Scielo RSS <![CDATA[Corrosão e Protecção de Materiais]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-116420100004&lang=pt vol. 29 num. 4 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Protecção de Superfícies de Cobre por monocamadas auto-montadas de ácidos fosfónicos</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-11642010000400001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The formation and the protection properties against corrosion provided by self-assembled monolayers (SAMs) onto non-noble metals, such as copper, are described using molecules with long alkyl (decane) chains and phosphonate as anchoring group. The assembly of stable and densely packed monolayers has been achieved both on naked copper and on the metal after controlled anodic oxidation, conducted with the purpose to create different sorts of copper oxide thin films, simulating diverse possible situations. Surface characterisation techniques (contact angle measurements and atomic force microscopy) are employed to access the properties of the so-modified electrodes; in addition, the influence of each type of copper oxide on the proficiency of SAMs protection has been retrieved from comparative studies based on polarisation curves, carried out in sodium chloride.<hr/>A formação e as propriedades de protecção contra a corrosão de monocamadas auto-montadas (SAMs) em metais não-nobres como o cobre, contendo uma cadeia alquilo longa (decano) e fosfonato como grupo de ligação à superficie são descritas neste trabalho. SAMs estáveis e densas foram obtidas em cobre nu e no metal depois de oxidação electroquímica controlada, realizada com o objectivo de criar diferentes tipos de filmes finos de óxidos de cobre, simulando diversas situações possíveis. As propriedades dos eléctrodos modificados foram avaliadas recorrendo a técnicas de caracterização de superfície (medidas de ângulo de contacto e microscopia de força atómica). A influência de cada tipo de óxido de cobre na eficiência da protecção das SAMs foi também analisada a partir de estudos comparativos de curvas de polarização realizadas em cloreto de sódio. <![CDATA[<b>Avaliação da Resistência à Corrosão e das Propriedades Mecânicas do Aço Inoxidável Martensítico Contendo 15% de Crómio em Meio de H<sub>2</sub>S e CO<sub>2</sub></b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-11642010000400002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A microestrutura, propriedades mecânicas e resistência à corrosão de um aço inoxidável martensítico contendo 15 % de crómio foram investigadas. O desempenho do material foi realizado sobre amostras previamente submetidas a determinadas condições, ar e meio corrosivo (H2S e CO2) à temperatura ambiente e 190 ºC, por meio de microscopia ótica (MO), microscopia electrónica de varrimento (MEV), dureza, ensaios de corrosão uniforme e localizada (fendas e picadas) e ensaios de tracção sob uma baixa velocidade de deformação. Os resultados mostram que o material tem uma fractura dúctil, uma ausência de picadas ou fissuras mesmo em condições mais agressivas, e as propriedades mecânicas em condições severas são análogas às obtidas ao ar, o que o torna apto a ser utilizado em oleodutos ou gasodutos.<hr/>The microstructure, mechanical properties and corrosion resistance of a 15 % chromium martensitic stainless steel have been investigated. Material evaluation was carried out on samples subjected to previous conditions, air and in corrosive environment (H2S e CO2) at room temperature and 190 ºC, by means of optical microscopy (OM), scanning electron microscopy (SEM), hardness, uniform and local (pitting and crevice) corrosion tests and tensile tests under slow strain rate. The results show that material has ductile fracture, a lack of pits or cracks even in the most aggressive conditions, and mechanical properties in aggressive environment close to the same properties achieved in air, which makes suitable to be applied in oil or gas line. <![CDATA[<b>Algumas considerações sobre a teoria da passivação</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-11642010000400003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt The passive films present on some, but not all, metals and alloys have special characteristics that enable them to provide superior corrosion resistant metal surfaces. These protective “passive” films are responsible for the phenomenon of passivity, which has significantly contributed to modern technology (for example, development of stainless steels, semiconductor device technology). In this paper, the theory and basic experimental techniques used to investigate the passivation phenomenon are considered.<hr/>Os filmes “passivos” com propriedades protectoras à superfície de muitos metais e ligas metálicas são responsáveis pelo fenómeno da passividade. Esta contribui significativamente para a tecnologia actual (por exemplo, aços inox, dispositivos semicondutores). Neste artigo revêm-se os modelos de passivação e descrevem-se as técnicas experimentais mais utilizadas para o seu estudo.