Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120060001&lang=pt vol. 24 num. 1 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Enhancing student persistence</B>: <B>Lessons learned in the United States</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Thirty years of experience in trying to enhance student persistence in the United States has taught us some important lessons as to the essential features of success policies and practices. Among other things, we have learned that successful efforts require that universities do more than simply add-on services. They must establish conditions within universities that enable students to find academic and social support, obtain feedback about their work, and become actively involved with other students. No where is that involvement more important than in the classrooms and laboratories of the universities, the one place, perhaps only place, where students meet each other and engage with faculty in learning. An increasingly popular strategy that promotes such involvement is learning communities and the collaborative pedagogy that underlies them. In conclusion, it is argued that any strategy to increase student persistence requires universities to take seriously the task of faculty and staff development and provide the resources, rewards, and incentives to ensure that successful programs are able to grow over the long-term.<hr/>Trinta anos de experiência na tentativa de incrementar a permanência dos estudantes nos Estados Unidos ensinou-nos algumas lições no que respeita aos aspectos essenciais de políticas e de práticas de sucesso. Entre outras coisas, aprendemos que para que os esforços sejam bem sucedidos é preciso que as universidades façam mais do que simplesmente criar serviços. Devem estabelecer-se nas universidades condições que permitam aos estudantes encontrar suporte académico e social, obter retro-informação sobre o seu trabalho e envolverem-se activamente com outros estudantes. Em nenhum outro local das universidades o envolvimento é mais importante do que nas salas de aula e nos laboratórios, os locais, talvez os únicos locais, onde os estudantes se conhecem uns aos outros e se implicam com a Faculdade na aprendizagem. Uma estratégia, cada vez mais aceite, que promove tal envolvimento são as comunidades de aprendizagem e a pedagogia colaborativa que lhes subjaz. Em conclusão, argumenta-se que qualquer estratégia tendo em vista aumentar a permanência dos estudantes requer que as universidades levem a sério a tarefa de desenvolver a faculdade e os seus agentes e disponibilize os recursos, recompensas e incentivos para assegurar que intervenções eficazes aumentem no futuro. <![CDATA[<B>Modelo Multidimensional de Ajustamento de jovens ao contexto Universitário (MMAU)</B>: <B>Estudo com estudantes de ciências e tecnologias <I>versus </I>ciências sociais e humanas </B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Apresenta-se um modelo para descrever o ajustamento dos estudantes portugueses à Universidade. Testámos o Modelo Multidimensional de Ajustamento de jovens ao contexto Universitário (MMAU) numa amostra de 560 estudantes a frequentar pela primeira vez o primeiro ano de cursos de ciências e tecnologias (C&T; n = 259) e de ciências sociais e humanas (CS&H; n = 301). Apesar das expectativas de envolvimento académico à entrada da Universidade constituírem um preditor efectivo dos comportamentos de envolvimento na vida universitária, e da qualidade do ambiente de aprendizagem afectar os níveis de envolvimento, bem-estar e satisfação, os resultados confirmaram a plausibilidade do modelo para ambos os grupos e revelaram que essas relações não foram suficientemente fortes para influenciar o rendimento académico e o desenvolvimento psicossocial dos estudantes. O rendimento foi predito pela nota de candidatura e o desenvolvimento psicossocial pelo nível de autonomia à entrada da Universidade. Contrastando os resultados nos grupos, a autonomia emocional e instrumental no início da vida universitária e o envolvimento na vida académica tiveram um impacto diferencial no bem-estar obtido, respectivamente para os estudantes de C&T e de CS&H. As características pré-universitárias dos estudantes revelaram-se importantes para a configuração dos seus processos de adaptação ao contexto universitário, mostrando algumas especificidades, nesse processo, quando se consideram as áreas de cursos frequentadas.