Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120010003&lang=en vol. 19 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Diversidade e comportamentos juvenis</b>: <b>um estudo dos estilos de vida de jovens de origens étnico-culturais diferenciadas em Portugal</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en Estudo dos comportamentos de jovens adolescentes, de origem étnico-cultural diferenciada, nas áreas familiar, escolar, pessoal, social e religiosa, relativas à identidade, aos hábitos de lazer, aos hábitos alimentares e ao consumo de substâncias tóxicas e factores àquele associados, bem como a opinião dos jovens quanto às razões que determinam os consumos prejudiciais e possíveis soluções.<hr/>Study of the lifestyles of adolescents from different ethnic and cultural origins concerning the areas - family, school, individual and societal, religion, identity, leisure, eating habits, substance use and influencing factors - as well as the youngsters' opinions regarding the reasons which determine substance use and also possible solutions for the problem. <![CDATA[<b>História de abuso durante a infância</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente estudo insere-se num projecto de investigação mais vasto sobre o contexto psicossocial dos maus tratos e negligência à criança em Portugal. Foi especificamente concebido para analisar a prevalência de história de abuso na infância e adolescência em pais portugueses na comunidade. Os novecentos e trinta e dois pais (506 mães e 426 pais) da amostra do estudo, seleccionados na comunidade através de escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico, situadas na região Norte do País, completaram a versão portuguesa do Childhood History Questionnaire (CHQ, Milner, Robertson, & Rogers, 1990). Os resultados ilustram os cuidados recebidos, assim como a prevalência de história de abuso físico (com e sem sequelas) e sexual, na infância e adolescência dos pais da amostra. Ilustram aspectos relevantes da história de abuso físico e sexual dos participantes no estudo, tais como: idade de ocorrência, recorrência do abuso, perpetrador(es) e tipo de comportamento abusivo.<hr/>The present study was conducted as a part of a larger research concerning the psychosocial context of child abuse and neglect. It was specifically designed to analyze the prevalence of the history of abuse in Portuguese parents from the community. Nine hundred and thirty two parents (506 mothers and 426 fathers), composing our community parents' sample, that were selected through public primary schools from the Northern area of Portugal, and completed the Portuguese version of the Childhood History Questionnaire (CHQ, Milner, Robertson, & Rogers, 1990). Results illustrate the received care, as the prevalence of child and adolescent physical (with and without sequelae) and sexual abuse history in community parents. They show relevant aspects about participant's history of physical and sexual abuse, such as: age of its occurrence, abuse recurrence, kind of perpetrators and abusive behavior. <![CDATA[<b>Criatividade e antecedentes ao consumo de drogas</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo pretende avaliar a relação entre a criatividade e as razões que levam ao consumo de heroína e haxixe. Para avaliar as situações que levam ao consumo de drogas, é utilizada uma escala construída a partir do instrumento Inventory of Drug-Taking Situations (IDTS; Turner, Annis, Sklar, 1997); para avaliar a criatividade é utilizada uma escala construída a partir do instrumento The Physiognomic Cue Test (PCT; Stein, 1975). Participam neste estudo 126 indivíduos (63 consumidores de heroína e 63 consumidores de haxixe). Os resultados obtidos mostram que os consumidores de heroína referem mais situações negativas de consumo que os consumidores de haxixe, não existindo diferenças, nos dois grupos, em relação a situações positivas que levam ao consumo. Relativamente à criatividade verifica-se uma relação positiva entre a sua vertente afectiva e o consumo de haxixe, e uma relação negativa entre a vertente cognitiva e o consumo de heroína. Não foi encontrada relação entre a criatividade e o tipo de situação que leva ao consumo. O estudo revelou-se importante na análise das situações que levam ao consumo e do papel do desenvolvimento da criatividade como via possível da reabilitação de consumidores de heroína.<hr/>This study aims at elaborating on the connection between creativity and the reasons that lead to the use of heroin and cannabis. One hundred twenty six subjects (63 heroin users and 63 cannabis users) filled in a Portuguese version, adapted from the Inventory of Drug-Taking Situations (IDTS; Turner, Annis, Sklar, 1997), to evaluate the situations that lead to drug consumption; and an adaptation of The Physiognomic Cue Test (PCT; Stein, 1975), to evaluate their creativity. The results show that heroin users make reference to more negative situations than cannabis users, while there are no differences between both groups as to positive circumstances that lead to drug consumption. As to creativity, we found a positive correlation between the «feeling» (affective) subscale and cannabis use; and a negative