Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120040002&lang=pt vol. 22 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Conhecimentos, modelos, e raciocínio condicional</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A interpretação de frases, e em particular a interpretação de frases condicionais, pode ser modulada quer pelo significado das mesmas, pelos referentes, ou pelos conhecimentos gerais. O presente estudo examina o efeito pragmático dos conhecimentos no raciocínio a partir de pares de premissas condicionais. De acordo com a teoria dos modelos, inferências com a mesma forma, mas com conteúdos diferentes, deverão gerar um padrão de inferências diferente. Consideremos as seguintes premissas: Se a Maria não está em Paris, então ela está em França. Se a Maria está em França, então ele é estudante. A primeira premissa explora a inclusão espacial (Paris é em França), pelo que numa possibilidade Maria não está em Paris mas está em França, e noutra possibilidade Maria está em Paris e portanto está também em França. Assim, é impossível a Maria não estar em França, pelo que os indivíduos tenderão a inferir a partir da segunda premissa que ela é estudante. Em contraste, se considerarmos as seguintes premissas, que tem a mesma forma que as do exemplo anterior, mas um conteúdo diferente: Se o João não está em Roma, então ele está em França. Se o João está em França, então ele é estudante. A primeira premissa explora a exclusão espacial (Roma não é em França), pelo que numa possibilidade João não está em Roma e está em França, e noutra possibilidade ele está em Roma e não está em França. Assim, os indivíduos não têm nenhuma base para a inferência categórica de que ele é estudante, e deverão tender para a conclusão condicional de que Se o João não está em Roma então ele é estudante. Os problemas de inclusão geram menos possibilidades do que os problemas de exclusão, pelo que a teoria dos modelos prediz que os problemas de inclusão deverão ser mais fáceis do que os problemas de exclusão. O artigo relata duas experiências que corroboram as previsões da teoria dos modelos. Na Experiência 1, os participantes dão mais conclusões categóricas nas premissas de inclusão, mas apenas algumas conclusões condicionais nas premissas de exclusão. De facto, com as premissas de exclusão, obtém-se muitas conclusões outras. Para evitar isso fizemos uma segunda experiência, onde os participantes escolhem a conclusão a partir de quatro que são fornecidas: conclusão categórica; conclusão condicional; ambas; nenhuma (ao contrário da Experiência 1, onde os participantes escreviam a conclusão). A Experiência 2 replica a superioridade de conclusões categóricas com as premissas de inclusão, e encontra a superioridade de conclusões condicionais com as premissas de exclusão.<hr/>Meaning, reference, and general knowledge can all modulate the interpretation of assertions, and in particular the interpretation of conditionals. The present study examines the pragmatic effects of knowledge on reasoning from pairs of conditional premises. According to the theory of mental models, inferences of the same form but different content should yield different patterns of inference. Consider the following premises, e.g.: If Maria is not in Paris, then she's in France. If Maria is in France, then she's a student. The first premise exploits a spatial inclusion (Paris is in France), and so in one possibility Maria is not in Paris but is in France, and in another possibility Maria is in Paris and so she is also in France. Hence, it is impossible for Maria not to be in France, and so individuals should tend to infer from the second premise that she is a student. In contrast, consider the following premises that have the same form as those in the previous example, but a different content: If João is not in Roma, then he's in France. If João is in France, then he's a student. The first premise exploits a spatial exclusion (Roma is not in France), and so in one possibility João is not in Roma and is in France, and in another possibility he is Roma and so not in France. Hence, individuals have no grounds for the categorical inference that he is a student, and they should tend to infer the conditional conclusion, i.e., that If João is not in Roma, then he's a student. The inclusion problems yield fewer possibilities than the exclusion problems, and so the model theory predicts that the inclusion problems should be easier than the exclusion problems. The paper reports two experiments that corroborated the predictions of the model theory. In Experiment 1, participants drew more categorical conclusion in the inclusion premises, but only a few drew the conditional conclusion from the exclusion premises. In fact, with de exclusion premises, we obtain many "other conclusions"- . To avoid this we have made a second experiment, were participants chose a conclusion from four possibilities: the categorical conclusion, a conditional conclusion, both conclusions, or neither, instead of what happens in Experiment 1, were participants drew the conclusions for themselves from the premises. Experiment 2 replicated the superiority of categorical conclusion in the inclusion premises, and found the superiority of conditional conclusion in the exclusion premises. <![CDATA[<b>As duas faces de Janus da psicologia em Portugal </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A fim de caracterizar o que se publica em Portugal nas revistas especializadas em psicologia, analisámos os artigos publicados desde 1996 até 2003 em três revistas: Psicologia: teoria, investigação e prática, associada