<hr/>We present a model to describe how portuguese students adjust to University. The Modelo Multidimensional de Ajustamento de jovens ao contexto Universitário (MMAU) Multidimentional Model of College Adjustment (MMCA) was tested in a sample of 560 first-year college students, enrolled for the first time, in science and technology (n = 259) and social and human sciences (n = 301) course degrees. Results confirm the plausibility of the model for both groups, despite the fact that students’ involvement expectations about academic life, when they entered college, proved to be a good predictor of students’ involvement behaviors, and that the quality of learning environment proved to be a good predictor of students’ involvement, well-being and satisfaction. They also reveal that those relations weren’t strong enough to influence academic performance and psychosocial development. Academic performance was predicted by access classifications and psychosocial development by autonomy level at the entrance of University. Comparing the groups’ results, emotional and instrumental autonomy at the beginning of academic life and academic involvement had a differential impact on students’ well-being, respectively, in science and technology and in social and human sciences’ students. These results enhance the importance of students’ pre-college characteristics for college adjustment process, showing some specificities in this process when areas of courses attended are taken under consideration. <![CDATA[<B>Adaptação à Universidade em estudantes do primeiro ano</B>: <B>Estudo diacrónico da interacção entre o relacionamento com pares, o bem-estar pessoal e o equilíbrio emocional</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo apresentamos o teste de um modelo estrutural completo não-recursivo que representa a interacção entre o relacionamento com pares (RI), o equilíbrio emocional (EE) e o bem-estar pessoal (B-E) em estudantes do primeiro ano da Universidade do Minho (amostragem de conveniência). Os constructos foram operacionalizados através da Escala de Integração Social no Ensino Superior (EISES: Diniz & Almeida, 2005), a qual foi aplicada no primeiro semestre e no final do segundo semestre aos participantes voluntários no estudo (N=283). O teste de identidade do modelo (LISREL8SIMPLIS) permitiu verificar ele era plausível para descrever o fenómeno em análise. Porém, a degradação da adequabilidade do ajustamento do modelo da primeira para a segunda avaliação remeteu para o facto das dimensões psicológicas avaliadas acabarem por sofrer alterações relevantes com a progressiva adaptação dos alunos ao Ensino Superior. Ocorreu uma mudança de processo revelada pelas alterações substantivas no modelo. Verificou-se que a importância inicial do RI é mitigada no final do segundo semestre, tornando-se o EE mais importante. Este resultado indica a desejabilidade de delineamento de estratégias diferenciadas de intervenção junto dos estudantes neste período de tempo.<hr/>In this paper we present the test of a non-recursive complete structural model representing the interaction between peer relationships (RI), emotional equilibrium (EE) and personal well-being (B-E) in freshman students of the University of Minho (convenience sampling). Constructs were operationalized through the Escala de Integração Social no Ensino Superior (EISES: Diniz & Almeida, 2005) College Social Integration Scale (CSIS). Data was collected from students that freely participated in the study (N=283), both in the first semester and at the end of the second semester. The model’s identity test (LISREL8-SIMPLIS) showed that it was plausible to describe the phenomenon in question. Nevertheless, a goodness of fit degradation occurred from the first to the second assessment moment, indicating a change of process that was revealed by substantive aspects in the model. The importance initially attributed to RI was mitigated at the end of the second semester, when the EE becomes more important. This indicates that different intervention strategies seem to be desirable in this period of time. <![CDATA[<B>Aconselhamento psicológico a jovens do Ensino Superior</B>: <B>Uma abordagem psicodinâmica e desenvolvimentista</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste artigo propomo-nos explanar um modelo teórico do desenvolvimento psicológico, que consideramos permitir compreender a maioria das dificuldades que os jovens do Ensino Superior trazem para o aconselhamento, e um modelo de intervenção no aconselhamento individual dele resultante. O modelo teórico surgiu ele próprio de um vaivém dialéctico entre a prática clínica e a reflexão sobre essa prática, à luz dos modelos do desenvolvimento de vários autores psicodinâmicos. Reflexão que nos permitiu encontrar comunalidades e complementaridades entre esses modelos, apesar da utilização de terminologias diferentes pelos seus autores. O modelo teórico elaborado serviu de quadro de leitura a uma investigação empírica que permitiu consubstanciar a sua pertinência. A partir deste modelo propõe-se um modelo de intervenção que se inscreve num quadro de terapia breve psicodinâmica, o qual será explanado resumidamente e ilustrado com um caso clínico. São discutidas as vantagens e os limites deste modelo de intervenção.