Scielo RSS <![CDATA[Análise Psicológica]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-823120190003&lang=en vol. 37 num. 3 lang. en <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Children’s understanding of the idea of logical necessity</b>: <b>The effect of counter-suggestions</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300001&lng=en&nrm=iso&tlng=en This study examined the child’s understanding of the idea of logical necessity in 40 preoperational and 40 operational children in the context of a number conservation task and a liquids conservation task. The first task followed the typical Piagetian clinical method. The second task also used this method, but it employed counter-suggestions that Piaget, in a surprising way, rarely, if ever, used in his experiments. Children’s performance on the number conservation task allowed us, in a pre-experimental phase, to classify those children, aged between 5 and 7 years, as preoperational (40) or operational (40). Results show that: (1) from the number conservation task to the liquids conversation task, there was a significant change in preoperational and operational children’s epistemic status and its corresponding idea of logical necessity; (2) children refused a non-justified counter-suggestion coming from a putative knowledgeable adult less than a justified contra-suggestion coming from a hypothetical child; (3) operational children often invoked the identity argument on both tasks and the reversibility argument was practically absent; (4) children invoked the compensation argument on the liquids conservation task more than on the number conservation task.<hr/>O problema da necessidade lógica ou conhecimento necessário é central na teoria de Piaget. Este estudo examinou essa necessidade no desempenho de 80 crianças na prova de conservação de líquidos. Estas crianças tinham sido avaliadas previamente como pré-operatórias (40) ou operatórias (40) com base no seu desempenho numa fase pré-experimental na prova do valor cardinal de um conjunto segundo o típico método clínico Piagetiano. Na fase experimental, recorremos a dois tipos de contra-sugestão estranhamente não usados por Piaget. Os principais resultados mostram que (1) nem todas as crianças pré-operatórias como operatórias tinham a mesma ideia de necessidade lógica, já que algumas mudaram o seu estatuto operatório ou epistémico da fase pré-experimental para a experimental; (2) as crianças recusaram menos uma contra-sugestão não justificada de um adulto perito na noção em jogo do que uma contra-sugestão justificada e provinda de uma criança hipotética da idade da criança entrevistada, sendo este dado mais visível nas crianças pré-operatórias do que operatórias; (3) o argumento operatório da identidade foi o mais invocado pelas crianças operatórias em ambas as provas e o argumento da reversibilidade nunca apareceu; e (4) o argumento da compensação foi mais invocado na prova da conservação de líquidos do que na prova do valor cardinal de um conjunto. Alguns destes resultados são consistentes com a teoria de Piaget, mas outros desafiam-na em extensão considerável. <![CDATA[<b>Parenting styles, social skills and the mediational role of personality in adolescents and young adults</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300002&lng=en&nrm=iso&tlng=en As vivências afetivas experienciadas no seio familiar têm um papel privilegiado no desenvolvimento dos jovens. A presente investigação teve como objetivo analisar o efeito dos estilos parentais no desenvolvimento das competências sociais e testar o papel mediador da personalidade. A amostra incluiu 1976 jovens com idades entre os 14 e os 25 anos. Os resultados apontam que a empatia, a assertividade e o autocontrolo são preditos positivamente pelo estilo democrático e que a assertividade e o autocontrolo são preditos negativamente pelo estilo permissivo. Os dados sugerem o efeito mediador positivo da personalidade emocionalmente ajustada na associação do estilo democrático e as competências sociais, e um efeito mediador negativo entre o estilo permissivo e determinadas competências socias.