérios do DSM IV para a anorexia e bulimia e EDI 1. Resultados: De acordo com os critérios do DSM IV não encontramos qualquer caso de anorexia. Nas raparigas dos 14 aos 17 anos, constatamos 3,4% de casos prováveis de situações parciais de anorexia e 6,3% de bulimia. Nas raparigas mais velhas (18 aos 25 anos) verificamos 1,4% de situações parciais de anorexia e 3,4% de bulimia. Quanto aos rapazes com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos relatam-se 1,1% de situações parciais de anorexia e 3,5% de bulimia. Nos rapazes mais velhos (18 aos 25 anos) esses valores são ligeiramente inferiores, ou seja, não se relatam situações parciais de anorexia, e apenas 0,6% dos jovens referiram comportamentos que os enquadram em situação de bulimia.<hr/>The goals of this study is: a) to evaluate the prevalence of eating disorders in a non-clinic population of students; b) to identify the group at risk in this population. Methodology: In order to accomplish the goals we conducted a non experimental, transversal, correlational quantitative study. The population for this study is composed by 1388 High School and Undergraduate Students from the Central area of Portugal. All students filled in an anonymous questionnaire, consisting of socio-demographic, recent weight history, DSM IV criterion for bulimia and anorexia and EDI 1. Outcome: In accordance with the DSM IV criterion, we found no case of anorexia. In the case of the girls of the first group (14-17 years) we found 3.4% of partial situations of restrictive anorexia probable cases and 6.3% cases of bulimia. In the case of the older girls (18-25 years), we identified 1.4% of partial situations of anorexia and 3.4% of bulimia. In the case of the boys of the first group (14-17 years), we found 1.1% of sub-clinical situations of anorexia and 3.5% of bulimia. With the older boys (18-25 years) the values are slightly lower: we didn’t find any situations of partial anorexia and found only 0.6% behaviours that can be framed as situations of bulimia. <![CDATA[<b>Promover a mudança em personalidades anti-sociais</b>: <b>Punir, tratar e controlar</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente texto procurará analisar as várias questões que têm sido suscitadas pela intervenção em personalidades anti-sociais e psicopatas, acentuando os problemas metodológicos encontrados em muitos estudos, que têm contribuído para o insucesso das mesmas, pondo em causa a necessidade da sua implementação. Apresentam-se assim várias sugestões, que não só procuram ultrapassar os obstáculos anteriormente evidenciados como também relançam o debate entre a intervenção dita “consensualista” e a intervenção coerciva. Por último, avançaremos um modelo de intervenção moldável a vários tipos de delinquentes, que parte de uma estrutura dinâmica caracterizada por três vectores: Punir, tratar e controlar.<hr/>In this paper the author analyses the various issues regarding the treatment and intervention on antisocial personalities and psychopaths, emphasizing those related with methodological problems, which were responsible for many failures compromising future implementations. Several suggestions are made, not only to overcome the obstacles found but also promoting the debate between a more consensual approach on offenders’ treatment versus a more coercive one. Finally, based on risk assessment and suitability for treatment, a model of intervention is outlined, considering three dimensions: punishing, treating and controlling. <![CDATA[<b>Propostas estratégicas da Psicologia Positiva para a prevenção e regulação do stress</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Aqui se efectua uma análise da relação entre alguns dos conceitos presentes nas literaturas sobre regulação de stress e Psicologia Positiva, nomeadamente, optimismo, bem-estar subjectivo, experiência óptima (flow) e esperança. Nesta literatura são também discriminados e perspectivados alguns conceitos relativos a uma segunda geração de investigadores localizados naquele referido domínio das publicações científicas da Psicologia, particularmente os conceitos de pessimismo defensivo e falsa esperança. Apresentam-se, por fim, três estudos de caso ilustrativos da problemática subjacente à articulação das duas literaturas acima mencionadas: a) O primeiro, de carácter histórico, referido às práticas de reforço intrínseco no estilo de vida dos jesuítas, articulando-as com o conceito de flow, seguindo a proposta de Isabella Cskizentmihalyi (1988); b) O segundo, mais caracteristicamente sócio-cultural, relativo aos gangs de motociclistas japoneses (Bosozoku), seguindo com Sato (1988) a descrição da experiência óptima associada ao culto; c) O terceiro, referido ao contexto nacional, sobre o uso das práticas apreciativas e conscientizadoras na formação de professores, propostas por Neto, Marujo e Perloiro (1999). O intuito das opções patentes nesta reflexão é o de deixar em aberto novos campos para investigação e intervenção futuras na regulação e prevenção do stress, bem como exemplos práticos, já concretizados, da sua aplicabilidade e pertinência social.