<hr/>The aim of this paper is to propose both a theoretical model of the psychological development, which we believe allows to understand the majority of the difficulties young people in higher education bring to counselling, and an intervention model in individual counselling arising from it. The theoretical model has come out from a dialectic reciprocal movement between clinical practice and reflection about that practice, in the light of several psychodynamic authors' developmental models. This reflection has allowed us to find commonalities and complementarities between those models, in spite of the use of different terminologies. The proposed theoretical model has been used as a template for empirical research, whose results allowed us to consolidate its suitability. From this model an intervention strategy, inscribed in brief psychodynamic therapies, is put forward. The intervention model will be illustrated with a clinical case, and its advantages and limitations discussed. <![CDATA[<B>Sucesso e desenvolvimento psicológico no Ensino Superior</B>: <B>Estratégias de intervenção</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O insucesso escolar destaca-se, actualmente, como uma das grandes preocupações em todas as reflexões sobre o Ensino Superior, situação que tem conduzido ao desenvolvimento de estratégias para intervir ao nível do combate a este fenómeno. O presente trabalho tem como objectivo apresentar um programa de intervenção interdisciplinar ao nível da promoção do sucesso académico, aliando apoio psicológico, suporte social e promoção de estilos de vida saudável, concretizado no desenvolvimento do modelo do GAP-SASUC. Tendo por base as quatro áreas de intervenção que suportam o modelo (Consultas de Psicologia, Apoio de Alunos por Alunos, Serviço Social e Investigação), são apresentados os resultados referentes à identificação das necessidades e problemas dos estudantes do Ensino Superior, às estratégias de intervenção utilizadas e à avaliação das mesmas. Os resultados, quer em termos do aumento de participação, quer em termos de avaliação positiva realizada pelos alunos envolvidos, revelam a mais-valia que este modelo de interacção trouxe ao desenvolvimento psicológico do estudante universitário. São, ainda, referidas algumas implicações do desenvolvimento e aplicação do modelo, com incidência para o bem-estar do aluno e promoção do sucesso no Ensino Superior.<hr/>Currently, school failure comes up as one of the biggest concerns regarding all discussions over higher education, which has lead to the development of new school-failure preventive intervention strategies. The present study aims to present an interdisciplinary intervention program at the level of academic success promotion, including psychological support, social support and promotion of healthy lifestyles, which was put to practice through GAP-SASUC’s model. Regarding the four intervention areas under this model (psychology consultation; peer support; social work; research), the results concerning the identification of higher education students’ needs and problems, the intervention strategies used and their assessment are presented. The results, either in reference to the raise on participation, or regarding the positive assessment obtained from the students involved, corroborate the utility brought by this interactive model to the psychological development of higher education students. Furthermore, some implications decurrent from the development and use of this model, with incidence for higher education students’ well-being and success promotion, are mentioned. <![CDATA[<B>Estratégias de promoção do sucesso académico</B>: <B>Uma intervenção em contexto curricular</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Apresentamos uma intervenção curricular, na Universidade de Aveiro, no âmbito de uma disciplina de opção livre, denominada Estratégias de Promoção do Sucesso Académico no Ensino Superior (E.P.S.A.E.S.). Discutimos os princípios orientadores, concepção, estruturação, execução e avaliação desta disciplina que entrou em funcionamento no ano lectivo de 2004/05. Os seus conteúdos foram organizados em módulos decorrentes de investigações realizadas em projectos de doutoramento. A interacção entre alunos e equipa docente e de investigação foi feita mediante sessões presenciais e através de uma plataforma de e-learning (Blackboard). Realçamos a pertinência da escolha dos conceitos que estiveram na base da nomenclatura da disciplina e apresentamos a estruturação e implementação da sua primeira edição. Descrevemos os seus cinco módulos nucleares: (1) "Ritmo de sono e vigília em estudantes universitários e sucesso académico"; (2) "Literacias e sucesso académico"; (3) "Técnicas de discurso e apresentação de trabalhos"; (4) "Experiências de aprendizagem e auto-regulação académica"; (5) "Promoção da saúde e bem-estar no Ensino Superior". Apresentamos os objectivos de E.P.S.A.E.S. e a forma como estes poderão contribuir para fornecer aos alunos estratégias para o sucesso académico e futura vida profissional. Por último, apresentamos e discutimos os resultados obtidos nesta sua primeira edição.