ISSN 0430-5027

e-ISSN 2182-2905

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

A Finisterra, editada desde 1966 pelo Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa (CEG, Universidade de Lisboa), é a mais antiga e uma das principais revistas portuguesas de Geografia.

Na sua composição, a Direcção e a Comissão Executiva têm como critérios: a paridade de géneros e a integração de doutores das várias áreas científicas da Geografia. A aposta em jovens investigadores, na composição da Comissão Executiva, procura estimular a publicação na Finisterra de investigação mais recente, mas sobretudo, porque têm experiência de publicação, de revisão de artigos científicos e visibilidade científica bem como estão familiarizados com a componente de edição digital, dando vantagem competitiva à Finisterra que (sem descurar a edição em papel) procura reforçar continuamente o seu posicionamento no mundo editorial online.

A Finisterra publica textos inéditos dedicados à investigação em diversas vertentes da Geografia física e humana, Recursos e Riscos ambientais, Planeamento regional e local, Ordenamento do território, Desenvolvimento regional e local, Sistemas de Informação Geográfica, entre outros temas.

Na Finisterra, o controlo de qualidade dos manuscritos submetidos é efectuado através de um editor designado pela Diretora e a Comissão Executiva e de uma dupla arbitragem por pares.

Desde 2016 a Finisterra é publicada 3 vezes por ano.

A Finisterra encontra-se indexada nas plataformas científicas: Web of Science (Emerging Sources Citation IndexESCI; SciELO Citation Index; SCOPUS; ERIH PLUS (European Reference Index for the Humanities and the Social Sciences); WebQualis (Capes); SCImago; SciELOScientific Electronic Library; EBSCO (Academic Search Complete); DOAJ (Directory of Open Access Journals); ESCI (Emerging Sources Citation Index); Dialnet; Latindex (Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal); REDIB (Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico); Sherpa/ROMEO (Journals database)

Forma e preparação de manuscritos

Normas para a apresentação de originais

A Finisterra utiliza a plataforma Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal (RCAAP) para a submissão e revisão por pares dos manuscritos submetidos. 


Tipos de manuscritos

 

A Finisterra publica artigos, sínteses, atualizações bibliográficas e comentários de autor, além de curtas notícias de acontecimentos científicos recentes.

 

Dimensão dos manuscritos

 

Os artigos não devem exceder 35 000 caracteres com espaços, excluindo resumos e palavras-chave (no mínimo em duas línguas), bibliografia, figuras e quadros.

 

As sínteses bibliográficas não devem ultrapassar 15 000 caracteres com espaços.

As atualizações bibliográficas, comentários de autor, recensões e notícias devem ter um máximo de 10 000 caracteres com espaços. 

 

Formatação do texto e secções

 

Os manuscritos originais devem ser preparados em suporte digital, em versão recente do Microsoft Word, OpenOffice ou RTF. Em conformidade, o ficheiro deve ser identificado pelo apelido do 1º autor/a, seguido de_txt. e da respetiva extensão (ex: Castro_txt.docx).

O texto do manuscrito apresenta-se em espaço simples, usa uma fonte de 11 pontos e sempre que pertinente, emprega itálico em vez de sublinhado (excepto em endereços URL); as indicações das figuras e quadros estão inseridos no texto, não no final do documento na forma de anexos.

Os capítulos têm numeração romana e os seus títulos são apresentados em maiúsculas. Se existirem subcapítulos têm numeração árabe e são formatados a negrito com letra minúscula.

A indicação bibliográfica de um/a autor/a, no decurso do texto, deve ser feita pelo apelido, apenas com inicial maiúscula, seguido da data da obra e, se for uma citação, com indicação das páginas [ex: Couto (2010) ou (Alves, 2011) ou (Ribeiro, 2011, p. 23-24)]. Havendo 2 autores/as usa-se “&” entre os apelidos [ex: (Castro & Alves, 2009)]; se forem três ou mais autores/as indica-se o apelido do 1.º seguido de et al. [ex: (Tavares et al., 2011)]. Se forem necessárias abreviaturas indica-se o nome ou título completo a primeira vez que for referido, seguido da sigla entre parêntesis [ex: Instituto Nacional de Estatística (INE)]. 

Ver normas APA

 

Título

 

Deve ser conciso, exprimindo o conteúdo. Se necessário, usar subtítulo. É apresentado em maiúsculas a negrito e centrado.

 

Autores/as

 

O nome dos/as autores/as é escrito em maiúsculas pequenas, sob o título do texto, à direita.

A seguir ao nome insere-se uma nota que indica a situação profissional, morada institucional, cidade, país e o e-mail de cada autor/a.

A sequência dos nomes dos/as autores/as é da responsabilidade dos próprios.

 

Resumos

 

São apresentados resumos em português, inglês e francês, para além da língua do texto.