<hr/>This article presents an analysis of the relation between some concepts found in the literatures on stress management and of Positive Psychology, namely well-being, flow and hope. In this literature we analyse and put in perspective some concepts related to a second generation of researchers, elements of the some area of scientific research in Psychology, in particular the concepts of defensive pessimism and false hope. The authors end up presenting three case studies that are emblematic of the challenges underlying the articulation of the two mentioned literatures: a) The first one, under an historic frame, referred to the practices of intrinsic motivation in the Jesuit life style is articulated with the concept of flow, according to the proposal of Isabella Cskizentmihalyi (1988); b) The second one, of a more socio cultural nature, is related to the Japanese motorcycle gangs (Bosozoku), following the work of Sato (1998), the description of the optimal experience related to their cult; c) The third one, referred to the Portuguese national context, about the use of appreciative and self-awareness practices in the training of teachers, put forward by Neto, Marujo and Perloiro (1999). The aim of the options presented in this reflexion is to leave open new fields for research and future interventions in stress management and stress prevention, as well as presenting practical examples, already tried, of its applicability and social relevance. <![CDATA[<b><i>Profiling</i></b>: <b>Uma técnica auxiliar de investigação criminal </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No domínio da Psicologia Forense emerge uma nova técnica de investigação criminal - o profiling - e destaca-se, por consequente, um tipo de investigador novo - o profiler. Para definir o profiling é necessário considerar o contributo das várias abordagens internacionais que permitem compreender a utilidade e a aplicabilidade desta técnica. O que se constata é uma complementaridade dos diferentes métodos. Portanto, uma abordagem colectiva e pluridisciplinar pode optimizar as probabilidades de sucesso pericial e aumentar a força probante da perícia em criminologia, vitimologia e profiling, com fins preventivos. <![CDATA[<b>Marte: Da agressividade ao amor. </b> <b>A compreensão da agressividade nas pessoas com Lesão Vertebro-Medular</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente trabalho tem como objectivo a compreensão dos sentimentos e comportamentos agressivos, em sujeitos com Lesão Vertebro-Medular. Para este efeito, realiza-se um estudo exploratório, tendo como referência o quadro teórico psicanalítico. Inicialmente é realizada uma revisão geral sobre o conceito de agressividade, destacando-se a sua definição, as suas origens e funções, a forma de lidar com a agressividade e a sua manifestação nas situações de Lesão Vertebro-Medular. De seguida procede-se à apresentação e análise de dois casos clínicos do Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão. Do material analisado, chegou-se a aspectos conclusivos que nos permitem considerar que a expressão da agressividade se encontra muitas vezes ligada a situações de perda e frustração, podendo não ter apenas uma conotação negativa, sendo até construtiva e essencial para a saúde mental. Saliente-se ainda nestes casos a intervenção do psicólogo através da relação terapêutica e a pertinência da compreensão destas situações por parte de todos os profissionais de reabilitação.