<hr/>It is presented a curricular intervention at the University of Aveiro, in the scope of one optional course named Estratégias de Promoção do Sucesso Académico no Ensino Superior (E.P.S.A.E.S.) [Strategies for Promoting Academic Success in Higher Education (S.P.A.S.H.E.)]. Guiding principles of the course, its conception, structure, execution, and evaluation are discussed. The course started in 2004/05 and its contents were based on previous PhD’s topics, organized in a modular way. The lecturer/student interaction was developed through blended learning. Traditional classes were complemented with an e-learning platform (Blackboard). The concepts that support the course’s name are discussed, followed by some considerations regarding the course structure and its first implementation. Furthermore, we describe the five nuclear modules delivered in the course, namely: (1) "University students’ sleep-wake patterns and academic success"; (2) "Literacy and academic success"; (3) "Speech techniques and oral presentations"; (4) "Learning experiences and academic self-regulation"; and (5) "Health and well-being promotion in higher education". It is also presented the course objectives and some thoughts regarding the effectiveness of such objectives in the students’ academic success and their future professional life. Finally, the results of the 1st course edition will be presented and discussed. <![CDATA[<B>Percepções do ensino pelos alunos</B>: <B>Uma proposta de instrumento para o Ensino Superior</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Apresentamos a validação do questionário Percepções do Ensino pelos Alunos (PEA), inspirado no Student’s Evaluation of Educational Quality (SEEQ; Marsh, 2001), tomando 41 962 questionários recolhidos no segundo semestre de 2003/04 na Universidade do Minho. A partir dos coeficientes de correlação entre os itens por dimensões do questionário, procedemos à redução de 33 para 23 itens. A estrutura factorial não replica os nove factores ou dimensões de Marsh (2001), embora se encontrem cinco factores de forma consistente: (i) qualidade ou valor das aprendizagens proporcionadas; (ii) aspectos sócio-relacionais do processo ensino/aprendizagem; (iii) características do próprio ensino e do currículo; (iv) considerações sobre a avaliação; e, (v) confronto pessoal do aluno com as características e as exigências da disciplina. Para uma análise mais fina dos dados, é possível agrupar os itens nas nove dimensões de Marsh: (i) Relevância da Aprendizagem; (ii) Empenhamento Docente; (iii) Organização/Clareza; (iv) Interacção da Turma; (v) Relação Docente/Aluno; (vi) Profundidade na Abordagem dos Assuntos; (vii) Avaliação/Classificações; (viii) Trabalhos/Leituras; e, (ix) Carga de Trabalho/Dificuldade da disciplina. Na generalidade das dimensões observou-se um efeito de interacção do ano curricular da disciplina e da tipologia de aula, verificando-se percepções mais positivas dos alunos em relação aos docentes de disciplinas dos últimos anos dos cursos e aos docentes das aulas práticas.<hr/>We present the validation of the questionnaire Percepções do Ensino pelos Alunos (PEA), inspired in the Student’s Evaluation of Educational Quality Questionnaire (SEEQ; Marsh, 2001), using a sample of 41 962 surveys collected on the second semester of 2003/04 at the University of Minho. Based on the correlation coefficients’ scores between items per questionnaire’s dimensions, a reduction from 33 to 23 items was made. The factor structure does not reply the nine factors in Marsh’s studies (2001). However, the results seem consistently organized in five factors: (i) quality and value of learning; (ii) value of social aspects of teaching and learning; (iii) value of teaching and other aspects of the curriculum; (iv) value of the evaluation; and, (v) personal confrontation of the student with the characteristics and requirements of the unit. For a more accurate analysis, it is possible to aggregate the items in the nine Marsh’s dimensions: (i) Learning/Academic Value; (ii) Instructor Enthusiasm; (iii) Organization/Clarity; (iv) Group Interaction; (v) Individual Rapport; (vi) Breadth of Coverage; (vii) Examinations/Grading; (viii) Assignments/Readings; and, (ix) Workload/Difficulty. The existence of main effects of the year and type of class was observed in the majority of the dimensions, showing that the students’ perceptions relative to lecturers of more advanced and practical classes are more favourable. <![CDATA[<B>Vivências e percepções do estágio pedagógico</B>: <B>Contributos para a compreensão da vertente fenomenológica do "Tornar-se professor"</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Correspondendo o