<hr/>Affective experiences lived in the family have a privileged role in the development of young people. This research aimed to analyze the effect of parenting styles in the development of social skills of young people. It was also tested the mediating role of personality. The sample included 1976 young, 14 to 25 years aged. The results show that empathy, assertiveness and self-control were positively predicted by democratic style, and assertiveness and self-control were negatively predicted by permissive style. The data also suggested the positive mediating effect of personality on the association between democratic style and social skills, and a negative mediating effect on the association between permissive style and social skills. <![CDATA[<b>Parents’ perspectives about their experience in the ACT-Raising Safe Kids program</b>: <b>A qualitative study</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300003&lng=en&nrm=iso&tlng=en The present study aimed to explore Portuguese parents’ perspective about their experience and participation in the ACT-Raising Safe Kids Program (RSK), a universal parenting program to prevent child maltreatment. The sample consisted of 9 mothers and 1 father of 3 to 8 years old children who completed the ACT-RSK. Parental perspectives were assessed through a semi-structured face-to-face interview. Content analysis and descriptive statistic procedures were used to analyze the data. Findings indicate that parents chose to participate because they needed help to solve specific problems, wanted to improve parenting abilities and knowledge, and share experiences. As results of participating in the ACT-RSK, parents reported an increased awareness of parenting behaviors, an adjustment of expectations and acquisition of information. They also perceived increased emotional self-regulation, self-efficacy and use of positive parenting practices. These changes led to the enhancement of their child’s self-regulation and awareness of rules, and a reduction in behavior problems. Regarding the implementation of the ACT-RSK, parents valued the contents addressed and belonging to a group. However, they identified personal and program barriers, including competing demands on parent’s time and considering some sessions less useful. Implications of these findings are discussed and future research questions are addressed.<hr/>A presente investigação teve como principal objetivo compreender a perspetiva dos pais acerca da sua experiência e participação no ACT-Raising Safe Kids (RSK), um programa parental universal que visa prevenir a violência na infância. Realizaram-se entrevistas semiestruturadas presenciais a 10 pais (9 mães e 1 pai) de crianças entre os 3 e os 8 anos. Recorreu-se à análise de conteúdo e a procedimentos de estatística descritiva para analisar os dados obtidos. Os resultados indicaram que os pais decidiram participar no programa porque necessitavam de resolver problemas específicos e pretendiam aumentar conhecimentos, melhorar competências parentais e partilhar experiências. Após a participação no ACT-RSK, os pais reportaram uma maior consciência do seu comportamento, adequação das suas expetativas e aquisição de informação. Os participantes percecionaram um aumento da capacidade de autorregulação e autoeficácia e do uso de práticas parentais positivas. A mudança parental resultou na melhoria da capacidade de autorregulação, consciência das regras e redução dos problemas de comportamento dos filhos. Relativamente à implementação do ACT-RSK, os pais valorizaram os conteúdos abordados e a pertença ao grupo. Contudo, os participantes identificaram barreiras pessoais e do programa, tais como a falta de disponibilidade e o facto de considerarem algumas sessões menos úteis. Neste estudo, são discutidas as implicações dos resultados e apresentadas futuras linhas de investigação. <![CDATA[<b>Personality traits and aggressive behaviors</b>: <b>The mediating role of revenge</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300004&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo tem por objetivo verificar o papel mediador da vingança na relação entre traços de personalidade e agressão. Contou-se com a participação de 218 pessoas, com idades entre 18 e 69 anos (M=27,84; DP=10,37), a maioria do sexo feminino e com ensino superior incompleto. Os participantes responderam ao inventário dos Big Five, questionário de agressão Buss-Perry e escala de vingança. Como resultados, apenas a amabilidade e o neuroticismo apresentaram correlações significativas com os fatores da agressão e com a vingança. Acerca dos modelos de mediação, o modelo da amabilidade não obteve um bom ajuste de dados para predizer a agressão física, agressão verbal e hostilidade; para o neuroticismo, houve uma mediação parcial em todos os tipos de agressão. Entende-se que os resultados contribuem para a compreensão de quais mecanismos estão subjacentes aos comportamentos agressivos, sobretudo quando se leva em conta os traços de personalidade e as atitudes vingativas.