<hr/>The present study aims to understand the feelings and aggressive behaviour in subjects with spinal cord injury. For this effect, a exploratory study is out carried, having as reference the psychoanalytic theoretical framework. Initially a general review is conducted on the concept of aggression, highlighting its definition, its origins and functions, how to deal with aggression and its manifestation in situations of spinal cord injury. From followed it is proceeded to the presentation and analysis of two clinical cases of the Medical Rehabilitation Centre of Alcoitão. Of the analyzed material, it was arrived to conclusive aspects that allow to consider that the expression of the aggressiveness is often linked to situations of loss and frustration, being able not to have only one negative connotation, but also a constructive connotation that is essential for the mental health. Salient in these cases is the intervention of the psychologist through the therapeutic relation and the pertinence of the comprehension of these situations on the part of all of the professionals of rehabilitation. <![CDATA[<b>Reactividade infantil e a qualidade da interacção mãe-filho</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No quadro dos estudos sobre o relacionamento mãe-filho, procurámos averiguar a relação entre a reactividade infantil observada em condições de stress e a qualidade do comportamento interactivo infantil e materno em jogo livre. Para o efeito, seleccionámos uma amostra de 40 díades mãe-filho cujos bebés tinham cerca de 3 meses e não apresentavam nenhuma condição declarada de risco. A qualidade da interacção mãe-filho foi avaliada em jogo livre através da escala CARE-Index. Para testar a reactividade infantil submetemos os bebés à situação experimental Still-Face. Os resultados mostram que a reactividade infantil expressa naquela situação laboratorial não é independente do comportamento dos bebés em jogo livre. Com efeito, os bebés com maior dificuldade em conformar-se com a ausência de resposta materna apresentam um comportamento menos cooperativo e difícil em jogo livre. Em sentido inverso, os bebés que em jogo livre são menos participativos apresentam menores índices de reactividade negativa quando a mãe mantém a cara inexpressiva. Em termos diádicos, verificamos que existe uma forte correlação entre o comportamento cooperativo do bebé e a sensibilidade materna em jogo livre. Os resultados são discutidos no quadro do desenvolvimento dos processos de interacção mãe e filho.<hr/>The aim of this study is to explore the relation between infants’ reactivity under stress and the quality of mother-infant interaction in free play. Our sample consisted of 40 infants with 3 months old and their mothers. Infants’ reactivity under stress was assessed during Tronick’s Face-to-Face Still-Face paradigm. The quality of mother-infant interaction was evaluated during free play using the CARE-Index. Our results indicated that infants’ reactivity in Still-Face is not independent from infants’ behavior in free play. Thus, more reactive infants in Still-Face were more difficult with their mothers in free play. In turn, more passive infants in free play were less likely than other infants to present negative responses in Still-Face. Mothers’ sensitivity and infants’ cooperative behavior in free play was highly correlated. Our findings will be discussed in the light of mother-infant relational approaches. <![CDATA[<b>Percepção dos adolescentes acerca da influência dos pais e pares nos seus comportamentos sexuais </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo teve como objectivo compreender as percepções dos adolescentes acerca da influência parental e dos pares nos seus comportamentos sexuais. Neste estudo foi utilizada a metodologia “grupo focal” a uma amostra constituída por 72 adolescentes de escolas públicas do ensino regular de Portugal Continental. Os temas dos “grupos focais” foram discutidos em termos dos factores protectores e de risco para os comportamentos sexuais. Os discursos dos adolescentes identificaram vários factores familiares, como o estatuto socio-económico, a qualidade da relação familiar, a comunicação entre pais e filhos, os estilos parentais, a supervisão parental; e factores relacionados com os pares, como a comunicação, as normas e a pressão dos pares como influenciando as atitudes e comportamentos sexuais protectores ou de risco para a saúde dos jovens. Os resultados deste estudo são consistentes com a literatura que reconhece a influência dos pais e pares nos comportamentos sexuais dos adolescentes. Dão, assim, suporte ao desenvolvimento e implementação de programas eficazes de Promoção de Saúde Sexual nos adolescentes que incluam a abordagem à família de forma a robustecer as suas competências e diminuir o impacto dos factores de risco relacionados com os pares.