estágio pedagógico ao último ano do curso de formação inicial de professores, e ao momento em que os candidatos a professores se estreiam na profissão, são múltiplos os desafios e tarefas desenvolvimentais associados a esta etapa. Deste, decorre um conjunto de cognições e afectos cuja diversidade, riqueza e intensidade, fazem do estágio um momento marcante do percurso destes jovens, com um significativo impacto no seu processo de capacitação e integração pessoal e profissional no mundo da docência e no mundo adulto. No presente trabalho é explorada a dimensão fenomenológica deste "Tornar-se professor", dando-se a conhecer as vivências e percepções de um grupo de 229 professores-estagiários da Universidade do Minho relativamente a algumas das dimensões mais importantes da sua experiência de estágio. O estudo confronta, no início e no final do estágio, o repertório experiencial destes sujeitos, tomando as variáveis área do curso (Ciências vs. Letras e Humanidades) e sexo. As análises dão, também, particular destaque aos ganhos percebidos pelos sujeitos como decorrendo do seu primeiro ano de contacto com a docência. Verificou-se a influência destas duas variáveis sobre algumas das dimensões avaliadas, e a presença de percepções muito satisfatórias relativamente aos ganhos decorrentes da experiência de estágio, afectando várias esferas do desenvolvimento destes candidatos a professores.<hr/>In Portugal, the teaching practice corresponds to the last year of the Initial Teacher Education Program, and to the moment when the teaching candidates have their first contact with the profession. In this stage of the Learning to teach process, there are several challenges and developmental tasks that the student teachers have to deal with, from which results a wide array of feelings and cognitions that have a significant impact on the student teachers’ professional and personal integration and development. Focused on the phenomenological dimension of the teacher training process, this study explores the main experiences and perceptions of a group of 229 student teachers of the University of Minho concerning their practical experience. The study assessed, at the beginning and at the end of the practice, the students’ experiential repertoire, considering two variables: course area (Sciences vs. Arts and Humanities) and gender. The analysis also emphasized the gains that subjects perceive as resulting from their first year of contact with the teaching profession. The influence of those two variables on the variations occurred in student teachers’ answers was verified, as well as the presence of highly satisfactory perceptions in terms of the gains resulting from their practical experience, affecting several dimensions of these teacher candidates’ development. <![CDATA[<B>Percursos de empregabilidade dos licenciados</B>: <B>Perspectivas europeias e nacional</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312006000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No presente trabalho apresentamos uma reflexão em torno da empregabilidade dos diplomados do Ensino Superior. Considerando a pertinência e actualidade do tema, é nossa intenção uma melhor compreensão em relação às questões decorrentes de um mundo cada vez mais globalizado e outras, inerentes à problemática da convergência europeia quanto à formação e qualificação de nível superior. Fizemos o exame de alguns aspectos que remetem para as questões da globalização, sendo apresentados alguns indicadores comparativos nos países da União Europeia. Neste âmbito são destacados factores relativos aos diversos sistemas de ensino, às qualificações académicas e às competências profissionais. São também tecidas algumas considerações sobre os factores de empregabilidade dos diplomados em Portugal, tendo como pano de fundo Bolonha e Praga, bem como as novas exigências do mercado de trabalho no quadro de um novo paradigma de aprendizagem e de formação. Para uma melhor compreensão do fenómeno, os dados de alguns estudos realizados no nosso País serão alvo de uma meta-análise.<hr/>In this work we present a reflection concerning employability of higher education graduates. Considering the pertinence and actuality of the subject, we intent to better comprehend the globalisation phenomenon. Aspects related to formation and qualification of the graduates will also be addressed. We present some comparative indicators regarding educational systems, academic qualifications and professional competences in the European Union countries. Some considerations related to the factors of employability of higher education graduates will also be carried out. On the basis of Bologna and Prague, we suggest new demands of the market world in the chart of a new learning and formation paradigm. For a better comprehension of the phenomenon, we also present a meta-analysis of some studies conducted in Portugal.