<hr/>This study aims to verify the mediating role of revenge in the relationship between personality traits and aggression. The participation of 218 people, aged between 18 and 69 years (M=27.84; SD=10.37), mostly female and with incomplete higher education. Participants responded to the Big Five inventory, Buss-Perry aggression questionnaire and revenge scale. As a result, only kindness and neuroticism showed significant correlations with aggression factors and revenge. Regarding mediation, in kindness it was observed that the models of mediation are not adjusted to the data for physical, verbal aggression and hostility; In neuroticism, there was a partial mediation in all types of aggression. It is understood that the results contribute to the understanding of what mechanisms underlie aggressive behaviors, especially when taking into account personality traits and vengeful attitudes. <![CDATA[<b>Parental representations and psychological pain</b>: <b>An exploratory study</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300005&lng=en&nrm=iso&tlng=en O objectivo deste estudo de cariz exploratório é testar, em adultos da comunidade, a relação entre representações das figuras parentais e dor psicológica. A amostra final é constituída por 164 participantes, com idades entre os 18 e os 65 anos, que responderam à Psychache Scale e ao Inventário para Aceder às Memórias de Infância Relativas às Práticas Parentais (EMBU) e, realizaram uma descrição livre de cada uma das figuras parentais. Estas descrições foram codificadas recorrendo à Escala de Diferenciação e Relacionamento (Escala DR). Os resultados mostraram que à excepção do nível DR para a descrição da figura materna, as restantes cinco variáveis, nível DR para a descrição da figura paterna, rejeição paterna, rejeição materna, sobreprotecção paterna e sobreprotecção materna, se correlacionam significativamente com a variável dor psicológica. Uma análise de regressão múltipla do tipo forward mostrou que as variáveis, nível DR para a descrição da figura paterna, rejeição paterna e sobreprotecção materna deram um contributo significativo para a previsão da dor psicológica, embora explicando uma percentagem baixa de variância da dor psicológica. Este modelo foi corroborado através de Modelação de Equações Estruturais. Os resultados são discutidos no âmbito da teoria psicanalítica e da perspectiva da aceitação-rejeição de Rohner.<hr/>The aim of this exploratory study is to test, in community adults, the relationship between of parental representations and psychological pain. The final sample consisted of 164 participants, aged between 18 and 65 years, who have responded to the Psychache Scale and the o Inventory for Assessing Memories of Parental Rearing Behaviour (EMBU) and gave a free description of each parental figure. These descriptions were coded using the Differentiation-Relatedness (D-R) Scale. Results demonstrate that with the exception of the DR level for description of the mother, the remaining five variables DR level for the description of the father, father rejection, mother rejection, father overprotection and mother overprotection correlate significantly with the psychological pain variable. A forward multiple regression analysis showed that the variables DR level for the description of the father, father rejection, and mother overprotection made a significant contribution to the prediction of psychological pain, although explaining a low percentage of variance of psychological pain. This model was corroborated by Structural Equation Modeling. The findings are discussed within the framework of psychoanalytic theory and Rohner's acceptance-rejection perspective. <![CDATA[<b>Traumatic experiences in chronic illness</b>: <b>Reports of adolescents with scoliosis and diabetes</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300006&lng=en&nrm=iso&tlng=en A vivência de uma doença crónica é um fator de stress que pode originar um conjunto de vivências traumáticas ainda pouco estudadas. A escrita expressiva permite aceder aos significados de vivências pessoais criando simultaneamente oportunidades de insight e reorganização de experiências traumáticas. Usando esta técnica o presente estudo analisou as experiências traumáticas narradas por 36 adolescentes com escoliose (19 dos quais usam colete) e 20 com diabetes. Os resultados identificaram a monitorização da terapêutica, as queixas físicas, as relações interpessoais e as preocupações com o desenvolvimento da doença como sendo as experiências traumáticas mais frequentes. A comparação das narrativas dos três grupos de adolescentes mostrou que mais do que o tipo de doença, o uso do colete está significativamente implicado nas vivências traumáticas destes adolescentes. A análise dos resultados ao longo do tempo, mostrou ainda efeitos positivos da escrita expressiva na diminuição da vivência traumática destes adolescentes, reforçando a sua pertinência como instrumento para a clínica.