<hr/>The purpose of this study is to examine the adolescents’ perceptions of parental and peers influence on theirs sexual behaviours. The study utilised “focus groups” qualitative methods from a sample of 72 adolescents from secondary schools in Portugal. The themes of focus group are discussed in terms of family and peers protective and risk factors in sexual behaviour. Adolescents identified several family factors, such as parent’s socio-economic status, family connectedness, parent-child communication, parenting style, and peers factors, such as peer communication, peer norms, and peer pressure, that influence adolescents’ sexual protective or risk behaviour. The results are consistent with a growing body of literature that highlights the impact of parents and peers in adolescents’ sexual behaviour. These findings lend support for the design and implementation of family-based approaches to promoting healthy adolescent sexual behaviour and reduce the impact of risky friendships. <![CDATA[<b>Auto-eficácia académica e atribuições causais em Português e Matemática </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A auto-eficácia académica e as atribuições causais são construtos motivacionais intimamente ligados à realização escolar, fornecendo informações importantes acerca das percepções de competência dos alunos e das estratégias que estes utilizam para lidar com os resultados da sua realização. Neste estudo avaliamos a auto-eficácia académica de 207 alunos (101 do 9.º ano de escolaridade e 106 do 10.º ano de escolaridade) e as causas que estes atribuem às suas notas de Português e de Matemática, utilizando a Escala de Auto-Eficácia Académica e o Questionário de Atribuições e Dimensões Causais (Pina Neves & Faria, 2005a, 2005b). Os resultados diferenciais mostram que os alunos do 10.º ano de escolaridade, bem como os alunos com aproveitamento escolar, apresentam expectativas de eficácia mais positivas para Português, para Matemática e para a realização escolar geral, fazendo ainda atribuições mais internas para as suas notas e tendo percepções de maior internalidade e estabilidade. Por sua vez, os resultados correlacionais evidenciam uma forte associação entre a auto-eficácia académica e os resultados escolares. Finalmente, as análises de regressão linear demonstram que as expectativas de eficácia e a controlabilidade são variáveis influentes na realização escolar, observando-se que são as dimensões específicas da auto-eficácia académica aquelas que têm maior poder explicativo do rendimento nas duas disciplinas alvo.<hr/>Academic self-efficacy and causal attributions are motivational constructs related to academic achievement which give us useful information about students self-perceptions of competence and their strategies to deal with academic settings and to cope with their school marks. This study aims to evaluate academic self-efficacy of 207 students (101 attending 9th grade and 106 attending 10th grade) and their causal attributions to Portuguese and Mathematics marks, using the Academic Self-Efficacy Scale and the Causal Attributions and Dimensions Questionnaire (Pina Neves & Faria, 2005a, 2005b). The differential results suggest that either 10th graders and students with higher marks have more positive self-efficacy expectancies for future performances in Portuguese, Mathematics, and school results in general than the other students, attributing also their marks to more internal causes and presenting perceptions of higher causal internality and stability. Moreover, the studies of correlation find a strong and positive association between academic self-efficacy dimensions and school marks. Finally, linear regression analyses show that self-efficacy expectancies and causal controllability are important determinants of academic achievement, stressing that the two specific dimensions of academic self-efficacy are the major predictors of achievement in both school subjects. <![CDATA[<b>Kirk Schneider in psychopathology </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Kirk Schneider acentua que a psicologia precisa de uma fundamentação diferente dos pontos de vista tradicionais. Fala-nos de uma perspectiva integrada com fundamentos existenciais, que privilegia métodos qualitativos de investigação, em vez de métodos quantitativos. A experiência humana é vista como artística, criativa, expressiva (“livre”), enquanto que, simultaneamente, pode ser constrangida (“limitada”) pelo ambiente e por factores sociais. Como indivíduos, se nos confrontarmos e nos adaptarmos, somos enriquecidos e reanimados. Se escolhermos ignorar a situação, ficamos “polarizados” e daí disfuncionais (psicopatologia). Kirk Schneider caracteriza clinicamente a dialéctica da liberdade limitada, a capacidade do indivíduo para “constringir” (recuar), “expandir” (libertar) e “centrar-se” em si próprio.