Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120050003&lang=pt vol. 23 num. 3 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt <![CDATA[<B>Dimensões socio-cognitivas na adesão das mulheres à contracepção</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt As autoras propõem um modelo compreensivo da adesão à contracepção considerando cinco dimensões sócio-cognitivas: a percepção de auto-eficácia, o locus de controlo para a saúde, a satisfação com o suporte social, o nível de informação de carácter contraceptivo e a atitude face à sexualidade, cuja pertinência explanam e discutem.<hr/>The study propose a comprehensive model of adherence to contraception taking into consideration five socio-cognitive dimensions: self-efficacy perception, health locus of control, satisfaction with social support, information on contraceptive methods, and attitudes to sexual behaviour. The authors discuses the pertinence of the dimensions. <![CDATA[<B>As representações dos técnicos de saúde de uma Maternidade face à substituição gestacional e às hospedeiras gestacionais ("Barrigas de Aluguer")</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Neste estudo pretendeu-se caracterizar e descrever as dimensões avaliativas que se poderão encontrar nas representações sociais de técnicos de saúde (médicos, enfermeiros, técnicos de análises clínicas, psicólogos, técnicos de serviço social, dietistas, fisioterapeutas, etc.) a exercer funções numa maternidade sobre o fenómeno da substituição gestacional e sobre as próprias hospedeiras gestacionais. Para o efeito, foi desenvolvido um questionário do qual faziam parte cinco questões abertas e vinte e três questões fechadas em escala de Lickert. Este instrumento foi aplicado a uma amostra de oitenta técnicos de saúde de uma maternidade lisboeta. Dos resultados e na generalidade, verificou-se que as inferências pessoais, relacionadas com representações preexistentes, tendem a sobrepor-se aos conhecimentos científicos sobre a temática em estudo.<hr/>The goal of this study was to characterize and describe the evaluative dimensions that may be found in the social representations of health professionals (physicians, nurses, psychologists, social workers, dieticians, physiotherapists) working in a maternity hospital, in what concerns surrogacy, surrogate motherhood and surrogate mothers. An instrument was developed composed of five open questions and twenty three closed questions in a Likert scale. The surveys were filled by a sample of eighty health professionals of a maternity hospital in Lisbon. In general, the results show that personal inferences of the health professionals about the subject under investigation were related with pre-existent representations and preconceptions and not with scientific knowledge. <![CDATA[<B>Dadoras de ovócitos</B>: <B>Quem são?</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A doação de ovócitos como técnica de reprodução medicamente assistida permite ultrapassar a maior parte das situações de infertilidade de factor feminino. A principal fonte de ovócitos é constituída por mulheres presumivelmente fertéis, que de forma anónima se dispõem a entrar neste processo. Saber quem são estas mulheres e o que a parca investigação realizada nos diz sobre o assunto é o objectivo desta revisão de literatura.<hr/>The oocyte as medically assisted reproduction overcomes most of the female factor infertility situations. The main oocyte is constituted by women presumably fertile who are willing to enter anonymously in this process. In this revision of the "state of the art" we presented some research about this woman and her personality. <![CDATA[<B>Atitudes de mulheres em relação à amamentação</B>: <B>Estudo exploratório</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objectivo deste estudo exploratório é investigar a atitude das mulheres relativamente à amamentação. Participaram 460 mulheres, com mais de 14 anos de idade, com escolaridade superior ao 1.º ciclo do ensino básico, que constituíram uma amostra de conveniência. Responderam a um questionário de auto preenchimento, que incluía a caracterização sócio demográfica e uma escala de atitudes para com a amamentação.