relationship between the «action» (cognitive) subscale and heroin use. No relationship was found between creativity and the situation that the role of creativity as a possible way to rehabilitate leads to drug use. heroin users. The study provided important data to the analysis of the situations that lead to drug consumption, and to the role of creativity as a possible way to rehabilitate heroin users. <![CDATA[<b>Aspectos metodológicos de um estudo de caso de psicose</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en No âmbito do estudo da perturbação psicótica, propomo-nos expor, sob a perspectiva psicodinâmica, o percurso evolutivo de um paciente com esquizofrenia em processo de tratamento numa comunidade terapêutica, especialmente vocacionada para a intervenção na doença mental grave. Neste contexto, o presente artigo, pretende fundamentalmente salientar a metodologia de investigação utilizada, baseada na aplicação do método do estudo de caso individual. Sendo assim, foram delineados toda uma série de procedimentos metodológicos com o fim de atenuar algumas das limitações inerentes a este tipo de estudos. Por fim, são tecidas algumas considerações (sob a forma resumida), que, embora não assumindo um carácter conclusivo, pretendem realçar alguns dos principais aspectos a reter deste nosso estudo.<hr/>Regarding the study of psychotic disorder, we proposed to study, psychodinamically, the evolution course of an esquizophrenic patient, under a treatment process inside of a therapeutic community, especially directed for the treatment of very disturbed patients. In this matter, we intend, especifically, to emphasize the investigation method that we applied, wich was the single case study. In consequence we defined several methodological procedures with the proposal of minimize some of the limitations of case study methodology. Finally, we made varied breaf considerations, not with the intention of being conclusive, but primarily to emphasize some of the major dimensions consequent to our research. <![CDATA[<b>Características motivacionais e opções curriculares no Ensino Básico</b>: <b>educação tecnológica <i>vs.</i>2.<sup>a</sup> língua estrangeira</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente artigo pretende comparar as características motivacionais em alunos do 3.º ciclo (7.º e 9.º anos) com diferentes opções curriculares (2.ª Língua Estrangeira vs. Educação Tecnológica). Deste modo, é nosso objectivo apresentar, a partir da legislação existente no nosso país, o papel que a disciplina de Educação Tecnológica tem no 3.º ciclo da escolaridade básica e o porquê de, em nossa opinião, existir, no que respeita a esta disciplina, uma carga eminentemente negativa. Em seguida, procuramos caracterizar os alunos que optam pelas duas disciplinas consideradas, realçando algumas das características motivacionais e sociais que influenciam essa escolha e que acompanham e diferenciam claramente os alunos ao longo do 3.º ciclo. Os resultados de estudos diferenciais indicam que os alunos de 2.ª Língua Estrangeira apresentam maiores índices de auto-conceito académico e não académico, bem como concepções de inteligência mais dinâmicas e expectativas de auto-eficácia académica mais elevadas comparativamente com os alunos de Educação Tecnológica, quer no 7.º quer no 9.º ano de escolaridade. Finalmente, é nosso objectivo colocar em evidência a importância do papel do grupo-turma no contexto escolar, no sentido de evidenciar as diferenças grupais que se estabelecem dentro da escola, local onde o direito à igualdade de oportunidades no sucesso escolar se encontra consagrado na Constituição, e onde a diferença se deve instituir como fonte de enriquecimento e desenvolvimento pessoal e colectivo.<hr/>This article aims to compare the motivational characteristics of 3rd cycle students (7th and 9th grades) with different curricular options (Second Foreign Language vs. Technological Education). This way, our aim is to present the Technological Education role in the 3rd cycle of the compulsive Portuguese education system, taking in consideration the existing legislation, and try to explain the reasons for the generalized negative perceptions of this curricular option. Next, our goal is to characterize the students who choose either one or the other curricular option and enhance some of the motivational and social characteristics that influence that choice and which clearly differentiate the 3rd cycle students. The results of the differential studies indicate superiority of the Second Foreign Language students in academic and non-academic self-concepts, in personal conceptions of intelligence (more dynamic), and also in their self-efficacy expectations, in comparison with Technological Education students, for both 7th and 9th graders. Finally, we try to emphasize the role of school class in the enhancement of group differences within school, institution where the right for equal opportunities in academic success is well established in the Portuguese Constitution, and where the difference should represent a way of enhancement and personal and collective development. <![CDATA[<b>Sobre a avaliação</b>: <b>o comportamento subjacente à «norma de referência»</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en O presente trabalho teve como propósito o estudo do comportamento avaliativo subjacente às normas de referência. Rheinberg (1983), referiu que na actividade avaliativa existem duas normas de referência, uma social e outra individual, que teoricamente se opõem. Na sequência dos trabalhos empíricos de Rheinberg (1980, 1983) e Forzi (1994), analisou-se o método de categorização do comportamento de avaliação no «Little Evaluation Test», dos professores e futuros professores, procedendo-se à operacionalização da «norma de referência» e, em consequência, à definição de três categorias: norma social, individual e socio-individual.