à Universidade do Minho; Psychologica, associada à Universidade de Coimbra; e Análise Psicológica, associada ao Instituto Superior de Psicologia Aplicada, Lisboa. Após descrevermos a nacionalidade, género e filiação institucional dos autores dos artigos, classificámos o conteúdo de cada artigo em termos de área temática e de metodologia utilizada. Os resultados - muito semelhantes nas três revistas - mostram que a)os artigos provêm sobretudo de autores portugueses com filiação universitária, muitas vezes na própria instituição que publica a revista; b) os artigos versam sobretudo os domínios aplicados da clínica e da educação; c) cerca de metade dos artigos consiste em revisões de literatura ou análises conceptuais; e d) apenas cinco por cento utiliza metodologia experimental. Estes resultados são interpretados à luz do contexto universitário português, em geral, e da nossa experiência de investigação em Portugal, em particular.<hr/>To characterize what gets published in specialized Portuguese journals of psychology, we analyzed the articles published from 1996 to 2003 in three journals: Psicologia: teoria, investigação e prática, associated with the University of Minho; Psychologica, associated with the University of Coimbra; and Análise Psicológica, associated with the Instituto Superior de Psicologia Aplicada, located at Lisbon. We tabulated the nationality, gender, and institutional affiliation of the authors of the articles and also classified the articles in terms of their content area and methodology. The results, which were similar across the three journals, showed that a) most of the authors are Portuguese working at a university, often at the same university that publishes the journal; b) the articles address mainly the applied areas of clinical and educational psychology; c) half of the articles consist of literature reviews or conceptual analyses; and d) only five per cent used experimental methodology. The results are interpreted at the light of the Portuguese university context, in general, and our research experiences in Portugal, in particular. <![CDATA[<b>Relações terapêuticas</b>: <b>Um estudo exploratório sobre Equitação Psico-Educacional (EPE) e autismo </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este estudo exploratório, ao considerar a Equitação Terapêutica como uma área de intervenção tridimensional, pretendeu enfatizar alguns dos aspectos relacionais implícitos e averiguar se, após a aplicação da Equitação Psico-Educacional - EPE (uma sessão semanal durante dezasseis semanas), em cinco crianças (entre os cinco e os dez anos) diagnosticadas com autismo, se registariam: melhorias ao nível do desenvolvimento e do comportamento; dados que pudessem confirmar a eficácia do tratamento; progressos na adequação de cada participante às diferentes tarefas propostas no decurso das sessões. A metodologia utilizada centrou-se na redacção integral de todas as sessões; na utilização da Grelha de Observação (individual/sessão) para Equitação Psico-Educacional (EPE), com crianças autistas; na aplicação, aos participantes, do Psychoeducational Profile Revised (Schopler et al., 1994) antes (teste) e depois (reteste) da aplicação do tratamento; na aplicação quinzenal, aos pais, do Autism Treatment of Evaluation Checklist (Rimland & Edelson, 2000); e, por último, na utilização de técnicas de audiovisual, com uma periodicidade mensal. Os resultados mostraram-se concordantes com a totalidade das hipóteses colocadas. Estas evidências convidam a uma reflexão sobre a importância do papel catalizador do cavalo, no seio de uma "nova relação" técnico-criança, que deve ser investida como central e transformadora.<hr/>This exploratory study, considering the Therapeutic Riding as a three-dimensional interventional area, intended to emphasize some of the relational aspects involved and aimed to determine if, after the application of Psycho-Educational Riding (PER) (one session per week for sixteen weeks), to five autistic children (between five and ten years of age), we would monitor: improvements in different aspects of development and behaviour; data that might confirm the effectiveness of PER; the development of the necessary skills leading to an increasingly improved performance, of the proposed tasks, during the sessions. The methodology used focussed on the written composition of all sessions; on the employment of the Observational Grid (individual/session) for Psycho-Educational Riding (PER) with autistic children; in the application, to the participants, of the Psychoeducational Profile Revised (Schopler et al., 1994), prior to and after the treatment; the parents were asked to fill out the Autism Treatment of Evaluation Checklist (Rimland & Edelson, 2000), every two weeks; and, at last, audiovisual techniques were also applied on a monthly basis. The results fulfilled all the hypotheses raised at the start of this study. This evidence raises the question on the importance of the horse's catalytic role in the core of a technician-child "new relationship", which must be viewed as crucial and transforming. <![CDATA[<b>Validação de um instrumento sobre diversas perspectivas da morte </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Spilka et al. (1977) construíram e estudaram um questionário contendo oito escalas breves que avaliam outras tantas perspectivas face à morte - Death perspectives scales. Estas escalas foram traduzidas para português e estudadas as suas características psicométricas numa amostra diversificada de 387 sujeitos, incluindo quatro grupos: freiras, seminaristas, estudantes universitários e professores. Estas escalas manifestaram possuir, na tradução e adaptação portuguesa, uma boa estrutura psicométrica e uma boa consistência interna, além de suficiente validade concorrente e discriminante, podendo assim constituir um instrumento válido para avaliar diversas perspectivas em relação à morte em diversos grupos. Neste estudo, os dois grupos de religiosos, em confronto com outros dois grupos não religiosos, avantajaram-se quanto à sua capacidade de interpretar e de lidar com a morte, manifestando particularmente uma maior crença na vida para além da morte.