ISSN 1646-5830
[versão impressa]

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Escopo e política

A Acta Obstétrica e Ginecológica Portuguesa (AOGP) é uma revista editorialmente independente e órgão oficial da Federação das Sociedades Portuguesas de Obstetrícia e Ginecologia (FSPOG).

A revista publica trabalhos científicos originais avaliados por revisores, em todas as áreas relacionadas com a Ginecologia e Obstetrícia.

É uma revista bilingue que aceita artigos escritos em inglês ou em português, que versem temas relacionados com a Ginecologia e Obstetrícia.

Os direitos de autor dos artigos publicados nesta revista são automaticamente transferidos dos autores para a FSPOG na altura da aceitação para publicação. É da responsabilidade dos autores informar os editores, na altura da submissão, de quaisquer impedimentos existentes para a transferência destes direitos, bem como de conflitos de interesse existentes, relativos à investigação realizada e à publicação do artigo.

 

Forma e preparação de manuscritos

REGRAS PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS

Regras gerais
1. Os artigos deverão ser submetidos exclusivamente à Acta Obstétrica e Ginecológica Portuguesa, não podendo estar a ser simultaneamente considerados para publicação noutra revista. Serão considerados para publicação artigos que foram previamente rejeitados noutras revistas e os autores são livres de submeter os artigos não aceites por esta revista a outras publicações.
2. Todos os artigos são submetidos à revista por iniciativa dos seus autores, excepto os artigos de revisão que poderão também ser elaborados a convite dos Editores.
3. Os dados constantes do artigo não podem ter sido previamente publicados, total ou parcialmente, noutras revistas. Deste âmbito, exclui-se a publicação sob forma de resumo em actas de reuniões científicas.
4. Os autores poderão no prazo de 3 meses re-submeter uma única vez os artigos rejeitados pela revista, os quais serão encarados como novas submissões.
5. Os requisitos para autoria de artigos nesta revista estão em consonância com os Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals.
6. Os autores são responsáveis pela verificação cuidadosa dos textos na primeira submissão, bem como nas eventuais versões modificadas e nas provas finais do artigo.

Submissão online de artigos

1. Todos os artigos deverão ser submetidos exclusivamente na página de submissões da revista em www.editorialmanager.com/aogp.
2. A revista aceita seis tipos diferentes de artigos:
• ESTUDO ORIGINAL
• ARTIGO DE REVISÃO
• CASO CLÍNICO
• IMAGEM DO TRIMESTRE
• ARTIGO DE OPINIÃO
• CARTA AO EDITOR
Uma sub-secção dos artigos de opinião intitulada «Para lá da Ciência» permite a submissão de textos sobre a vivência pessoal na area da Obstetricia e Ginecologia e sobre aspectos históricos da Obstetricia/Ginecologia Portuguesa.
3. Todos os artigos necessitam de um título em Inglês que não pode exceder 150 caracteres incluíndo espaços.
4. A lista de autores deve incluir o primeiro e último(s) nome(s) de cada um, juntamente com as funções académicas e hospitalares actuais. Para os artigos de revisão, artigos de opinião e casos clínicos não se aceitam mais do que 5 autores; para os artigos Imagem do Trimestre um máximo de 3 autores. Para os estudos originais são aceites até 8 autores, podendo este número ser excedido em estudos corporativos que envolvam mais de dois centros. Um dos autores é designado «responsável pela correspondência» e os seus contactos devem ser fornecidos na página de submissões da revista.
5. Os estudos originais, artigos de revisão, casos clínicos e Imagem do Trimestre necessitam de incluir um resumo em inglês que não pode exceder 300 palavras tratando-se de estudos originais e 100 palavras nos restantes. Este texto não pode incluir qualquer referência aos autores ou à instituição onde o estudo foi realizado. A estrutura é diferente de acordo com o tipo de artigo:
• ESTUDO ORIGINAL – parágrafos com os títulos Overview and Aims, Study Design, Population, Methods, Results, and Conclusions.
• OUTROS – estrutura livre.
6. Os estudos originais, artigos de revisão, artigos de opinião e casos clínicos necessitam de incluir 1 a 5 palavras-chave, segundo a terminologia MeSH (www.nlm.nih.gov/mesh/meshhome.html).
7. Todos os artigos necessitam de um título em Português que não pode exceder 150 caracteres incluíndo espaços.
8. Os artigos submetidos como Casos Clinicos e Imagem do Trimestre deverão ser integralmente redigidos em inglês.
9. Os artigos só serão aceites para avaliação desde que acompanhados de documento assinado por todos os autores em que seja manifesta a concordância quanto ao texto submetido. Este documento é submetido através de email para: secretariado.aogp@gmail.com.