<hr/>The experience of chronic illness is a stressful life event that can lead to a set of traumatic experiences with intense and long-lasting psychosocial effects still poorly understood. Expressive writing is particularly powerful in disclosing the in-depth meaning of human experiences, also creating opportunities for insight and reorganization of traumatic experiences. The present study analyzed the traumatic experiences reported by 36 adolescents with scoliosis (19 using the brace) and 20 with diabetes, using expressive writing paradigm. The results identified the monitoring of therapy, physical complaints, relationships and concerns about the development of chronic illness as the most frequent traumatic experiences. The comparison of the narratives of the three groups of adolescents showed that more than the type of chronic illness the use of the brace was significantly implicated in the traumatic experiences of these adolescents. Over time expressive writing showed positive effects, reinforcing its relevance as a tool for clinical use. <![CDATA[<b>Quality of sibling relationship and parental differential treatment in a sample of Portuguese adolescents</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300007&lng=en&nrm=iso&tlng=en Siblings are extremely important in adolescent life. We intent to study how sibling attachment, parental differential treatment and the use of conflict tactics resolution in siblings relationship are related. In a sample of 192 Portuguese adolescents aged between 11 and 16 we applied Inventory of Parent and Peer Attachment, sibling version; the Revised Conflict Tactics Scales - Sibling Version and the Sibling Inventory Differential Experience. The results show that an equal parental treatment are associated with positive way of solving conflicts between siblings; boys reported more distance from siblings than girls, and a negative sibling relationship seems to influence the occurrence of sibling violence. This study stresses the importance of parents and practitioners in promoting earlier closeness between siblings.<hr/>Os irmãos são extremamente importantes na vida do adolescente. Com este estudo tivemos por objetivo explorar de que modo estão relacionados a vinculação entre irmãos, o tratamento parental diferenciado e o uso de táticas resolução de conflito no relacionamento entre irmãos. Numa amostra de 192 adolescentes portugueses, 64.6% do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 11 e os 16 anos, aplicou-se o Inventário de Vinculação na Adolescência (versão irmãos), as Escalas de Táticas do Conflito Revisadas (versão irmãos) e o Inventário de Experiências Diferenciadas entre Irmãos. Os resultados mostram que um tratamento parental igualitário está associado à maneira positiva de resolver os conflitos entre irmãos; o sexo masculino relatou maior distanciamento entre irmãos do que o sexo feminino, e uma relação negativa entre irmãos parece influenciar a ocorrência de violência entre estes. Este estudo enfatiza a importância de pais e profissionais de saúde promoverem precocemente a proximidade entre irmãos. <![CDATA[<b>The impact of intervention programs for improving textual production in children of 4<sup>th</sup> grade</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300008&lng=en&nrm=iso&tlng=en Este estudo tem como objetivo avaliar o impacto na escrita de textos narrativos, de um programa de escrita, em que os alunos têm acesso a instrumentos de autorregulação para a revisão dos textos. Participaram 71 crianças do 4º ano de escolaridade com práticas semelhantes ao nível do trabalho sobre o texto escrito na sala de aula, divididas em 3 grupos experimentais e 1 de controlo. Foram controladas as variáveis relativas ao nível cognitivo e ao desenvolvimento da linguagem lexical e sintática. Realizou-se no momento do pré e pós-intervenção um teste onde foi pedido às crianças que escrevessem uma mesma composição com base numa sequência de imagens. Entre os dois momentos realizaram-se 21 sessões de 60 minutos em grupo, distribuídas ao longo de 9 meses, nas quais as crianças dos grupos experimentais escreviam uma composição, sempre com base numa sequência de imagens e reviam a sua versão inicial. Nos grupos experimentais 1 e 2 proporcionou-se uma grelha com indicações sobre os principais elementos de uma estrutura narrativa, um com feedback e outro sem, com base na qual deveriam orientar a sua revisão. Às crianças do grupo experimental 3 foi-lhes pedido que revissem os textos sem recurso a qualquer tipo de instrumento e indicação específica. As crianças dos grupos de controlo despendiam o mesmo tempo em aulas de matemática e leitura. Os resultados apontam para uma evolução significativa em relação à qualidade dos textos narrativos produzidos entre o pré e o pós-intervenção em todos os grupos experimentais quando comparados ao grupo de controlo, embora não se registem diferenças significativas na evolução nos grupos experimentais.