<hr/>Spilka et al. (1077) constructed and studied a questionnaire containing eight short scales which assess a range of possible perspectives on death - so-called Death perspective scales. These scales were translated into Portuguese and their psychometric characteristics were studied with a sample of 387 subjects, comprising four groups: nuns, seminarians, university students and teachers. These scales showed, in the Portuguese translation and adaptation, good psychometric structure and internal consistency in addition to sufficient validity and discriminative power. They constitute, therefore, a valid instrument to assess diverse perspectives in relation to death in different groups. In this study, two religious groups in comparison with two non-religious groups displayed a higher capacity to interpret and cope with death, showing in particular a stronger belief in life after death. <![CDATA[<b>Problematização das dificuldades de aprendizagem nas necessidades educativas especiais</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A legislação portuguesa que rege os serviços de educação especial não contempla as dificuldades de aprendizagem como uma categoria das necessidades educativas especiais. Assim sendo, os alunos que apresentem dificuldades de aprendizagem não podem ser receptores de serviços de educação especial tantas vezes necessários para responder com eficácia às suas necessidades. Este artigo pretende demonstrar que as dificuldades de aprendizagem são uma categoria das necessidades educativas especiais e, por conseguinte, os alunos que as apresentem devem ter direito a serviços especializados adequados quando especificados nos seus pro-gramas educativos individualizados (PEI).<hr/>The Portuguese legislation on special education does not consider learning disabilities as a category of the special educational needs spectrum. As such, students with learning disabilities are not entitled to receive specialized services needed to answer to their special needs. This article attempts to demonstrate that learning disabilities is a category of the special educational needs spectrum; therefore, the students with learning disabilities should receive special educational services when recommended in their individualized educational programs (IEP). <![CDATA[<b>Ser pai</b>: <b>Transformações intergeracionais na paternidade </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200006&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O estudo psicológico da paternidade e dos seus impactos em pais e filhos ganhou uma incidência internacional crescente desde os anos setenta. A concepção de mudança associada à forma de concretizar a paternidade nas últimas gerações tem sido polémica, com estudos demonstrando mudanças nalgumas das dimensões da relação pai-filhos, e outros indiciando que os novos formatos de família, muito em particular a separação e divórcio, e o excesso de horas laborais, vieram afastar o pai - mais do que aproximar - da educação dos filhos. Perante a ausência, em Portugal, de investigações neste domínio, o estudo aqui apresentado, realizado com uma amostra de pais, avós e filhos, foi avaliar a eventual transformação das percepções subjectivas relativas ao papel do pai no decurso de três gerações. As conclusões vão no sentido de estarmos perante um conjunto de percepções que apontam para a concepção de um pai renovado, indiciando uma base estrutural cognitiva que venha a poder ser suporte de novas expectativas e práticas na relação do pai com a prole.<hr/>The psychological study of parenthood and its impact on children have grown significantly since the 70's. The idea of change in the father - child relationship in the last generations has been under scrutiny by researchers, with some data confirming transformations in some dimensions of that relationship, and other infirming that the father is more intervenient or present in the child's life, mainly due to separation and divorce and excessive work hours. These particular situations have been responsible, some say, for the separation between father and children. In Portugal, we have no studies whatsoever on the topic. Accordingly, this article presents part of a research involving fathers, grandfathers and children, studying their subjective perceptions on the concept of fathering along three generations. Conclusions highlight subjective perceptions of a renewed father, sustaining possible tendencies for shifts in expectancies and practices in the traditional role of the father. <![CDATA[<b>Avaliação das intenções comportamentais relacionadas com a promoção e protecção da saúde e com a prevenção das doenças</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O Estilo de Vida ou Wellness está associado à saúde e às doenças. O presente estudo desenvolve um questionário para avaliar o estilo de vida em áreas decisivas para uma boa saúde. O questionário inclui 28 itens distribuídos por categorias cinco categorias e é inspirado no questionário desenvolvido por Hettler em 1982. O questionário está organizado como uma lista de comportamentos (rating scale) em vez de como uma escala. Participaram no estudo 609 indivíduos saudáveis que constituíram uma amostra de conveniência, e que preencheram voluntariamente um questionário anónimo e confidencial. O estudo das qualidades do questionário enquanto medida mostram que possui propriedades adequadas enquanto medida de comportamentos relacionados com a saúde e com as doenças, é uma medida breve e útil para ser utilizada, quer em estudos de investigação quer de intervenção em programas de promoção da saúde ou de prevenção de doenças.