<hr/>The aim of the present exploratory study is to identify attitudes to breast-feeding of a sample of Portuguese women. Participants constitute a convenience sample of forty hundred sixty women with more than fourteen years of age, and school level above the first level of the basic school. Participants fulfil a questionnaire that includes a demographic questionnaire and an attitude questionnaire to breast-feeding. <![CDATA[<B>Preocupações parentais dos pais de crianças nascidas por fertilização <I>in vitro</B></I>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objectivo deste trabalho foi avaliar as preocupações parentais de pais de crianças nascidas por fertilização in vitro, através de uma Escala de Preocupações Parentais (Algarvio & Leal, 2002; Algarvio & Leal, 2004). Os participantes, seleccionados na consulta de infertilidade da Maternidade Dr. Alfredo da Costa, constituíram uma amostra de conveniência de 19 pais de crianças nascidas por fertilização in vitro, com idades compreendidas entre 1 ano e 11 anos, em que 12 eram do sexo feminino e 7 do sexo masculino. Os resultados obtidos parecem indicar que as maiores preocupações deste grupo de pais se centram na sub-escala I. Problemas Familiares e Preocupações Escolares. Foram encontradas diferenças significativas para quem respondeu ao questionário, nível socio-económico, número de tentativas de gravidez, causa de infertilidade e tempo de espera da FIV.<hr/>In order to study parental concerns in a group of parents with children conceived by in vitro fertilization we used a Parental Concerns Scale (Algarvio & Leal, 2002; Algarvio & Leal, 2004). The participants, selected from Infertility Consultation in Maternidade Dr. Alfredo da Costa, in Lisbon, were 19 parents with IVF children, with a range of age between 1 and 11 years old, 12 female and 7 male. The results pointed to a major concern in sub-scale I. Family and School Problems. We found significant statistical differences for: the person answering the questionnaire, social-economic level, pregnancy attempts, infertility cause and expecting time of IVF. <![CDATA[<B>Bem me quer, mal me quer... Bem nos quer, mal nos quer</B>: <B>A sexualidade, (in)fertilidade e o cancro</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo pretende abordar as consequências ao nível: da sexualidade (no desenvolvimento da criança e/ou adolescente, e no funcionamento na idade adulta); e da (in)fertilidade no adoecer com cancro. A forma como se vive todo o caminho que o cancro exige (diagnóstico, tratamentos, vigilância regular) influencia certamente a forma de lidar com as adicionais consequências. A sexualidade e a fertilidade são áreas muito importantes na vida dos indivíduos, para a sua qualidade de vida, que podem aqui resultar afectadas. Nas crianças e nos adolescentes tem um impacto ao nível da trajectória do desenvolvimento psicosexual. Nos adultos tem um impacto no funcionamento psicosexual, que pode ser transitório ou permanente. As consequências ao nível da fertilidade colocam-se de igual forma tanto aos que passaram pelo cancro na infância, na adolescência, e em adultos (com e/ou sem filhos). Quando o tempo passa, a gravidez não surge, e as tentativas resultam sempre falhadas, a ansiedade aumenta face à frustração de não conseguir ter um filho.<hr/>This article deals with the consequences of cancer disease in the fields of sexuality (in the development of child and/or adolescent, and in regular life of adults) and (in)fertility. The way patients live all through the cancer process (diagnosis, treatments, regular vigilance) influences the way they cope with its additional consequences. Sexuality and fertility are very important areas for the individual’s quality of life that can be damaged in presence of cancer. In children and adolescent it has an impact on their psychosexual development. In adults it impacts their psychosexual functioning, either in a transitory or permanent way. Cancer consequences in terms of fertility are similar for those that experienced cancer in the childhood, adolescence, and adult life (with children or not). As time goes by and pregnancy does not happen, anxiety increases given the frustration of being unable to have a child. <![CDATA[<B>Imagem corporal da mulher com cancro de mama</B>: <B>Impacto na qualidade do relacionamento conjugal e na satisfação sexual</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho teve como objectivo o estudo da imagem corporal, da qualidade do relacionamento conjugal e da satisfação sexual de mulheres com cancro de mama. Neste estudo participaram trinta mulheres com cancro de mama, submetidas a uma cirurgia (radical ou parcial) e posterior tratamento (quimioterapia, radioterapia e/ou hormonoterapia). Todas as participantes eram casadas ou viviam em união de facto e mantinham uma actividade sexual com o companheiro. Para a avaliação das variáveis em estudo utilizou-se: a Escala de Imagem Corporal "Como me relaciono com o meu corpo", a Escala de Relacionamento Conjugal e o Índice de Satisfação Sexual. Os resultados obtidos apontaram para a inexistência de problemas ao nível da imagem corporal e da qualidade do relacionamento conjugal. Constatou-se, no en-tanto, a existência de problemática ao nível da satisfação sexual das participantes.