Preparação do texto, tabelas e figuras

1. Os ficheiros submetidos com o texto principal do artigo, tabelas e figuras não devem ter qualquer referência aos autores ou à(s) instituição(ões) onde a investigação foi realizada.
2. Todos os textos submetidos devem ter duplo espaço entre linhas, usando a fonte Times New Roman de 11 pontos.
3. O texto principal do artigo tem estrutura e dimensão máxima (excluíndo referências) de acordo com o tipo de artigo:
• ESTUDO ORIGINAL – secções divididas com os títulos: Introdução, Métodos, Resultados e Discussão; dimensão máxima 3000 palavras.
• ARTIGO DE REVISÃO – estrutura livre; dimensão máxima 5000 palavras.
• ARTIGO DE OPINIÃO – estrutura livre; dimensão máxima 1500 palavras.
• CASO CLÍNICO – secções divididas com os títulos Introdução, Caso Clínico e Discussão; dimensão máxima 1500 palavras.
• IMAGEM DO TRIMESTRE – estrutura livre; dimensão máxima 500 palavras. Numero máximo de imagens: 2
4. As investigações que envolvem seres humanos ou animais devem incluir no texto uma declaração relativa à existência de aprovação prévia por uma Comissão de Ética apropriada. Com seres humanos é ainda necessário incluir uma declaração relativa à solicitação de consentimento informado dos participantes.
5. As abreviaturas devem ser empregues com moderação e definidas por extenso aquando da primeira utilização, tanto no resumo como no texto principal do artigo.
6. Devem ser sempre utilizados os nomes genéricos dos medicamentos, excepto quando o nome comercial é particularmente relevante. Neste caso, devem ser acompanhados do símbolo ®.
7. Os equipamentos técnicos, produtos químicos ou farmacêuticos citados no texto devem ser seguidos entre parentesis do nome do fabricante, cidade e país onde são comercializados.
8. No final do texto principal os autores podem incluir os agradecimentos que queiram ver expressos no artigo.
9. As referências deverão ser numeradas consecutivamente na ordem em que são mencionadas no texto, tabelas ou legendas de figuras, usando números arábicos em sobrescrito; exemplo 1,2,3.
Os artigos aceites para publicação mas ainda não publicados podem ser incluidos na lista de referências no formato habitual, usando o nome da revista seguido da expressão in press.
As comunicações pessoais, abstracts em livros de resumos de congressos, páginas web e artigos ainda não aceites não podem ser incluídos na lista de referências.
• ESTUDO ORIGINAL – máximo de 50 referências.
• ARTIGO DE REVISÃO – máximo de 125 referências.
• ARTIGO DE OPINIÃO – máximo de 20 referências.
• CASO CLÍNICO – máximo de 20 referências.
• IMAGEM DO TRIMESTRE – máximo de 5 referências.
10. A lista des referências deve seguir as normas do Uniform Requirements for Manuscripts Submitted to Biomedical Journals www.icmje.org/icmje.pdf.
Os títulos das revistas são abreviados de acordo com a lista da National Library of Medicine, disponível em http://www.nlm.nih.gov/bsd/uniform_requirements.html.
Todos os autores deverão ser citados.
Exemplo de artigos publicados em revistas: Grant JM. The whole duty of obstetricians. BJOG 1997; 104:387-92.
Exemplo de Capítulos de livros: Goldenberg RL, Nelson KG. Cerebral Palsy. In: Maternal-Fetal Medicine (4th Edition). Creasy RK, Resnik R (eds). WB Saunders;1999:1194-214.
11. Os quadros são submetidos em formato digital, separadamente do texto principal. Devem ser numerados sequencialmente em numeração romana (I, II, III, IV etc.) e não apresentar linhas verticais internas; as únicas linhas horizontais a incluir são na margem superior e inferior do quadro e após os títulos das colunas. Os dados contidos nos quadros e nas legendas devem ser concisos e não devem duplicar a informação do texto. As legendas dos quadros devem ser submetidas nos mesmos ficheiros dos quadros.
12. As figuras devem ser numeradas sequencialmente na ordem que aparecem no texto, usando numeração arábica (1, 2, 3, etc.) e submetidas em formato digital, em ficheiros separados do texto principal e dos quadros. Podem ser submetidas figuras a preto e branco ou a cores. As legendas das figuras devem ser submetidas dentro do texto principal, numa página separada, após as referências.
13. Após aceitação de um artigo, mas antes da sua publicação, os autores deverão enviar por email à revista o Formulário de Garantia dos Autores, disponível em www.aogp.com.pt/authors_form.pdf, assinado por todos.

Cartas ao Editor

1. As cartas ao Editor referem-se em principio a artigos publicados nos últimos dois números da revista, mas poderão ocasionalmente também ser publicadas cartas sobre outros temas de especial interesse. Se for considerado relevante o Editor-Chefe solicitará uma resposta dos autores do artigo original.
2. As cartas ao Editor e as respostas dos autores não devem exceder 750 palavras nem 5 referências.

 

[Home] [Sobre esta revista] [Corpo Editorial] [Assinaturas]


© 2018 Federação das Sociedades Portuguesas de Obstetrícia e Ginecologia
Morada: Edifício Cruzeiro, n.º 4 – 2º andar, sala 32,
Largo de Celas
3000-132 Coimbra
Email: geral@fspog.com

Secretariado
Sónia Barros
Email: FSPOG.sec@gmail.com