<hr/>The life style or wellness is associated with health and disease. The present study aims to develop a questionnaire to assess health behaviour or lifestyle related with good health. The questionnaire includes 28 items distributed trough five categories, inspired in the 1982 study of Hettler. The items constitute a list of behaviours (rating scale) and not a scale. Participants are a convenience sample of 609 healthy individuals, which fulfil the questionnaire voluntarily, in an anonymous and confidential way. The study of the questionnaire as a measure show that it constitutes a brief measure of health related behaviour useful to be used in research and programmes of health promotion and disease prevention. <![CDATA[<b>Filho do coração... </b>: <b>Adopção e comportamento parental </b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Este trabalho foi elaborado com o objectivo de compreender os sentimentos e vivências das mães, enquanto mães adoptivas, avaliando as estratégias encontradas para solucionar as diversas dificuldades que esta situação acarreta. Para tal, foram realizadas e analisadas cinco entrevistas semi-estruturadas, de acordo com o método Grounded Theory, a mães adoptivas com idades compreendidas entre os vinte e sete e os quarenta anos de idade, cujas crianças tinham idades variáveis entre os três meses e os seis anos, aquando da realização das entrevistas. Assim, observou-se a emergência de cinco fases: o desejo de ter um filho; os tratamentos médicos/hospitalares; o desejo de adoptar; o planeamento para a chegada da criança e, por último, a concretização do desejo de ser mãe. Estas fases interligam-se por vários pontos de transição donde se destaca a percepção de um problema (infertilidade), o fracasso dos tratamentos médicos com a aceitação de uma parentalidade adoptiva, a reunião com o técnico e, por último, a ida para casa.<hr/>This dissertation has for goal the understanding of the feelings and life-stile of adoptive mothers, evaluating the strategies that they found to copy with this particularly situation. We have made and analysed five semi-structure interviews, according to the Grounded Theory method, to adoptive mothers with ages between twenty-seven and forty years old, whose children have ages between three months and six years. Thereby it's demonstrated the emergency of five stages: the desire to have a child; the medical/hospital treatments; the desire to adopt; planning the child's arrival, and at last, the achievement of the desire to became a mother. The transition and connection of these phases were made by the undergoing of some points as, the perception of a problem (infertility), the failure of the medical treatments and the transition to an adoptive parenthood, the reunion with the technician and the going home of the new family. <![CDATA[<b>«Maternidade atrás das grades» </b>: <b>Comportamento parental em contexto prisional</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312004000200009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt O objectivo deste estudo é construir uma teoria sobre o comportamento parental de mães que têm junto de si os seus filhos, enquanto cumprem penas judiciais. Entrevistaram-se seis mães detidas no Estabelecimento Prisional de Tires, com idades entre os vinte e três e os quarenta e um anos, cujas crianças têm idades entre um e dois anos. Utilizaram-se entrevistas semi-estruturadas com questões abertas, que abordavam principalmente as experiências vivenciadas por estas mães, as dificuldades do seu quotidiano e a forma como eram ultrapassadas. As entrevistas foram gravadas, posteriormente transcritas e analisadas de acordo com o método Grounded Theory. Verificou-se que estas mães se centram e focalizam na criança, desenvolvendo relações bastantes dependentes, tornando-se, simultaneamente uma relação mais próxima e adequada. Em parte, esta centração resulta de sentirem alguma culpabilidade por manterem os filhos na prisão e de recearem bastante a reacção futura da criança.<hr/>The purpose of this essay is to develop a theory about the parental behavior of incarcerated mothers who have their children near them while they have their time in prison. We interviewed six incarcerated mothers in Estabelecimento Prisional de Tires, with ages between twenty three and forty one years old. Their children have ages between one and two years old. We used semi-structured interviews with open questions about the life experiences of these mothers, their daily life difficulties and how they are oversteped. The interviews were recorded, and than transcribed and analysed according to the Grounded Theory method. We verified that these mothers put their children in the center of their lives and this becomes a very dependent relationship between both of them. Simultaneously, this relationship is also more near and suitable. The mothers center their lives in the children, in part because they feel some culpability for keeping the children in prison and also they fear their children reaction in the future.