<hr/>Explicit feedback is an important factor in the revision process to give children’s clues to evaluate their own narrative text (McCurdy, Skinner, Watson, & Shriver, 2008. The aim of this study is to evaluate the impact of a narrative writing programme where the experiment gave to 4th grade children an instrument to revise their text. The participants were 71 children from 4th grade, from classrooms were teachers hardly gave them instructions about the structure of narrative texts. Children were divided in 3 different experimental groups that were submitted to 3 different types of writing programmes and 1 control group. Children were equivalent on cognitive level and on language development. Each experimental group, had to write down, 17 narrative texts, one for session. Children from experimental group 1 and 2 were given an instrument with a narrative structure to evaluate by their own means the quality of their text. Children from experimental group 3 were only asked to revise the text, without any further instruction. Control group children spent the same amount of time in math exercises and reading. The children from all experimental group improved the quality of their narrative when compared with children from control group, according PROESC criteria. However, the texts from children of experimental group, 1, 2 and 3 had not significant different in what concerns to children’s evolution from pre to post-test. This suggest the importance of the image sequence as support for children’s revision process. <![CDATA[<b>Perceptions of Portuguese psychologists about the acceptability of a child intervention targeted at inhibited preschoolers</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=en High and stable behavioral inhibition (BI) during early childhood have been associated with an increased risk of later anxiety disorders and peer difficulties. Developing evidence-based early interventions to prevent these unhealthy developmental trajectories has become a major focus of interest. However, these interventions are not yet available in Europe. This study aimed to explore the perceptions of Portuguese psychologists about the acceptability of the child component of the Turtle Program, before its dissemination in Portugal. Eighteen psychologists were distributed into three focus groups. Each group was moderated by a trained psychologist, using a semi-structured interview guide. The thematic analysis revealed that Portuguese psychologists acknowledged that the intervention needs to go beyond social skills training and enhance children’s positive self-perceptions. Overall, psychologists perceived the structure, contents, activities, and materials of the intervention to be acceptable. However, participants recommended minor modifications to strengthen the connection with naturalistic contexts, broaden the focus on emotional expressiveness and social interaction, and introduce creative activities and materials. These findings are consistent with previous research with LatinX practitioners, who typically agree with the acceptability of evidence-based child intervention principles and only report the need to introduce minor changes related to the way how interventions are delivered to children.<hr/>Níveis elevados e estáveis de inibição comportamental em idade pré-escolar associam-se a um risco acrescido de desenvolver perturbações de ansiedade e dificuldades com os pares. O desenvolvimento de intervenções baseadas na evidência para prevenir estas trajetórias inadaptativas têm merecido um interesse crescente. Todavia, estas intervenções ainda não se encontram disponíveis na Europa. Este estudo teve como objetivo explorar as perceções de aceitabilidade dos psicólogos portugueses acerca do componente para crianças do Turtle Program, antes da sua disseminação em Portugal. Dezoito psicólogos foram distribuídos em três grupos focais. Cada grupo foi moderado por um investigador treinado, com base num guião semiestruturado. A análise temática revelou que os psicólogos portugueses reconheceram a necessidade de ultrapassar o enfoque no treino de competências sociais e de promover auto-perceções positivas nas crianças. Globalmente, os psicólogos percecionaram a estrutura, os conteúdos, as atividades e os materiais de intervenção como aceitáveis. Todavia, os participantes recomendaram modificações menores ao nível da articulação com o contexto pré-escolar, do foco na expressão emocional e interação social, da introdução de atividades e materiais criativos. Estes resultados são consistentes com a investigação existente com profissionais oriundos de culturas latinas que apenas sugerem adaptações na forma como as intervenções são apresentadas às crianças. <![CDATA[<b>Construction and psychometric study of Work Orientation Questionnaire</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=en