A tradução do resumo inclui obrigatoriamente a tradução do título.

A dimensão do resumo é de cerca de 1 500 caracteres com espaços.

O resumo deve exprimir o conteúdo do texto, ressaltando os aspetos essenciais, sem que o leitor precise de consultar o texto.

Não devem incluir-se nos resumos referências bibliográficas nem citações.

No fim de cada resumo são apresentadas palavras-chave, num máximo de cinco. 

 

Notas de pé de página

As notas de rodapé são dedicadas à afiliação dos/as autores/as e devem indicar a situação profissional, morada institucional, cidade, país e o e-mail de cada autor/a.

Não se aceitam notas que sejam meras referências bibliográficas.

As notas que forem imprescindíveis (no máximo até 10) terão sequência numérica árabe no final do texto, após as referências bibliográficas.

 

Figuras

 

A palavra “figura” contempla os seguintes tipos de imagens: mapas, gráficos, desenhos, fotografias, infografias.

Deve sempre existir uma versão a preto e branco de todas as figuras a cores, pois a Finisterra não imprime o manuscrito a cores. Caso o/a autor/a tenha interesse em que isso aconteça, serão cobrados os respetivos custos.

As figuras a cores apenas ficarão disponíveis online.

O título surge em duas línguas (original do texto e em inglês), deve ser conciso exprimindo o conteúdo da figura.

Deve ser feito um ficheiro separado, com os títulos das figuras, numeradas em árabe, em duas línguas. Esse ficheiro deve ser identificado pelo apelido do/a 1º autor/a, seguido de_fig e da extensão do Word (ex: Durão_fig_docx).

Todas as figuras devem ser referidas no texto, usando a palavra “figura” se esta ficar no meio da frase, ou a abreviatura “fig.” caso se usem parêntesis [ex: (fig. 1)].

Cada figura deve ser enviada em ficheiro individualizado/separado do texto (que não deve exceder 5 MB; o conjunto não pode ultrapassar os 30 MB), em formato .jpeg, .tiff, .bpm, .gif, .png, com uma resolução não inferior a 300 dpi. Cada ficheiro individualizado é identificado pelo apelido do/a primeiro/a autor/a, nº da figura e extensão (ex: Durão_fig. 2. jpeg).

As figuras devem ter qualidade e legibilidade suficientes de forma a permitir redução para a mancha da revista.

A reprodução em papel será feita a preto e branco, salvo se o/a autor/a custear as despesas para reprodução a cor.

Nas conversões das imagens deve evitar-se a multiplicação de escalas de cinzentos, pela dificuldade de distinção entre elas, sendo aconselhado o uso de escalas de cinzento que permitam fácil leitura.

As legendas devem ser simples.

A fonte só deve ficar expressa, se tiver havido recurso a autores/as que não os do texto.

 

Quadros

 

Os quadros devem ser incluídos no manuscrito e aí mencionados através de numeração romana (ex: Quadro I – Titulo).

Os títulos devem ser claros mas sintéticos, em duas línguas.

Devem evitar-se quadros que não caibam numa só página.

Os quadros devem ser simples, evitando frases longas, números extensos e demasiadas casas decimais.

A formatação dos quadros contempla linhas horizontais, sem limites verticais exteriores, sendo permitidas linhas verticais internas (ver números publicados da revista).

A fonte só deve ficar expressa, se tiver havido recurso a autores/as que não os do manuscrito.

 

Referências bibliográficas

 

Inclui exclusivamente as referências bibliográficas citadas no texto.

São inseridas no final do texto, com o título “Referências Bibliográficas”.

Apresentada por ordem alfabética.

Não devem aparecer em notas de rodapé.

No caso de existirem diversas obras do/a mesmo/a autor/a segue-se a ordem cronológica, com a obra mais recente em primeiro lugar.

Se existir mais do que uma obra do mesmo ano e autor/a acrescentam-se à data as letras “a”, “b”, “c”, etc.

A Finisterra segue as Normas APA.

 

 

Direitos de Autor

 

Cabe aos/às autores/as dos manuscritos obter autorização para publicação de material sujeito a “Direitos de Autor”.

 

 

 

Direitos de Edição

 

Os direitos de edição pertencem ao Centro de Estudos Geográficos do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa.

A edição de um texto submetido à Finisterra para publicação implica que seja um original.

A publicação implica a aceitação das “normas para submissão de manuscritos”, “deveres dos/as autores” e o envio de uma “carta de aceitação”.

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo Editorial] [Assinaturas]


© 2018 Centro de Estudos Geográficos

IGOT – Rua Branca Edmée Marques
Cidade Universitária
1600-276 LISBOA
Tel. +351 210 443 000/217 940 218


E-mail:
rev.finisterra@campus.ul.pt

http://www.ceg.ulisboa.pt/revistafinisterra/

http://revistas.rcaap.pt/finisterra/index