<hr/>The aim of the present investigation was to study the body image, marital relationship quality and sexual satisfaction of women with breast cancer. In this study participated thirty women with breast cancer, who were submitted to a breast surgery (mastectomy or lumpectomy) and post treatment intervention (chemotherapy, radiation therapy and/or hormone therapy). All subjects were married and had sexual activity with their partners. To evaluate the studied variables, we used: The Body Image Scale, The Marital Relationship Scale and The Index of Sexual Satisfaction. The obtained results showed the inexistence of body image and marital relationship quality problems. However, some difficulties concerning to sexual satisfaction of the participants, were found. <![CDATA[<B>Satisfação sexual e percepção de saúde em mulheres com incontinência urinária</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A incontinência urinária (IU) é um problema comum entre as mulheres de quase todas as idades. O problema de higiene associado ao conceito de IU tem impacto na vida do dia a dia das mulheres, na sua percepção de saúde e qualidade de vida e na vida sexual, nomeadamente na satisfação sexual. O objectivo do presente estudo era descrever as relações entre variáveis demográficas, variáveis clínicas relacionadas com a IU, percepção de saúde e satisfação sexual. Participaram 93 mulheres com diagnóstico de IU. Responderam a um conjunto de questionários que incluíam variáveis demográficas, variáveis relacionadas com a IU (duração da IU, frequência da perda de urina, percepção da gravidade da IU), à versão portuguesa do Urogenital Distress Inventory, de Dugan et al. (1998), do Self-Esteem and Relationship Questionnaire, de Cappeleri et al. (2002), e o SF-8, uma forma reduzida do SF-36 desenvolvido por Ware et al. (1993). Os resultados mostram que a idade, a escolaridade, o tempo de existência de sintomas, sintomas de IU segundo o UDI, frequência de relações sexuais e percepção de saúde mental são as variáveis que descrevem melhor a satisfação com as relações sexuais. A análise de regressão linear mostra que as variáveis que permanecem na equação e que explicam a variância da satisfação sexual são a escolaridade, a frequência de relações sexuais e a saúde mental (mais escolaridade, mais relações sexuais e mais educação), com particular relevância para a saúde mental. Os resultados sugerem que o apoio psicológico visa a melhoria da saúde mental e pode contribuir para um melhor ajustamento em geral e à IU em particular.<hr/>Urinary incontinence (UI) is a common problem among women of nearly all ages. The hygienic problem of UI impacts health perception or quality of life, sexual life satisfaction with sexual life. The aims of the present study were to describe the relationships between demographic variables, clinical variables related with IU (length of symptoms, frequency of urinary leakage, perception of severity of IU), health perception and sexual satisfaction. 93 women with a diagnostic of UI respond to the Urogenital Distress Inventory by Dugan et al. (1998), the Self-Esteem and Relationship Questionnaire by Cappeleri et al. (2002), and the SF-8, a reduced form of the SF-36 developed by Ware et al. (1993). Result shows that age, education, clinical data of IU (length of symptoms, perception of severity of IU), and symptoms of IU are statistically related with health perception and sexual satisfaction. Multiple linear regression shows that variables that explain best sexual satisfaction are mental health, frequency of sexual activity and education (more sexual activity, more education and better mental health are related with better sexual satisfaction). Results suggest that psychological support visa mental adjustment can contribute to better adjustment to UI. <![CDATA[<B>A identidade (homo)sexual e os seus determinantes</B>: <B>Implicações para a saúde</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este artigo tem como objectivo fornecer um enquadramento explicativo do modo como os indivíduos que se identificam como homossexuais constroem a sua identidade e como a construção de uma identidade positivatem implicações para a saúde. É apresentado um modelo de construção da identidade homossexual baseado em sete fases: a (in)compatibilidade na compreensão dos papéis sexuais sociais, o reconhecimento da diferença, a confusão identitária, a tolerância identitária, a aceitação privada, a aceitação privada e integrada e a abertura