<hr/>The aim of this study was concerned with the analysis of the evaluation behavior according with the reference norms. Rheinberg (1983) refers the existence of two norms of evaluation during the evaluation activities that are from the theoretical point of view opposed, one social and other individual. Based on the empirical work of Rheinberg (1980, 1983) e Forzi (1994) we analysed the categorization method of teachers and future teachers on their evaluative behaviour in the «Little Evaluation Test» and we proceed to the operational definition of the reference norm and consequently to de definition of three categories: social norm, individual and social-individual norm. <![CDATA[<b>Lack of control leads to less stereotypic perceptions of groups</b>: <b>an individual difference perspective</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en One study was conducted to analyze the effect of perceived control over one's life on group perception. Participants were presented with abstract and exemplar information regarding a group of 100 lawyers and answered a questionnaire with questions regarding group perception and perceived control. Considering that lack of control leads to effortful information seeking, it was expected, and found that participants who perceived less control over their lives perceived the group of lawyers in a less stereotypic and more variable way than participants who perceived more control over their lives. This result is in line with results showing that lack of control leads to increased perceived group variability. The role of motivation on group perception is discussed.<hr/>O efeito da percepção do controlo sobre a sua vida na percepção de grupo é analisado num estudo. Neste estudo, os participantes recebem informação abstracta e exemplar acerca de um grupo de 100 advogados, após o que respondem a um questionário com medidas de percepção de grupo e percepção de controlo. Considerando que a falta de controlo está associada a um processamento de informação vigilante, esperávamos que pessoas que percebem menos controlo sobre a sua vida percebam o grupo de advogados de forma menos estereotípica e mais variável que pessoas que percebem mais controlo sobre a sua vida. Os resultados confirmam esta hipótese, indo ao encontro de estudos prévios, segundo os quais falta de controlo tem como consequência um aumento da percepção de variabilidadede grupo. É discutido o papel de variáveis motivacionais na percepção de grupo. <![CDATA[<b>Um compêndio de medidas (frequentes e recentes) usadas em comportamento organizacional</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Um dos obstáculos frequentes à actividade de investigação decorre da dificuldade de identificar medidas estáveis e testadas para operacionalizar as variáveis em estudo. Este artigo identifica um conjunto de instrumentos de medida, usados recente e/ou frequentemente pelos investigadores do comportamento organizacional. Não sendo um guia exaustivo, este compêndio pretende facultar um acesso mais rápido e direccionado àqueles que produzem investigação neste domínio científico.<hr/>A frequent obstacle to research making is related with the difficulty to identify stable and tested measurement instruments. This article offers a compendium of measures, used frequently and/or recently by organizational behavior researchers. Although nor being exhaustive, this compendium aims to help researchers in their efforts to find possible measures for conducting their studies. <![CDATA[<B>O primeiro ano de escolaridade</B>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312001000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en Um dos obstáculos frequentes à actividade de investigação decorre da dificuldade de identificar medidas estáveis e testadas para operacionalizar as variáveis em estudo. Este artigo identifica um conjunto de instrumentos de medida, usados recente e/ou frequentemente pelos investigadores do comportamento organizacional. Não sendo um guia exaustivo, este compêndio pretende facultar um acesso mais rápido e direccionado àqueles que produzem investigação neste domínio científico.<hr/>A frequent obstacle to research making is related with the difficulty to identify stable and tested measurement instruments. This article offers a compendium of measures, used frequently and/or recently by organizational behavior researchers. Although nor being exhaustive, this compendium aims to help researchers in their efforts to find possible measures for conducting their studies.