A orientação para o trabalho refere-se ao propósito que o trabalho serve na vida de cada indivíduo e acarreta grandes implicações, quer para os indivíduos, quer para as organizações. O presente estudo teve, então, como objetivo a criação e estudo psicométrico de um questionário de orientação para o trabalho. Para tal, realizou-se um estudo qualitativo que contou com 9 participantes e teve como o propósito a criação do questionário. Na sua versão final este questionário conta com 38 itens divididos por três escalas independentes, Chamamento, Carreira e Emprego. O estudo psicométrico, por sua vez, contou com 747 respondentes, 433 do sexo feminino e 307 do sexo masculino, com uma média de idades de 40.38 anos (DP=9.58), distribuído por diferentes setores e áreas de atividade. Os resultados permitiram confirmar a estrutura tri-fatorial do questionário bem como a unidimensionalidade das escalas, sendo que estas apresentam um valor elevado de ró de Dillon-Goldstein, nomeadamente .8702 para a escala de emprego, .8275 para a escala de carreira e .8903 para a escala de chamamento. Em suma, os resultados obtidos comprovam a existência de três dimensões independentes, carreira, emprego e chamamento, bem como a consistência interna e unidimensionalidade das escalas apresentadas.<hr/>The work orientation refers to the purpose that the work serves in the life of each individual and entails great implications for individuals and for organizations, too. The present study was aimed at the construction and psychometric study of a work orientation questionnaire. For this purpose, we conducted a qualitative study was carried out with 9 participants to questionnaire construction. In its final version this questionnaire has 38 items divided by three independent scales, calling, career and job. The psychometric study, in turn, counted on 747 respondents, 433 females and 307 males, with an average age of 40.38 years (SD=9.58), distributed by different sectors and areas of activity. The results allowed to confirm the tri-factorial structure of the questionnaire as well as the unidimensional of the scales, and they present a high value of Dillon-Goldstein’s rho, namely. 8702 for the employment scale, . 8275 for the career scale and .8903 for the calling scale. In sum, the results obtained prove the existence of three independent dimensions, career, job and calling, as well as the internal consistency and unidimensional of the scales presented. <![CDATA[<b>Validation study of a reduced version of the Geriatric Depression Scale in Portugal</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-82312019000300011&lng=en&nrm=iso&tlng=en As propriedades psicométricas da versão reduzida (5 itens) da Escala de Depressão Geriátrica (GDS), instrumento de avaliação da depressão junto de pessoas idosas, foram examinadas em duas amostras de pessoas com 60 e mais anos. A validade concorrente, a especificidade e a sensibilidade foram obtidas contra o Inventário de Depressão do Beck (IDB-II) numa amostra de 66 indivíduos (média das idades de 70 anos), enquanto a validade da estrutura fatorial foi observada numa amostra de base populacional de 1023 indivíduos (média das idades de 71 anos). A versão de 5 itens da Escala de Depressão Geriátrica apresenta valores de consistência interna e de correlação com o IDB-II que sugere a sua fiabilidade e valores de sensibilidade e especificidade adequados ao rastreamento de sintomatologia depressiva na população idosa. Os resultados obtidos pela Análise Fatorial Confirmatória (AFC) sugerem que o modelo unifactorial não apresenta as características desejadas, indicando que um dos itens (item 4) poderá ter um menor poder discriminativo, pelo que se observa um melhor ajustamento no modelo obtido pela AFC para 4 itens.<hr/>The validity of the short Geriatric Depression Scale (GDS) version (5 items) was assessed in two samples of older adults aged 60 or more years. Concurrent validity, specificity, and sensitivity were obtained in a convenience sample of 66 individuals (mean of 70 years) by comparison to the Beck Depression Inventory (IDB-II). Factorial analysis was conducted in a population-based sample of 1023 participants (mean of 71 years). The 5-item version of the Geriatric Depression Scale presented adequate internal consistency values and good correlation results with the IDB-II. These results suggest its reliability and adequate sensitivity, and specificity values for screening for depressive symptoms in the elderly population. The results obtained by the Confirmatory Factor Analysis (CFA) suggest that the one-factor model does not have the desired characteristics - one of the items (item 4) may have a lower discriminative power and a better fit in the model obtained by the CFA for 4 items was observed.