total. São também exploradas as implicações de uma construção positiva da identidade para a saúde física e psicológica, bem como os determinantes a ela associadas. Procurando dar corpo metodológico a este objectivo, delineou-se uma investigação com a participação de 805 indivíduos que responderam ao questionário de identidade homossexual. Dos resultados obtidos, verificaram-se como determinantes correlacionados com uma boa construção da identidade, as seguintes variáveis: "apoio dos amigos", "força do self", "auto-estima", "número de parceiros", "qualidade de relacionamentos", "gratificação sexual" e "discriminação indirecta". Apresentaram-se negativamente correlacionadas as seguintes variáveis: "apoio familiar", "discriminação directa", "preocupações com a saúde" e "afiliação religiosa/ideológica".<hr/>This article aims to supply an explanatory framework to the manner self-identified homosexual individuals form their identity, and how a positive formation has direct implication to physical and psychological health. A model of homosexual identity is presented based on seven phases: (in)compatibility of understanding social sexual role, recognition of being different, identity confusion, identity tolerance, private acceptance, private and integrated acceptance, and total disclosure. Implications for physical and psychological health derived from a positive identity formation are also explored. 805 individuals participated in the study by answering to the homosexual identity questionnaire. From the results obtained, correlated to a positive identity formation are: "support of friends", "strength of self", "self-esteem", "number of partners", "quality of relationships", "sexual gratification", and "indirect discrimination". The following presented negative correlations: "support of relatives", "direct discrimination", "health concerns", and "religious/ideological affiliation". <![CDATA[<B>Medindo a homofobia internalizada</B>: <B>A validação de um instrumento</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt No presente trabalho, referimos os passos metodológicos levados a cabo para validar um instrumento de avaliação da homofobia internalizada. Com uma amostra de 304 sujeitos, obteve-se um alfa de Cronbach de 0.74, tendo-se ainda averiguado a existência de duas dimensões envolvidas no instrumento: a dimensão interna da percepção do estigma e a dimensão externa da percepção do estigma.<hr/>In the present paper we refer to the methodological steps taken in order to validate an instrument of assessment of internalized homophobia. With a sample of 304 subjects, we got a Cronbach´s alpha of 0.74, having also established the existence of two different dimensions: the internal and external perception of the stigma. <![CDATA[<B>A importância do exercício físico nos anos maduros da sexualidade</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O presente estudo tem como objectivo estudar a influência que poderá ter o exercício físico de um idoso sobre a sua sexualidade. Incide sobre a população idosa, sendo a amostra constituída por 54 sujeitos casados, com idades compreendidas entre 65 e 75 anos. Esta divide-se em dois grupos, um dos quais constituído por 27 sujeitos que praticam exercício físico e o outro por 27 indivíduos que não praticam exercício físico. Utilizou-se como instrumento um questionário sobre a sexualidade após os 65 anos, adaptado por nós. Os sujeitos não praticantes de exercício físico foram entrevistados individualmente em centros de dia, tendo os questionários sido preenchidos pelo entrevistador. Quanto aos sujeitos praticantes de exercício físico, os questionários foram preenchidos pelo próprio e entregues nos seus ginásios, após lhes terem sido dadas as devidas instruções. Tratando-se de um estudo observacional-descritivo de comparação entre grupos, os resultados foram analisados utilizando os testes de Mann-Whitney (opções de resposta de nível ordinal) e do Qui-Quadrado (opções de resposta de nível nominal). Averiguámos que existem diferenças estatisticamente significativas entre as duas amostras no que diz respeito a algumas das dimensões da sexualidade, nomeadamente ao nível da iniciativa para ter relações sexuais, da frequência em média de relações sexuais, do interesse pela vida sexual, das modificações notadas sobre as actividades/divertimentos comuns com o/a companheiro/a, da sensação obtida através das relações sexuais e ainda ao nível dos factores que consideram influenciar a vida sexual. Constatámos que, a nível geral, e de acordo com a amostra em estudo, os sujeitos praticantes de exercício físico são sexualmente mais activos do que os sujeitos não praticantes de exercício físico, existindo uma relação entre a prática de exercício físico e algumas das dimensões da sexualidade do idoso.