<hr/>Kirk Schneider emphasises that psychology needs a different grounding from traditional psychology viewpoints. He talks to us about an existential-integrative psychology grounding which has its basis on phenomenology, which is concerned with qualitative rather than quantitative methods. Human experience is seen as being artistic, creative, expressive (“free”), while at the same time it can be constrained (“limited”) by the environment and social viewpoints. If as individuals we confront and adapt we become enriched and revived. If we choose to ignore the situation, we become “polarized” and thus dysfunctional (psychopathology). Kirk Schneider clinically characterizes the “freedom-limitation dialectic” the capacity of the individual to “constrict” (draw-back), “expand” (burst-forth) and of “centring” him/herself. <![CDATA[<b>Ronald D. Laing</b>: <b>A política da psicopatologia</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Pretende-se neste artigo fornecer uma perspectiva sistematizada e abrangente da obra de Ronald D. Laing (1927-1989), com acento tónico no seu contributo para a psicopatologia. É apresentada a perspectiva de Laing sobre a psicopatologia clássica e a sua proposta para uma psicopatologia segundo um critério ontológico, de tipo fenomenológico-existencial. Expõe-se a evolução do pensamento de Laing sobre a psicose, referindo-se os conceitos de segurança e insegurança ontológica; sistema de falso Self; três tipos de ansiedade presentes na perturbação esquizofrénica; desenvolvimento “good-bad-mad”; mistificação; psicose como forma de suportar uma situação insustentável; psicose como experiência transcendental e de viagem ao mundo interior; inteligibilidade de sintomas no seio do grupo de pertença. Por fim, identificam-se críticas efectuadas à obra de Laing, e destacam-se alguns aspectos da sua actualidade.<hr/>The purpose of this paper is to present a systematic overview on the work of Ronald D. Laing (1927-1989), specifically his contributions to psychopathology and his view on psychosis. Laing’s critical perspectives on traditional psychopathology, and his suggestion of a different, ontological criterion for a phenomenological-existential psychopathology, are referred. This paper presents Laing’s evolving views on psychosis and several of his concepts such as: ontological insecurity; false Self system; three types of anxiety present in the ontological insecure individuals; “good-bad-mad” developments; mystification; psychosis as a way of coping with an unbearable situation; psychosis as a transcendental experience and a journey to the inner world; intelligibility of symptoms. Finally, a critical perspective on laingian concepts and a personal discussion on Laing’s actuality and pertinence are presented. <![CDATA[<b>Agorafobia</b>: <b>Perspectivas fenomenológica e existencial </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312007000400012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Os autores desenvolvem uma análise fenomenológica e existencial da agorafobia, caracterizando o papel da vivência agorafóbica como ser-aquém-de-si, e referenciando a experiência da vertigem agorafóbica como central para a compreensão do fenómeno. A agorafobia é considerada como um dilema moral na existência que restringe as escolhas em liberdade do indivíduo e a experiência de pânico é analisada seguindo o movimento subjectivo-intersubjectivo demonstrando o seu possível crédito para a psicoterapia existencial, que surge assim como relação terapêutica integrada na mundivivência do indivíduo e que permite a exploração dos pressupostos que sustentam o mundo agorafóbico como possibilidade de existir.<hr/>The authors develop a phenomenological and existential analysis of agoraphobia, characterizing the role of the agoraphobic experience as to-almost-being-oneself, and make reference to agoraphobic vertigo experience as central for the understanding of the phenomena. The agoraphobia is considered as a moral dilemma in existence that restricts the individual’s freedom of choice and the panic experience is analyzed following of the subjective-intersubjective movement demonstrating its possible credit for existential psychotherapy which, as a therapeutical relation, is part of the individual’s lived world of relations and allows the exploration of the assumptions that support the agoraphobic world as a possibility to existence.