Scielo RSS <![CDATA[Corrosão e Protecção de Materiais]]> http://www.scielo.mec.pt/rss.php?pid=0870-116420100002&lang=pt vol. 29 num. 2 lang. pt <![CDATA[SciELO Logo]]> http://www.scielo.mec.pt/img/en/fbpelogp.gif http://www.scielo.mec.pt <![CDATA[<b>Estudo Microestrutural e Eletroquímico de Ligas Ni-Cr-Mo Usadas em Próteses Dentárias Depois de Diferentes Processos de Refundição</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-11642010000200001&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Ligas Ni-Cr-Mo são amplamente utilizadas como próteses dentárias fixas, sendo utilizados diferentes procedimentos de refundição que podem alterar as propriedades mecânicas e resistência à corrosão. O objetivo desse trabalho foi analisar o comportamento eletroquímico, as microestruturas e a dureza de duas ligas refundidas pelo processo de refundição em chama aberta (maçarico oxi-GLP) e por indução em forno de alta frequência. A análise metalográfica revelou estruturas dendríticas com grãos largos e precipitados nos seus contornos. As ligas refundidas por indução apresentam menor resistência à corrosão em soro fisiológico, a 37 ºC e maiores valores de dureza.<hr/>Ni-Cr-Mo alloys are widely used as fixed dental prostheses, and different procedures for remelting are used which can change the mechanical properties and corrosion resistance. The main aim of this study was to analyze the electrochemical behavior, microstructures and hardness of two remelted alloys by the open flame process (oxy-GLP torch) and by induction in high frequency furnace. Metallography analysis showed dendritic structures with large grains and precipitates in their contours. Alloys recast by induction displayed a lower corrosion resistance in physiologic serum, at 37 °C and higher hardness values. <![CDATA[<b>Análise dos Produtos de Corrosão de uma Moeda Medieval Procedente do Monte da Senhora do Castelo</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-11642010000200002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt A época medieval no monte da Senhora do Castelo está bem presente nos vestígios arqueológicos detectados: uma igreja e necrópole de meados do séc. XII. Neste contexto, foram exumados diversos materiais da mesma época cronológica que testemunham esse espaço sagrado, mas também palco da instabilidade política reinante na altura. Um desses materiais é um numisma de D. Afonso IX de Leão. Os produtos de corrosão desenvolvidos no numisma durante o soterramento arqueológico foram estudados por microscopia óptica (MO), microscopia electrónica de varrimento (MEV), espectroscopia de energia dispersiva de raios-X (EDX), fluorescência de raios-X de energia dispersiva (FRXED), e difracção de raios-X (DRX). Os resultados mostram a presença de cuprite, atacamita, calcosite, prata nativa, óxido de prata e sulfureto de prata, o que permite deduzir a importância da composição do meio no tipo de degradação sofrida pelo material metálico.<hr/>The medieval time in the hill of Senhora do Castelo is well studied in the detected archaeological vestiges: a church and necropolis of middles of the 12th century. In this context, various materials have been exhumed in the same chronological age that witnessed this sacred space, but also stage of the political instability prevailing at the time. One such material is a coin of D. Afonso IX de Leão. The corrosion products developed on the coin during the archaeological burial was studied by means of optical microscopy (OM), scanning electron microscopy combined with energy dispersive spectrometry (SEM-EDS), energy dispersive X-ray fluorescence (EDXRF), and X-ray diffraction (XRD). The results show the presence of cuprite, atacamite, chalcocite, silver oxide, silver sulphide and native silver, which allows deducing the importance of the environment in the deterioration of metallic artefact. <![CDATA[<b>Rotura de um Cabo de Catamarã Devido a Corrosão e Fadiga</b>]]> http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0870-11642010000200003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt Analisaram-se as causas da rotura prematura da peia da barra de união dos cascos de um catamarã. Esta era constituída por um cabo, com diâmetro de 16 mm, composto por 19 arames de aço inoxidável de 3 mm de diâmetro, dispostos num enrolamento Warrington de duas camadas. O cabo estava cravado na extremidade de um perno roscado de aço inox que o ligava à barra e o mantinha esticado. A rotura ocorreu no encastramento. Uma parte dos arames fracturou por fadiga e as fissuras iniciaram-se na superfície lateral dos arames, onde se observaram picadas de corrosão formadas em zonas de contacto entre arames ou paredes do tubo, por acção da água do mar, temperatura ambiente, desgaste e esforços aplicados. Recomendou-se a revisão do projecto da peia de forma a eliminar a acumulação de água do mar na parte encastrada.<hr/>The causes of failure of a gripping cable from a catamaran hull coupling bar were investigated. The 16 mm diameter single strand cable, composed of 19 stainless steel wires, was kept stretched through a threaded joint. Fractographic macro examination of all wires facture surfaces and X-ray diffraction of exuded products collected inside the cable allowed the identification of a two step process failure: a first stage, where wires mainly from the outer layer of the cable suffered from interstitial and/or pitting corrosion, followed by slow crack propagation inwards wire section until complete rupture of most wires, due to fatigue and corrosion; and a second and last stage where final ductile rupture of the remaining wires, mainly from inner layer, occurred, due to overload. Cracks nucleated inside crevices and pits, which was favoured by cable connecting ends design, exposition to sea water, fretting and applied stresses. A design revision was recommended.