<hr/>The aim of this work is to study the influence that physical exercise may have upon the sexuality of elderly people. The sample is composed of 54 married subjects, with an age range of 65-75 years. It was divided into two groups, one of which consists of 27 subjects who regularly exercise, the other consisting of 27 subjects who do not exercise. A questionnaire about sexuality after the age of 65 was used as our instrument, after some adjustments. The non-exercising subjects were interviewed individually in a room at their respective day care centers, with the questionnaires being filled by the interviewer. The remaining subjects filled their own enquiries, which were handed at their gymnasiums along with filling instructions. The investigation was designed as an observational-descriptive study of inter-group comparison, and the results were analyzed using the Mann-Whitney (ordinal level answer options) and Qui-Square (nominal level answer options) tests. The results showed statistically relevant differences between the two samples on some of the studied dimensions, namely the sexual initiative, the mean frequency of sexual intercourse, the interest in sex life, the perceived changes of the couple’s mutual activities/ /amusements, the sensations obtained through sexual intercourse and the factors the subjects consider influence sex life. On this sample, on a general level, it was observed that exercising subjects are sexually more active than non-exercising subjects and a relation was established between the practice of physical exercise and some dimensions of elderly sexuality. <![CDATA[<B>Estudo exploratório da relação entre função eréctil, disfunção eréctil e qualidade de vida em homens portugueses saudáveis</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312005000300013&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A disfunção eréctil (DE) é uma situação de elevada prevalência nas sociedades moderna, em parte devido ao envelhecimento da população. A função eréctil (FE) é um componente importante do funcionamento sexual mas com uma relação moderada com a DE. O objectivo deste estudo é avaliar a relação entre DE, FE e qualidade de vida (QDV). Participaram 133 homens Portugueses saudáveis, com idades entre 21 e 78 anos (M=43,86; DP= 14,39), que responderam a um questionário de auto resposta segundo uma metodologia mail type. A DE foi definida segundo os critérios do IEEF-5, uma versão reduzida do IIEF (International Index of Erectile Function). A QDV foi avaliada com recurso ao SF-36. Os resultados mostram que o grupo DE (32,8% da amostra) manifesta valores de QDV mais baixos dos que o grupo não DE principalmente nas dimensões do componente físico. A FE enquanto resultado proveniente de todos os domínios do IIEF aumenta (principalmente nos domínios do Componente Físico). Os dois componentes do SF-36 (físico e mental) mostram tendência para aumentar quando a FE aumenta. Em conclusão encontrámos uma associação clara e positiva entre a percepção de FE e a QDV com preponderância para as dimensões do componente físico desta mas com uma clara interacção com o Componente Mental.<hr/>Erectile Dysfunction (ED) it’s a prevalent dysfunction in modern societies partly because these societies are growing old. Erectile Function (EF) is an important component of sexual functioning but with moderate relation with ED. The purpose of this work is to assess the quality of life (QOL) factors associated with ED and EF. 133 Portuguese healthy males, aged between 21 and 78 years of age (M=43,86; SD=14,39), answer to a self-rated questionnaire mail typed. ED was defined using the Reduced International Index of Erectile Function (IIEF-5) and the FE using the general form of IIEF. QOL was measured through the SF-36 questionnaire. Results shows that the ED group (32,8% of the sample) exhibits statistically significant lower results in physical domains of QOL in comparison with the non-Ed group. The EF as a result of all the domain of IIEF increases as the scores of the scales of the SF-36 increase (mainly the physical domains). The two SF-36 summary components (physical and mental) showed an upward trend. In conclusion, we found a clear pattern of positive association between self-perceived EF and QOL, and significant differences between the ED group and the non-Ed group favouring the non-Ed group for the same variables. This association was stronger for the physical summary component than for the mental one, but with a consistent interaction with the mental component.